29 de janeiro de 2021 em Habitação

Habitafor sedia reunião entre representantes da Cagece e lideranças do residencial Alto da Paz

Mesmo depois da entrega do residencial, a Prefeitura de Fortaleza segue com o trabalho social no empreendimento


A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor) mediou, nesta sexta-feira (29/01), mais um encontro entre representantes da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), lideranças comunitárias do residencial Alto da Paz e a equipe da construtora responsável pela obra, para buscar soluções acerca de problemas envolvendo o fornecimento de água.

A coordenadora de Programas Sociais da Habitafor, Andreia Cialdini, explica os direcionamentos para a solução das demandas. “Em resposta às reuniões anteriores, a Cagece já analisou os casos de beneficiários que deram entrada com reclamações e reconsiderou as contas como consumidores até 10m³, classificando-os em tarifa social. Essas novas contas devem chegar até a próxima segunda-feira (01/02) em substituição às anteriores. Além disso, tanto Cagece como a construtora se mostraram sensíveis à demanda e seguirão fazendo atendimentos”, detalha a coordenadora.

A líder comunitária do empreendimento localizado, no bairro Vicente Pinzón, Liduína Maria destaca o papel da Habitafor em intermediar as reuniões. “A Habitafor está fazendo o papel dela chamando todos envolvidos. Dou parabéns à Secretaria por fazer essa ponte que é muito importante para nós”, afirma a liderança.

Habitafor sedia reunião entre representantes da Cagece e lideranças do residencial Alto da Paz

Mesmo depois da entrega do residencial, a Prefeitura de Fortaleza segue com o trabalho social no empreendimento

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor) mediou, nesta sexta-feira (29/01), mais um encontro entre representantes da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), lideranças comunitárias do residencial Alto da Paz e a equipe da construtora responsável pela obra, para buscar soluções acerca de problemas envolvendo o fornecimento de água.

A coordenadora de Programas Sociais da Habitafor, Andreia Cialdini, explica os direcionamentos para a solução das demandas. “Em resposta às reuniões anteriores, a Cagece já analisou os casos de beneficiários que deram entrada com reclamações e reconsiderou as contas como consumidores até 10m³, classificando-os em tarifa social. Essas novas contas devem chegar até a próxima segunda-feira (01/02) em substituição às anteriores. Além disso, tanto Cagece como a construtora se mostraram sensíveis à demanda e seguirão fazendo atendimentos”, detalha a coordenadora.

A líder comunitária do empreendimento localizado, no bairro Vicente Pinzón, Liduína Maria destaca o papel da Habitafor em intermediar as reuniões. “A Habitafor está fazendo o papel dela chamando todos envolvidos. Dou parabéns à Secretaria por fazer essa ponte que é muito importante para nós”, afirma a liderança.