Aperfeiçoando o trabalho de escolta, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) está qualificando 20 alunos para o Curso de Atualização de Motociclista Batedor. O objetivo do treinamento é qualificar o efetivo operacional para atuação em diversas modalidades de escoltas, principalmente, durante o transporte de órgãos e comboios de ambulâncias, situações de extrema emergência que precisam de técnica e agilidade. A iniciativa é uma parceria com o Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh), por meio da Escola de Governo de Fortaleza, além do apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

No âmbito nacional, a AMC é um dos poucos órgãos de trânsito que possui este nível de especialização. "Temos nos preocupado em investir na qualificação dos agentes de trânsito. Uma atividade de escolta exige a atuação de profissionais bem treinados, capazes de tomar decisões rápidas em situações de grande pressão", explica Arcelino Lima, superintendente do órgão.

Ministrado por uma equipe de instrutores experientes da própria AMC, o curso tem carga horária de 56 horas e é exclusivamente prático. Inicialmente, os alunos realizam exercícios de circuito na Base Aérea de Fortaleza e numa segunda etapa desenvolvem a prática de velocidade no Autódromo Internacional Virgílio Távora. Já na última fase haverá simulação de intensa rotina de escolta nas vias da cidade.

Para o coordenador do curso, André Luís Barcelos, as atividades exigem um nível de técnica apurado onde o motociclista batedor tem a função de promover a escolta de um determinado tipo de comboio no menor tempo possível ao seu destino. “As simulações são exercícios cuidadosamente planejados com rotas pré-determinadas para testar a habilidade e a doutrina da escolta”, reforça.

Publicado em Mobilidade

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), promoverá o controle de tráfego e garantirá a segurança dos participantes em mais uma edição do Evangelizar. O evento será realizado neste sábado (20/10), no Aterro da Praia de Iracema, com a presença do Pe. Reginaldo Manzotti.

Ao longo da operação, que se inicia às 7h, com a coibição de estacionamento no entorno, um efetivo diário composto por 20 agentes de trânsito e 46 operadores de tráfego vai assegurar o suporte operacional à intervenção.

O bloqueio da Av. Hist. Raimundo Girão, entre a Av. Rui Barbosa e Rua Ildefonso Albano, acontecerá às 14h. Vias transversais como as ruas Barão de Aracati, Carlos Vasconcelos e Monsenhor Bruno também ficarão bloqueadas no cruzamento com a Av. Monsenhor Tabosa.

Em virtude da interdição, os desvios indicados pelo órgão são os seguintes:

  • Sentido Oeste-Leste: Av. Historiador Raimundo Girão/Rua Ildefonso Albano/Av. Monsenhor Tabosa.

  • Sentido Leste-Oeste: Av. Rui Barbosa/ Rua Dep. Moreira da Rocha.

A orientação da AMC para os motoristas que não irão participar do evento é evitar o trecho, utilizando vias alternativas como Pereira Filgueiras e Santos Dumont (sentido oeste/leste) e Tenente Benévolo e Costa Barros (sentido leste/oeste).

Transporte coletivo
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) organizará uma programação especial com 50 veículos reservas à disposição dos seis terminais de integração da cidade. Serão ofertadas linhas especiais dos terminais direto para o Aterro, além das 24 linhas que já trafegam no local, totalizando 180 veículos disponíveis, permitindo maior facilidade de deslocamento dos usuários para o local do evento.

A operação inicia a partir de 12h do dia 20 de outubro (sábado) com encerramento à 1h do dia 21 de outubro (domingo). Os veículos serão reservados para atender à demanda, sendo 12 veículos no Parangaba e no Antônio Bezerra, dez no Siqueira, cinco no Papicu e em Messejana, dois no Conj. Ceará e quatro no Lagoa.

Publicado em Mobilidade
Terça, 16 Outubro 2018 15:55

Via Expressa passa por novos desvios

Para dar continuidade às obras do túnel em construção na Av. Eng. Alberto Sá sob a Av. Almirante Henrique Sabóia (Via Expressa), a Prefeitura de Fortaleza informa um novo desvio de tráfego que terá início nesta quarta-feira (17/10), a partir das 9h. Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) darão suporte operacional à intervenção.

A Via Expressa estará interditada no sentido norte/sul entre a Av. Antônio Justa e Rua Dr. Alísio Mamede, afetando os deslocamentos de quem vem da Av. Beira-Mar com destino ao Aeroporto. O sentido contrário não sofrerá alterações.

Clique aqui para conferir o mapa do desvio

A opção de desvio de tráfego para o condutor que trafega na Via Expressa é dobrar à direita na Av. Antônio Justa, à esquerda na Rua Dr. Alísio Mamede e à direita para ter acesso novamente a Via Expressa. Segundo a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), as linhas (903) Varjota, (913) Papicu/Serviluz/Varjota, (016) Cuca/Barra/Papicu, (092) Antônio Bezerra/Papicu/Praia de Iracema e (814) Papicu/Castelo Encantado seguirão a rota alternativa orientada pela AMC.

Sobre a obra
O túnel em construção na Av. Alberto Sá sob a Via Expressa possibilitará a conexão direta da Av. Alberto Sá com as ruas Tavares Coutinho e Ana Bilhar, permitindo a passagem do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), além de possibilitar a eliminação de quatro semáforos existentes na avenida, fazendo com que o transporte coletivo tenha acesso expresso no cruzamento com a Via Expressa. O novo equipamento terá cerca de 460m de comprimento e área coberta de 80m. A laje superior do túnel ganhará ainda uma pequena praça, com projeto semelhante ao já implantado no túnel Dep. Wellington Landim, localizado na Av. Engenheiro Santana Júnior. As obras deste equipamento foram iniciadas em dezembro do ano passado e serão concluídas em maio de 2019.

O novo túnel terá quatro faixas de tráfego (sendo duas por sentindo) projeto paisagístico, nova pavimentação e postes de iluminação com luz branca. Atualmente a intervenção está com 40% dos serviços executados. No local estão sendo feitas as estacas de contenção e a construção da laje superior do túnel. Com a conclusão desses serviços, o próximo passo será o início das escavações.

Publicado em Mobilidade

Na data em que é celebrada a última aparição de Nossa Senhora de Fátima, dia 13 de outubro, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) dará todo o suporte operacional necessário durante as comemorações. Um efetivo composto por 140 agentes e orientadores de tráfego disciplinará a circulação, garantindo um ir e vir mais seguro aos participantes.

A procissão, saindo da Igreja do Carmo em direção à Igreja de Fátima, é um dos principais acontecimentos do festejo. A operação de trânsito começa às 6h com a coibição de estacionamento nas ruas Oswaldo Studart, Paula Rodrigues e Mário Mamede, no entorno da Igreja de Fátima. Esse esquema se repetirá nos três turnos para garantir a fluidez das principais vias.

O controle de tráfego para acompanhar a procissão terá início no mesmo horário, na Igreja do Carmo. Desde cedo não será permitido estacionar nas ruas Major Facundo, Meton de Alencar e Barão de Aratanha, deixando a área livre para a concentração do público.

Dentre as interdições provisórias, está previsto o bloqueio do cruzamento da via Major Facundo com Duque de Caxias. Em seguida, os agentes se preparam para acompanhara procissão durante o percurso entre a Igreja do Carmo e a Igreja de Fátima, passando pelas ruas Major Facundo, Meton de Alencar, Barão de Aratanha e Av. 13 de Maio. Os bloqueios durante o trajeto serão temporários e a saída está prevista para 18 horas.

Durante a realização da missa campal, após a procissão, a Av. 13 de Maio terá a pista nos dois sentidos bloqueada, entre a Rua Barão de Aratanha e o viaduto da Av. Pontes Vieira. A AMC orienta que os desvios sejam feitos pela Av. Luciano Carneiro e Rua Mário Mamede (sentido Bairro de Fátima/Aldeota) e pela alça do viaduto da Av. Aguanambi e Av. Eduardo Girão (sentido Aldeota/Bairro de Fátima).

Publicado em Mobilidade

Com o objetivo de proporcionar maior segurança na travessia de pedestres e disciplinar o tráfego veicular, a Prefeitura de Fortaleza implantou, na noite desta terça-feira (02/10), um novo semáforo no cruzamento da Rua Professor Virgílio Morais com Av. da Liberdade, no bairro Autran Nunes. A iniciativa é da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

O equipamento semafórico foi instalado após estudo técnico que observou os riscos no cruzamento. Segundo vistoria realizada no local, além da existência de uma escola que apontava a necessidade de uma travessia mais segura, todos os movimentos e conversões eram permitidas, o que contribuía para a ocorrência de conflitos viários e acidentes.

Como parte da intervenção, a Av. da Liberdade deixou de ser mão-dupla e passou a operar com sentido único de circulação oeste-leste. O condutor que trafegava no sentido contrário deve utilizar a Rua Daniel de Castro e retornar para a Rua Professor Virgílio de Morais. Com essa implantação, Fortaleza passa a contar com 876 semáforos.

Semáforo para pedestres
Nesta quarta-feira (03/10), um novo semáforo para pedestres será ativado e começará a funcionar na Av. Paulino Rocha, em frente ao número 1343. A medida tem o intuito de facilitar o deslocamento dos transeuntes, permitindo mais segurança ao atravessar.

Publicado em Mobilidade

A cidade de Fortaleza já está registrando conquistas efetivas na política de segurança viária implementada pela Prefeitura. Os dados de uma pesquisa realizada por meio da parceria entre a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) revelam que o projeto “Esquina Segura” está alcançando o objetivo de salvar vidas. Implantado em março de 2017, o projeto reduziu em 61% o número de acidentes com vítima nos locais onde houve a intervenção, garantindo mais segurança aos condutores e pedestres que se deslocam diariamente pela Cidade.

Dando continuidade à iniciativa, além do reforço na sinalização viária e fiscalização, áreas de esquina serão prolongadas no intuito de reduzir a distância de travessia dos pedestres, deixando-os menos expostos na via. A primeira interseção contemplada situa-se na Rua Barbosa de Freitas x Rua Marcos Macedo, no bairro Aldeota.

A medida, que vem sendo executada por meio de uma ação em conjuntoentre a AMC e a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária, deve ser concluída até o final de setembro. A intervenção inclui o alargamento de calçada exclusiva para pedestre e tem como objetivo reduzir a prática de estacionar nas esquinas, melhorar a percepção dos usuários acerca do limite de 5 metros e facilitar a visibilidade dos condutores.

Segundo o superintendente do Órgão, Arcelino Lima, é possível observar mudança no comportamento dos condutores. “Além do nosso comprometimento em sinalizar e fiscalizar, os motoristas também estão fazendo a sua parte evitando estacionar irregularmente e dessa forma não prejudicam mais a visibilidade de quem deseja cruzar a via. Pelo que acompanhamos nas ruas e até mesmo considerando a estatística de redução de acidentes, percebemos uma significativa melhoria na postura dos cidadãos. Hoje, as equipes vão a campo e muitas vezes não se deparam mais com a prática de desrespeito à sinalização como ocorria antigamente”, avalia.

Publicado em Mobilidade
Estão abertas as inscrições para o 2º Prêmio AMC de Mobilidade Urbana, que envolverá alunos da Rede de Ensino Municipal e Estadual, com o propósito de estimular o exercício contínuo da cidadania e uma reflexão sobre o comportamento de cada um no trânsito. Os interessados devem se inscrever acessando o Canal de Mobilidade do site da Prefeitura de Fortaleza até o dia 19 de outubro.
 
Com a temática “nós somos o trânsito”, o concurso é dividido em três categorias: desenho, poema e redação. Estão aptos a participar alunos devidamente matriculados nas instituições municipais ou estaduais. A entrega dos trabalhos deve ser na própria página eletrônica entre os dias 22 de outubro e 30 de novembro. O resultado será divulgado no dia 19 de dezembro.
 
Para estimular o conhecimento e as novas tecnologias, o primeiro colocado ganhará um notebook. O segundo, um tablet e o terceiro um smartphone. A iniciativa tende a contribuir com a educação para o trânsito à medida que incentiva, já a partir da infância, o cumprimento às regras de circulação viária e uma convivência urbana harmoniosa, cultivando o respeito aos agentes mais vulneráveis a acidentes, como pedestres, motociclistas e ciclistas. A novidade deste ano é que os professores orientadores dos trabalhos vencedores em cada categoria receberão o mesmo prêmio do aluno vencedor orientado por si.
 
Ao envolver os estudantes nesta causa, espera-se uma maior conscientização quanto à segurança viária, importante problemática que exige a atenção de todos. Embora Fortaleza tenha registrado em 2017 o menor quantitativo de mortes no trânsito, os desafios ainda existem e a educação é um dos principais meios capaz de salvar e preservar vidas.
 
Tema:
 
“Nós Somos o Trânsito”.
 
Quem pode participar:
 
Estão aptos a participar do concurso alunos do 1º ao 9º Ano do Ensino Fundamental matriculados nas escolas municipais ou estaduais.
 
Categorias:
 
1) Desenho: poderão concorrer alunos do 1º ao 4º Ano mediante apresentação de um desenho.
 
2) Poema: poderão concorrer alunos do 5º ao 6º Ano mediante apresentação de um poema.  
 
3) Redação: poderão concorrer alunos do 7º ao 9º Ano mediante apresentação de um texto dissertativo-argumentativo.
 
Inscrições:
 
Até o dia 19 de outubro no Canal de Mobilidade do site da Prefeitura de Fortaleza.
 
Entrega dos trabalhos:
 
22 de outubro a 30 de novembro.
 
RESULTADO:
 
19 de dezembro.
 
Publicado em Mobilidade
várias pessoas numa mesa de palestra
O prefeito Roberto Cláudio apresentou novas intervenções de requalificação viária, estratégias de fiscalização do trânsito e sinalização com foco na prevenção de acidentes

O prefeito Roberto Cláudio anunciou redução de 34% no número de acidentes fatais em Fortaleza. O índice faz parte do Relatório Anual de Segurança Viária de Fortaleza, apresentado nesta terça-feira (18/09), no auditório do Paço Municipal, durante o lançamento da campanha nacional da Semana da Mobilidade.

De acordo com a nova edição, o número de feridos no trânsito de Fortaleza também caiu 15%. Em números absolutos, foram 18.295 feridos em 2016 contra 15.522 ano passado. O número de mortes também sofreu redução de 9% em comparação com o ano anterior. Os motociclistas continuam a liderar as mortes no trânsito (50,8%), seguidos pelos pedestres (36,7%) – a maioria homens, com idade entre 30 e 59 anos.

“Vamos continuar gerando consciência ao cidadão sobre as importantes mudanças positivas que conseguimos em virtude da ampla política pública de mobilidade urbana, que melhora o tráfego em áreas muito movimentadas, mas sobretudo salva vidas. Nos últimos três anos, Fortaleza reduziu o número de acidentes fatais em 34%. São 250 acidentes por ano e pela primeira vez, temos uma tendência de queda sustentável em Fortaleza”, destacou Roberto Cláudio.

Outro dado revelante da publicação diz respeito aos valores gastos pela sociedade com os acidentes de trânsito em Fortaleza. De acordo com o relatório, este valor gira em torno de R$ 590 milhões, com base em um cálculo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

“Desde 2015, estamos com fortes políticas de mobilidade e o reconhecimento vem com a queda de números tão alarmantes. Mesmo assim, ainda temos um longo caminho pela frente. Para perceber isso, basta pensar que, em 2017, os gastos com acidentes chegaram a R$ 590 milhões. Além de ser uma questão de saúde pública, é uma questão econômica porque todos esses recursos poderiam ser investidos em outras áreas que precisam de atenção”, frisou o secretário-executivo de da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Luiz Henrique Sabóia.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os acidentes representam hoje uma epidemia de saúde pública. A cada ano, cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem no trânsito em todo o mundo e até 50 milhões sobrevivem com ferimentos e sequelas, resultando em custos pessoais, sociais e econômicos incalculáveis. Para Roberto Cláudio, três mensagens são fundamentais para que as políticas públicas continuem funcionando em Fortaleza. “O uso do capacete pode livrar o cidadão da morte ou de uma sequela definitiva; associar álcool e outras drogas ao volante induz a um comportamento de risco e o veículo pode se transformar em uma arma; e a redução de velocidade traz uma falsa sensação de engarrafamento, mas ela cria um fluxo constante e regular que reduz acidentes viários”, afirmou o Prefeito.

Ao longo do relatório, são descritas ainda as principais intervenções desenvolvidas para reduzir a quantidade de mortos e feridos no trânsito de Fortaleza. O documento está disponível para download no site do Observatório de Segurança Viária de Fortaleza.

A programação da Semana da Mobilidade acontece em Fortaleza entre os dias 18 e 25 de setembro. A campanha é realizada em todo o País, por meio do Departamento Nacional de Trânsito e este ano tem como tema “nós somos o trânsito”. Diversas ações educativas e culturais são realizadas pela Prefeitura, por meio da SCSP e com apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global. Durante a primeira atividade da programação, além de apresentar ações educativas e culturais, o prefeito Roberto Cláudio apresentou novas intervenções de requalificação viária, estratégias de fiscalização do trânsito e sinalização com foco na prevenção de acidentes.

Fórum chama atenção para impactos de acidentes na saúde pública

Como parte das atividades de promoção da conscientização sobre a importância de investir na segurança no trânsito, o Observatório de Segurança Viária – iniciativa da Prefeitura e da Unifor – promove na próxima quinta-feira (20/09), às 14h, no Teatro Celina Queiroz, a palestra “Acidentes de trânsito: uma epidemia de saúde pública global”, com o PhD Abdulgafoor M. Bachani, diretor da John Hopkins International Injury Research Unit, da Universidade da Johns Hopkins (EUA), referência internacional em saúdepública e colaboradora certificada da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Av. Osório de Paiva mais segura para pedestres e ciclistas

Durante a Semana da Mobilidade, está prevista a conclusão de um pacote de intervenções (segunda etapa) viárias implantadas ao longo da Av. Osório de Paiva, que registrou 129 óbitos nos últimos dez anos. A via, conhecida pela alta taxa de acidentalidade, recebeu seis novos semáforos, revitalização da sinalização com readequação da velocidade desde a Av. Gomes Brasil até a Perimetral, fechamento de conversões arriscadas, além de binário, prolongamento de calçada, dentre outras medidas.

As mesmas medidas foram adotadas no início do ano na Avenida Leste-Oeste e os resultados preliminares são bastante positivos. Dados recentes divulgados pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) mostram que nessa avenida o número de atropelamento caiu 63% e o quantitativo de acidentes com vítima reduziu 54% após a mudança. A expectativa é que aconteça o mesmo na Av. Osório de Paiva.

Ações educativas destacam comportamento seguro nas vias

Como parte da programação, todos os usuários que diariamente compartilham o espaço urbano serão contemplados com ações educativas. Haverá atividades voltadas a todos os públicos, seja motociclista, ciclista, pedestre e condutor. A mobilização, que acontecerá com a presença dos educadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), consiste em orientar sobre tráfego seguro e alertar quanto aos principais fatores de risco: velocidade, não uso do capacete e combinação entre álcool e direção.

Pacientes do Instituto Dr. José Frota (IJF) também serão conscientizados para adotar medidas seguras e preventivas para evitar acidentes. Em determinadas ações a novidade é que o trabalho contará com mobilizadores de saúde das regionais que foram devidamente capacitados para se aproximar dos usuários e repassar a orientação de como se deslocar com segurança nas vias da cidade e em terminais, estimulando o respeito e convívio urbano pacífico.

Prêmio de Mobilidade Urbana

Aproveitando as atividades alusivas, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) lança a segunda edição do Prêmio de Mobilidade Urbana cujo propósito é estimular o exercício contínuo da cidadania e uma reflexão sobre o comportamento de cada um no trânsito. Os interessados devem se inscrever no Canal de Mobilidade da Prefeitura de Fortaleza até o dia 19 de outubro.

Com a temática “Nós somos o trânsito”, o concurso é dividido em três categorias: desenho, poema e redação. Estão aptos a participar alunos do 1º ao 9º Ano devidamente matriculados nas instituições municipais e estaduais de ensino. A entrega dos trabalhos deve ser na própria direção da escola entre os dias 22 de outubro e 30 de novembro. O resultado será divulgado no dia 19 de dezembro. A premiação inclui notebook, tablet e smartphone.

carro elétrico
O balanço dos dois anos do VAMO será apresentado durante café da manhã para a imprensa na Praça Antônio Prudente na próxima sexta-feira (21/09)

VAMO completa dois anos de operação e oferece passe livre a usuários

Na próxima sexta-feira (21/09), o VAMO, primeiro sistema de carros elétricos compartilhados da América Latina, completa dois anos de funcionamento e a Prefeitura, com apoio do HapVida Saúde e Serttel, oferecerá passe gratuito de uma hora para todos os usuários. O balanço dos dois anos também será apresentado durante café da manhã para a imprensa na Praça Antônio Prudente. Os usuários que mais utilizaram o sistema também receberão um prêmio especial do patrocinador do sistema durante o evento.

"Dia Mundial sem Carro" com atividade educativa e passe livre no Bicicletar

No próximo dia 22 de Setembro, Dia Mundial sem Carro, ao longo de todo o dia, usuários do Bicicletar também poderão usar o sistema de graça, como mais uma forma de incentivo à saúde e de redução na emissão de gases que poluem o meio ambiente – além de muitas vezes ser mais rápido que andar de carro, por exemplo.

Frota de ônibus de Fortaleza recebe adesivos de alerta, indicando pontos cegos

Para chamar a atenção de motoristas, pedestres e ciclistas sobre os chamados “pontos cegos” dos ônibus, pontos no entorno dos veículos coletivos onde os motoristas têm pouca visibilidade vão receber sinalização de alerta a partir da próxima quarta-feira (19/09). A iniciativa já é realidade em grandes cidades, como Bogotá (Colômbia) e cidades do Reino Unido. Com a indicação do adesivo de pontos cegos, é possível prevenir acidentes, tendo em vista que os motoristas, pedestres e ciclistas podem adotar uma condução/postura preventiva.

A ação é realizada pela Prefeitura, por meio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) em parceria com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) e apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global. Os acidentes envolvendo veículos do sistema de transporte público de Fortaleza em 2017 contabilizaram uma redução significativa no número de acidentes com vítimas fatais ou feridas em relação ao ano anterior, caindo de 529 para 295 registros – uma redução de 44%.

Programa "Esquina Segura" ganha nova cara para evitar acidentes

A cidade de Fortaleza já está registrando conquistas efetivas na política de segurança viária implementada pela Prefeitura. Os dados de uma pesquisa realizada por meio de parceria entre a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a AMC revelam que o projeto “Esquina Segura” está alcançando o objetivo de salvar vidas. Implantado em março de 2017, o projeto reduziu em 61% o número de acidentes com vítima nos locais onde houve a intervenção, garantindo mais segurança aos condutores e pedestres que se deslocam diariamente pela cidade. Dando continuidade à iniciativa, além do reforço na sinalização e fiscalização, áreas de esquina serão prolongadas no intuito de reduzir a distância de travessia dos pedestres, deixando-os menos expostos na via.

Caderno de boas práticas de calçadas – plano municipal de caminhabilidade de Fortaleza

A Prefeitura está elaborando um Caderno de Boas Práticas de Calçadas. O documento, que faz parte do Plano Municipal de Caminhabilidadede Fortaleza, visa orientar a população, de forma didática, sobre a melhor forma de adaptar e manter a calçada para o uso coletivo, através das normas técnicas do Código de Obras e Posturas de Fortaleza e da Associação Brasileira de Normas Técnicas-NBR 9050. A elaboração deste material está sendo realizada por meio de um trabalho conjunto entre diversos órgãos municipais, coordenado pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma). Brevemente, ele estará disponível no Canal Urbanismo e Meio Ambiente do Portal da Prefeitura para a contribuição da sociedade civil.

Publicado em Mobilidade

Com o objetivo de proporcionar maior segurança na travessia de pedestres ao longo da Av. Dioguinho, a Prefeitura de Fortaleza inicia a implantação de novos semáforos na via. Os equipamentos semafóricos exclusivos para pedestres serão implantados em locais definidos por meio de estudo técnico realizado pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), por meio do Controle de Tráfego em Área de Fortaleza (CTAFOR).

A medida integra um pacote de intervenções viárias que está sendo executado para reduzir o número de atropelamentos e resguardar a integridade dos pedestres, permitindo um deslocamento mais seguro durante as travessias. Somente no ano de 2017 foram registrados sete atropelamentos na Av. Dioguinho, além de 110 colisões, sendo 59 com vítima e uma morte.

Os novos semáforos exclusivos para pedestres serão instalados nas proximidades das seguintes vias:

  • Av. Dioguinho próximo à Escola Estadual de Educação Profissional;

  • Av. Dioguinho próx. à Rua Grito do Ipiranga (Vila Galé);

  • Av. Dioguinho próx. à Rua Murilo Silveira;

  • Av. Dioguinho entre as ruas Paulo Mendes e Turbai Barreira.

As implantações, que também incluem renovação da sinalização da faixa de pedestres e reforço na fiscalização, estão previstas para ocorrer entre os dias 11 de setembro e 2 de outubro. Com esses equipamentos, a Av. Dioguinho possuirá um total de dez semáforos ao longo de sua extensão, sendo oito exclusivos para pedestres. 

Publicado em Mobilidade
App
A orientação é baixar a plataforma e acessar o menu Bateu para que os próprios condutores envolvidos possam realizar o registro da ocorrência

Lançado em janeiro deste ano, o aplicativo AMC Móvel tem otimizado o registro de acidentes sem vítima na cidade ao mesmo tempo em que garante a fluidez e segurança viária nos pontos onde ocorrem essas colisões. Em vez de ficar aguardando a presença dos agentes de trânsito, a orientação é baixar a plataforma e acessar o menu Bateu (Boletim de Acidente de Trânsito Eletrônico Unificado de Fortaleza) para que os próprios condutores envolvidos possam realizar o registro da ocorrência. Já foram efetuados mais de 15 mil downloads.

Uma vez instalado o aplicativo, o usuário deve cadastrar seus dados e preencher o passo a passo do procedimento, informando um breve relato da ocorrência e anexando as imagens necessárias retiradas no momento da colisão. Ao preencher as informações exigidas, a via deve ser desobstruída imediatamente.

O condutor terá a opção de preencher as informações no modo offline, a fim de que sejam enviadas no momento em que o dispositivo conectar-se à internet. Quem desejar registrar o acidente posteriormente, deve fazer em um prazo de até 30 dias após a colisão pelo site centralamc.com.br.

Os dados lançados pelo aplicativo são analisados por técnicos da AMC que avaliam sua consistência e liberam sua impressão em sítio eletrônico em até cinco dias úteis, podendo ser usado pela seguradora e usado como prova em ações judiciais.

Para os acidentes que tenham ocorrido nas vias internas de condomínios, em estacionamentos privados, mesmo que de uso coletivo, ou em qualquer outro espaço que não esteja inserido na jurisdição do Município, assim como as rodovias federais ou estaduais, não serão registrados pelo aplicativo.

Segundo o Art. 178 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), “deixar o condutor, envolvido em acidente sem vítima, de adotar providência para remover o veículo do local, quando necessária tal medida para assegurar a segurança e a fluidez do trânsito, está sujeito à infração de natureza média, quatro pontos na carteira de habilitação e multa no valor de R$ 130,16”.

De acordo com o superintendente da AMC, Arcelino Lima, o novo aplicativo permite “seguir o que diz a legislação de trânsito. A exemplo das demais cidades do País, temos que promover uma mudança de cultura e priorizar o interesse coletivo. Uma pequena colisão gera, muitas vezes, grandes impactos, prejudicando a fluidez e a segurança de todos”, esclarece.

Outras funções
O aplicativo também vai permitir que o usuário possa consultar dados referentes aos investimentos no trânsito, bem como receitas e custos, através do “AMC Transparente”. Além disso, de forma mais cômoda, será permitido recorrer de uma multa ou verificar se o seu veículo foi rebocado em operações cotidianas desenvolvidas pelo órgão e denunciar veículos abandonados.

Fortaleza é a primeira cidade do País a englobar todos os serviços na área de trânsito numa mesma plataforma, que vai facilitar a vida dos cidadãos, garantindo um ir e vir com mais agilidade e segurança.

Publicado em Mobilidade
Página 1 de 17