09 de dezembro de 2018 em Cultura

Canção "Menino Bonito" é a grande vencedora do Festival da Música de Fortaleza

Tom Drummond, autor e intérprete da música, irá se apresentar no Réveillon de Fortaleza


várias pessoas num palco
O primeiro colocado Tom Drummond recebeu o prêmio no valor de R$ 30 mi

Tom Drummond, com a música "Menino Bonito", foi o grande vencedor do primeiro Festival da Música de Fortaleza. A final do evento ocorreu na noite de sábado (08/12), quando os 12 finalistas subiram ao palco do Teatro São José. Tom recebeu o prêmio no valor de R$ 30 mil, além da oportunidade de se apresentar no réveillon deste ano da Capital cearense, considerado um dos dois maiores do País.

“Estou muito feliz. Tivemos participantes muito bons, muitas músicas boas, gente que já tinha uma carreira consagrada no Nordeste e em outras regiões, além daqueles que estão começando, mas tem um talento inacreditável. Agradeço à Prefeitura pela oportunidade e, agora, vou me preparar para fazer uma boa apresentação no réveillon”, afirmou o grande vencedor da noite.

Em segundo lugar, com a música "Sete Mergulhos no Mar", a cantora roraimense Euterpe foi agraciada com R$ 10 mil. O terceiro colocado foi Álcio Barroso, com a canção A Culpa, que levou R$ 5 mil.

Ao todo, foram inscritas 359 músicas de autores de 16 Estados mais o Distrito Federal. No final de semana passado, ocorreram duas seletivas com 30 músicas selecionadas pela comissão julgadora, composta por Amaro Penna, Consiglia Latorre, Flávio Paiva, Haroldo Holanda e Nelson Augusto e que também foi responsável pela escolha dos três vencedores

Moacir Maia, titular da Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura, contou que o grande objetivo do Festival foi o de fortalecer uma cultura tão importante à Cidade. “Para a Prefeitura de Fortaleza o Festival veio como uma afirmação de uma política pública que busca definitivamente reconhecer, não só a qualidade dessa linguagem cultural, mas, sobretudo, a expressão que ela conquistou ao longo dos anos na cena da música brasileira”, declarou.

Ele lembrou ainda que o intercâmbio com artistas da terra e de outros estados possibilitou o enriquecimento do evento. “Ao tempo que você estimula artistas cearenses e de outros estados a virem ao nosso Estado, a gente faz esse desenho de uma construção de política pública que dialoga profundamente com aquilo que a cidade tem de muito vivo que é a sua produção musical e diversidade”, completou Maia.

Presente na plateia, Luana Karla de Sousa parabenizou a Prefeitura. "Há muito tempo não tínhamos apresentações tão enriquecedoras, com artistas tão completos. Durante vários momentos, fiquei emocionada, arrepiada. Todos foram muito bem. Valeu a pena ter vindo prestigiar os cantores da terra e de outros estados”, disse.

Como forma de estímulo aos artistas e a fomentação cultural de Fortaleza, as 12 canções finalistas serão masterizadas e se tornarão CD. Elas serão, também, reproduzidas durante todo o mês de dezembro, dentro da programação da Rádio Terra do Sol, da Prefeitura de Fortaleza.

O cantor Rossé Sabadia recebeu homenagem póstuma através de vídeo, quando foi enaltecida sua irreverência e inquietude que enriqueceram a cena cultura da Cidade. Como forma de agradecimento, foi entregue um dos troféus da Premiação à família do músico, reconhecendo o valioso trabalho musical prestado à Fortaleza.

O prefeito Roberto Cláudio se comprometeu a realizar a segunda e terceira edição da premiação em 2019 e 2020, como demonstração de empenho da gestão com o fortalecimento da cultura fortalezense. O Festival contou com os apoios culturais da Indaiá, Cantinho do Frango e Hapvida.

Impressões dos vencedores do Festival da Música de Fortaleza

“Me sinto honrada em participar do I Festival da Música da Prefeitura de Fortaleza, um festival histórico. Vim de Roraima, extremo norte para defender a música "Sete Mergulhos no Mar" e estou feliz de participar desse intercâmbio cultural, promovendo a arte, a minha música, que é uma parceria com Serginho Barros, compositor cearense, e do poeta Eliakin Rufino. Estamos muito felizes com o resultado do prêmio”, cantora Euterpe, segunda colocada com "Sete Mergulhos no Mar".

“O reconhecimento por esse trabalho é o principal para a gente que faz música, que vive uma profissão difícil. Quando há esse tipo de reconhecimento, nos estimula para que continuemos. Participar do Festival foi um grande encontro, maneira de voltar ao cenário da música de Fortaleza. A promessa de mais dois festivais é muito interessante para nossa música, colocando a cidade como rota da música nacional, já que tivemos um nível muito bom”, Álcio Barroso, terceiro colocado com a canção "A Culpa".

Canção "Menino Bonito" é a grande vencedora do Festival da Música de Fortaleza

Tom Drummond, autor e intérprete da música, irá se apresentar no Réveillon de Fortaleza

várias pessoas num palco
O primeiro colocado Tom Drummond recebeu o prêmio no valor de R$ 30 mi

Tom Drummond, com a música "Menino Bonito", foi o grande vencedor do primeiro Festival da Música de Fortaleza. A final do evento ocorreu na noite de sábado (08/12), quando os 12 finalistas subiram ao palco do Teatro São José. Tom recebeu o prêmio no valor de R$ 30 mil, além da oportunidade de se apresentar no réveillon deste ano da Capital cearense, considerado um dos dois maiores do País.

“Estou muito feliz. Tivemos participantes muito bons, muitas músicas boas, gente que já tinha uma carreira consagrada no Nordeste e em outras regiões, além daqueles que estão começando, mas tem um talento inacreditável. Agradeço à Prefeitura pela oportunidade e, agora, vou me preparar para fazer uma boa apresentação no réveillon”, afirmou o grande vencedor da noite.

Em segundo lugar, com a música "Sete Mergulhos no Mar", a cantora roraimense Euterpe foi agraciada com R$ 10 mil. O terceiro colocado foi Álcio Barroso, com a canção A Culpa, que levou R$ 5 mil.

Ao todo, foram inscritas 359 músicas de autores de 16 Estados mais o Distrito Federal. No final de semana passado, ocorreram duas seletivas com 30 músicas selecionadas pela comissão julgadora, composta por Amaro Penna, Consiglia Latorre, Flávio Paiva, Haroldo Holanda e Nelson Augusto e que também foi responsável pela escolha dos três vencedores

Moacir Maia, titular da Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura, contou que o grande objetivo do Festival foi o de fortalecer uma cultura tão importante à Cidade. “Para a Prefeitura de Fortaleza o Festival veio como uma afirmação de uma política pública que busca definitivamente reconhecer, não só a qualidade dessa linguagem cultural, mas, sobretudo, a expressão que ela conquistou ao longo dos anos na cena da música brasileira”, declarou.

Ele lembrou ainda que o intercâmbio com artistas da terra e de outros estados possibilitou o enriquecimento do evento. “Ao tempo que você estimula artistas cearenses e de outros estados a virem ao nosso Estado, a gente faz esse desenho de uma construção de política pública que dialoga profundamente com aquilo que a cidade tem de muito vivo que é a sua produção musical e diversidade”, completou Maia.

Presente na plateia, Luana Karla de Sousa parabenizou a Prefeitura. "Há muito tempo não tínhamos apresentações tão enriquecedoras, com artistas tão completos. Durante vários momentos, fiquei emocionada, arrepiada. Todos foram muito bem. Valeu a pena ter vindo prestigiar os cantores da terra e de outros estados”, disse.

Como forma de estímulo aos artistas e a fomentação cultural de Fortaleza, as 12 canções finalistas serão masterizadas e se tornarão CD. Elas serão, também, reproduzidas durante todo o mês de dezembro, dentro da programação da Rádio Terra do Sol, da Prefeitura de Fortaleza.

O cantor Rossé Sabadia recebeu homenagem póstuma através de vídeo, quando foi enaltecida sua irreverência e inquietude que enriqueceram a cena cultura da Cidade. Como forma de agradecimento, foi entregue um dos troféus da Premiação à família do músico, reconhecendo o valioso trabalho musical prestado à Fortaleza.

O prefeito Roberto Cláudio se comprometeu a realizar a segunda e terceira edição da premiação em 2019 e 2020, como demonstração de empenho da gestão com o fortalecimento da cultura fortalezense. O Festival contou com os apoios culturais da Indaiá, Cantinho do Frango e Hapvida.

Impressões dos vencedores do Festival da Música de Fortaleza

“Me sinto honrada em participar do I Festival da Música da Prefeitura de Fortaleza, um festival histórico. Vim de Roraima, extremo norte para defender a música "Sete Mergulhos no Mar" e estou feliz de participar desse intercâmbio cultural, promovendo a arte, a minha música, que é uma parceria com Serginho Barros, compositor cearense, e do poeta Eliakin Rufino. Estamos muito felizes com o resultado do prêmio”, cantora Euterpe, segunda colocada com "Sete Mergulhos no Mar".

“O reconhecimento por esse trabalho é o principal para a gente que faz música, que vive uma profissão difícil. Quando há esse tipo de reconhecimento, nos estimula para que continuemos. Participar do Festival foi um grande encontro, maneira de voltar ao cenário da música de Fortaleza. A promessa de mais dois festivais é muito interessante para nossa música, colocando a cidade como rota da música nacional, já que tivemos um nível muito bom”, Álcio Barroso, terceiro colocado com a canção "A Culpa".