13 de setembro de 2017 em Saúde

Prefeitura retoma reuniões do Comitê de Políticas sobre Drogas da Regional II

O encontro reuniu diversos atores do território na Escola Estadual de Educação Profissiona (EEEP) Maria Ângela da Silveira Borges


Nesta terça-feira (12/09), a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), retomou as reuniões do Comitê de Políticas sobre Drogas da Regional II (abrange os bairros Cais do Porto, Vicente Pinzon e Mucuripe), integrando diversos atores do território para apresentar programas e/ou ações que estão sendo desenvolvidos pelas instituições com a finalidade dos profissionais se apropriarem das potencialidades existentes na Rede de Cuidado do Município. O encontro ocorreu na Escola Estadual de Educação Profissiona (EEEP) Maria Ângela da Silveira Borges

O Comitê tem como objetivo principal integrar os diversos serviços da rede, de forma corresponsável e articulada, para os devidos encaminhamentos e resolução dos desafios relacionados ao uso problemático das drogas nas suas diversas situações. De acordo com a coordenadora do núcleo de Integração, Articulação e Monitoramento da CPDrogas, Ândria Moreira, desde a implantação do comitê em 2014, ações resolutivas só foram possíveis devido a intersetorialidade dos serviços. Ela ressalta que quando se trata de um tema tão complexo é necessário fortalecer o trabalho em Rede.

O Comitê formou uma Comissão com a Organização Não-Governamental Instituto Terre des Hommes Brasil e com Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) para trabalhar a intersetorialidade da Rede de Cuidado da Regional II. A ONG atua com a justiça juvenil restaurativa. Já a Funci vai se integrar ao Comitê por intermédio do Programa Rede Aquarela, que desenvolve ações de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, sendo responsável por promover e articular atividades de prevenção, atendimento especializado, mobilização e articulação comunitária. Conforme Ândria, a ideia é reunir-se mensalmente e trazer a comunidade para dentro dessa Comissão para realizar a cogestão dos encontros.

Na ocasião, estiveram presentes representante do Conselho Tutelar de Fortaleza, Saúde e Saúde Mental, Assistência Social e Direitos Humanos, Educação, Regional II, Secretaria de Justiça e Cidadania do Ceará, Segurança Pública do Estado, Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, Defensoria Pública, Centro de Referência e Apoio À Vitima de Violência, Ceará Pacífico, Sopaia, estudantes da Fanor e das escolas do território.

Nesta quarta-feira (13/09), ocorre a reunião do Comitê territorial da Regional III/V, a partir das 14h, na sala do Conselho de Saúde da Regional V, localizado na Av. Augusto dos Anjos, 2466 – Bom Sucesso.

Comitês territoriais

O Município está implantado os comitês territorias das Regionais II (Cais do Porto, Vicente Pinzon e Munucurpe), Regional III/V (Genibau, Autran Nunes, Dom Lustosa, Henrique Jorge) e Regional VI (São Miguel, Messejana, Lagoa Redonda, Curió, Guajeru e Alagadiço Novo).

Prefeitura retoma reuniões do Comitê de Políticas sobre Drogas da Regional II

O encontro reuniu diversos atores do território na Escola Estadual de Educação Profissiona (EEEP) Maria Ângela da Silveira Borges

Nesta terça-feira (12/09), a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), retomou as reuniões do Comitê de Políticas sobre Drogas da Regional II (abrange os bairros Cais do Porto, Vicente Pinzon e Mucuripe), integrando diversos atores do território para apresentar programas e/ou ações que estão sendo desenvolvidos pelas instituições com a finalidade dos profissionais se apropriarem das potencialidades existentes na Rede de Cuidado do Município. O encontro ocorreu na Escola Estadual de Educação Profissiona (EEEP) Maria Ângela da Silveira Borges

O Comitê tem como objetivo principal integrar os diversos serviços da rede, de forma corresponsável e articulada, para os devidos encaminhamentos e resolução dos desafios relacionados ao uso problemático das drogas nas suas diversas situações. De acordo com a coordenadora do núcleo de Integração, Articulação e Monitoramento da CPDrogas, Ândria Moreira, desde a implantação do comitê em 2014, ações resolutivas só foram possíveis devido a intersetorialidade dos serviços. Ela ressalta que quando se trata de um tema tão complexo é necessário fortalecer o trabalho em Rede.

O Comitê formou uma Comissão com a Organização Não-Governamental Instituto Terre des Hommes Brasil e com Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) para trabalhar a intersetorialidade da Rede de Cuidado da Regional II. A ONG atua com a justiça juvenil restaurativa. Já a Funci vai se integrar ao Comitê por intermédio do Programa Rede Aquarela, que desenvolve ações de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, sendo responsável por promover e articular atividades de prevenção, atendimento especializado, mobilização e articulação comunitária. Conforme Ândria, a ideia é reunir-se mensalmente e trazer a comunidade para dentro dessa Comissão para realizar a cogestão dos encontros.

Na ocasião, estiveram presentes representante do Conselho Tutelar de Fortaleza, Saúde e Saúde Mental, Assistência Social e Direitos Humanos, Educação, Regional II, Secretaria de Justiça e Cidadania do Ceará, Segurança Pública do Estado, Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, Defensoria Pública, Centro de Referência e Apoio À Vitima de Violência, Ceará Pacífico, Sopaia, estudantes da Fanor e das escolas do território.

Nesta quarta-feira (13/09), ocorre a reunião do Comitê territorial da Regional III/V, a partir das 14h, na sala do Conselho de Saúde da Regional V, localizado na Av. Augusto dos Anjos, 2466 – Bom Sucesso.

Comitês territoriais

O Município está implantado os comitês territorias das Regionais II (Cais do Porto, Vicente Pinzon e Munucurpe), Regional III/V (Genibau, Autran Nunes, Dom Lustosa, Henrique Jorge) e Regional VI (São Miguel, Messejana, Lagoa Redonda, Curió, Guajeru e Alagadiço Novo).