19 de julho de 2017 em Saúde

Prefeitura promove atividades de combate ao Aedes aegypti

As ações acontecerão nos dias 20 e 21/07 em diversos bairros de Fortaleza


Agente de endemias vistoriando residência
Profissionais da Secretaria Municipal da Saúde fazem visitas em estabelecimentos públicos e privados

A Prefeitura de Fortaleza, por meio do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (Nesms), promove, nos próximos dias 20 e 21 de julho, atividades de combate ao Aedes aegypti nas seis Regionais da Cidade. A ação contemplará os bairros Álvaro Weyne, Cristo Redentor, Papicu, Henrique Jorge, Antônio Bezerra, Granja Portugal, Granja Lisboa, Sítio São João, Santa Maria e Centro. 

Serão visitadas feiras livres, comércios locais e mercados, além da realização de abordagem de pedestres e motoristas em cruzamento de vias que possuem grande movimentação. Dentre as ações que serão desenvolvidas, destacam-se as exposições e blitze educativas com distribuição de panfletos, adesivos e fixação de cartazes.

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Célula de Vigilância Ambiental e Riscos Biológicos da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), trabalha diariamente no combate ao Aedes aegypti realizando atividades preventivas, educativas e de controle vetorial. Os agentes de combate às endemias, mobilizadores sociais, assessores técnicos e supervisores promovem ações nas residências, comércios, canteiros de obras, escolas, dentre outros estabelecimentos públicos e privados, a fim de eliminar o mosquito e as doenças transmitidas por ele, como chikungunya, dengue e zika.

O gerente da Célula de Vigilância Ambiental e Riscos Biológicos, Atualpa Soares, destaca que a colaboração da população neste trabalho é fundamental. “Recentemente, lançamos uma campanha mostrando o dado que oito em cada dez focos do mosquito estão nas residências. Diante desta realidade, chamamos a população para participar da luta conosco, desde a recepção dos nossos agentes em suas casas, até o comprometimento com a realização da vistoria e da faxina semanal em seus lares”, esclarece.

Prefeitura promove atividades de combate ao Aedes aegypti

As ações acontecerão nos dias 20 e 21/07 em diversos bairros de Fortaleza

Agente de endemias vistoriando residência
Profissionais da Secretaria Municipal da Saúde fazem visitas em estabelecimentos públicos e privados

A Prefeitura de Fortaleza, por meio do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (Nesms), promove, nos próximos dias 20 e 21 de julho, atividades de combate ao Aedes aegypti nas seis Regionais da Cidade. A ação contemplará os bairros Álvaro Weyne, Cristo Redentor, Papicu, Henrique Jorge, Antônio Bezerra, Granja Portugal, Granja Lisboa, Sítio São João, Santa Maria e Centro. 

Serão visitadas feiras livres, comércios locais e mercados, além da realização de abordagem de pedestres e motoristas em cruzamento de vias que possuem grande movimentação. Dentre as ações que serão desenvolvidas, destacam-se as exposições e blitze educativas com distribuição de panfletos, adesivos e fixação de cartazes.

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Célula de Vigilância Ambiental e Riscos Biológicos da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), trabalha diariamente no combate ao Aedes aegypti realizando atividades preventivas, educativas e de controle vetorial. Os agentes de combate às endemias, mobilizadores sociais, assessores técnicos e supervisores promovem ações nas residências, comércios, canteiros de obras, escolas, dentre outros estabelecimentos públicos e privados, a fim de eliminar o mosquito e as doenças transmitidas por ele, como chikungunya, dengue e zika.

O gerente da Célula de Vigilância Ambiental e Riscos Biológicos, Atualpa Soares, destaca que a colaboração da população neste trabalho é fundamental. “Recentemente, lançamos uma campanha mostrando o dado que oito em cada dez focos do mosquito estão nas residências. Diante desta realidade, chamamos a população para participar da luta conosco, desde a recepção dos nossos agentes em suas casas, até o comprometimento com a realização da vistoria e da faxina semanal em seus lares”, esclarece.