06 de outubro de 2019 em Social

Prefeito Roberto Cláudio vota na eleição do Conselho Tutelar de Fortaleza

Resultado deve ser divulgado ainda neste domingo (06/10)


prefeito roberto cláudio vota numa urna eletrônica
“A tarefa de proteger nossa infância e juventude deve ser exercida por pessoas vocacionadas", afirmou Roberto Cláudio durante a votação do Conselho Tutelar

Na manhã deste domingo (06/10), o prefeito Roberto Cláudio votou na eleição dos novos membros do Conselho Tutelar de Fortaleza. Ao todo, 40 titulares e 40 suplentes serão eleitos para trabalhar na defesa e promoção do bem-estar de crianças e adolescentes da Capita cearense pelos próximo quatro anos.

“Acabei de exercer meu voto em uma eleição muito importante. É fundamental participar do processo que escolherá homens e mulheres que terão uma responsabilidade muito nobre, que é prevenir abusos, omissões e negligências as nossas crianças”, disse Roberto Cláudio.

O Prefeito ainda reforçou a importância do voto consciente. “A tarefa de proteger nossa infância e juventude deve ser exercida por pessoas vocacionadas, com espírito público, treinamento e alguma experiência na área”, declarou.

Com atuação permanente e autonomia em suas ações, o Conselheiro Tutelar age para garantir os direitos das crianças e adolescentes, principalmente quando percebe falta, omissão ou abuso por parte da família ou do Estado. O órgão integra o sistema de garantias de direitos, porém é obrigação dos conselheiros atender e aconselhar a família, expedir notificações, encaminhar denúncias ao Ministério Público e até encaminhar casos à Justiça.

“São os conselheiros que vão lutar pelos direitos das crianças e adolescentes da gente. O Conselho tá lá para nos orientar, cuidar das crianças, responsabilizar quem deve ser responsabilizado. Nada melhor que votar em quem conhecemos e confiamos. É uma profissão muito nobre que deve ser exercida por quem está apto”, afirmou Maria Camila de Oliveira.

mulher posa para foto sorrindo
"A função de conselheiro nos ajuda enquanto instituição", disse Danielle Veras, diretora de escola 

Danielle Veras, diretora da escola Municipal José Dias Macêdo, um dos equipamentos em que ocorreram a eleição, disse que a votação foi tranquila no local. “Tudo dentro na normalidade. Ficamos muito felizes em contribuir, uma vez que trabalhamos com crianças e adolescentes e a função de conselheiro nos ajuda enquanto instituição, fortalecendo as crianças naqueles casos que perpassam nossas possibilidades”, completou.

O Comdica divulgará o resultado da votação ainda domingo (06/10) após a apuração. Do total de 80 vagas, 40 são para membros titulares e 40 para suplentes para um mandato de quatro anos. A posse ocorre em janeiro de 2020.

Como atua o Conselho Tutelar?

O Conselho Tutelar é um órgão composto por representantes, eleitos democraticamente pela população, e que cumprem as atribuições previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Com atuação permanente e autonomia em suas ações, ele age para garantir os direitos das crianças e adolescentes, principalmente quando percebe falta, omissão ou abuso por parte da família ou do Estado.

O órgão integra o sistema de garantias de direitos, porém é obrigação dos conselheiros atender e aconselhar a família, expedir notificações, encaminhar denúncias ao Ministério Público e até encaminhar casos à Justiça.

Exerça sua cidadania, procure conhecer os (as) candidatos (as) e faça a diferença. Sua participação é fundamental para a proteção das crianças e adolescente de Fortaleza.

Prefeito Roberto Cláudio vota na eleição do Conselho Tutelar de Fortaleza

Resultado deve ser divulgado ainda neste domingo (06/10)

prefeito roberto cláudio vota numa urna eletrônica
“A tarefa de proteger nossa infância e juventude deve ser exercida por pessoas vocacionadas", afirmou Roberto Cláudio durante a votação do Conselho Tutelar

Na manhã deste domingo (06/10), o prefeito Roberto Cláudio votou na eleição dos novos membros do Conselho Tutelar de Fortaleza. Ao todo, 40 titulares e 40 suplentes serão eleitos para trabalhar na defesa e promoção do bem-estar de crianças e adolescentes da Capita cearense pelos próximo quatro anos.

“Acabei de exercer meu voto em uma eleição muito importante. É fundamental participar do processo que escolherá homens e mulheres que terão uma responsabilidade muito nobre, que é prevenir abusos, omissões e negligências as nossas crianças”, disse Roberto Cláudio.

O Prefeito ainda reforçou a importância do voto consciente. “A tarefa de proteger nossa infância e juventude deve ser exercida por pessoas vocacionadas, com espírito público, treinamento e alguma experiência na área”, declarou.

Com atuação permanente e autonomia em suas ações, o Conselheiro Tutelar age para garantir os direitos das crianças e adolescentes, principalmente quando percebe falta, omissão ou abuso por parte da família ou do Estado. O órgão integra o sistema de garantias de direitos, porém é obrigação dos conselheiros atender e aconselhar a família, expedir notificações, encaminhar denúncias ao Ministério Público e até encaminhar casos à Justiça.

“São os conselheiros que vão lutar pelos direitos das crianças e adolescentes da gente. O Conselho tá lá para nos orientar, cuidar das crianças, responsabilizar quem deve ser responsabilizado. Nada melhor que votar em quem conhecemos e confiamos. É uma profissão muito nobre que deve ser exercida por quem está apto”, afirmou Maria Camila de Oliveira.

mulher posa para foto sorrindo
"A função de conselheiro nos ajuda enquanto instituição", disse Danielle Veras, diretora de escola 

Danielle Veras, diretora da escola Municipal José Dias Macêdo, um dos equipamentos em que ocorreram a eleição, disse que a votação foi tranquila no local. “Tudo dentro na normalidade. Ficamos muito felizes em contribuir, uma vez que trabalhamos com crianças e adolescentes e a função de conselheiro nos ajuda enquanto instituição, fortalecendo as crianças naqueles casos que perpassam nossas possibilidades”, completou.

O Comdica divulgará o resultado da votação ainda domingo (06/10) após a apuração. Do total de 80 vagas, 40 são para membros titulares e 40 para suplentes para um mandato de quatro anos. A posse ocorre em janeiro de 2020.

Como atua o Conselho Tutelar?

O Conselho Tutelar é um órgão composto por representantes, eleitos democraticamente pela população, e que cumprem as atribuições previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Com atuação permanente e autonomia em suas ações, ele age para garantir os direitos das crianças e adolescentes, principalmente quando percebe falta, omissão ou abuso por parte da família ou do Estado.

O órgão integra o sistema de garantias de direitos, porém é obrigação dos conselheiros atender e aconselhar a família, expedir notificações, encaminhar denúncias ao Ministério Público e até encaminhar casos à Justiça.

Exerça sua cidadania, procure conhecer os (as) candidatos (as) e faça a diferença. Sua participação é fundamental para a proteção das crianças e adolescente de Fortaleza.