08 de julho de 2020 em Mobilidade

Rede cicloviária é ampliada para possibilitar deslocamento seguro ao ciclista

Estão previstos mais 24,6 km de sinalização até setembro


No intuito de garantir mais segurança nos deslocamentos de ciclistas e incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte, a Prefeitura de Fortaleza segue ampliando a rede cicloviária da cidade. Serão mais 24,6 km de nova sinalização até setembro, conforme previsto pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). 
 
As vias contempladas são Álvaro Fernandes, Miguel Gonçalves, Almirante Rubim, Miguel Gonçalves, Alfredo de Castro, Álvaro Fernandes, José Bastos, Desembargador Praxedes, Almirante Rufino, Prof. Otávio Lobo, Eduardo Bezerra, Joaquim Frota, Washington Luiz, Dom Henrique, Paulo Firmeza, Monsenhor Salazar, Major Assis, Des. Hermes Paraíba, Chanceler Edson Queiroz, Atilano Moura, Eduardo Girão, Pompílio Gomes e José de Pontes.  
 
Somente no período da atual gestão, Fortaleza bateu um recorde histórico, ampliando em 339% a rede cicloviária na cidade. Dessa forma, a Capital, que tinha apenas 68,2 km de rede cicloviária ao final de 2012, hoje conta com os atuais 298,6 km de infraestrutura cicloviária. Ao final destas intervenções, serão ultrapassados os 300 km de espaços exclusivos para circulação de ciclistas. 
 
Além das condições seguras para quem pedala, é imprescindível que o motorista redobre os cuidados com os usuários de bicicleta. Manter a distância de 1,5 m durante a ultrapassagem, não transitar ou estacionar em ciclofaixas e ciclovias, e dar preferência ao modal não-motorizado são comportamentos adequados que devem ser seguidos.

Rede cicloviária é ampliada para possibilitar deslocamento seguro ao ciclista

Estão previstos mais 24,6 km de sinalização até setembro

No intuito de garantir mais segurança nos deslocamentos de ciclistas e incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte, a Prefeitura de Fortaleza segue ampliando a rede cicloviária da cidade. Serão mais 24,6 km de nova sinalização até setembro, conforme previsto pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). 
 
As vias contempladas são Álvaro Fernandes, Miguel Gonçalves, Almirante Rubim, Miguel Gonçalves, Alfredo de Castro, Álvaro Fernandes, José Bastos, Desembargador Praxedes, Almirante Rufino, Prof. Otávio Lobo, Eduardo Bezerra, Joaquim Frota, Washington Luiz, Dom Henrique, Paulo Firmeza, Monsenhor Salazar, Major Assis, Des. Hermes Paraíba, Chanceler Edson Queiroz, Atilano Moura, Eduardo Girão, Pompílio Gomes e José de Pontes.  
 
Somente no período da atual gestão, Fortaleza bateu um recorde histórico, ampliando em 339% a rede cicloviária na cidade. Dessa forma, a Capital, que tinha apenas 68,2 km de rede cicloviária ao final de 2012, hoje conta com os atuais 298,6 km de infraestrutura cicloviária. Ao final destas intervenções, serão ultrapassados os 300 km de espaços exclusivos para circulação de ciclistas. 
 
Além das condições seguras para quem pedala, é imprescindível que o motorista redobre os cuidados com os usuários de bicicleta. Manter a distância de 1,5 m durante a ultrapassagem, não transitar ou estacionar em ciclofaixas e ciclovias, e dar preferência ao modal não-motorizado são comportamentos adequados que devem ser seguidos.