07 de fevereiro de 2019 em Meio ambiente

Programa Adoção de Praças alcança em 2018 o melhor resultado dos últimos anos

A Regional V permanece concentrando o maior número de adoções


Programa Adoção de Praças e Áreas Verdes

O Programa Municipal de Adoção de Praças e Áreas Verdes alcançou 174 convênios, somente em 2018. Este resultado é maior do que a soma dos últimos anos, ultrapassando a série histórica do programa. A iniciativa, que acumula, desde seu lançamento em 2013, mais de 300 adoções, possibilita que empresas, associações e pessoas físicas sejam parceiras do poder público na manutenção de espaços de convivência.

A Regional V permanece concentrando o maior número de adoções. Em 2018, foram 94 e, somando todos os anos, totaliza 117 parcerias firmadas. Em seguida vem a Regional II e IV, ambas com 20 convênios firmados em 2018. Outro destaque é o número de adoções por pessoas físicas, de todas as adoções, durante os cinco anos do programa, 197 são de pessoas físicas, representando a preocupação do cidadão de Fortaleza em se apropriar positivamente dos espaços públicos.

Morador do bairro Granja Portugal, na Regional V, Roberto Sousa Filho é responsável pela adoção de uma área verde da região. No local, ele e vizinhos idealizaram e produziram com o próprio dinheiro uma série de equipamentos de lazer para as crianças, além de banquinhos para os moradores. Tudo feito com dedicação e amor pela Cidade. Para ele “Se todo mundo tivesse boa intenção, cada um fazendo sua parte, tudo ficaria melhor. Aqui, nos unimos para manter e deixar tudo do melhor jeito”.

Para a secretária Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente, Águeda Muniz, Fortaleza só tem a ganhar com a troca de gentilezas entre o cidadão e a Cidade. “Ver que os bairros da Regional V, como o José Walter e Conjunto Ceará, lideram as adoções na região, mostra que estamos vencendo as limitações urbanas e transformando a cidade compartilhando responsabilidade”.

O objetivo do Programa Adoção de Praças e Áreas Verdes vai além de entregar para a sociedade locais de lazer, diversão e convivência revitalizados, mas, sobretudo, despertar na sociedade o sentimento de pertencimento, estimulando a responsabilidade compartilhada e o uso saudável dos espaços públicos. Dessa forma, o próprio programa é um incentivo à cidadania.

Programa Adoção de Praças alcança em 2018 o melhor resultado dos últimos anos

A Regional V permanece concentrando o maior número de adoções

Programa Adoção de Praças e Áreas Verdes

O Programa Municipal de Adoção de Praças e Áreas Verdes alcançou 174 convênios, somente em 2018. Este resultado é maior do que a soma dos últimos anos, ultrapassando a série histórica do programa. A iniciativa, que acumula, desde seu lançamento em 2013, mais de 300 adoções, possibilita que empresas, associações e pessoas físicas sejam parceiras do poder público na manutenção de espaços de convivência.

A Regional V permanece concentrando o maior número de adoções. Em 2018, foram 94 e, somando todos os anos, totaliza 117 parcerias firmadas. Em seguida vem a Regional II e IV, ambas com 20 convênios firmados em 2018. Outro destaque é o número de adoções por pessoas físicas, de todas as adoções, durante os cinco anos do programa, 197 são de pessoas físicas, representando a preocupação do cidadão de Fortaleza em se apropriar positivamente dos espaços públicos.

Morador do bairro Granja Portugal, na Regional V, Roberto Sousa Filho é responsável pela adoção de uma área verde da região. No local, ele e vizinhos idealizaram e produziram com o próprio dinheiro uma série de equipamentos de lazer para as crianças, além de banquinhos para os moradores. Tudo feito com dedicação e amor pela Cidade. Para ele “Se todo mundo tivesse boa intenção, cada um fazendo sua parte, tudo ficaria melhor. Aqui, nos unimos para manter e deixar tudo do melhor jeito”.

Para a secretária Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente, Águeda Muniz, Fortaleza só tem a ganhar com a troca de gentilezas entre o cidadão e a Cidade. “Ver que os bairros da Regional V, como o José Walter e Conjunto Ceará, lideram as adoções na região, mostra que estamos vencendo as limitações urbanas e transformando a cidade compartilhando responsabilidade”.

O objetivo do Programa Adoção de Praças e Áreas Verdes vai além de entregar para a sociedade locais de lazer, diversão e convivência revitalizados, mas, sobretudo, despertar na sociedade o sentimento de pertencimento, estimulando a responsabilidade compartilhada e o uso saudável dos espaços públicos. Dessa forma, o próprio programa é um incentivo à cidadania.