10 de outubro de 2019 em Mobilidade

Novo semáforo disciplina circulação no cruzamento das ruas Henriqueta Galeno com Cel. Jucá

A partir desta sexta-feira (11/10), pedestres e condutores poderão se deslocar com mais segurança na área


A partir desta sexta-feira (11/10), um novo semáforo começa a funcionar no cruzamento da rua Coronel Jucá com Henriqueta Galeno no intuito de disciplinar o tráfego de veículos e reduzir os conflitos veiculares. O equipamento, implantado pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), atende à solicitação dos moradores.
 
De acordo com pesquisa técnica, constatou-se um volume alto de veículos em ambas as vias. Para se ter uma ideia, somente na Rua Cel. Jucá trafegam, por hora, cerca de 900 veículos, enquanto que na Rua Henriqueta Galeno esse número é de 400.
 
“Nos horários de pico, principalmente, era comum se formar uma fila para cruzar a Rua Cel. Jucá. Com o semáforo, esperamos organizar e otimizar a circulação para quem segue em direção ao Centro, além de melhorar a segurança dos condutores e pedestres”, explica o superintendente da AMC, Arcelino Lima.
 
O estudo constatou ainda que metade do fluxo que circula pela Henriqueta Galeno faz a conversão à esquerda na Rua Cel. Jucá. Por isso, para acomodar melhor o tráfego, a Rua Cel. Jucá ganhará mais uma faixa no trecho compreendido entre Henriqueta Galeno e Antônio Sales, já que será proibido estacionar do lado direito.
 
Com essa implantação, Fortaleza passa a contar com um total de 958 semáforos, sendo 553 centralizados. Uma das principais vantagens dessa tecnologia é que os tempos são otimizados em tempo real, variando de acordo com o fluxo veicular contabilizado pelos laços detectores instalados no asfalto. Além disso, permite uma comunicação direta com o órgão de trânsito, possibilitando a detecção de falhas de forma imediata e otimizando os serviços de manutenção.
 
Ampliação e segurança
 
Indispensável para garantir a segurança de condutores e pedestres e contribuindo para a redução de acidentes, a rede semafórica vem crescendo significativamente em Fortaleza. Exemplo disso é que no fnal de 2012, um total de 599 semáforos controlavam o tráfego nos cruzamentos da Cidade. Hoje já são 958 equipamentos, o que mostra uma ampliação de quase 60%.
 
Desde que respeitado, o semáforo reduz a severidade de acidentes e até mesmo a estatística de vítmas fatais. De acordo com Juliana Coelho, gerente da Central de Monitoramento de Tráfego da AMC, os equipamentos estão localizados em todas as Regionais, acompanhando a evolução demográfca do Município e o aumento da frota.
 
Requerimento 
 
Para solicitar um semáforo, o munícipe deve formalizar o pedido em uma das Centrais de Atendimento da AMC (RioMar, Shopping Benfca, Del Paseo, Vapt Vupt de Messejana e Antônio Bezerra). O requerimento será devidamente analisado, considerando uma análise que abordará critérios como volume de veículos e pedestres, quantitativo de acidentes, condições geométricas, iluminação, visibilidade, entre outros.
 
Modernização
 
Fortaleza está sempre inovando e implantando o que há de melhor em tecnologia nos semáforos. A comunicação entre os semáforos centralizados, por exemplo, que antes era por via telefônica, agora é por fibra óptica, aumentando a confabilidade e a estabilidade desses equipamentos quanto ao sincronismo.
 
Metade da rede semafórica também já é dotada de nobreak, uma espécie de gerador que garante o funcionamento dos mesmos em até três horas após a queda de energia. A ideia é ampliar esse mecanismo para os demais semáforos da Capital.

Novo semáforo disciplina circulação no cruzamento das ruas Henriqueta Galeno com Cel. Jucá

A partir desta sexta-feira (11/10), pedestres e condutores poderão se deslocar com mais segurança na área

A partir desta sexta-feira (11/10), um novo semáforo começa a funcionar no cruzamento da rua Coronel Jucá com Henriqueta Galeno no intuito de disciplinar o tráfego de veículos e reduzir os conflitos veiculares. O equipamento, implantado pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), atende à solicitação dos moradores.
 
De acordo com pesquisa técnica, constatou-se um volume alto de veículos em ambas as vias. Para se ter uma ideia, somente na Rua Cel. Jucá trafegam, por hora, cerca de 900 veículos, enquanto que na Rua Henriqueta Galeno esse número é de 400.
 
“Nos horários de pico, principalmente, era comum se formar uma fila para cruzar a Rua Cel. Jucá. Com o semáforo, esperamos organizar e otimizar a circulação para quem segue em direção ao Centro, além de melhorar a segurança dos condutores e pedestres”, explica o superintendente da AMC, Arcelino Lima.
 
O estudo constatou ainda que metade do fluxo que circula pela Henriqueta Galeno faz a conversão à esquerda na Rua Cel. Jucá. Por isso, para acomodar melhor o tráfego, a Rua Cel. Jucá ganhará mais uma faixa no trecho compreendido entre Henriqueta Galeno e Antônio Sales, já que será proibido estacionar do lado direito.
 
Com essa implantação, Fortaleza passa a contar com um total de 958 semáforos, sendo 553 centralizados. Uma das principais vantagens dessa tecnologia é que os tempos são otimizados em tempo real, variando de acordo com o fluxo veicular contabilizado pelos laços detectores instalados no asfalto. Além disso, permite uma comunicação direta com o órgão de trânsito, possibilitando a detecção de falhas de forma imediata e otimizando os serviços de manutenção.
 
Ampliação e segurança
 
Indispensável para garantir a segurança de condutores e pedestres e contribuindo para a redução de acidentes, a rede semafórica vem crescendo significativamente em Fortaleza. Exemplo disso é que no fnal de 2012, um total de 599 semáforos controlavam o tráfego nos cruzamentos da Cidade. Hoje já são 958 equipamentos, o que mostra uma ampliação de quase 60%.
 
Desde que respeitado, o semáforo reduz a severidade de acidentes e até mesmo a estatística de vítmas fatais. De acordo com Juliana Coelho, gerente da Central de Monitoramento de Tráfego da AMC, os equipamentos estão localizados em todas as Regionais, acompanhando a evolução demográfca do Município e o aumento da frota.
 
Requerimento 
 
Para solicitar um semáforo, o munícipe deve formalizar o pedido em uma das Centrais de Atendimento da AMC (RioMar, Shopping Benfca, Del Paseo, Vapt Vupt de Messejana e Antônio Bezerra). O requerimento será devidamente analisado, considerando uma análise que abordará critérios como volume de veículos e pedestres, quantitativo de acidentes, condições geométricas, iluminação, visibilidade, entre outros.
 
Modernização
 
Fortaleza está sempre inovando e implantando o que há de melhor em tecnologia nos semáforos. A comunicação entre os semáforos centralizados, por exemplo, que antes era por via telefônica, agora é por fibra óptica, aumentando a confabilidade e a estabilidade desses equipamentos quanto ao sincronismo.
 
Metade da rede semafórica também já é dotada de nobreak, uma espécie de gerador que garante o funcionamento dos mesmos em até três horas após a queda de energia. A ideia é ampliar esse mecanismo para os demais semáforos da Capital.