11 de novembro de 2019 em Habitação

Lagoa da Zeza recebe atividade socioambiental

Local passa por intervenção urbanística. Mais de 2 mil peixes foram depositados após limpeza e dragagem da Lagoa


O local também receberá plantio de árvores
Os peixes vieram do laboratório do DNOCS

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor), em parceria com o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), realizou nesta segunda-feira (11/11), uma atividade socioambiental na Lagoa da Zeza, no bairro Jardim das Oliveiras (Regional VI). O local, que passa por intervenções urbanísticas, recebeu cerca de 2 mil alevinos da espécie cará tilápia que, em breve, serão mais uma opção de subsistência para os moradores que residem ao redor da Lagoa.

“Esses alevinos foram trazidos do Município de Pentecoste, onde o departamento tem um laboratório de pesquisa para o melhoramento genético destes peixes que terão facilidade para a engorda e serão mais resistentes no local onde foram depositados”, explica o engenheiro ambiental, Anderson Barbosa, que destacou outra ação prevista para os próximos dias, que é o plantio de mudas de árvores.

A obra

Orçada em cerca de R$ 1,3 milhão, a obra consiste na recuperação do manancial, onde já houve intervenções de drenagem como a construção de um canal, o aumento da borda do sangradouro e o reparo e construção de novas bocas de lobo, além da limpeza e dragagem da lagoa. Estão previstas ainda a restauração da quadra poliesportiva, a construção de uma areninha e de uma caixa para a prática de futevôlei e futebol de areia. O local também receberá equipamentos de ginástica, parquinho e um Ecoponto.

Para a secretária da Habitafor, Olinda Marques, as intervenções na lagoa da Zeza são de suma importância. “Além da ação desta segunda-feira, com repovoamento de peixes, a urbanização da Lagoa é importante para comunidade, visto que os moradores terão área de lazer. Vamos fazer toda uma articulação para devolver esse local totalmente restaurado”, afirmou.

Lagoa da Zeza recebe atividade socioambiental

Local passa por intervenção urbanística. Mais de 2 mil peixes foram depositados após limpeza e dragagem da Lagoa

O local também receberá plantio de árvores
Os peixes vieram do laboratório do DNOCS

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor), em parceria com o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), realizou nesta segunda-feira (11/11), uma atividade socioambiental na Lagoa da Zeza, no bairro Jardim das Oliveiras (Regional VI). O local, que passa por intervenções urbanísticas, recebeu cerca de 2 mil alevinos da espécie cará tilápia que, em breve, serão mais uma opção de subsistência para os moradores que residem ao redor da Lagoa.

“Esses alevinos foram trazidos do Município de Pentecoste, onde o departamento tem um laboratório de pesquisa para o melhoramento genético destes peixes que terão facilidade para a engorda e serão mais resistentes no local onde foram depositados”, explica o engenheiro ambiental, Anderson Barbosa, que destacou outra ação prevista para os próximos dias, que é o plantio de mudas de árvores.

A obra

Orçada em cerca de R$ 1,3 milhão, a obra consiste na recuperação do manancial, onde já houve intervenções de drenagem como a construção de um canal, o aumento da borda do sangradouro e o reparo e construção de novas bocas de lobo, além da limpeza e dragagem da lagoa. Estão previstas ainda a restauração da quadra poliesportiva, a construção de uma areninha e de uma caixa para a prática de futevôlei e futebol de areia. O local também receberá equipamentos de ginástica, parquinho e um Ecoponto.

Para a secretária da Habitafor, Olinda Marques, as intervenções na lagoa da Zeza são de suma importância. “Além da ação desta segunda-feira, com repovoamento de peixes, a urbanização da Lagoa é importante para comunidade, visto que os moradores terão área de lazer. Vamos fazer toda uma articulação para devolver esse local totalmente restaurado”, afirmou.