23 de outubro de 2019 em Mobilidade

Av. Duque de Caxias terá sentido único para otimizar circulação no Centro

As ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar, que fazem parte do trinário, também estão recebendo nova sinalização


Dando continuidade às intervenções realizadas para a implantação do primeiro trinário da cidade, a Prefeitura de Fortaleza inicia, a partir desta sexta-feira (25/10), a sinalização da Av. Duque de Caxias. A via passa a operar com sentido único Leste-Oeste (Aldeota/Centro), enquanto as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar concentram o fluxo no sentido contrário (Centro/Aldeota). Cerca de 300 mil pessoas devem ser beneficiadas diariamente pela intervenção. 

A sinalização será realizada em cinco etapas para minimizar os impactos na circulação de veículos e pedestres. A primeira etapa, que começa nesta sexta-feira (25/10), compreende o trecho entre as ruas Tristão Gonçalves e Pe. Ibiapina. Agentes do órgão darão suporte operacional aos condutores, viabilizando a execução dos serviços. 

Durante a segunda etapa (29/10), a Av. Duque de Caxias será sinalizada entre as ruas Major Fecundo e Tristão Gonçalves. Na terceira etapa (31/10), entre Dom Manuel e Major Facundo. Na quarta etapa (05/11), será entre Nogueira Acioli e Dom Manuel, concluindo todo o trecho. 

Na última etapa, prevista para o dia 07 de novembro, as alterações envolvem a Av. Pe. Ibiapina, que terá sentido único (praia/sertão) entre as avenidas Duque de Caxias e a Bezerra de Menezes. 

Confira o mapa com todas as alterações. 

O projeto do trinário é elaborado pela Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (SEUMA), Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (URBFor), Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (ETUFOR), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e sociedade civil. 

Faixas exclusivas para ônibus

Como fator preponderante do projeto do trinário, ao todo, serão implantados, inicialmente, 3,6 km de faixas exclusivas para ônibus. A Av. Duque de Caxias será beneficiada com 2,0 km de deslocamento para o transporte público, no trecho entre a Rua Dona Leopoldina e a Av. Padre Ibiapina. Já na Rua Meton de Alencar, também será implantado 1,6 km de faixa exclusiva entre a Rua Princesa Isabel e a Av. Visconde do Rio Branco.

Infraestrutura cicloviária

Inicialmente, a região receberá cerca de, pelo menos, 3,3 km de nova infraestrutura cicloviária no entorno do trinário. Dessa forma, serão implantados aproximadamente 2,5 km de ciclofaixa unidirecional (sentido Aldeota-Centro) na Av. Duque de Caxias, entre a Rua Nogueira Acioli e a Av. Padre Ibiapina.

Também serão implantados em torno de 850 metros de ciclofaixa bidirecional na Av. Padre Ibiapina, desde a Rua Guilherme Rocha até a Av. Bezerra de Menezes, interligando-se com a ciclovia já existente.

 Ações para pedestres

Com o objetivo de reduzir a distância de travessia e proporcionar mais segurança aos pedestres no Centro, serão implantadas duas faixas elevadas no entorno do Mercado São Sebastião, além de canteiro na Avenida Padre Ibiapina, semáforos na Avenida Duque de Caxias, com botoeiras de tempo exclusivo para pedestres, e prolongamentos de calçadas em alguns cruzamentos e esquinas. Cada situação está sendo avaliada, levando em consideração o fluxo das vias e os raios de giro.

 Novos semáforos

Em virtude da mudança de sentido da Rua Clarindo de Queiroz e da implantação de sentido único na Avenida Duque de Caxias, será feita a reconfiguração semafórica de mais 50 equipamentos para atender melhor a demanda do novo fluxo. Também serão instalados seis novos semáforos nos seguintes locais:

- Avenida Duque de Caxias x Rua Teresa Cristina

- Avenida Duque de Caxias x Rua Jaime Benévolo

- Rua Meton de Alencar x Rua Princesa Isabel

- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Princesa Isabel

- Rua Bárbara de Alencar x Rua Dona Leopoldina

- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Jaime Benévolo

Reordenamento dos estacionamentos

Nas ruas que cruzam as principais vias do projeto, sendo elas a Avenida Duque de Caxias e as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar, a sinalização será renovada, com demarcação de estacionamento onde atualmente já é permitido. A partir disso, está em avaliação a possibilidade de implantar prolongamentos de calçadas nas esquinas como medida de segurança para o pedestre, reduzindo sua exposição e a distância da travessia.

Requalificação da iluminação e dos pontos de parada

Na região do trinário, compreendida pelo quadrilátero formado pelas avenidas Duque de Caxias, Padre Ibiapina e as ruas Meton de Alencar e Nogueira Acioli, haverá melhoria da iluminação pública. Os pontos de parada de ônibus também serão requalificados, seja por iluminação específica onde houver necessidade, ou com a implantação de abrigos onde houver largura suficiente de calçada.

Recuperação asfáltica e de calçadas

O projeto prevê uma operação para recuperar calçadas nos pontos mais danificados, fresagem e recapeamento asfáltico na Avenida Duque de Caxias e nas Ruas Meton de Alencar e Clarindo de Queiroz. As vias secundárias que compõem o trinário receberão o serviço de recuperação asfáltica.

Lixeira subterrânea

Além da instalação de lixeiras de concreto no entorno do trinário, também será implantada uma lixeira subterrânea na Avenida Duque de Caxias, entre as avenidas Padre Ibiapina e José Jatahy.

Av. Duque de Caxias terá sentido único para otimizar circulação no Centro

As ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar, que fazem parte do trinário, também estão recebendo nova sinalização

Dando continuidade às intervenções realizadas para a implantação do primeiro trinário da cidade, a Prefeitura de Fortaleza inicia, a partir desta sexta-feira (25/10), a sinalização da Av. Duque de Caxias. A via passa a operar com sentido único Leste-Oeste (Aldeota/Centro), enquanto as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar concentram o fluxo no sentido contrário (Centro/Aldeota). Cerca de 300 mil pessoas devem ser beneficiadas diariamente pela intervenção. 

A sinalização será realizada em cinco etapas para minimizar os impactos na circulação de veículos e pedestres. A primeira etapa, que começa nesta sexta-feira (25/10), compreende o trecho entre as ruas Tristão Gonçalves e Pe. Ibiapina. Agentes do órgão darão suporte operacional aos condutores, viabilizando a execução dos serviços. 

Durante a segunda etapa (29/10), a Av. Duque de Caxias será sinalizada entre as ruas Major Fecundo e Tristão Gonçalves. Na terceira etapa (31/10), entre Dom Manuel e Major Facundo. Na quarta etapa (05/11), será entre Nogueira Acioli e Dom Manuel, concluindo todo o trecho. 

Na última etapa, prevista para o dia 07 de novembro, as alterações envolvem a Av. Pe. Ibiapina, que terá sentido único (praia/sertão) entre as avenidas Duque de Caxias e a Bezerra de Menezes. 

Confira o mapa com todas as alterações. 

O projeto do trinário é elaborado pela Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (SEUMA), Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (URBFor), Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (ETUFOR), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e sociedade civil. 

Faixas exclusivas para ônibus

Como fator preponderante do projeto do trinário, ao todo, serão implantados, inicialmente, 3,6 km de faixas exclusivas para ônibus. A Av. Duque de Caxias será beneficiada com 2,0 km de deslocamento para o transporte público, no trecho entre a Rua Dona Leopoldina e a Av. Padre Ibiapina. Já na Rua Meton de Alencar, também será implantado 1,6 km de faixa exclusiva entre a Rua Princesa Isabel e a Av. Visconde do Rio Branco.

Infraestrutura cicloviária

Inicialmente, a região receberá cerca de, pelo menos, 3,3 km de nova infraestrutura cicloviária no entorno do trinário. Dessa forma, serão implantados aproximadamente 2,5 km de ciclofaixa unidirecional (sentido Aldeota-Centro) na Av. Duque de Caxias, entre a Rua Nogueira Acioli e a Av. Padre Ibiapina.

Também serão implantados em torno de 850 metros de ciclofaixa bidirecional na Av. Padre Ibiapina, desde a Rua Guilherme Rocha até a Av. Bezerra de Menezes, interligando-se com a ciclovia já existente.

 Ações para pedestres

Com o objetivo de reduzir a distância de travessia e proporcionar mais segurança aos pedestres no Centro, serão implantadas duas faixas elevadas no entorno do Mercado São Sebastião, além de canteiro na Avenida Padre Ibiapina, semáforos na Avenida Duque de Caxias, com botoeiras de tempo exclusivo para pedestres, e prolongamentos de calçadas em alguns cruzamentos e esquinas. Cada situação está sendo avaliada, levando em consideração o fluxo das vias e os raios de giro.

 Novos semáforos

Em virtude da mudança de sentido da Rua Clarindo de Queiroz e da implantação de sentido único na Avenida Duque de Caxias, será feita a reconfiguração semafórica de mais 50 equipamentos para atender melhor a demanda do novo fluxo. Também serão instalados seis novos semáforos nos seguintes locais:

- Avenida Duque de Caxias x Rua Teresa Cristina

- Avenida Duque de Caxias x Rua Jaime Benévolo

- Rua Meton de Alencar x Rua Princesa Isabel

- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Princesa Isabel

- Rua Bárbara de Alencar x Rua Dona Leopoldina

- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Jaime Benévolo

Reordenamento dos estacionamentos

Nas ruas que cruzam as principais vias do projeto, sendo elas a Avenida Duque de Caxias e as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar, a sinalização será renovada, com demarcação de estacionamento onde atualmente já é permitido. A partir disso, está em avaliação a possibilidade de implantar prolongamentos de calçadas nas esquinas como medida de segurança para o pedestre, reduzindo sua exposição e a distância da travessia.

Requalificação da iluminação e dos pontos de parada

Na região do trinário, compreendida pelo quadrilátero formado pelas avenidas Duque de Caxias, Padre Ibiapina e as ruas Meton de Alencar e Nogueira Acioli, haverá melhoria da iluminação pública. Os pontos de parada de ônibus também serão requalificados, seja por iluminação específica onde houver necessidade, ou com a implantação de abrigos onde houver largura suficiente de calçada.

Recuperação asfáltica e de calçadas

O projeto prevê uma operação para recuperar calçadas nos pontos mais danificados, fresagem e recapeamento asfáltico na Avenida Duque de Caxias e nas Ruas Meton de Alencar e Clarindo de Queiroz. As vias secundárias que compõem o trinário receberão o serviço de recuperação asfáltica.

Lixeira subterrânea

Além da instalação de lixeiras de concreto no entorno do trinário, também será implantada uma lixeira subterrânea na Avenida Duque de Caxias, entre as avenidas Padre Ibiapina e José Jatahy.