18 de maio de 2022 em Mobilidade

Bilhete único para pessoa com mobilidade reduzida não-aparente facilita embarque em transporte público

O cartão pode ser utilizado no transporte público, desde que seja efetuada uma recarga, ou seja, não dá direito à gratuidade


Com a finalidade de facilitar o embarque de pessoas com mobilidade reduzida não-aparente, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) emite o Bilhete Único específico para este público, possibilitando o embarque e desembarque pela porta da frente, dentro ou fora dos terminais de integração, e o embarque prioritário quando for comprovada a restrição de passagem pela catraca. Aprovado em 2021, atualmente trinta passageiros têm direito ao cartão.

O cartão pode ser utilizado no transporte público, desde que seja efetuada uma recarga, ou seja, não dá direito à gratuidade, sendo necessário apresentá-lo no validador para registro da biometria e débito da passagem, podendo usufruir das funções de integração.

Para solicitar o benefício, o usuário deve dirigir-se à sede da Etufor, mediante agendamento on-line, com os documentos (RG, CPF, comprovante de endereço e laudo médico da mobilidade reduzida não-aparente) e será realizada análise para saber se o solicitante atende aos critérios estabelecidos. Após essa fase, será realizada a captura biométrica da foto do usuário, para permitir o uso exclusivo do beneficiário e evitar fraudes.

Delfina Mesquita foi a primeira usuária a garantir seu bilhete. Para ela, aposentada por invalidez, o cartão atende ao propósito de facilitar sua mobilidade, já que o desembarque das pessoas com mobilidade não-aparente é feito pela porta dianteira, além de proteger a privacidade dos passageiros a respeito de suas dificuldades de locomoção. "Antes, haviam dificuldades como enfrentar a lotação nos ônibus - o que dificulta o deslocamento no interior dos coletivos - e o constrangimento que eu enfrentava com os condutores", conta.

Para David Bezerra, presidente da Etufor, a preocupação da Prefeitura é garantir o conforto e bem-estar dos passageiros no transporte público, respeitando seus direitos e  o bem-estar.

 

Bilhete único para pessoa com mobilidade reduzida não-aparente facilita embarque em transporte público

O cartão pode ser utilizado no transporte público, desde que seja efetuada uma recarga, ou seja, não dá direito à gratuidade

Com a finalidade de facilitar o embarque de pessoas com mobilidade reduzida não-aparente, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) emite o Bilhete Único específico para este público, possibilitando o embarque e desembarque pela porta da frente, dentro ou fora dos terminais de integração, e o embarque prioritário quando for comprovada a restrição de passagem pela catraca. Aprovado em 2021, atualmente trinta passageiros têm direito ao cartão.

O cartão pode ser utilizado no transporte público, desde que seja efetuada uma recarga, ou seja, não dá direito à gratuidade, sendo necessário apresentá-lo no validador para registro da biometria e débito da passagem, podendo usufruir das funções de integração.

Para solicitar o benefício, o usuário deve dirigir-se à sede da Etufor, mediante agendamento on-line, com os documentos (RG, CPF, comprovante de endereço e laudo médico da mobilidade reduzida não-aparente) e será realizada análise para saber se o solicitante atende aos critérios estabelecidos. Após essa fase, será realizada a captura biométrica da foto do usuário, para permitir o uso exclusivo do beneficiário e evitar fraudes.

Delfina Mesquita foi a primeira usuária a garantir seu bilhete. Para ela, aposentada por invalidez, o cartão atende ao propósito de facilitar sua mobilidade, já que o desembarque das pessoas com mobilidade não-aparente é feito pela porta dianteira, além de proteger a privacidade dos passageiros a respeito de suas dificuldades de locomoção. "Antes, haviam dificuldades como enfrentar a lotação nos ônibus - o que dificulta o deslocamento no interior dos coletivos - e o constrangimento que eu enfrentava com os condutores", conta.

Para David Bezerra, presidente da Etufor, a preocupação da Prefeitura é garantir o conforto e bem-estar dos passageiros no transporte público, respeitando seus direitos e  o bem-estar.