17 de maio de 2018 em Juventude

Rede Cuca recebe formação do Comitê Internacional da Cruz Vermelha

A formação visa diminuir os danos causados pela violência das grandes cidades


Fachada Cuca Mondubim
A Rede Cuca já atendeu mais de 1 milhão de pessoas em quatro anos de funcionamento

A Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Coordenadoria de Juventude, recebe, até o dia 25 de maio, uma formação para a implantação do projeto Acesso Mais Seguro para Serviços Públicos Essenciais (AMS) na Rede Cuca Mondubim. A ação, que é realizada pelo Comitê internacional da Cruz Vermelha (CICV), já passou por outras cidades do país como Porto Alegre e Rio de Janeiro.

O objetivo do projeto “Acesso Mais Seguro para Serviços Públicos Essenciais” é ajudar os profissionais da área da saúde, da educação e os assistentes sociais a minimizar os riscos causados pela violência nas regiões mais vulneráveis das cidades com o desenvolvimento de medidas de autoproteção e protocolos de segurança, a partir da formação estabelecida pela metodologia do CICV.

Com 10 dias de programação, a formação do Comitê internacional da Cruz Vermelha, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, apresenta a metodologia do programa “Acesso Mais Seguro para Serviços Públicos Essenciais”, o conceito de risco, o conceito, o gerenciamento e o tratamento de uma crise relacionada à violência.

No último dia, os profissionais que participaram da formação, juntamente com o CICV, elaborarão um cronograma do AMS, adaptado para a situação de Fortaleza. Os Encontros acontecem do 14 ao dia 25 de maio, de 13h às 17h na Rede Cuca Mondubim.

Sobre o Comitê internacional da Cruz Vermelha
É uma organização que garante a proteção e a assistência às vítimas de conflitos armados e outras situações de violência. Tem a missão de aliviar o sofrimento humano a partir de iniciativas humanitárias em condições de emergência, incentiva leis que protegem os vulneráveis da violência e promove o respeito ao Direito Internacional Humanitário (DIH).

Sobre a parceria
No dia 11 de abril aconteceu, no Paço Municipal, a reunião, entre o prefeito Roberto Cláudio e os representantes do Comitê para tratarem das primeiras ações do Programa. A ação, que também tem parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Secretaria Municipal de Educação (SME) e Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), é o resultado do acordo de cooperação técnica, assinado entre a Prefeitura de Fortaleza e a organização humanitária.

Sobre a Rede Cuca Cuca
A Rede Cuca conta com três equipamentos: Cuca Barra, Cuca Mondubim e Cuca Jangurussu. Cinco mil vagas são ofertadas para jovens com idades entre 15 e 29 anos, oferecendo cursos de formação em 8 áreas de atuação, 21 modalidades esportivas.

Serviços
Comitê Internacional da Cruz Vermelha - formação projeto Acesso Mais Seguro para Serviços Públicos Essenciais
Datas: até 25 de maio
Horário: 13h às 17h
Local: Rede Cuca Mondubim (Rua Santa Marlúcia, s/n - Mondubim, Fortaleza - CE)

Rede Cuca recebe formação do Comitê Internacional da Cruz Vermelha

A formação visa diminuir os danos causados pela violência das grandes cidades

Fachada Cuca Mondubim
A Rede Cuca já atendeu mais de 1 milhão de pessoas em quatro anos de funcionamento

A Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Coordenadoria de Juventude, recebe, até o dia 25 de maio, uma formação para a implantação do projeto Acesso Mais Seguro para Serviços Públicos Essenciais (AMS) na Rede Cuca Mondubim. A ação, que é realizada pelo Comitê internacional da Cruz Vermelha (CICV), já passou por outras cidades do país como Porto Alegre e Rio de Janeiro.

O objetivo do projeto “Acesso Mais Seguro para Serviços Públicos Essenciais” é ajudar os profissionais da área da saúde, da educação e os assistentes sociais a minimizar os riscos causados pela violência nas regiões mais vulneráveis das cidades com o desenvolvimento de medidas de autoproteção e protocolos de segurança, a partir da formação estabelecida pela metodologia do CICV.

Com 10 dias de programação, a formação do Comitê internacional da Cruz Vermelha, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, apresenta a metodologia do programa “Acesso Mais Seguro para Serviços Públicos Essenciais”, o conceito de risco, o conceito, o gerenciamento e o tratamento de uma crise relacionada à violência.

No último dia, os profissionais que participaram da formação, juntamente com o CICV, elaborarão um cronograma do AMS, adaptado para a situação de Fortaleza. Os Encontros acontecem do 14 ao dia 25 de maio, de 13h às 17h na Rede Cuca Mondubim.

Sobre o Comitê internacional da Cruz Vermelha
É uma organização que garante a proteção e a assistência às vítimas de conflitos armados e outras situações de violência. Tem a missão de aliviar o sofrimento humano a partir de iniciativas humanitárias em condições de emergência, incentiva leis que protegem os vulneráveis da violência e promove o respeito ao Direito Internacional Humanitário (DIH).

Sobre a parceria
No dia 11 de abril aconteceu, no Paço Municipal, a reunião, entre o prefeito Roberto Cláudio e os representantes do Comitê para tratarem das primeiras ações do Programa. A ação, que também tem parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Secretaria Municipal de Educação (SME) e Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), é o resultado do acordo de cooperação técnica, assinado entre a Prefeitura de Fortaleza e a organização humanitária.

Sobre a Rede Cuca Cuca
A Rede Cuca conta com três equipamentos: Cuca Barra, Cuca Mondubim e Cuca Jangurussu. Cinco mil vagas são ofertadas para jovens com idades entre 15 e 29 anos, oferecendo cursos de formação em 8 áreas de atuação, 21 modalidades esportivas.

Serviços
Comitê Internacional da Cruz Vermelha - formação projeto Acesso Mais Seguro para Serviços Públicos Essenciais
Datas: até 25 de maio
Horário: 13h às 17h
Local: Rede Cuca Mondubim (Rua Santa Marlúcia, s/n - Mondubim, Fortaleza - CE)