19 de julho de 2022 em Mobilidade

Prefeitura define operação especial de trânsito, transporte e fiscalização para o Halleluya 2022

Um efetivo de 70 agentes da AMC facilitará o acesso dos participantes ao local do evento


De 20 a 24 de julho, o Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU) sedia mais uma edição do Halleluya. O festival religioso vai contar com um planejamento especial de mobilidade montado pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), para facilitar o acesso do público.
 
A operação de trânsito terá início às 15h com a coibição de estacionamento irregular no entorno do evento e apoio à travessia de pedestres nas avenidas Alberto Craveiro e Dr. Silas Munguba. Dispositivos como cones serão utilizados para que os veículos reduzam a velocidade nas faixas de pedestres. Um efetivo diário de cerca de 70 agentes do órgão controlará o tráfego, garantindo o ir e vir dos participantes com mais segurança e agilidade.
 
Para otimizar a chegada ao CEU e distribuir melhor o fluxo veicular, a orientação da AMC é que os veículos particulares acessem ao local pela Av. Alberto Craveiro e os coletivos utilizem a Av. Dr. Silas Munguba. O único bloqueio previsto é na Rua Corumbá, a partir das 16h. A atuação do órgão só acaba após a dispersão total do público. 
 
Transporte Coletivo
 
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) reforçará a frota de transporte coletivo destinando quatro veículos extras. A operação começará às 18 horas, promovendo ligação direta do Terminal da Parangaba ao Centro Espiritual Uirapuru (CEU). Além disso, 14 linhas do sistema regular atendem ao festival. 
 
(024) Antônio Bezerra/Lagoa/Unifor
(041) Parangaba/Oliveira Paiva/Papicu
(049) Siqueira/Oliveira Paiva/Washington Soares
(309) Conj. Sumaré/Parangaba
(311) Castelão/Parangaba
(312) Dias Macedo/Parangaba
(321) Jardim União/Parangaba
(391) Passaré/Parangaba
(603) Jardim União/Centro
(605) Conj. José Walter/BR 116/Av. I
(606) Conj. José Walter/BR 116/Av. N
(633) Passaré/Centro
(666) Jardim Castelão
(680) José Walter/Papicu/Cidade Jardim

Fiscalização

A Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), também atuará na 24ª edição do evento, com o objetivo de verificar o cumprimento das normas sanitárias do comércio ambulante, vistoriando produtos alimentícios e suas devidas conservações, a fim de assegurar a saúde da população.

Agentes da Vigilância Sanitária estarão presentes monitorando o prazo de validade de produtos; a conformidade no acondicionamento de alimentos; a higiene/conservação de equipamentos e coibindo possíveis condutas irregulares que venham a ser praticadas durante os cinco dias do evento.

De acordo com o diretor de operações da Agefis, Reginaldo Araújo, “A Agefis tem um papel fundamental na fiscalização de um grande evento como o Halleluya, que, por meio da vigilância sanitária garantirá a segurança da população acerca de produtos alimentícios comercializados no local”, afirmou.

 

Prefeitura define operação especial de trânsito, transporte e fiscalização para o Halleluya 2022

Um efetivo de 70 agentes da AMC facilitará o acesso dos participantes ao local do evento

De 20 a 24 de julho, o Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU) sedia mais uma edição do Halleluya. O festival religioso vai contar com um planejamento especial de mobilidade montado pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), para facilitar o acesso do público.
 
A operação de trânsito terá início às 15h com a coibição de estacionamento irregular no entorno do evento e apoio à travessia de pedestres nas avenidas Alberto Craveiro e Dr. Silas Munguba. Dispositivos como cones serão utilizados para que os veículos reduzam a velocidade nas faixas de pedestres. Um efetivo diário de cerca de 70 agentes do órgão controlará o tráfego, garantindo o ir e vir dos participantes com mais segurança e agilidade.
 
Para otimizar a chegada ao CEU e distribuir melhor o fluxo veicular, a orientação da AMC é que os veículos particulares acessem ao local pela Av. Alberto Craveiro e os coletivos utilizem a Av. Dr. Silas Munguba. O único bloqueio previsto é na Rua Corumbá, a partir das 16h. A atuação do órgão só acaba após a dispersão total do público. 
 
Transporte Coletivo
 
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) reforçará a frota de transporte coletivo destinando quatro veículos extras. A operação começará às 18 horas, promovendo ligação direta do Terminal da Parangaba ao Centro Espiritual Uirapuru (CEU). Além disso, 14 linhas do sistema regular atendem ao festival. 
 
(024) Antônio Bezerra/Lagoa/Unifor
(041) Parangaba/Oliveira Paiva/Papicu
(049) Siqueira/Oliveira Paiva/Washington Soares
(309) Conj. Sumaré/Parangaba
(311) Castelão/Parangaba
(312) Dias Macedo/Parangaba
(321) Jardim União/Parangaba
(391) Passaré/Parangaba
(603) Jardim União/Centro
(605) Conj. José Walter/BR 116/Av. I
(606) Conj. José Walter/BR 116/Av. N
(633) Passaré/Centro
(666) Jardim Castelão
(680) José Walter/Papicu/Cidade Jardim

Fiscalização

A Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), também atuará na 24ª edição do evento, com o objetivo de verificar o cumprimento das normas sanitárias do comércio ambulante, vistoriando produtos alimentícios e suas devidas conservações, a fim de assegurar a saúde da população.

Agentes da Vigilância Sanitária estarão presentes monitorando o prazo de validade de produtos; a conformidade no acondicionamento de alimentos; a higiene/conservação de equipamentos e coibindo possíveis condutas irregulares que venham a ser praticadas durante os cinco dias do evento.

De acordo com o diretor de operações da Agefis, Reginaldo Araújo, “A Agefis tem um papel fundamental na fiscalização de um grande evento como o Halleluya, que, por meio da vigilância sanitária garantirá a segurança da população acerca de produtos alimentícios comercializados no local”, afirmou.