07 de outubro de 2019 em Juventude

Prefeitura de Fortaleza realiza primeiro encontro com os selecionados do Projeto Jovens Articuladores de Saúde

Com o título "Protagonismo Juvenil e Promoção de Saúde", o evento esclareceu a atuação dos jovens que estarão à frente do Projeto


coordenador de juventude em palco falando ao microfone ao lado de mulheres
Para o coordenador de Juventude, Júlio Brizzi, fortalecer o protagonismo juvenil é a garantia de ter pessoas interessadas e bem envolvidas com as ações

A Prefeitura de Fortaleza realizou, na manhã desta segunda-feira (07/10), no teatro do Cuca Mondubim, o primeiro encontro com os selecionados no Projeto Jovens Articuladores de Saúde. A conversa contou com a presença da secretária de Saúde, Joana Maciel, e do coordenador de Juventude, Júlio Brizzi. Com o título "Protagonismo Juvenil e Promoção de Saúde", o evento esclareceu aos secretários a atuação dos jovens que estarão à frente do Projeto. A principal meta é atrair adolescentes para as Unidades de Saúde.

"O adolescente não costuma frequentar os Postos de Saúde, eles têm outras prioridades. Então, resolvemos capacitar mais de 40 jovens que estão prontos para chegar às comunidades e discutir, de igual para igual, temas de extrema relevância. Percebemos a dificuldade quando passamos a informação para a mãe, que frequenta o posto, mas não consegue repassar aos filhos. Até que ponto eles escutam as mães?", questionou a titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Joana Maciel.

garoto de óculos sorrindo para a foto
O estudante Leonardo Victor é um dos multiplicadores

Baseada nestes indicadores, que apontam que os adolescentes são o público de mais difícil acesso, a SMS, por meio de uma parceria com a Coordenadoria Especial de Política Públicas de Juventude (CEPPJ), realizou a seleção de jovens entre 16 e 25 anos para fortalecer a Rede de Atenção Primária do Município. A primeira turma foi formada em caráter experimental para atender, primeiramente, às três Regionais em situação de vulnerabilidade (Regionais I, V e VI).

Para o coordenador de Juventude, Júlio Brizzi, fortalecer o protagonismo juvenil é a garantia de ter pessoas interessadas e bem envolvidas com as ações. "Os jovens que foram selecionados são incríveis. Estão aqui porque realmente querem ter a experiência de viver o dia a dia da Rede de Saúde. Muitos são ligados à área, querem vivenciar as dificuldades das comunidades, enquanto promotores da saúde, mesmo que seja apenas um projeto educativo. Eles querem oportunidade, querem participar, querem desenvolver suas habilidades e a gente tá muito otimista", disse.

Ouça o áudio do coordenador de Juventude Júlio Brizzi:

Os Jovens Articuladores foram inseridos em duas categorias: multiplicadores e dinamizadores. Os multiplicadores tiveram formação em Promoção à Saúde e Comunicação. São eles que farão a primeira abordagem. O estudante Leonardo Victor está consciente da responsabilidade, mas feliz de poder abordar assuntos que interessem aos jovens e que serão recorrentes na carreira dele. "No próximo ano, eu vou cursar Medicina na UFC e essa experiência vai aperfeiçoar bastante meu desenvolvimento pessoal. É um projeto que vai atuar nas áreas de vulnerabilidade como a minha, a Granja Lisboa. Além disso, vamos trabalhar não só a saúde, mas também uma série de conceitos sociais para que possamos reduzir a vulnerabilidade dentro destes territórios", comentou.

Leonardo Victor fala sobre como o Projeto tem atraído a participação dos jovens:

Garota sorrindo para a foto
Isabel Freitas vai estar à frente de uma das equipes

Já os dinamizadores atuarão como monitores dos multiplicadores e necessitam comprovar experiência em atividades voltadas ao protagonismo juvenil, às noções de liderança e à multiplicação de conhecimento. Isabel Freitas é estudante e vem de uma experiência de liderança com a juventude da igreja que ela frequenta e vai estar à frente de uma das equipes. "O dinamizador tem a função de coordenar, de estar à frente da equipe. Mas trabalhamos juntos. Ao final, teremos que montar um projeto de intervenção para o bairro e nós damos esse pontapé inicial. Mas somos uma equipe. Eu fico muito feliz por estar à frente. Minha equipe é muito competente. Eu como futura assistente social tenho ao meu lado futuros profissionais da área da Saúde. Só tenho a agaradecer pelo projeto, agradecer pela minha equipe", destacou.

A turma formada por 49 jovens, sendo 11 dinamizadores e 38 multiplicadores, passou por dois meses de formação teórica, recebendo infomações sobre temáticas voltadas à Saúde, Educação e Direitos Humanos. A proposta é prevenir, além de doenças, situações de risco próprias da juventude.

Para a cobertura de gastos relativos a transporte e alimentação durante a realização das atividades, será pago, mensalmente, o valor de R$ 500 para os jovens dinamizadores e R$ 300 para os jovens multiplicadores. Na oportunidade, foram entregues kits para utilização durante as visitas. Ainda nesta semana, eles passarão a realizar as atividades práticas. "Eles vão chegar às Unidades de Saúde do território onde eles residem. Lá no posto, eles vão acompanhar os agentes, fazer articulações com os demais profissionais da unidade e começar as visitas. A partir daí, eles precisam desenvolver algum assunto que julguem importante para sugerir uma intervenção", explicou a facilitadora da capacitação, Emanuella Carneiro.

Prefeitura de Fortaleza realiza primeiro encontro com os selecionados do Projeto Jovens Articuladores de Saúde

Com o título "Protagonismo Juvenil e Promoção de Saúde", o evento esclareceu a atuação dos jovens que estarão à frente do Projeto

coordenador de juventude em palco falando ao microfone ao lado de mulheres
Para o coordenador de Juventude, Júlio Brizzi, fortalecer o protagonismo juvenil é a garantia de ter pessoas interessadas e bem envolvidas com as ações

A Prefeitura de Fortaleza realizou, na manhã desta segunda-feira (07/10), no teatro do Cuca Mondubim, o primeiro encontro com os selecionados no Projeto Jovens Articuladores de Saúde. A conversa contou com a presença da secretária de Saúde, Joana Maciel, e do coordenador de Juventude, Júlio Brizzi. Com o título "Protagonismo Juvenil e Promoção de Saúde", o evento esclareceu aos secretários a atuação dos jovens que estarão à frente do Projeto. A principal meta é atrair adolescentes para as Unidades de Saúde.

"O adolescente não costuma frequentar os Postos de Saúde, eles têm outras prioridades. Então, resolvemos capacitar mais de 40 jovens que estão prontos para chegar às comunidades e discutir, de igual para igual, temas de extrema relevância. Percebemos a dificuldade quando passamos a informação para a mãe, que frequenta o posto, mas não consegue repassar aos filhos. Até que ponto eles escutam as mães?", questionou a titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Joana Maciel.

garoto de óculos sorrindo para a foto
O estudante Leonardo Victor é um dos multiplicadores

Baseada nestes indicadores, que apontam que os adolescentes são o público de mais difícil acesso, a SMS, por meio de uma parceria com a Coordenadoria Especial de Política Públicas de Juventude (CEPPJ), realizou a seleção de jovens entre 16 e 25 anos para fortalecer a Rede de Atenção Primária do Município. A primeira turma foi formada em caráter experimental para atender, primeiramente, às três Regionais em situação de vulnerabilidade (Regionais I, V e VI).

Para o coordenador de Juventude, Júlio Brizzi, fortalecer o protagonismo juvenil é a garantia de ter pessoas interessadas e bem envolvidas com as ações. "Os jovens que foram selecionados são incríveis. Estão aqui porque realmente querem ter a experiência de viver o dia a dia da Rede de Saúde. Muitos são ligados à área, querem vivenciar as dificuldades das comunidades, enquanto promotores da saúde, mesmo que seja apenas um projeto educativo. Eles querem oportunidade, querem participar, querem desenvolver suas habilidades e a gente tá muito otimista", disse.

Ouça o áudio do coordenador de Juventude Júlio Brizzi:

Os Jovens Articuladores foram inseridos em duas categorias: multiplicadores e dinamizadores. Os multiplicadores tiveram formação em Promoção à Saúde e Comunicação. São eles que farão a primeira abordagem. O estudante Leonardo Victor está consciente da responsabilidade, mas feliz de poder abordar assuntos que interessem aos jovens e que serão recorrentes na carreira dele. "No próximo ano, eu vou cursar Medicina na UFC e essa experiência vai aperfeiçoar bastante meu desenvolvimento pessoal. É um projeto que vai atuar nas áreas de vulnerabilidade como a minha, a Granja Lisboa. Além disso, vamos trabalhar não só a saúde, mas também uma série de conceitos sociais para que possamos reduzir a vulnerabilidade dentro destes territórios", comentou.

Leonardo Victor fala sobre como o Projeto tem atraído a participação dos jovens:

Garota sorrindo para a foto
Isabel Freitas vai estar à frente de uma das equipes

Já os dinamizadores atuarão como monitores dos multiplicadores e necessitam comprovar experiência em atividades voltadas ao protagonismo juvenil, às noções de liderança e à multiplicação de conhecimento. Isabel Freitas é estudante e vem de uma experiência de liderança com a juventude da igreja que ela frequenta e vai estar à frente de uma das equipes. "O dinamizador tem a função de coordenar, de estar à frente da equipe. Mas trabalhamos juntos. Ao final, teremos que montar um projeto de intervenção para o bairro e nós damos esse pontapé inicial. Mas somos uma equipe. Eu fico muito feliz por estar à frente. Minha equipe é muito competente. Eu como futura assistente social tenho ao meu lado futuros profissionais da área da Saúde. Só tenho a agaradecer pelo projeto, agradecer pela minha equipe", destacou.

A turma formada por 49 jovens, sendo 11 dinamizadores e 38 multiplicadores, passou por dois meses de formação teórica, recebendo infomações sobre temáticas voltadas à Saúde, Educação e Direitos Humanos. A proposta é prevenir, além de doenças, situações de risco próprias da juventude.

Para a cobertura de gastos relativos a transporte e alimentação durante a realização das atividades, será pago, mensalmente, o valor de R$ 500 para os jovens dinamizadores e R$ 300 para os jovens multiplicadores. Na oportunidade, foram entregues kits para utilização durante as visitas. Ainda nesta semana, eles passarão a realizar as atividades práticas. "Eles vão chegar às Unidades de Saúde do território onde eles residem. Lá no posto, eles vão acompanhar os agentes, fazer articulações com os demais profissionais da unidade e começar as visitas. A partir daí, eles precisam desenvolver algum assunto que julguem importante para sugerir uma intervenção", explicou a facilitadora da capacitação, Emanuella Carneiro.