25 de junho de 2019 em Servidor

Prefeitura de Fortaleza conclui formação da 3ª turma do curso de Prevenção e Combate ao Assédio Moral

O treinamento qualificou os servidores que vão atuar no recebimento e apuração das denúncias


Dando continuidade a implantação da Política de Prevenção e Combate ao Assédio Moral na Administração Pública, a Prefeitura de Fortaleza concluiu a formação da 3ª turma do curso de Prevenção e Combate ao Assédio Moral. Composta por membros das comissões setoriais, o treinamento qualificou os servidores que vão atuar no recebimento e apuração das denúncias.

O curso de 12h/a foi realizado nos dias 17, 19 e 21 de junho, na Secretaria de Finanças 3 e abordou os aspectos gerais do assédio moral, conceito e característica, perfis do assediador e assediado, cenários no qual o assédio se desenvolve e principais práticas.

“Estamos trazendo essa realidade para o ambiente da administração pública, tendo como base a lei do município, que por sua vez deixa o assunto mais especifico. É a primeira vez que vejo a implementação desse tipo de prática e isso é interessante, pois é uma realidade e quanto mais pessoas tiverem o conhecimento e atuarem na prevenção é melhor”, disse Konrad Mota, Juiz titular da 8ª Vara do Trabalho de Fortaleza, professor de Direito da Universidade de Fortaleza (Unifor) e ministrante do curso.

A ação de desenvolvimento é uma das atividades previstas na Política de Prevenção e Combate ao Assédio Moral, que tem como objetivo mediar conflitos e incentivar o clima de parceria e um ambiente de trabalho saudável. A Política é uma demanda que surgiu na Mesa Central de Negociações Permanente e foi aprovada em 2015, por meio de lei e decreto. Em 2019, a Política de Prevenção e Combate ao Assédio Moral foi implantada definitivamente, com a formação das comissões setoriais e central.

Ao todo, 11 comissões setoriais estão implantadas na Prefeitura. Elas atendem as Secretarias de Educação (SME), Finanças (Sefin), Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), Segurança Cidadã (Sesec), Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Saúde (SMS), Cultura (Secultfor), Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), Autarquia de Paisagismo e Urbanismo de Fortaleza (URBFor), Instituto Dr. José Frota (IJF), Instituto de Previdência do Município (IPM).

“Estive na construção da lei, em 2015, e estou satisfeita em ver a instalação das comissões setoriais na Prefeitura. Eu acredito que a multiplicação da Política já vai despoluir as instituições e relações nos ambientes de trabalho”, elogiou Ana Miranda, servidora do IJF, representante do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) e da câmera setorial do IJF.

De acordo com a suplente da bancada do governo da Comissão Central, Juliana Cordeiro, a previsão é que até o final de 2019 todas as câmeras setoriais já estejam implantadas.

Prefeitura de Fortaleza conclui formação da 3ª turma do curso de Prevenção e Combate ao Assédio Moral

O treinamento qualificou os servidores que vão atuar no recebimento e apuração das denúncias

Dando continuidade a implantação da Política de Prevenção e Combate ao Assédio Moral na Administração Pública, a Prefeitura de Fortaleza concluiu a formação da 3ª turma do curso de Prevenção e Combate ao Assédio Moral. Composta por membros das comissões setoriais, o treinamento qualificou os servidores que vão atuar no recebimento e apuração das denúncias.

O curso de 12h/a foi realizado nos dias 17, 19 e 21 de junho, na Secretaria de Finanças 3 e abordou os aspectos gerais do assédio moral, conceito e característica, perfis do assediador e assediado, cenários no qual o assédio se desenvolve e principais práticas.

“Estamos trazendo essa realidade para o ambiente da administração pública, tendo como base a lei do município, que por sua vez deixa o assunto mais especifico. É a primeira vez que vejo a implementação desse tipo de prática e isso é interessante, pois é uma realidade e quanto mais pessoas tiverem o conhecimento e atuarem na prevenção é melhor”, disse Konrad Mota, Juiz titular da 8ª Vara do Trabalho de Fortaleza, professor de Direito da Universidade de Fortaleza (Unifor) e ministrante do curso.

A ação de desenvolvimento é uma das atividades previstas na Política de Prevenção e Combate ao Assédio Moral, que tem como objetivo mediar conflitos e incentivar o clima de parceria e um ambiente de trabalho saudável. A Política é uma demanda que surgiu na Mesa Central de Negociações Permanente e foi aprovada em 2015, por meio de lei e decreto. Em 2019, a Política de Prevenção e Combate ao Assédio Moral foi implantada definitivamente, com a formação das comissões setoriais e central.

Ao todo, 11 comissões setoriais estão implantadas na Prefeitura. Elas atendem as Secretarias de Educação (SME), Finanças (Sefin), Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), Segurança Cidadã (Sesec), Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Saúde (SMS), Cultura (Secultfor), Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), Autarquia de Paisagismo e Urbanismo de Fortaleza (URBFor), Instituto Dr. José Frota (IJF), Instituto de Previdência do Município (IPM).

“Estive na construção da lei, em 2015, e estou satisfeita em ver a instalação das comissões setoriais na Prefeitura. Eu acredito que a multiplicação da Política já vai despoluir as instituições e relações nos ambientes de trabalho”, elogiou Ana Miranda, servidora do IJF, representante do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) e da câmera setorial do IJF.

De acordo com a suplente da bancada do governo da Comissão Central, Juliana Cordeiro, a previsão é que até o final de 2019 todas as câmeras setoriais já estejam implantadas.