08 de julho de 2017 em Economia

Prefeitura de Fortaleza notifica comerciantes irregulares no Centro

Os comerciantes irregulares foram notificados e têm 48 horas para apresentar a documentação


fiscais da prefeitura no centro da cidade
Durante a operação, os fiscais municipais cobraram a Permissão para Ocupação do Espaço Público
A Prefeitura de Fortaleza notificou cerca de 50 proprietários de bancas e barracas de comércio irregular na Travessa Viçosa, no Centro, na manhã deste sábado (08/07). A ação faz parte do projeto de ordenamento do entorno da José Avelino e revitalização do centro histórico da cidade. A operação foi realizada por fiscais da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis).

A Travessa Viçosa, localizada próxima à Rua José Avelino, foi ocupada pelo comércio irregular. São bancas e barracas de roupas que atuam sem a devida autorização.

Durante a operação, os fiscais municipais cobraram a Permissão para Ocupação do Espaço Público. Os comerciantes irregulares foram notificados e têm 48 horas para apresentar a documentação. Caso não ocorra a regularização, a infração gera multa e apreensão das bancas e barracas.

A fiscalização na Rua José Avelino e entorno é realizada 24 horas por dia, com o efetivo, em média, de 30 fiscais e 50 auxiliares, e conta com o apoio da Guarda Municipal de Fortaleza.

Prefeitura de Fortaleza notifica comerciantes irregulares no Centro

Os comerciantes irregulares foram notificados e têm 48 horas para apresentar a documentação

fiscais da prefeitura no centro da cidade
Durante a operação, os fiscais municipais cobraram a Permissão para Ocupação do Espaço Público
A Prefeitura de Fortaleza notificou cerca de 50 proprietários de bancas e barracas de comércio irregular na Travessa Viçosa, no Centro, na manhã deste sábado (08/07). A ação faz parte do projeto de ordenamento do entorno da José Avelino e revitalização do centro histórico da cidade. A operação foi realizada por fiscais da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis).

A Travessa Viçosa, localizada próxima à Rua José Avelino, foi ocupada pelo comércio irregular. São bancas e barracas de roupas que atuam sem a devida autorização.

Durante a operação, os fiscais municipais cobraram a Permissão para Ocupação do Espaço Público. Os comerciantes irregulares foram notificados e têm 48 horas para apresentar a documentação. Caso não ocorra a regularização, a infração gera multa e apreensão das bancas e barracas.

A fiscalização na Rua José Avelino e entorno é realizada 24 horas por dia, com o efetivo, em média, de 30 fiscais e 50 auxiliares, e conta com o apoio da Guarda Municipal de Fortaleza.