24 de janeiro de 2022 em Mobilidade

Rua Barbosa de Freitas receberá ciclofaixa

Infraestrutura terá 2,1 km de extensão e interligará os bairros Dionísio Torres e Aldeota


A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) começa a implantar, nesta segunda-feira (24/01), uma nova ciclofaixa na rua Barbosa de Freitas para garantir um deslocamento mais seguro aos ciclistas. Com 2,1 km de extensão, a infraestrutura será instalada no trecho compreendido entre as avenidas Dom Luís e Pontes Vieira, e interligará os bairros Dionísio Torres e Aldeota.

A ciclofaixa se conectará a outras cinco infraestruturas cicloviárias da região. Elas estão localizadas nas avenidas Antônio Sales, Santos Dumont e Dom Luís, e nas ruas Tertuliano Sales e Desembargador Leite Albuquerque.

“A intervenção será uma ciclofaixa unidirecional localizada no lado esquerdo da rua Barbosa de Freitas e realizará uma conexão cicloviária em infraestruturas adjacentes com grande circulação de ciclistas”, explica a superintendente da AMC, Juliana Coelho.

Com essa implantação, Fortaleza passará a contar com 407,7 km de malha cicloviária. Até o fim de 2024, a cidade terá uma malha total de 500 km.

Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária. De acordo com o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), mais de 50% dos habitantes moram a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhada.

Rua Barbosa de Freitas receberá ciclofaixa

Infraestrutura terá 2,1 km de extensão e interligará os bairros Dionísio Torres e Aldeota

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) começa a implantar, nesta segunda-feira (24/01), uma nova ciclofaixa na rua Barbosa de Freitas para garantir um deslocamento mais seguro aos ciclistas. Com 2,1 km de extensão, a infraestrutura será instalada no trecho compreendido entre as avenidas Dom Luís e Pontes Vieira, e interligará os bairros Dionísio Torres e Aldeota.

A ciclofaixa se conectará a outras cinco infraestruturas cicloviárias da região. Elas estão localizadas nas avenidas Antônio Sales, Santos Dumont e Dom Luís, e nas ruas Tertuliano Sales e Desembargador Leite Albuquerque.

“A intervenção será uma ciclofaixa unidirecional localizada no lado esquerdo da rua Barbosa de Freitas e realizará uma conexão cicloviária em infraestruturas adjacentes com grande circulação de ciclistas”, explica a superintendente da AMC, Juliana Coelho.

Com essa implantação, Fortaleza passará a contar com 407,7 km de malha cicloviária. Até o fim de 2024, a cidade terá uma malha total de 500 km.

Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária. De acordo com o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), mais de 50% dos habitantes moram a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhada.