18 de janeiro de 2018 em Fortaleza

Prefeitura de Fortaleza inicia cadastro de ONGs e abrigos de animais

Os representantes das instituições interessados têm até o dia 8 de fevereiro para se cadastrar


 

cachorros
A intenção é fazer um levantamento do real contexto dos abrigos em Fortaleza, além de proporcionar medidas preventivas para a construção da rede de proteção animal

A Prefeitura de Fortaleza inicia, nesta segunda-feira (22/01), o cadastro de ONGs e abrigos de animais da Cidade, com o objetivo de traçar políticas públicas voltadas para a garantia de direitos e a construção da rede de proteção animal. Os representantes das instituições interessados devem comparecer à Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), que funciona na sede da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), no sentido de possibilitar a coleta de dados. O cadastro seguirá até o dia 8 de fevereiro (veja o endereço abaixo).

Com a iniciativa, a SCSP, por meio da Coepa, espera fazer um levantamento do real contexto dos abrigos em Fortaleza, além de proporcionar medidas preventivas para a construção da rede de proteção animal.

A coordenadora especial de Proteção e Bem-Estar Animal, Toinha Rocha, explica que a intenção é envolver e chamar a atenção da sociedade para essa problemática. “Nós queremos que a cidade debata este problema e, partindo do pedido do prefeito Roberto Cláudio, que Fortaleza proteja e ame seus animais”, diz Toinha.

Pacote de proteção animal
Como parte desta política de proteção animal, recentemente, o prefeito Roberto Cláudio assinou decreto que abre seleção para contração de quatro médicos veterinários, sendo dois cirurgiões, um anestesista e um clínico geral, que, em breve, atuarão no VetMóvel, equipamento itinerante de serviços veterinários. Os novos profissionais realizarão ações de castração de animais de tutores de baixa renda e atendimento clínico veterinário. Além disso, o VetMóvel fornecerá também serviços de vacinação e realização do exame para o Calazar para a população local, além de palestras sobre bem-estar animal e guarda responsável.

O gestor também assinou a desafetação e entregou o termo de posse de espaço anexo ao Abrigo São Lázaro, cuja área geográfica será aumentada e receberá o projeto da primeira clínica veterinária de Fortaleza. Com o aumento da área do Abrigo São Lázaro, a ONG será consequentemente reestruturada para oferecer melhores condições de vida para os mais de 700 animais, dentre cães e gatos, que ali se encontram.

O pacote de medidas anunciadas inclui ainda a Virada Animal, evento que está previsto para ocorrer entre 4 e 10 de outubro, quando serão realizadas atividades que tratarão da questão animal, como palestras, campanhas educativas e arrecadação de alimentos.

Serviço
Cadastro para a rede de proteção animal de Fortaleza
Período: de 22 de janeiro a 8 de fevereiro
Endereço: Av. Pontes Vieira, 2391 – Dionísio Torres (SCSP/Coepa)
Horário: de 8h às 11h30 e de 13h às 16h30

Prefeitura de Fortaleza inicia cadastro de ONGs e abrigos de animais

Os representantes das instituições interessados têm até o dia 8 de fevereiro para se cadastrar

 

cachorros
A intenção é fazer um levantamento do real contexto dos abrigos em Fortaleza, além de proporcionar medidas preventivas para a construção da rede de proteção animal

A Prefeitura de Fortaleza inicia, nesta segunda-feira (22/01), o cadastro de ONGs e abrigos de animais da Cidade, com o objetivo de traçar políticas públicas voltadas para a garantia de direitos e a construção da rede de proteção animal. Os representantes das instituições interessados devem comparecer à Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), que funciona na sede da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), no sentido de possibilitar a coleta de dados. O cadastro seguirá até o dia 8 de fevereiro (veja o endereço abaixo).

Com a iniciativa, a SCSP, por meio da Coepa, espera fazer um levantamento do real contexto dos abrigos em Fortaleza, além de proporcionar medidas preventivas para a construção da rede de proteção animal.

A coordenadora especial de Proteção e Bem-Estar Animal, Toinha Rocha, explica que a intenção é envolver e chamar a atenção da sociedade para essa problemática. “Nós queremos que a cidade debata este problema e, partindo do pedido do prefeito Roberto Cláudio, que Fortaleza proteja e ame seus animais”, diz Toinha.

Pacote de proteção animal
Como parte desta política de proteção animal, recentemente, o prefeito Roberto Cláudio assinou decreto que abre seleção para contração de quatro médicos veterinários, sendo dois cirurgiões, um anestesista e um clínico geral, que, em breve, atuarão no VetMóvel, equipamento itinerante de serviços veterinários. Os novos profissionais realizarão ações de castração de animais de tutores de baixa renda e atendimento clínico veterinário. Além disso, o VetMóvel fornecerá também serviços de vacinação e realização do exame para o Calazar para a população local, além de palestras sobre bem-estar animal e guarda responsável.

O gestor também assinou a desafetação e entregou o termo de posse de espaço anexo ao Abrigo São Lázaro, cuja área geográfica será aumentada e receberá o projeto da primeira clínica veterinária de Fortaleza. Com o aumento da área do Abrigo São Lázaro, a ONG será consequentemente reestruturada para oferecer melhores condições de vida para os mais de 700 animais, dentre cães e gatos, que ali se encontram.

O pacote de medidas anunciadas inclui ainda a Virada Animal, evento que está previsto para ocorrer entre 4 e 10 de outubro, quando serão realizadas atividades que tratarão da questão animal, como palestras, campanhas educativas e arrecadação de alimentos.

Serviço
Cadastro para a rede de proteção animal de Fortaleza
Período: de 22 de janeiro a 8 de fevereiro
Endereço: Av. Pontes Vieira, 2391 – Dionísio Torres (SCSP/Coepa)
Horário: de 8h às 11h30 e de 13h às 16h30