31 de julho de 2020 em Social

Prefeitura promove formação virtual sobre violência sexual infantojuvenil para profissionais da Rede Cuca

Foram realizadas sete formações preventivas nos Cucas Barra, Mondubim e Jangurussu


Formação on-line
Profissionais da Rede Cuca receberam informações sobre a prevenção do assédio sexual infantojuvenil

A Prefeitura de Fortaleza realizou, por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), formações virtuais sobre a violência sexual infantojuvenil com foco na prevenção do assédio sexual para os profissionais da Rede Cuca.

A iniciativa foi ministrada pelo eixo preventivo do Programa Rede Aquarela em parceria com a Rede Cuca e visa trabalhar a prevenção de casos. Foram realizadas, no mês de julho, sete formações para 192 profissionais das áreas de atendimento, informática, artes, administração, esporte, comunicação e direitos humanos.

“A formação sobre assédio, abuso e exploração sexual foi realizada com todos os profissionais da Rede Cuca com o objetivo de orientar e sensibilizar. É importante reforçar a importância e o papel de cada um deles dentro da prática cotidiana, além da defesa dos direitos de meninos e meninas no combate da violência”, ressaltou a coordenadora de psicossocial e saúde da Rede Cuca, Mairla Mara.

A violência sexual tem um impacto muito grande na saúde física e mental da criança e do adolescente, deixando marcas em seu desenvolvimento, com danos que podem persistir por toda vida. Sua detecção precoce possibilita o tratamento e acompanhamento adequados, com a minimização das sequelas.

"O Programa Rede Aquarela e a Rede Cuca são parceiros de longa data no enfrentamento da violência sexual infantojuvenil. Após várias denúncias sobre assédio sexual serem veiculadas nas redes sociais, observamos a urgência de discutir o tema com os nossos parceiros para atuarem na prevenção”, destacou Kelly Meneses, coordenadora do Programa.

O eixo preventivo leva informações para a comunidade com a parceria de instituições governamentais, não governamentais e profissionais da rede de proteção através de palestras e oficinas educativas em todas as Regionais. É responsável pelo primeiro passo para o enfrentamento da violência sexual com a chegada da informação até as crianças e adolescentes, e os profissionais cuidadores, fundamental para a percepção dos sinais e para que as providências sejam tomadas.

Serviço:
Rede Aquarela
Local: Rua João Tomé, 261 - Monte Castelo
Funcionamento durante a pandemia: segunda a sexta-feira das 9h às 18h
Contato: (85) 3433.1419/ 3238.1682 e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Prefeitura promove formação virtual sobre violência sexual infantojuvenil para profissionais da Rede Cuca

Foram realizadas sete formações preventivas nos Cucas Barra, Mondubim e Jangurussu

Formação on-line
Profissionais da Rede Cuca receberam informações sobre a prevenção do assédio sexual infantojuvenil

A Prefeitura de Fortaleza realizou, por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), formações virtuais sobre a violência sexual infantojuvenil com foco na prevenção do assédio sexual para os profissionais da Rede Cuca.

A iniciativa foi ministrada pelo eixo preventivo do Programa Rede Aquarela em parceria com a Rede Cuca e visa trabalhar a prevenção de casos. Foram realizadas, no mês de julho, sete formações para 192 profissionais das áreas de atendimento, informática, artes, administração, esporte, comunicação e direitos humanos.

“A formação sobre assédio, abuso e exploração sexual foi realizada com todos os profissionais da Rede Cuca com o objetivo de orientar e sensibilizar. É importante reforçar a importância e o papel de cada um deles dentro da prática cotidiana, além da defesa dos direitos de meninos e meninas no combate da violência”, ressaltou a coordenadora de psicossocial e saúde da Rede Cuca, Mairla Mara.

A violência sexual tem um impacto muito grande na saúde física e mental da criança e do adolescente, deixando marcas em seu desenvolvimento, com danos que podem persistir por toda vida. Sua detecção precoce possibilita o tratamento e acompanhamento adequados, com a minimização das sequelas.

"O Programa Rede Aquarela e a Rede Cuca são parceiros de longa data no enfrentamento da violência sexual infantojuvenil. Após várias denúncias sobre assédio sexual serem veiculadas nas redes sociais, observamos a urgência de discutir o tema com os nossos parceiros para atuarem na prevenção”, destacou Kelly Meneses, coordenadora do Programa.

O eixo preventivo leva informações para a comunidade com a parceria de instituições governamentais, não governamentais e profissionais da rede de proteção através de palestras e oficinas educativas em todas as Regionais. É responsável pelo primeiro passo para o enfrentamento da violência sexual com a chegada da informação até as crianças e adolescentes, e os profissionais cuidadores, fundamental para a percepção dos sinais e para que as providências sejam tomadas.

Serviço:
Rede Aquarela
Local: Rua João Tomé, 261 - Monte Castelo
Funcionamento durante a pandemia: segunda a sexta-feira das 9h às 18h
Contato: (85) 3433.1419/ 3238.1682 e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.