06 de maio de 2020 em Educação

Programa direcionado à promoção da saúde vocal de professores promove atividades virtuais

As oficinas do eVoice reúnem profissionais da Rede Municipal de Ensino em plataforma online


Em virtude da pandemia do novo coronavírus, o Programa eVoice virtualizou as oficinas de saúde vocal direcionadas aos professores da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza. As atividades integram o Programa de Promoção da Saúde Integral do Profissional da Educação de Fortaleza (Prosipe), realizado na Academia do Professor Darcy Ribeiro, equipamento da Secretaria Municipal de Educação (SME). As oficinas online iniciaram no dia 27 de abril, reunindo, em cada turma, 20 a 25 professores na plataforma Hangouts Meet.

Os encontros virtuais têm a mediação de fonoaudiólogos e estudantes de Fonoaudiologia, bolsistas do Programa, além de uma fonoaudióloga do Instituto de Previdência do Município (IPM). Os encontros online acontecerão duas vezes por semana. A expectativa é que essa iniciativa favoreça a capacitação do maior número de professores possível. De novembro de 2019 até o início de março de 2020, antes das medidas de isolamento social, o Programa já havia capacitado mais de 60 professores nas oficinas presenciais.

O Programa eVoice ocorre em quatro oficinas e conta, ainda, com o suporte de duas tecnologias eHealth (eletronic health): o curso a distância (EaD) Saúde Vocal em Foco e o aplicativo VoiceGuard, ambos desenvolvidos por pesquisadores da Universidade de Fortaleza (Unifor). Essas ferramentas possibilitam que o professor, de qualquer lugar, acesse os conteúdos e testes. Dessa forma, poderá aprender mais sobre a voz e fazer um bom monitoramento da sua saúde vocal.

Os pesquisadores veem a virtualização como uma oportunidade para ampliar a abrangência do Programa, uma vez que poderá continuar sendo utilizada mesmo após a pandemia, por facilitar a adesão daqueles professores que não têm tempo de se deslocar para participarem presencialmente.

Ao iniciar e finalizar o curso, os professores preenchem instrumentos que abordam conhecimentos a respeito da saúde vocal, índice de qualidade de vida e voz e índice de desvantagem vocal. A comparação dos resultados mostra os ganhos obtidos pelo professor após a participação no Programa eVoice. Todos esses instrumentos estão virtualizados na plataforma Google Forms.

Ao longo do curso, os docentes recebem dicas para usar o Curso em EaD e manusear o aplicativo VoiceGuard. O aplicativo está disponível para smartphones Android e iOS, tendo as seguintes funcionalidades: alertas e lembretes para a ingestão de água, verificação do nível de ruído ambiental, testes para aferir a qualidade e o risco vocal, produção de relatórios diários de acompanhamento do desempenho vocal e controle de agendamento de exames.

“Recebemos relatos de que alguns professores estão apresentando queixas vocais em virtude do stress emocional provocado pelo isolamento social, além das inúmeras atividades virtuais e simultâneas que estão ministrando. É muito pouco o tempo para lidarem com tantas mudanças. A virtualização, nesse momento, é uma oportunidade que nós temos de ajudarmos os professores por meio da capacitação e formação, a enfrentar essa ansiedade e esses problemas que a quarentena tem causado”, destaca Christina Praça, doutora em Saúde Coletiva, professora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Unifor (PPGSC) e coordenadora das inciativas de saúde vocal no Prosipe.

Inscrições

Os professores da Rede Municipal interessados em participar das oficinas do eVoice, assim como das demais atividades com foco na saúde mental, saúde vocal e saúde do movimento ofertadas pelo Município, devem acessar o site da Academia do Professor e conferir datas, horários e vagas disponíveis.

Programa direcionado à promoção da saúde vocal de professores promove atividades virtuais

As oficinas do eVoice reúnem profissionais da Rede Municipal de Ensino em plataforma online

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, o Programa eVoice virtualizou as oficinas de saúde vocal direcionadas aos professores da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza. As atividades integram o Programa de Promoção da Saúde Integral do Profissional da Educação de Fortaleza (Prosipe), realizado na Academia do Professor Darcy Ribeiro, equipamento da Secretaria Municipal de Educação (SME). As oficinas online iniciaram no dia 27 de abril, reunindo, em cada turma, 20 a 25 professores na plataforma Hangouts Meet.

Os encontros virtuais têm a mediação de fonoaudiólogos e estudantes de Fonoaudiologia, bolsistas do Programa, além de uma fonoaudióloga do Instituto de Previdência do Município (IPM). Os encontros online acontecerão duas vezes por semana. A expectativa é que essa iniciativa favoreça a capacitação do maior número de professores possível. De novembro de 2019 até o início de março de 2020, antes das medidas de isolamento social, o Programa já havia capacitado mais de 60 professores nas oficinas presenciais.

O Programa eVoice ocorre em quatro oficinas e conta, ainda, com o suporte de duas tecnologias eHealth (eletronic health): o curso a distância (EaD) Saúde Vocal em Foco e o aplicativo VoiceGuard, ambos desenvolvidos por pesquisadores da Universidade de Fortaleza (Unifor). Essas ferramentas possibilitam que o professor, de qualquer lugar, acesse os conteúdos e testes. Dessa forma, poderá aprender mais sobre a voz e fazer um bom monitoramento da sua saúde vocal.

Os pesquisadores veem a virtualização como uma oportunidade para ampliar a abrangência do Programa, uma vez que poderá continuar sendo utilizada mesmo após a pandemia, por facilitar a adesão daqueles professores que não têm tempo de se deslocar para participarem presencialmente.

Ao iniciar e finalizar o curso, os professores preenchem instrumentos que abordam conhecimentos a respeito da saúde vocal, índice de qualidade de vida e voz e índice de desvantagem vocal. A comparação dos resultados mostra os ganhos obtidos pelo professor após a participação no Programa eVoice. Todos esses instrumentos estão virtualizados na plataforma Google Forms.

Ao longo do curso, os docentes recebem dicas para usar o Curso em EaD e manusear o aplicativo VoiceGuard. O aplicativo está disponível para smartphones Android e iOS, tendo as seguintes funcionalidades: alertas e lembretes para a ingestão de água, verificação do nível de ruído ambiental, testes para aferir a qualidade e o risco vocal, produção de relatórios diários de acompanhamento do desempenho vocal e controle de agendamento de exames.

“Recebemos relatos de que alguns professores estão apresentando queixas vocais em virtude do stress emocional provocado pelo isolamento social, além das inúmeras atividades virtuais e simultâneas que estão ministrando. É muito pouco o tempo para lidarem com tantas mudanças. A virtualização, nesse momento, é uma oportunidade que nós temos de ajudarmos os professores por meio da capacitação e formação, a enfrentar essa ansiedade e esses problemas que a quarentena tem causado”, destaca Christina Praça, doutora em Saúde Coletiva, professora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Unifor (PPGSC) e coordenadora das inciativas de saúde vocal no Prosipe.

Inscrições

Os professores da Rede Municipal interessados em participar das oficinas do eVoice, assim como das demais atividades com foco na saúde mental, saúde vocal e saúde do movimento ofertadas pelo Município, devem acessar o site da Academia do Professor e conferir datas, horários e vagas disponíveis.