parada de ônibus
Representação gráfica de como ficará a parada de ônibus com piso em concreto

O projeto-piloto de implantação de piso em concreto nas paradas de ônibus em Fortaleza será desenvolvido nas avenidas Fernandes Távora, José Bastos, Dom Luís, Desembargador Moreira e Abolição, que passam, atualmente, por processo de requalificação. “O concreto é um piso mais resistente para este tipo de modal, por causa da constante frenagem e aceleração na área, principalmente nos pontos de parada. A implantação do revestimento acontece onde o asfalto sofre deformação natural, configurando ponto de desgaste das avenidas”, explica Manuela Nogueira, secretária da Infraestrutura de Fortaleza (Seinf), responsável pelas obras.

A Seinf realiza o projeto de forma experimental, mas não descarta a utilização dele em outras vias da Capital. “A partir da implantação inicial, vamos avaliar a resistência desse novo pavimento, e, com o retorno positivo, replicar em outros lugares da Cidade”, antecipa Manuela.

Hoje, o concreto é utilizado em algumas vias e equipamentos da Prefeitura. A Avenida Aguanambi, por exemplo, recebeu o piso de concreto ao longo de toda a faixa exclusiva para ônibus. O interior dos túneis das avenidas Engenheiro Santana Júnior, Padre Antônio Tomás, Via Expressa (longitudinal) e Santos Dumont também conta com o reforço. Os terminais de ônibus do Antônio Bezerra e Messejana possuem piso em concreto em todas as plataformas e pista.

A previsão é que a requalificação das cinco avenidas seja entregue por etapas e finalizada em 2020. Além de receber o novo piso nas paradas, as vias receberão novo asfalto, rampas de acessibilidade nos cruzamentos,  sinalização, iluminação e paisagismo. Também serão reformados os canteiros centrais.

 

Publicado em Infraestrutura
Dando continuidade à política de redução de acidentes, a Prefeitura de Fortaleza desenvolve, neste mês de outubro, um pacote de intervenções para aumentar a segurança viária na Av. Dr. Silas Munguba (Regional IV). O conjunto de medidas tem o propósito de evitar conflitos veiculares e garantir aos pedestres uma travessia mais segura.
 
A partir desta quarta-feira (16/10), o semáforo situado no cruzamento da Av. Dr. Silas Munguba com Av. Bernardo Manuel passa a contar com estágio exclusivo para pedestres. O equipamento dispõe de botoeira sonora para facilitar o deslocamento de deficientes visuais. Também foi implantado um semáforo exclusivo para pedestres entre a Av. Bernardo Manuel e Rua Profa. Heloísa Ferreira.
 
Como parte das ações, foi feito ainda um prolongamento de calçadas e canteiro central de modo a reduzir a distância da travessia, amenizando os riscos aos transeuntes. “Aumentamos em 49% a área para pedestres neste cruzamento no intuito de diminuir sua exposição na via e possibilitar mais segurança”, explica Juliana Coelho, gerente da Central de Monitoramento de Tráfego da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).
 
Considerada uma das vias com maior taxa de acidentalidade, a Av. Dr. Silas Munguba registrou cerca de 1.000 acidentes entre os anos de 2016 e 2018, além de 74 atropelamentos. No total, 12 pessoas morreram e 759 ficaram feridas neste período, segundo dados da AMC. 
 
Por essa avenida circulam diariamente 25 mil veículos. Para o superintendente do órgão, Arcelino Lima, a via é um dos principais corredores da Cidade que merece atenção especial, não só pelo quantitativo, mas pela severidade dos acidentes. “Realizamos um estudo técnico que apontou os pontos críticos e, com base nesse levantamento, estamos executando as ações planejadas. Somente este ano, contabilizamos 43 acidentes e cinco atropelamentos ao longo da Av. Dr. Silas Munguba. Nossos esforços se concentram em diminuir esses números e proteger vidas”, reforça.
 
Projeto
 
O projeto contempla cinco novos semáforos, quatro inclusões de estágio para pedestres, um ponto de fiscalização eletrônica, fechamento de canteiros, além de prolongamento de calçada e canteiros centrais.
 
Os novos equipamentos estarão localizados nos seguintes cruzamentos: Av. Dr. Silas Munguba X Av. Bernardo Manuel; Av. Dr. Silas Munguba X Rua Duarte Pimentel; Av. Dr. Silas Munguba X Rua Antônio Teixeira Leite; Av. Dr. Silas Munguba X Rua Girassol; e Av. Dr. Silas Munguba X Rua Corumbá. O semáforo para pedestres irá operar na Av. Dr. Silas Munguba entre as ruas José Pedra e Afonso Lopes. 
 
Cronograma:
 
- Av. Bernardo Manuel x Av. Dr. Silas Munguba
Inclusão de estágio para pedestres com botoeiras sonoras
Prolongamento de calçadas e canteiros centrais
 
- Trecho entre a Av. Bernardo Manuel e Rua Profa. Heloísa Ferreira
Implantação de semáforo para travessia de pedestres
Abertura do canteiro central para passagem dos pedestres
Elevação de calçada dos dois lados para travessia
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua Duarte Pimentel
Implantação de semáforo veicular com estágio para pedestres
Abertura do canteiro central
Realocação do poste de iluminação
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua Bruno Valente
Fechamento de canteiro central
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua Antônio Teixeira Leite
Implantação de semáforo veicular
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua Girassol
Implantação de semáforo veicular com estágio para pedestres
Abertura do canteiro central
Realocação do poste de iluminação
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua do Fim
Fechamento de canteiro central
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua Corumbá
Implantação de semáforo veicular com dois estágios
Prolongamento de canteiro central
Publicado em Mobilidade
A partir desta sexta-feira (11/10), um novo semáforo começa a funcionar no cruzamento da rua Coronel Jucá com Henriqueta Galeno no intuito de disciplinar o tráfego de veículos e reduzir os conflitos veiculares. O equipamento, implantado pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), atende à solicitação dos moradores.
 
De acordo com pesquisa técnica, constatou-se um volume alto de veículos em ambas as vias. Para se ter uma ideia, somente na Rua Cel. Jucá trafegam, por hora, cerca de 900 veículos, enquanto que na Rua Henriqueta Galeno esse número é de 400.
 
“Nos horários de pico, principalmente, era comum se formar uma fila para cruzar a Rua Cel. Jucá. Com o semáforo, esperamos organizar e otimizar a circulação para quem segue em direção ao Centro, além de melhorar a segurança dos condutores e pedestres”, explica o superintendente da AMC, Arcelino Lima.
 
O estudo constatou ainda que metade do fluxo que circula pela Henriqueta Galeno faz a conversão à esquerda na Rua Cel. Jucá. Por isso, para acomodar melhor o tráfego, a Rua Cel. Jucá ganhará mais uma faixa no trecho compreendido entre Henriqueta Galeno e Antônio Sales, já que será proibido estacionar do lado direito.
 
Com essa implantação, Fortaleza passa a contar com um total de 958 semáforos, sendo 553 centralizados. Uma das principais vantagens dessa tecnologia é que os tempos são otimizados em tempo real, variando de acordo com o fluxo veicular contabilizado pelos laços detectores instalados no asfalto. Além disso, permite uma comunicação direta com o órgão de trânsito, possibilitando a detecção de falhas de forma imediata e otimizando os serviços de manutenção.
 
Ampliação e segurança
 
Indispensável para garantir a segurança de condutores e pedestres e contribuindo para a redução de acidentes, a rede semafórica vem crescendo significativamente em Fortaleza. Exemplo disso é que no fnal de 2012, um total de 599 semáforos controlavam o tráfego nos cruzamentos da Cidade. Hoje já são 958 equipamentos, o que mostra uma ampliação de quase 60%.
 
Desde que respeitado, o semáforo reduz a severidade de acidentes e até mesmo a estatística de vítmas fatais. De acordo com Juliana Coelho, gerente da Central de Monitoramento de Tráfego da AMC, os equipamentos estão localizados em todas as Regionais, acompanhando a evolução demográfca do Município e o aumento da frota.
 
Requerimento 
 
Para solicitar um semáforo, o munícipe deve formalizar o pedido em uma das Centrais de Atendimento da AMC (RioMar, Shopping Benfca, Del Paseo, Vapt Vupt de Messejana e Antônio Bezerra). O requerimento será devidamente analisado, considerando uma análise que abordará critérios como volume de veículos e pedestres, quantitativo de acidentes, condições geométricas, iluminação, visibilidade, entre outros.
 
Modernização
 
Fortaleza está sempre inovando e implantando o que há de melhor em tecnologia nos semáforos. A comunicação entre os semáforos centralizados, por exemplo, que antes era por via telefônica, agora é por fibra óptica, aumentando a confabilidade e a estabilidade desses equipamentos quanto ao sincronismo.
 
Metade da rede semafórica também já é dotada de nobreak, uma espécie de gerador que garante o funcionamento dos mesmos em até três horas após a queda de energia. A ideia é ampliar esse mecanismo para os demais semáforos da Capital.
Publicado em Mobilidade
Após a realização dos serviços de requalificação viária, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) começou a sinalizar o primeiro trinário de Fortaleza, composto pelas vias Duque de Caxias, Meton de Alencar e Clarindo de Queiroz, no Centro. O projeto prioriza a circulação de ônibus e a reordenação do tráfego, além de faixas elevadas para pedestres, recuperação asfáltica, infraestrutura cicloviária, melhorias da iluminação e dos pontos de parada. 
 
Como parte da intervenção, na noite desta quarta-feira (09/10), um novo semáforo está sendo instalado no cruzamento das ruas Meton de Alencar e Princesa Isabel. O equipamento vai aumentar a segurança viária neste ponto, reduzindo os riscos de conflitos entre os veículos de ambas as vias e proporcionando uma travessia segura para os pedestres. Em 10 anos, foram registrados 74 acidentes nesta interseção, sendo 90% envolvendo motociclistas. 
 
Entenda o trinário

Além da faixa exclusiva para ônibus na Avenida Duque de Caxias, o tráfego geral da via será reordenado com a implantação de sentido único Leste-Oeste (Aldeota/Centro) e de três faixas de tráfego misto no trecho entre a Rua Nogueira Acioli e a Avenida Padre Ibiapina. Fazendo o contrafluxo, as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar escoarão o trânsito no sentido Oeste-Leste. Cerca de 300 mil pessoas devem ser beneficiadas diariamente pela novidade, que otimizará a circulação em vias secundárias.
 
Faixas exclusivas para ônibus

Como fator preponderante do projeto do trinário, ao todo, serão implantados, inicialmente, 3,8 km de faixas exclusivas para ônibus. A Avenida Duque de Caxias será beneficiada com 2,2 km de deslocamento para o transporte público, no trecho entre a Rua Dona Leopoldina e a Avenida Padre Ibiapina. Já na Rua Meton de Alencar, também será implantado 1,6 km de faixa exclusiva entre a Rua Princesa Isabel e a Avenida Visconde do Rio Branco.
 
Infraestrutura cicloviária

Inicialmente, a região receberá cerca de, pelo menos, 3,3 km de nova infraestrutura cicloviária no entorno do trinário. Dessa forma, serão implantados aproximadamente 2,5 km de ciclofaixa unidirecional (sentido Aldeota-Centro) na Avenida Duque de Caxias, entre a Rua Nogueira Acioli e a Avenida Padre Ibiapina.

Também serão implantados em torno de 850 metros de ciclofaixa bidirecional na Avenida Padre Ibiapina, desde a Rua Guilherme Rocha até a Avenida Bezerra de Menezes, interligando-se com a ciclovia já existente.
 
Ações para pedestres

Com o objetivo de reduzir a distância de travessia e proporcionar mais segurança aos pedestres no Centro, serão implantadas duas faixas elevadas no entorno do Mercado São Sebastião, além de canteiro na Avenida Padre Ibiapina, semáforos na Avenida Duque de Caxias, com botoeiras de tempo exclusivo para pedestres, e prolongamentos de calçadas em alguns cruzamentos e esquinas. Cada situação está sendo avaliada, levando em consideração o fluxo das vias e os raios de giro.
 
Novos semáforos

Em virtude da mudança de sentido da Rua Clarindo de Queiroz e da implantação de sentido único na Avenida Duque de Caxias, será feita a reconfiguração semafórica de mais 50 equipamentos para atender melhor a demanda do novo fluxo. Também serão instalados seis novos semáforos nos seguintes locais:
- Avenida Duque de Caxias x Rua Teresa Cristina
- Avenida Duque de Caxias x Rua Jaime Benévolo
- Rua Meton de Alencar x Rua Princesa Isabel
- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Princesa Isabel
- Rua Bárbara de Alencar x Rua Dona Leopoldina
- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Jaime Benévolo
 
Reordenamento dos estacionamentos

Nas ruas que cruzam as principais vias do projeto, sendo elas a Avenida Duque de Caxias e as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar, a sinalização será renovada, com demarcação de estacionamento onde atualmente já é permitido. A partir disso, está em avaliação a possibilidade de implantar prolongamentos de calçadas nas esquinas como medida de segurança para o pedestre, reduzindo sua exposição e a distância da travessia.
 
Requalificação da iluminação e dos pontos de parada

Na região do trinário, compreendida pelo quadrilátero formado pelas avenidas Duque de Caxias, Padre Ibiapina e as ruas Meton de Alencar e Nogueira Acioli, haverá melhoria da iluminação pública. Os pontos de parada de ônibus também serão requalificados, seja por iluminação específica onde houver necessidade, ou com a implantação de abrigos onde houver largura suficiente de calçada.
 
Recuperação asfáltica e de calçadas

O projeto prevê uma operação para recuperar calçadas nos pontos mais danificados, fresagem e recapeamento asfáltico na Avenida Duque de Caxias e na Rua Meton de Alencar. As vias secundárias que compõem o trinário receberão o serviço de recuperação asfáltica.
 
Lixeira subterrânea

Além da instalação de lixeiras de concreto no entorno do trinário, também será implantada uma lixeira subterrânea na Avenida Duque de Caxias, entre as avenidas Padre Ibiapina e José Jatahy.
Publicado em Mobilidade

O desfile em homenagem à Independência do Brasil, realizado nas avenidas Historiador Raimundo Girão e Abolição, contará, neste dia 7 de setembro, com operação especial da Prefeitura de Fortaleza para otimizar o acesso da população. Ao todo, um efetivo operacional composto por 200 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e orientadores de tráfego disciplinará a circulação na região, assegurando o ir e vir dos pedestres.

O desfile começa na Av. Historiador Raimundo Girão, a partir do cruzamento com a Rua Ildefonso Abano, seguindo pelo contrafluxo da Av. Abolição até a Av. Desembargador Moreira, onde começa a dispersão.

O trabalho terá início na sexta-feira (06/09), a partir das 23 horas, quando os agentes de trânsito farão a coibição do estacionamento ao longo de trecho das vias Antônio Justa, Adolfo Caminha, Rua dos Tabajaras, Almirante Barroso e Beira-Mar onde ocorrerá a concentração.

Bloqueios

Às 6 horas de sábado (07/09), serão iniciados os bloqueios para auxiliar a chegada das tropas militares e dos alunos que participarão do cortejo. A principal interdição ocorrerá ao longo das avenidas Pessoa Anta, Historiador Raimundo Girão e Abolição até a Via Expressa.

No caso da Av. Abolição, apenas o sentido Mucuripe/Centro estará bloqueado. Os participantes ocuparão as três faixas de tráfego, seguindo no contrafluxo. Uma faixa no sentido Centro/Mucuripe também ficará isolada para o público que assistirá ao evento.

As opções de desvio para o motorista que não for participar do desfile é utilizar vias alternativas. No sentido Mucuripe/Centro, as opções são Ana Bilhar, Dep. Moreira da Rocha, Tenente Benévolo ou Dom Luís. Já no sentido contrário, Pereira Filgueiras, Torres Câmara, Canuto de Aguiar e Santos Dumont.

Em virtude do número de pedestres que se concentram para ver o desfile, a Av. Barão de Studart ficará bloqueada no sentido sertão/praia, a partir da Rua Pereira Filgueiras. Já a Av. Desembargador Moreira também será interditada em direção à praia devido à dispersão.

Desvios

As opções de desvio para o motorista que não for participar do desfile é utilizar vias alternativas. No sentido Mucuripe/Centro, as opções são Ana Bilhar, Dep. Moreira da Rocha, Tenente Benévolo ou Dom Luís. Já no sentido contrário, Pereira Filgueiras, Torres Câmara, Canuto de Aguiar e Santos Dumont.

Publicado em Mobilidade
O objetivo do evento é incentivar o uso da bicicleta como meio seguro de deslocamento

Em alusão ao Dia Nacional do Ciclista, comemorado em 19 de agosto, a Prefeitura de Fortaleza realiza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), neste domingo (18/08) o VI Passeio Ciclístico “Paz no Trânsito”. Para garantir a participação no evento, os interessados podem se inscrever pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., informando o nome completo, documento de identidade, contato telefônico e ainda se deseja alugar bicicleta no dia.

Realizado o processo, os inscritos receberão a confirmação da participação e na data do passeio devem entregar 1 kg de alimento não perecível a ser doado para instituições de caridade.

O objetivo do evento é incentivar o uso da bicicleta como meio seguro de deslocamento, bem como promover o convívio pacífico entre condutores e ciclistas. A previsão é reunir cerca de mil participantes no total. Agentes de trânsito, distribuídos em viaturas e motocicletas, farão a escolta durante todo o trajeto, assegurando a segurança dos cidadãos.

A partir das 6h30, os ciclistas devem estar reunidos na Escola de Mobilidade Urbana, que fica na Rua Major Virgilio Borba, ao lado do Parque Adahil Barreto, para receber a camisa do evento. O passeio terá início às 7h30.

O percurso partirá da Escola de Mobilidade Urbana, passando pelas seguintes vias: Rua Santa Esmeralda, Rua Santa Terezinha da Sagrada Face, Av. Engenheiro Santana Júnior, Av. Rogaciano Leite, Av. Murilo Borges, Av. Aguanambi, rotatória, Av. Dom Manuel, Rua Pinto Madeira, João Cordeiro, Av. Santos Dumont (pausa para hidratação no Shopping Del Paseo), Via Expressa e Raul Barbosa.

Prioridade

O transporte não motorizado vem sendo priorizado nas ações da Prefeitura de Fortaleza. Já são cerca de 261 km de infraestrutura cicloviária para os ciclistas se deslocarem com segurança pela cidade. A mais recente implantação foi na Av. Oliveira Paiva e já está em andamento na Perimetral.

Publicado em Mobilidade

Os casos de veículos abandonados em via pública têm se tornado um desafio à medida que ocupam indevidamente o espaço público, dificultam o estacionamento e chegam a se transformar em um sério problema de saúde pública e segurança. Para reverter esse quadro, a Prefeitura de Fortaleza desenvolve, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), uma operação especial de tráfego que tem apresentado bons resultados.

De janeiro a julho deste ano, 365 veículos foram retirados de circulação. Em 72 dos casos, agentes de trânsito fizeram a remoção e encaminharam para o depósito do órgão. Já o restante foi removido pelos proprietários após receberam notificação educativa da AMC. O objetivo é desobstruir a via e garantir mais segurança para a população, visto que o acúmulo de sujeira nestes veículos contribui para a proliferação de doenças.

De acordo com a Lei Municipal nº 10.677/2018, os veículos automotores, elétricos, articulados, reboques e semirreboques podem ser removidos quando estiverem estacionados em logradouros públicos a mais de cinco dias, sem uma das placas de identificação ou quando apresentarem qualquer sinal de abandono, como evidente estado de decomposição de sua carroceria e de suas partes removíveis, mau estado de conservação e/ou vidro quebrado ou avarias nas portas que permita acesso de pessoas sem obstrução.

Em cumprimento à legislação, antes de rebocar o veículo, o órgão notifica, em caráter educativo, o proprietário para que ele mesmo possa retirá-lo em um prazo máximo de cinco dias. Não sendo recolhido, o veículo é levado para o depósito do órgão onde só poderá ser liberado mediante pagamento das despesas de remoção e estadia, bem como outros encargos já previstos. Decorrido o prazo de 60 dias contados a partir da remoção do veículo, o mesmo irá a leilão.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) não prevê multa para os casos de abandono, exceto quando o veículo estiver cometendo infração, ou seja, estacionado em local proibido.

A medida resolve um problema antigo. Até 2018, as remoções só eram realizadas quando os veículos abandonados estavam estacionados em locais proibidos pela sinalização. "Às vezes você via um carro com sinal claro de abandono, mas não podia fazer nada porque ele não estava cometendo nenhuma infração de trânsito. Com essa legislação temos garantido mais fluidez nos espaços públicos, além de prevenir doenças e situações inseguras”, esclarece o superintendente da AMC, Arcelino Lima.

Os usuários que desejarem denunciar veículos nestas condições devem entrar em contato com o órgão, formalizando processo em uma das centrais de atendimento ou por meio do aplicativo AMC Móvel. As operações são contínuas e acontecem diariamente em todas as áreas da Cidade.

Publicado em Mobilidade
Avenida Leste Oeste
Em virtude do evento, a Av. Leste-Oeste será interditada a partir de 13h em ambos os sentidos
Religiosos devem se reunir em nome da fé na 17ª Caminhada com Maria, realizada nesta quinta-feira (15/08), data em que é celebrado o dia de Nossa Senhora da Assunção, padroeira de Fortaleza. O evento, que já faz parte do calendário católico da Cidade, contará com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) para garantir o controle do tráfego e a segurança dos fiéis. Serão disponibilizados aproximadamente 220 agentes do órgão e orientadores de trânsito.
 
A operação será iniciada às 6h com o isolamento do Santuário de Nossa Senhora da Assunção, no bairro Vila Velha, onde acontece a concentração. Após a saída do cortejo, previsto para 14h, batedores e viaturas do órgão acompanharão a procissão que sairá do santuário em direção à Catedral Metropolitana, no Centro, realizando bloqueios temporários e desvios necessários de acordo com o avanço da caminhada.
 
Em virtude do evento, a Av. Leste-Oeste será interditada a partir de 13h em ambos os sentidos com bloqueios ao longo das ruas Estevão de Campos, Gomes Passos, Jacinto Matos e Filomeno Gomes.
 
A AMC orienta que os veículos evitem trafegar na Av. Leste-Oeste e vias adjacentes no período de 13 às 20h. O tráfego será liberado à medida que a caminhada for prosseguindo. Ao chegar na Catedral, agentes de trânsito promoverão o isolamento das ruas de acesso onde ocorrerá a missa campa e permanecerão no local até a dispersão total do público.
 
Ônibus disponíveis
 
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) reforçará a frota de ônibus para o evento religioso com 74 coletivos extras distribuídos nos terminais Messejana, Siqueira, Parangaba, Conjunto Ceará, Antônio Bezerra e Papicu, na Praça da Estação e na Praça do Coração de Jesus, a partir de 8 horas da manhã até meia-noite.
 
A partir de 18h, 20 ônibus estarão concentrados na Praça da Estação e três na Praça Coração de Jesus, para fazer o percurso do público de volta para casa.
 
Publicado em Mobilidade
operários numa obra
A Av. Alberto Craveiro passará a contar com um novo sistema de drenagem, próximo ao Makro, ponto crítico de alagamento durante o período chuvoso

Para dar continuidade às obras do viaduto da Av. Alberto Craveiro, no Castelão, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informa que, na manhã da próxima segunda-feira (05/08), haverá a interdição de pista na Av. Alberto Craveiro, no sentido Aldeota-Castelão, entre a alça do viaduto da CE 401 (Av. Senador Carlos Jereissati) e a R. Pedro Dantas. A medida é necessária para viabilizar o início das obras de drenagem na via, que terá a duração de 30 dias.

Em virtude das obras, a AMC orienta que os condutores que trafegam na Av. Senador Carlos Jereissati em direção ao Castelão, no sentido Oeste-Sul, deverão dobrar à direita na R. Neném Gonçalves, à esquerda na R. Pedro Dantas e à direita na Av. Alberto Craveiro. Já para quem vem da Av. Raul Barbosa em direção ao Castelão deve seguir no contrafluxo da Av. Alberto Craveiro, entre a alça do viaduto e a R. Pedro Dantas. É importante ressaltar que a pista da Alberto Craveiro, no sentido Castelão-Aldeota, funcionará como mão dupla contemplando os dois sentidos.

Confira o mapa da interdição

A Secretaria Regional VI informa que agentes da Célula de Participação Social realizam um trabalho de mobilização nas casas dos moradores do bairro para orientar sobre as intervenções na área. Na oportunidade são entregues panfletos com sugestões de rotas alternativas.

Sobre a obra

A Av. Alberto Craveiro passará a contar com um novo sistema de drenagem, próximo ao Makro, ponto crítico de alagamento durante o período chuvoso. A construção da nova galeria de drenagem e a elevação da pista irão facilitar no escoamento da água em direção ao Riacho Martinho. A principal via de acesso à Arena Castelão também passará por obras de requalificação com a construção de calçadas, ciclovia e pavimentação asfáltica.

Publicado em Infraestrutura

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) intensificará, a partir desta quinta-feira (01/08), o controle de tráfego no entorno das principais instituições de ensino para garantir a segurança durante o embarque e desembarque de alunos, no início do período letivo. A operação tem como objetivo disciplinar o acesso às escolas, assegurando o respeito às normas de circulação e fluidez viária.

Durante a ação, haverá uma atenção especial à conduta dos passageiros quanto ao uso do cinto de segurança, da cadeirinha, bebê conforto, assento de elevação, manobras de conversão e uso do celular. Além disso, serão coibidas infrações de estacionamentos irregulares que acabam comprometendo a fluidez do trânsito no entorno das escolas.

Por dia, três escolas receberão a visita dos agentes do órgão, de 6h às 8h e de 11h às 12h, distribuídos em viaturas, motocicletas ou posto fixos, tendo como base os registros da Central de Atendimentos da AMC ou por meio de denúncias formalizadas pelos cidadãos fortalezenses.

As instituições interessadas em receber o apoio da AMC na organização do trânsito pode solicitar por meio de ofício em uma das centrais de atendimento do órgão (Shoppings Benfica, RioMar e Del Paseo), além do Vaput-Vupt de Messejana e do Antônio Bezerra. Ao receber a demanda, a Autarquia planejará o atendimento, tendo como objetivo principal um trânsito mais seguro e fluido para todos.

Abertura do 2º semestre letivo de 2019

Os alunos da Rede Municipal de ensino iniciam o 2º semestre letivo de 2019. nesta quinta-feira (01/08). As atividades escolares ocorrem em 573 unidades, atendendo mais de 221 mil estudantes do Infantil I ao 9º ano e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Saiba mais sobre a abertura do semestre letivo da Rede Municipal.

Publicado em Mobilidade
Página 1 de 10