20 de julho de 2018 em Participação social

Prefeitura divulga resultado do Ciclo de Planejamento Participativo 2018

Mais de 3.700 pessoas participaram do processo que priorizou 32 propostas nas sete secretarias regionais.


A Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Coordenadoria Especial de Participação Social (CEPS), divulga o resultado da eleição das 579 propostas cadastradas para o Ciclo de Planejamento Participativo 2018, que tem como objetivo receber sugestões de prioridades para a Cidade que poderão fazer parte da Lei Orçamentária Anual (LOA) do ano subsequente.

Mais de 3.700 pessoas participaram do processo que priorizou 32 propostas que podem fazer parte da LOA 2019. Essas propostas estão divididas nas sete secretarias Regionais, de acordo com a divisão de território proposto pela CEPS em 2015, e englobam as mais diversas áreas de atuação da Prefeitura.

Para a coordenadora do Planejamento Participativo, Erica Praciano, esse é um momento democrático, no qual a Prefeitura consulta a população sobre as prioridades dos bairros e, assim, planeja o orçamento do ano seguinte. “É importante ouvir quem está lá na ponta, pois são eles que conhecem as necessidades das comunidades e os anseios dos moradores da área. Os agentes de cidadania tiveram um papel fundamental nesse processo, que é aberto para toda a população, pois eles além de exercerem seu papel de cidadania com excelência, motivam e mobilizam outras pessoas a participarem também”, afirma Erica.

Confira o resultado por Regional:

Regional I

Regional II

Regional III

Regional IV

Regional V

Regional VI

Regional Centro

Prefeitura divulga resultado do Ciclo de Planejamento Participativo 2018

Mais de 3.700 pessoas participaram do processo que priorizou 32 propostas nas sete secretarias regionais.

A Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Coordenadoria Especial de Participação Social (CEPS), divulga o resultado da eleição das 579 propostas cadastradas para o Ciclo de Planejamento Participativo 2018, que tem como objetivo receber sugestões de prioridades para a Cidade que poderão fazer parte da Lei Orçamentária Anual (LOA) do ano subsequente.

Mais de 3.700 pessoas participaram do processo que priorizou 32 propostas que podem fazer parte da LOA 2019. Essas propostas estão divididas nas sete secretarias Regionais, de acordo com a divisão de território proposto pela CEPS em 2015, e englobam as mais diversas áreas de atuação da Prefeitura.

Para a coordenadora do Planejamento Participativo, Erica Praciano, esse é um momento democrático, no qual a Prefeitura consulta a população sobre as prioridades dos bairros e, assim, planeja o orçamento do ano seguinte. “É importante ouvir quem está lá na ponta, pois são eles que conhecem as necessidades das comunidades e os anseios dos moradores da área. Os agentes de cidadania tiveram um papel fundamental nesse processo, que é aberto para toda a população, pois eles além de exercerem seu papel de cidadania com excelência, motivam e mobilizam outras pessoas a participarem também”, afirma Erica.

Confira o resultado por Regional:

Regional I

Regional II

Regional III

Regional IV

Regional V

Regional VI

Regional Centro