27 de agosto de 2021 em Habitação

Prefeito José Sarto entrega papéis da casa a mais de 800 famílias do Pirambu

Com essa entrega, o Município ultrapassa a marca de 5.000 famílias beneficiadas com título de posse definitiva, somente no Grande Pirambu


sarto entrega documento para uma senhora
Maria Cleide de Oliveira, 71 anos, mora no Grande Pirambu há 57 anos, e recebeu o documento da casa das mãos do prefeito (Fotos: Thiago Gaspar)

O prefeito José Sarto realizou, nesta sexta-feira (27/8), no Paço Municipal, a entrega simbólica de papéis da casa a famílias do Grande Pirambu (Regional 1). A atividade faz alusão ao Dia Nacional da Habitação comemorado no último dia 21 de agosto. Ao todo, mais de 800 famílias daquela área da Cidade serão beneficiadas com o título de posse definitiva de suas residências, em ação coordenada pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor).

A ação simbólica no Paço Municipal terá sequência com a entrega programada dos demais títulos na própria sede da Habitafor, com dia e horário marcados com os beneficiários, a fim de obedecer aos protocolos sanitários em função da pandemia de Covid-19.

“Esses papéis dão garantia patrimonial para as famílias. É a primeira grande ação de regularização fundiária que estamos fazendo nesta gestão. Temos quatro mulheres aqui que estão representando 870 famílias hoje. Elas estão satisfeitas e mais satisfeitos estamos nós. Parabenizo as famílias que estão recebendo o título, merecido, e nós vamos avançar (na política habitacional) e entregar ainda mais papéis da casa", assegurou o prefeito.

Os 800 títulos serão os primeiros entregues na gestão do prefeito José Sarto dentro da política habitacional de regularização fundiária, que ganhou força nos últimos anos em Fortaleza, sendo o Grande Pirambu uma das áreas mais beneficiadas.

Francilândia Barbosa Ribeiro, 40 anos, nasceu no bairro, onde a família já residia há cerca de 20 anos. Hoje, permanece na região com o marido e os dois filhos e agora conquista a regularização.

"Nossa, é muito bom saber que uma coisa é sua e poder buscar melhorias. É uma segurança e, até mesmo para comercializar, fica tudo dentro da lei", comentou.

Maria Cleide de Oliveira, 71 anos, mora no Grande Pirambu há 57 anos, e recebeu o documento da casa das mãos do prefeito. "A casa é minha. Este é o momento que eu mais esperei, de um dia receber esse documento, e hoje chegou", celebrou.

Assim como elas, as moradoras Maria de Fátima Ferreira Viana e Luiza Helena de Morais Almeida também participaram do momento da entrega, recebendo o título da casa.

três pessoas posando para a foto
Francilândia Barbosa Ribeiro nasceu no bairro há 40 anos e mora até hoje na região

Em média, 40 papéis da casa devem ser entregues por dia, sendo 20 em cada período, para não haver aglomerações. Os beneficiários serão contatados previamente para comparecer à Habitafor, informou a coordenadora de Regularização Fundiária, Eliana Gomes.

Para o tiitular da Habitafor, Adail Fontenele, esta entrega se torna possível pelo engajamento e compromisso da equipe que, mesmo em tempos de pandemia, se readequou e manteve uma rotina de trabalho.

“Apesar das dificuldades impostas pela Covid-19, a Habitafor continuou os trabalhos de forma remota, inclusive com a criação de um projeto piloto de Regularização Fundiária On-line, pelo qual mais de 2.800 famílias foram cadastradas para novos processos de titularização definitiva de suas residências”, destacou.

O papel da casa, além de oficializar a parte documental e levar segurança patrimonial, apresenta outros benefícios para os favorecidos, como a facilidade em financiamentos, principalmente para obras de construção ou reformas de suas casas, o acesso a direitos como saneamento, esporte, lazer e outros equipamentos públicos, bem como a dignidade de endereços oficiais e reconhecidos pelos governos e outras instituições.

Prefeito José Sarto entrega papéis da casa a mais de 800 famílias do Pirambu

Com essa entrega, o Município ultrapassa a marca de 5.000 famílias beneficiadas com título de posse definitiva, somente no Grande Pirambu

sarto entrega documento para uma senhora
Maria Cleide de Oliveira, 71 anos, mora no Grande Pirambu há 57 anos, e recebeu o documento da casa das mãos do prefeito (Fotos: Thiago Gaspar)

O prefeito José Sarto realizou, nesta sexta-feira (27/8), no Paço Municipal, a entrega simbólica de papéis da casa a famílias do Grande Pirambu (Regional 1). A atividade faz alusão ao Dia Nacional da Habitação comemorado no último dia 21 de agosto. Ao todo, mais de 800 famílias daquela área da Cidade serão beneficiadas com o título de posse definitiva de suas residências, em ação coordenada pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor).

A ação simbólica no Paço Municipal terá sequência com a entrega programada dos demais títulos na própria sede da Habitafor, com dia e horário marcados com os beneficiários, a fim de obedecer aos protocolos sanitários em função da pandemia de Covid-19.

“Esses papéis dão garantia patrimonial para as famílias. É a primeira grande ação de regularização fundiária que estamos fazendo nesta gestão. Temos quatro mulheres aqui que estão representando 870 famílias hoje. Elas estão satisfeitas e mais satisfeitos estamos nós. Parabenizo as famílias que estão recebendo o título, merecido, e nós vamos avançar (na política habitacional) e entregar ainda mais papéis da casa", assegurou o prefeito.

Os 800 títulos serão os primeiros entregues na gestão do prefeito José Sarto dentro da política habitacional de regularização fundiária, que ganhou força nos últimos anos em Fortaleza, sendo o Grande Pirambu uma das áreas mais beneficiadas.

Francilândia Barbosa Ribeiro, 40 anos, nasceu no bairro, onde a família já residia há cerca de 20 anos. Hoje, permanece na região com o marido e os dois filhos e agora conquista a regularização.

"Nossa, é muito bom saber que uma coisa é sua e poder buscar melhorias. É uma segurança e, até mesmo para comercializar, fica tudo dentro da lei", comentou.

Maria Cleide de Oliveira, 71 anos, mora no Grande Pirambu há 57 anos, e recebeu o documento da casa das mãos do prefeito. "A casa é minha. Este é o momento que eu mais esperei, de um dia receber esse documento, e hoje chegou", celebrou.

Assim como elas, as moradoras Maria de Fátima Ferreira Viana e Luiza Helena de Morais Almeida também participaram do momento da entrega, recebendo o título da casa.

três pessoas posando para a foto
Francilândia Barbosa Ribeiro nasceu no bairro há 40 anos e mora até hoje na região

Em média, 40 papéis da casa devem ser entregues por dia, sendo 20 em cada período, para não haver aglomerações. Os beneficiários serão contatados previamente para comparecer à Habitafor, informou a coordenadora de Regularização Fundiária, Eliana Gomes.

Para o tiitular da Habitafor, Adail Fontenele, esta entrega se torna possível pelo engajamento e compromisso da equipe que, mesmo em tempos de pandemia, se readequou e manteve uma rotina de trabalho.

“Apesar das dificuldades impostas pela Covid-19, a Habitafor continuou os trabalhos de forma remota, inclusive com a criação de um projeto piloto de Regularização Fundiária On-line, pelo qual mais de 2.800 famílias foram cadastradas para novos processos de titularização definitiva de suas residências”, destacou.

O papel da casa, além de oficializar a parte documental e levar segurança patrimonial, apresenta outros benefícios para os favorecidos, como a facilidade em financiamentos, principalmente para obras de construção ou reformas de suas casas, o acesso a direitos como saneamento, esporte, lazer e outros equipamentos públicos, bem como a dignidade de endereços oficiais e reconhecidos pelos governos e outras instituições.