A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) vai destinar um efetivo de 30 agentes e orientadores, nesta quinta-feira (30/06), para garantir o ordenamento de tráfego e o acesso seguro de torcedores à Arena Castelão, palco da partida entre Fortaleza e Estudiantes, válida pelas oitavas de final da Libertadores.

A AMC recomenda a chegada dos torcedores com duas horas de antecedência, mas já a partir do meio-dia o planejamento começará a ser executado com o controle de circulação nas avenidas do Contorno, Alberto Craveiro, Paulino Rocha e rotatória do Castelão.

Redutores de velocidade serão instalados junto às faixas de pedestres para facilitar a travessia no entorno da arena. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) também atuará em apoio.

Para facilitar o fluxo de saída dos torcedores do Castelão, o canteiro central da Av. Paulino Rocha estará aberto. A medida adotada nas últimas partidas com maior concentração de público tem como objetivo melhorar o fluxo dos condutores que seguem em direção à BR-116, Cidade dos Funcionários e Aldeota, evitando passar pela rotatória que já recebe um volume alto de veículos.

A operação deve seguir até meia-noite, horário previsto para dispersão total da torcida.

Respeito às leis de trânsito

Os condutores devem atentar às normas de circulação viária e não estacionar em locais proibidos, como passeios, garagens e ao lado de canteiros, e reduzir a velocidade devido ao fluxo de pedestres.

Viaturas estarão no entorno coibindo irregularidades. O monitoramento das vias também se dará em tempo real pelas câmeras da Central da Mobilidade para Preservação de Vidas no Trânsito.

A população pode solicitar atendimento de ocorrências, como irregularidades ou sinistros no trânsito, à AMC pelo número 190, da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).

Publicado em Mobilidade
homem fazendo o teste do bafômetro
De janeiro a maio deste ano, AMCrealizou 15.972 testes de bafômetro (Foto: Kiko Silva)

Em virtude dos festejos juninos, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) está reforçando a Operação Lei Seca para conscientientizar sobre os riscos de beber e dirigir. O objetivo é criar a cultura no cidadão de cumprimento às normas de circulação viária e consequentemente evitar lesões graves e mortes no trânsito.

Ações conjuntas em parceria com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), que já acontecem diariamente, serão intensificadas em todos os turnos com comandos estáticos e itinerantes. A atuação se concentra nas vias com maior taxa de acidentalidade viária e próximo a polos geradores de tráfego.

“A fiscalização tem caráter preventivo. A simples presença dos nossos agentes nas ruas já inibe atitudes inconsequentes que arriscam vidas. É preciso que as pessoas adotem um comportamento seguro e tenham em mente que a qualquer momento ou local podem ser abordados pela AMC”, relata o superintendente do órgão, Antônio Ferreira.

O álcool é um dos principais fatores de risco para a ocorrência de acidentes de trânsito. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja tem três vezes mais chance de morrer em um sinistro do que um motorista sóbrio. A bebida alcoólica torna os reflexos mais lentos, diminui a vigilância e reduz a capacidade visual, o que contribui para acidentes com alto índice de severidade.

Legislação

De janeiro a maio deste ano, o órgão realizou 15.972 testes de bafômetro. 746 motoristas recusaram se submeter ao etilômetro e 219 deram positivo.

No Brasil a tolerância de álcool é zero. Conduzir veículo automotor sob influência dessa substância é uma infração de natureza gravíssima x10, multa no valor de R$ 2.934,70 e se a concentração for igual ou superior a 0,30 miligramas de álcool por litro de ar alveolar ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, o mesmo será encaminhado à autoridade policial que adotará as medidas legais.

Publicado em Mobilidade

A Prefeitura de Fortaleza avança com as obras do Meu Bairro Empreeendedor na comunidade Parque Santana, no Mondubim. A partir desta quinta-feira (09/06), as equipes darão início às obras de pavimentação em piso intertravado na Rua Um, sendo necessário o bloqueio da via no trecho entre a Rua Dez e a Rua Doze, pelo período de 60 dias.

Para viabilizar a requalificação viária, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) fará o bloqueio do tráfego no local. O condutor que passar pela Rua Um deverá entrar à direita na Rua Dez, à esquerda na Rua Dois, à esquerda na Av. Coletora A e à direita na Av. Nove.

Já quem passar pela Av. Coletora A, deverá seguir à direita na Rua Tainá Pires Brilhante, à esquerda na R. Dez e à direita na Rua Um.

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) irá alterar o itinerário da linha 384 - Parque Santana, de acordo com os desvios da AMC.

Meu Bairro Empreendedor Parque Santana

O projeto Meu Bairro Empreendedor vem sendo ampliado na Capital. Com obras iniciadas nos bairros Vila Velha, Pirambu e Messejana, agora o projeto chega também ao Mondubim, beneficiando quatro vias da comunidade Parque Santana.

O projeto prevê a construção de sistema de drenagem para a região, a urbanização de vias, nova pavimentação em intertravado e asfalto, além de sinalização, passagens elevadas para pedestres e calçadas acessíveis com rampas e piso tátil. Ao longo dos passeios serão criadas, ainda, novas vagas de estacionamento, áreas para embarque e desembarque, plantio de árvores e instalação de mobiliários urbanos. A região passará a contar também com um Centro de Referência do Empreendedor (CRE), espaço voltado para a capacitação dos comerciantes locais

Com investimento de R$2,1 milhões, as obras terão duração de 12 meses e estão sendo executadas pela Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf).

Publicado em Mobilidade

No Dia Mundial do Meio Ambiente, neste domingo (05/06), a Prefeitura de Fortaleza celebra a data na 341ª edição da Ciclofaixa de Lazer. Com rotas abertas à população de 6h às 12h, o evento terá uma série de atividades voltadas por um meio ambiente mais saudável e sustentável no Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, um dos pontos de apoio.

De 8h às 13h, haverá apresentação cultural, exposição de coleções biológicas, fósseis, astronomia, fauna, oficinas criativas, troca de livro por mudas, troca de orquídeas por ração para pets e absorventes, e apresentação de fantoche.

A iniciativa é do Cuca Ambiental, programa da Rede Cuca, política pública para a juventude da Prefeitura de Fortaleza, executada por meio da Secretaria Municipal da Juventude.

Já os educadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) também estarão no parque com atividades para crianças, como o Minicircuito de Bike Infantil e o jogo de tabuleiro gigante do trânsito, e distribuição de plaquinhas que incentivam o respeito aos ciclistas.

Os outros pontos de apoio do evento ciclístico são o Anfiteatro do Parque do Cocó, a Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese, e a Cidade da Criança, no Centro.

Orientadores da AMC, da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e da Guarda Municipal vão dar suporte aos usuários de bike ao longo do 26 km de percurso das três rotas.

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, seguir para a Rua Carlos Vasconcelos até a Rua Pinto Madeira seguindo até a Cidade da Criança.


Rota oeste

A rota oeste vai ligar o Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.


Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, seguir pela Av. Domingos Olímpio (podendo se conectará com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística) pela Rua Carlos Vasconcelos) até a Rua Solón Pinheiro seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) montou uma operação especial para facilitar o acesso dos torcedores ao jogo do Campeonato Brasileiro no próximo domingo (08/05), na Arena Castelão. A operação visa garantir o controle de tráfego de veículos e segurança daqueles que vão acompanhar o duelo entre Fortaleza e São Paulo.

Com um efetivo total de 30 agentes e operadores de trânsito, a operação especial será iniciada ao meio-dia com o acompanhamento pelas câmeras da Central da Mobilidade para Preservação de Vidas. A partir de 16h, agentes e orientadores realizam o controle de tráfego nas avenidas do Contorno, Alberto Craveiro, Paulino Rocha e rotatória do Castelão.

Viaturas também estarão no entorno coibindo irregularidades. Serão instalados redutores de velocidade junto às faixas de pedestres para facilitar a travessia no entorno da arena. O efetivo atuará até a dispersão total da torcida, prevista para 21h30.

Orientações

A AMC recomenda que os torcedores saiam de casa com pelo menos duas horas de antecedência para ter acesso à Arena Castelão. É necessário ainda redobrar atenção às normas de circulação viária e não estacionar em locais proibidos, como passeios, garagens e ao lado de canteiros, e reduzir a velocidade devido ao fluxo de pedestres.

Além do esquema montado e suporte de agentes e operadores de trânsito, a população pode solicitar atendimento de ocorrência de irregularidades ou sinistros à AMC pelo número 190, da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).

Publicado em Mobilidade
homem andando de bicicleta na ciclofaixa da barbosa de freitas
Os ciclistas contam hoje com cerca de 410 km de infraestrutura cicloviária para realizar suas viagens (Foto: Marcos Moura)

No momento em que andar de carro está mais caro pelo aumento no preço do combustível, a bicicleta tem ganhado espaço como alternativa de transporte econômica e sustentável. Em Fortaleza, os investimentos da Prefeitura na área garantem segurança aos adeptos e estimulam a busca pelo modal.

Os ciclistas contam hoje com cerca de 410 km de infraestrutura cicloviária para realizar suas viagens. São ciclofaixas, ciclovias, ciclorrotas e passeios compartilhados que permitem um ir e vir cada vez mais seguro. “Em 2013, tínhamos apenas 68 km de malha dedicada exclusivamente a esses usuários. Hoje, esse número é quase seis vezes maior. Aos poucos, fomos inserindo uma mudança de cultura nos cidadãos de inclusão e respeito ao modal cicloviário, que está cada vez mais presente na cidade”, esclarece Antônio Ferreira, superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Espaços exclusivos para circulação de bicicletas estão em constante expansão e são o primeiro passo para atrair mais adeptos. Nos últimos sete anos, houve aumento de 495% na rede cicloviária, que contempla todas as regionais. A última implantação foi na Rua Barbosa de Freiras. A próxima prevista compreenderá as avenidas Pessoa Anta, Almirante Barroso e Rua Adolfo Caminha, no bairro Praia de Iracema.

Segundo o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária, com mais de 50% dos habitantes morando a menos de 300 metros de alguma ciclovia ou ciclofaixa. Até o fim de 2024, a cidade terá uma malha total de 500 km.

Nas vias contempladas com a medida, observou-se um aumento do número de ciclistas após a instalação desta sinalização. O crescimento mais significativo dos últimos sete anos foi registrado na Av. Domingos Olímpio (+213%), Av. Gomes de Matos (+304%), Rua Emílio de Menezes (+266%), Rua Oscar França (+209%) e Av. Virgílio Távora (+433%).

Bicicletar

Além da malha cicloviária, a Capital dispõe ainda de um dos maiores sistemas de bicicletas compartilhadas do País. O Bicicletar possui 328.204 usuários ativos e já soma 4.868.339 viagens realizadas desde o início das suas atividades em dezembro de 2014.

Somente este ano, 238.976 viagens já foram registradas no sistema, com 24.637 usuários diferentes utilizando as bicicletas compartilhadas. Diariamente, são concluídas, em média, 3.212 viagens pelo Bicicletar, como parte de uma cidade cada vez mais sustentável, mostrando o empenho da Prefeitura de Fortaleza no fortalecimento de uma política de mobilidade urbana mais democrática.

Atualmente, são 192 estações espalhadas em pontos estratégicos e 11 estações do Mini Bicicletar, projeto voltado para o público infantil, a fim de incentivar nas crianças bons hábitos e a preocupação com o planeta.

Paraciclos, bicicletários e parapés

Considerada uma das cidades mais cicláveis do país, Fortaleza também vem incentivando o modal cicloviário através da instalação de 859 paraciclos, quatro bicicletários distribuídos nos terminais

Antônio Bezerra, Messejana, Parangaba e Siqueira, além de 20 pararapés,  elementos que servem como suportes de pé e mão para o ciclista se apoiar ao parar em um semáforo.

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) vai realizar uma operação especial para o controle de tráfego no entorno dos principais cemitérios da Cidade durante a próxima terça-feira (02/11), Dia de Finados. Cerca de 80 agentes e operadores de tráfego irão trabalhar nos turnos manhã e tarde para garantir a segurança viária dos locais de visitação.

Um dos locais com expectativa de receber o maior público, o Cemitério Parque da Paz contará com a atuação de 16 agentes durante todo o dia, a partir das 5h. O retorno que fica em frente ao cemitério, na Av. Juscelino Kubitschek, será temporariamente fechado, a fim de garantir a fluidez da via.

No bairro Parangaba, 20 agentes promoverão o bloqueio em frente ao cemitério, na Rua Napoleão Quezado, entre as avenidas Osório de Paiva e Cônego de Castro, e auxiliarão os condutores. No Cemitério Público de Messejana, o bloqueio será na rua Padre Severiano, entre as ruas Palestina e Aleuda, também em frente ao local de visitação.

No Cemitério São João Batista, localizado no Centro, 20 agentes farão o controle de tráfego, sem a necessidade de realizar bloqueios e desvios. No cemitério do bairro Bom Jardim, o efetivo de apoio será de oito agentes para auxiliar na travessia de pedestres e controle de tráfego. A mesma ação ocorrerá no cemitério do Mucuripe. Conforme a movimentação nestes locais, os agentes poderão implementar bloqueio.

Durante todo o feriado, a fiscalização e o atendimento de ocorrências continuarão sendo realizados normalmente. A população pode acionar a AMC através do número 190.

Publicado em Mobilidade

A Ciclofaixa de Lazer deste domingo (09/10) será marcada por ação educativa e distribuição de plaquinhas para ciclistas na avenida Bezerra de Menezes, no cruzamento com avenida José Jatahy. Além da entrega gratuita do itens, de 8h às 10h, educadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) orientam motoristas e usuários de bike sobre segurança e respeito no trânsito.

A ideia é chamar a atenção para um maior cumprimento aos espaços exclusivos de circulação dos ciclistas, como ciclofaixas e ciclovias.

A Ciclofaixa de Lazer conta com três rotas que garantem lazer e esporte para toda a família. Promovida pela Prefeitura de Fortaleza, a Ciclofaixa terá os percursos em direção ao Passeio Público de 6h às 12h. Quatro pontos de apoio serão disponibilizados: o Anfiteatro do Parque do Cocó, Passeio Público, Igreja Nossa Senhora Aparecida e Praça Jonas de Freitas (atrás do North Shopping).

Ao longo do trajeto, ciclistas terão apoio de agentes e orientadores da AMC, Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e Guarda Municipal.

Rota Leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao Passeio Público, passando pelo Ponto de Apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu, Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (pela ciclovia paisagística), Av. Historiador Raimundo Girão, Av. Alberto Nepomuceno, Rua Dr. João Moreira até o Passeio Público.

Rota Oeste

A rota oeste vai ligar a Praça Jonas Freitas, conhecida como Praça dos Animais ou Praça do North Shopping, no bairro São Gerardo, ao Passeio Público. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, Floriano Peixoto, seguindo para o Passeio Público, pelo Centro.

Rota Sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, ao Passeio Público. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. dos Expedicionários, Rua Barão do Rio Branco, Av. Domingos Olímpio, onde se conectará com a rota oeste, em direção ao Passeio Público, pela Rua Floriano Peixoto.

Publicado em Mobilidade

A sétima edição do projeto Praças Vivas chega, nesta quinta-feira (09/09), ao Centro da Cidade. O local contemplado com a intervenção será a Av. Presidente Castelo Branco, mais conhecida como Leste-Oeste, próximo ao cruzamento com a Rua Barão do Rio Branco.

Técnicos da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) renovarão a sinalização viária e farão desenhos e pinturas numa área de 422m², fortalecendo o valor cultural da cidade. Estão previstos ainda serviços de limpeza urbana.

A medida é um conjunto de intervenções de baixo custo que tem o objetivo de ocupar de forma democrática espaços atualmente ociosos da malha viária.

A iniciativa já passou pelos bairros Rodolfo Teófilo, Parque Iracema, Parque Araxá, Parreão, Montese e Padre Andrade. A previsão é de que novos locais sejam contemplados até o final do ano como Conjunto Palmeiras, Jacarecanga, Mondubim, Monte Castelo, Barroso, Vicente Pizon, Conjunto Ceará, Papicu e Antônio Bezerra.

“Esperamos que, após a conclusão, as áreas requalificadas se tornem pontos de atenção para os condutores de veículos e que proporcionem um convívio para a população. É importante nos apropriarmos cada vez mais do que nos pertence. Ocupar a cidade aumenta a segurança viária e pública”, reforça Juliana Coelho, superintendente da AMC.

Publicado em Mobilidade

Em alusão ao Dia do Motociclista, comemorado nesta terça-feira (27/07), a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza ação educativa para promover uma maior segurança viária e conscientizar as pessoas sobre a importância de adotar comportamentos prudentes ao dirigir. A abordagem acontece no cruzamento das avenidas Antônio Sales com Desembargador Moreira, entre 7h e 10h e de 14h às 17h.

Durante a mobilização, usuários de motocicletas receberão orientações, dicas e material informativo alertando quanto aos principais cuidados que devem ser enfatizados como utilizar o capacete afivelado corretamente, respeitar os limites de velocidade, não avançar o sinal vermelho nem a preferencial, nunca andar na contramão, dentre outros.

Motociclistas são considerados os agentes mais vulneráveis a acidentes de trânsito e representam mais da metade do número de mortes registradas em Fortaleza. Dentre os 98 óbitos contabilizados no primeiro semestre deste ano, 52% trafegavam em veículo motorizado de duas rodas.

Pilotagem segura

Na mesma data em que será realizada a abordagem educativa, a AMC inicia na própria sede um curso de pilotagem segura voltado a esse público.

A capacitação será dividida em dois momentos com aulas teóricas e práticas, a partir das 15h. O objetivo é aprimorar técnicas de pilotagem e desenvolver habilidades na condução segura da motocicleta para enfrentar qualquer situação no trânsito. Legislação, mecânica aplicada e noções de direção defensiva serão alguns dos módulos estudados.

Ações voltadas ao motociclista

Por ser a principal vítima de sinistros, o motociclista é priorizado em intervenções de engenharia, educação e fiscalização desenvolvidas pelo órgão.

Atualmente, cerca de 600 cruzamentos dispõem se faixas de retenção exclusivas para motocicletas. Conhecida também como “motobox”, a intervenção consiste em dar prioridade para quem trafega sobre duas rodas na abertura do sinal de trânsito, permitindo que possa partir antes dos outros veículos quando o semáforo abrir.

No âmbito educacional, a AMC dispõe de um Centro de Treinamento para Motociclistas no bairro Messejana que capacita, forma e treina sobre o comportamento seguro.

Paralelo a esse trabalho, ações educativas e de fiscalização como a operação “Saturação pela Vida” acontecem diariamente em vias na cidade com maior taxa de acidentalidade. “A nossa simples presença nas ruas já inibe comportamentos irregulares. Ao trafegar sobre duas rodas, o corpo do condutor fica totalmente desprotegido, ocasionando sérios danos à saúde em caso de sinistro. Enquanto poder público, vamos continuar fazendo a nossa parte intensificando abordagens para proteger vidas” ressalta a superintendente Juliana Coelho.

Publicado em Mobilidade
Página 1 de 13