10 de agosto de 2017 em Segurança Cidadã

Defesa Civil de Fortaleza inicia 2° semestre com intervenções nos grandes mananciais

Lagoas da Parangaba, Mondubim e Maraponga foram as primeiras a receber limpeza neste semestre


Limpeza na Lagoa do Mondubim
Lagoa do Mondubim foi uma das primeiras a passar por intervenção no segundo semestre de 2017

As ações preventivas da Coordenadoria Especial de Proteção e Defesa Civil de Fortaleza são realizadas durante todo o ano. No calendário de ações do órgão para o segundo semestre, estão as intervenções nos grandes mananciais da cidade em parceria com as secretarias Regionais e de Conservação e Serviços Públicos. No mês de julho, os trabalhos de limpezas manuais e de máquinas já foram iniciados nas lagoas da Parangaba, Mondubim e Maraponga. De acordo com o Núcleo de Ações Preventivas (Nuprev) da Defesa Civil, os próximos mananciais que passarão por intervenções no mês de agosto serão as lagoas da Zeza, da Vila Cazumba e do Soldado.

"A Defesa Civil de Fortaleza, por meio do Centro de Monitoramento e Percepção de Riscos, acompanha, diariamente, a situação dos recursos hídricos da capital e das áreas de risco. Essas informações norteiam as ações dos diversos órgãos da Prefeitura no trabalho preventivo, como a elaboração do calendário de execução das intervenções, e no planejamento para a próxima quadra chuvosa", explica o coordenador de Proteção e Defesa Civil de Fortaleza, Cristiano Férrer.  Somente no primeiro semestre de 2017, foram realizadas intervenções em 119 recursos hídricos, entre canais, lagoas, lagos, rios e riachos. Este trabalho resultou em 20.016 toneladas de resíduos sólidos recolhidos e 4.064 bocas-de-lobo limpas. 

Defesa Civil de Fortaleza inicia 2° semestre com intervenções nos grandes mananciais

Lagoas da Parangaba, Mondubim e Maraponga foram as primeiras a receber limpeza neste semestre

Limpeza na Lagoa do Mondubim
Lagoa do Mondubim foi uma das primeiras a passar por intervenção no segundo semestre de 2017

As ações preventivas da Coordenadoria Especial de Proteção e Defesa Civil de Fortaleza são realizadas durante todo o ano. No calendário de ações do órgão para o segundo semestre, estão as intervenções nos grandes mananciais da cidade em parceria com as secretarias Regionais e de Conservação e Serviços Públicos. No mês de julho, os trabalhos de limpezas manuais e de máquinas já foram iniciados nas lagoas da Parangaba, Mondubim e Maraponga. De acordo com o Núcleo de Ações Preventivas (Nuprev) da Defesa Civil, os próximos mananciais que passarão por intervenções no mês de agosto serão as lagoas da Zeza, da Vila Cazumba e do Soldado.

"A Defesa Civil de Fortaleza, por meio do Centro de Monitoramento e Percepção de Riscos, acompanha, diariamente, a situação dos recursos hídricos da capital e das áreas de risco. Essas informações norteiam as ações dos diversos órgãos da Prefeitura no trabalho preventivo, como a elaboração do calendário de execução das intervenções, e no planejamento para a próxima quadra chuvosa", explica o coordenador de Proteção e Defesa Civil de Fortaleza, Cristiano Férrer.  Somente no primeiro semestre de 2017, foram realizadas intervenções em 119 recursos hídricos, entre canais, lagoas, lagos, rios e riachos. Este trabalho resultou em 20.016 toneladas de resíduos sólidos recolhidos e 4.064 bocas-de-lobo limpas.