ciclistas
Durante os trajetos, a Ciclofaixa de Lazer conta com acompanhamento e suporte da Guarda Municipal, da Autarquia Municipal de Transporte e Cidadania (AMC)

A Prefeitura de Fortaleza realiza, neste domingo (10/11), a 255ª edição da Ciclofaixa de Lazer, com três percursos retornando ao Passeio Público, no Centro. Excepcionalmente nesta edição, as Rotas Leste, Oeste e Sul funcionarão de 7h às 10h, em decorrência da aplicação do Enem. Dessa forma, os bairros São Gerardo, Montese e Cocó estarão conectados por meio de trajetos iniciando nos tradicionais pontos de apoio, que ficam na Praça Jonas de Freitas, Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida e Anfiteatro do Parque do Cocó.

Durante os trajetos, a Ciclofaixa de Lazer conta com acompanhamento e suporte da Guarda Municipal, da Autarquia Municipal de Transporte e Cidadania (AMC), oferecendo conforto e segurança aos participantes. Além disso, no ponto de apoio localizado no Parque do Cocó, será disponibilizado aluguel de bicicletas para quem quiser participar do evento.

Idealizada em dezembro de 2014 pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), a Ciclofaixa de Lazer consolida-se como uma importante opção de lazer, esporte e cultura aos domingos da capital e incentiva o hábito saudável da prática esportiva. O evento conta com a participação de cerca de 4 mil pessoas por edição.

Rota Leste
A Rota Leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao Passeio Público, passando pelo Ponto de Apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu, Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Rua Ana Bilhar, Av. Rui Barbosa, Av. Historiador Raimundo Girão, Av. Alberto Nepomuceno, concluindo no Ponto de Apoio do Passeio Público, por trás da 10ª Região Militar.

Rota Oeste
A Rota Oeste vai ligar a Praça Jonas Freitas, conhecida como Praça dos Animais ou Praça do North Shopping, no bairro São Gerardo (Regional I), ao Passeio Público. O circuito passará pelas ruas Braz de Francesco, seguindo pela Avenida Bezerra de Menezes, depois pela Rua Justiniano de Serpa, em seguida para as avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales, Rua Carlos Vasconcelos, seguindo para o Aterro, aonde se conectará com a Rota Leste.

Rota Sul
A Rota Sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese (Regional IV), à Praça Luíza Távora. O percurso partirá da Avenida Professor Gomes de Matos, seguindo pela Rua Jorge Dumar, depois pela Av. Eduardo Girão e Av. dos Expedicionários, seguindo agora pela Rua Barão do Rio Branco, indo em direção às avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales, seguindo pela Rua Carlos Vasconcelos, chegando ao Aterro, aonde se conectará com a Rota Leste e seguirá para o Passeio Público.

Publicado em Esporte e Lazer
ciclista passeando
A Ciclofaixa de Lazer consolida-se como uma importante opção de lazer, esporte e cultura aos domingos da capital e incentiva o hábito saudável da prática esportiva

A Prefeitura de Fortaleza realiza a 253ª edição da Ciclofaixa de Lazer, neste domingo (27/10), de 7h às 13h, com três percursos em direção à Praça Luiza Távora, que fica na Avenida Santos Dumont, no bairro Aldeota. Com isso, as Rotas Leste, Oeste e Sul conectam os bairros São Gerardo, Montese e Cocó, com trajetos iniciando nos tradicionais pontos de apoio, que ficam na Praça Jonas de Freitas, Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida e Anfiteatro do Parque do Cocó.

Durante os trajetos, a Ciclofaixa de Lazer conta com acompanhamento e suporte da Guarda Municipal, da Autarquia Municipal de Transporte e Cidadania (AMC) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), oferecendo conforto e segurança aos participantes. Além disso, no ponto de apoio localizado no Parque do Cocó, será disponibilizado aluguel de bicicletas para quem quiser participar do evento.

Idealizada em dezembro de 2014 pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), a Ciclofaixa de Lazer consolida-se como uma importante opção de lazer, esporte e cultura aos domingos da capital e incentiva o hábito saudável da prática esportiva. O evento conta com a participação de cerca de 4 mil pessoas por edição.

Rota Leste
A Rota Leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Praça Luíza Távora, passando pelo Ponto de Apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu, Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Dom Luís, Rua Barbosa de Freitas e Av. Santos Dumont, concluindo na Praça Luíza Távora.

Rota Oeste
A Rota Oeste vai ligar a Praça Jonas Freitas, conhecida como Praça dos Animais ou Praça do North Shopping, no bairro São Gerardo (Regional I), à Praça Luíza Távora. O circuito passará pelas ruas Braz de Francesco, seguindo pela Avenida Bezerra de Menezes, depois pela Rua Justiniano de Serpa, em seguida para as avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales, Rua Carlos Vasconcelos, seguindo para a Praça Luíza Távora, no cruzamento com a Av. Santos Dumont.

Rota Sul
A Rota Sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese (Regional IV), à Praça Luíza Távora. O percurso partirá da Avenida Professor Gomes de Matos, seguindo pela Rua Jorge Dumar, depois pela Av. Eduardo Girão e Av. dos Expedicionários, seguindo agora pela Rua Barão do Rio Branco, indo em direção às avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales, seguindo pela Rua Carlos Vasconcelos, chegando à Praça Luíza Távora, no cruzamento com a Av. Santos Dumont.

Publicado em Esporte e Lazer
Ciclofaixa de Lazer
A Ciclofaixa de Lazer consolida-se como uma importante opção de lazer, esporte e cultura aos domingos da capital

A Prefeitura de Fortaleza realiza, neste domingo (02/06), de 7h às 13h, a 232ª edição da Ciclofaixa de Lazer, com rotas em direção ao Passeio Público, no Centro. Serão três percursos saindo dos bairros São Gerardo, Montese e Cocó. No ponto de apoio da Rota Leste, no Anfiteatro do Parque do Cocó, será disponibilizado aluguel de bicicletas aos participantes.

Além de passar por importantes vias da Cidade até o patrimônio histórico e cultural do centro de Fortaleza, a Ciclofaixa de Lazer conta com apoio e acompanhamento da Guarda Municipal, da Autarquia Municipal de Transporte e Cidadania (AMC) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para gerar mais segurança e conforto aos ciclistas durante todos os trajetos.

Idealizada em dezembro de 2014 pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações de Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), a Ciclofaixa de Lazer consolida-se como uma importante opção de lazer, esporte e cultura aos domingos da capital e incentiva o hábito saudável da prática esportiva. O evento conta com a participação de 4 mil pessoas por edição.

Rota Leste
A Rota Leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao Passeio Público, passando pelo Ponto de Apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Júlio Ibiapina, Abolição, Desembargador Moreira, Beira Mar, Rui Barbosa, seguindo pelas avenidas Historiador Raimundo Girão, Almirante Barroso, Pessoa Anta e Alberto Nepomuceno, chegando à Rua Dr. João Moreira e, na sequência, no Ponto de Apoio do Passeio Público, por trás da 10ª Região Militar.

Rota Oeste
A Rota Oeste vai ligar a Praça Jonas Freitas, conhecida como Praça dos Animais ou Praça do North Shopping, no bairro São Gerardo (Regional I), ao Passeio Público. O circuito passará pelas ruas Braz de Francesco, seguindo pela Avenida Bezerra de Menezes, depois pela Rua Justiniano de Serpa, em seguida para as avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales, Rua Carlos Vasconcelos, seguindo para o Aterro, aonde se conectará com a Rota Leste.

Rota Sul
A Rota Sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese (Regional IV), ao Passeio Público. O percurso partirá da Avenida Professor Gomes de Matos, seguindo pela Rua Jorge Dumar, depois pela Av. Eduardo Girão e Av. dos Expedicionários, seguindo agora pela Rua Barão do Rio Branco, indo em direção às avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales, seguindo pela Rua Carlos Vasconcelos, chegando ao Aterro, aonde se conectará com a Rota Leste.

Publicado em Esporte e Lazer

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) deu início à implantação de faixas exclusivas de ônibus na região do Centro da Cidade. As vias beneficiadas são as ruas Castro e Silva e João Moreira. Quando concluídas as faixas, Fortaleza passará a contar com 113,2 km de faixas de uso exclusivo de ônibus. A medida tem como principal objetivo reduzir o tempo de deslocamento do transporte público e facilitar o acesso da população ao Centro de Fortaleza.

Na rua Castro e Silva, a nova faixa será implantada entre a R. Padre Mororó e Alberto Nepomuceno, cerca de 1,3km. Já na R. João Moreira, a implantação se dá entre a Av. Alberto Nepomuceno e R. General Sampaio, cerca de 0,5km. A próxima via a receber faixa exclusiva de ônibus será a Av. Imperador. Nestas vias, circulam diariamente 149 linhas de ônibus, beneficiando mais de 73 mil passageiros.

Além das faixas exclusivas na região, será também implantada ciclofaixa na rua Castro e Silva. Ela receberá 0,6km de ciclofaixa unidirecional, do lado esquerdo da via, entre as ruas General Sampaio e General Bezerril. A nova ciclofaixa se conectará à ciclofaixa da Av. Alberto Nepomuceno.

Com essa implantação, Fortaleza passará a ter 255,7 km de malha cicloviária, sendo 105,9 km de ciclovia, 145,7 km de ciclofaixa, 4 km de ciclorrota e 0,1 km de passeio compartilhado. A meta é chegar a 400 km de malha cicloviária ao final de 2020. As próximas ciclofaixas a serem implantadas serão na Av. Oliveira Paiva (Cid. dos Funcionários), Ruas Antônio Bandeira e Manuel Teófilo (Maraponga) e Av. Perimetral (Henrique Jorge).

Publicado em Mobilidade
Ciclofaixa da Avenida Virgílio Távora
A nova ciclofaixa possui cerca de 1,9 km de extensão e é unidirecional, junto ao canteiro central, em ambos os sentidos da Avenida Virgílio Távora

A Prefeitura de Fortaleza concluiu a implantação de uma nova ciclofaixa na Avenida Senador Virgílio Távora, garantindo uma conexão no sentido norte-sul naquela região, que antes não possuía uma opção de deslocamento seguro para ciclistas. Com isso, Fortaleza conta agora com 241,8km de malha cicloviária, evidenciando um aumento de 251% de ampliação na malha cicloviária somente na gestão do prefeito Roberto Cláudio.

Desenvolvida pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), a nova ciclofaixa possui cerca de 1,9 km de extensão, no trecho entre as avenidas Pontes Vieira e Dom Luís, e é unidirecional, junto ao canteiro central, em ambos os sentidos da Avenida Virgílio Távora. Além de garantir o ir e vir com segurança dos ciclistas, a nova ciclofaixa se conecta à quatro já existentes, sendo elas das avenidas Antônio Sales, Santos Dumont, Dom Luís e rua Tertuliano Potiguara.

Com a implantação desta infraestrutura cicloviária, Fortaleza conta agora com 241,8km de malha cicloviária, sendo 103 km de ciclovias, 134,8 km de ciclofaixas, 3,9 km de ciclorrotas e 0,1 km de passeio compartilhado. Este número representa um aumento de 251% de ampliação na malha cicloviária somente na gestão do prefeito Roberto Cláudio, tendo em vista que Fortaleza tinha apenas 68,2km de ciclovia no final de 2012.

De janeiro até agora, já foram implantados cerca de 16km de malha cicloviária em diversos bairros da cidade. Em breve, a Avenida Oliveira Paiva e a Rua Nereu Ramos também serão contempladas com novas ciclofaixas.

Publicado em Mobilidade
Trecho da Ciclofaixa
A infraestrutura integra o Anel Cicloviário de Fortaleza, que já conta com cerca de 36,6 Km de infraestrutura cicloviária em diversos pontos da cidade

A Prefeitura de Fortaleza concluiu, nesta sexta-feira (17/08), novas ciclofaixas na Av. Perimetral, entre as ruas Alfredo Mamede e Vital Brasil. Essas infraestruturas possuem uma novidade: foi implantado zebrado entre a ciclofaixa e as faixas de veículos motorizados, protegendo mais o ciclista do fluxo de carros, ônibus e caminhões. Implantar ciclofaixas cada vez mais protegidas é um compromisso da Prefeitura de Fortaleza, seguindo tendência das principais cidades do mundo, para que as pessoas se sintam mais seguras ao utilizar a bicicleta como meio de transporte.

Com projeto idealizado pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio da Gestão Cicloviária do Plano de Ações e Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), a Av. Perimetral, que funciona em binário no trecho onde a ciclofaixa unidirecional está implantada, recebe cerca de 3,3 km de novas ciclofaixas no sentido Mondubim - Bonsucesso e 3,7 km, no sentido Bonsucesso - Mondubim, totalizando 7km de novas ciclofaixas.

Instaladas sempre do lado esquerdo da via, uma em cada sentido do binário, as primeiras ciclofaixas com zebrado da cidade farão conexão com as ciclofaixas das seguintes vias Av. Osório de Paiva, R. Vital Brasil e R. Emílio de Menezes, além de se conectarem às ciclorrotas da Vila Manoel Sátiro, situadas nas ruas Dr. João Amora e Albano Amaral. Os ciclistas que circulam pelos bairros Novo Mondubim, Vila Manoel Sátiro, Vila Pery, Parque São Jorge e Bonsucesso, serão os principais beneficiados com a implantação deste novo modelo.

A infraestrutura integra o Anel Cicloviário de Fortaleza, que já conta com cerca de 36,6 Km de infraestrutura cicloviária em diversos pontos da cidade. Para este ano serão implantadas novas ciclofaixas na continuação da Av. Perimetral até a Av. Coronel Matos Dourado, na Av. Jornalista Tomás Coelho, e trechos da Av. Leste-Oeste e na Praia de Iracema.

Outras vias, que não estão no projeto do Anel Cicloviário também receberão novas ciclofaixas, como é o caso da Av. Senador Virgílio Távora, rua Nereu Ramos e Av. Oliveira Paiva.

Publicado em Mobilidade

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), iniciou, na última segunda-feira (16/04), os serviços de requalificação asfáltica na Av. Rogaciano Leite, no Jardim das Oliveiras (Regional VI). As intervenções que terão duração de 30 dias, acontecerão sempre no período da noite, quando o fluxo de veículos é menor na Avenida.

As obras na região tiveram início com o serviço de fresagem da via, no qual é retirado todo o pavimento antigo, para posteriormente receber o novo asfalto. O trecho em obras corresponde a 2,5 km da avenida, com início na Av. Desembargador Gonzaga até a Av. General Murilo Borges.

Orçada em R$ 1,2 milhões, a obra prevê a implantação de cerca de 34 mil metros quadrados de nova pavimentação asfáltica, ciclofaixas, nova sinalização e a instalação de três novos semáforos, que irão possibilitar a adequação de alguns retornos existentes.

Quando concluída, a obra irá facilitar ainda mais o trajeto de motoristas e ciclistas que trafegam pelos bairros Salinas, Luciano Cavalcante e Jardim das Oliveiras.

Ciclofaixa

Atualmente a Av. Rogaciano Leite possui 1,1 km de ciclovia, apenas no trecho entre a Rua Justino Café Neto e a Av. Murilo Borges. Com o objetivo ampliar as vias exclusivas para ciclistas, a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) irá implantar 2,5 km de ciclofaixas unidirecionais junto ao canteiro central da Av. Rogaciano Leite, que será conectada a ciclovia já existente na Av. Des. Gonzaga, implantada pela Prefeitura de Fortaleza em setembro de 2017.

Publicado em Infraestrutura

Integrando a programação da Semana da Mobilidade, a Prefeitura de Fortaleza entrega um conjunto de intervenções viárias para melhorar a acessibilidade de condutores e pedestres no bairro Cidade dos Funcionários. A medida contempla o reordenamento viário da Av. Desembargador Gonzaga, além da implantação de uma faixa em diagonal, nova ciclofaixa e faixas de retenção para motocicletas. O objetivo é tornar o deslocamento mais seguro, reduzindo os conflitos e riscos de acidentes.

Clique aqui para conferir as alterações.

Os moradores devem ficar atentos às alterações viárias que começam a vigorar nesta quinta-feira (21/09).  As principais ações abrangem a Av. Desembargador Gonzaga, via movimentada por onde trafegam diariamente 23 mil veículos e que tem registrado alta taxa de acidentalidade. Somente em 2016, foram registrados 129 acidentes, sendo oito atropelamentos ao longo desta avenida, segundo dados da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Para prevenir acidentes e aumentar a segurança, foram fechados trechos do canteiro central da Av. Desembargador Gonzaga na altura da Rua Júlio Lima (quase em frente à Igreja da Glória) e da Av. Desembargador Gonzaga com Rua Alice. Portanto, quem antes costumava dobrar à esquerda nos canteiros centrais, deve fazer um laço de quadra e utilizar os cruzamentos semaforizados.

Dois novos semáforos serão instalados no cruzamento da Av. Desembargador Gonzaga com Rua Margarida Queiroz e Av. Desembargador Gonzaga com Rua Antônio de Castro para reduzir os conflitos de trânsito. A circulação nas vias secundárias também será alterada. A Rua Margarida Queiroz passará a ter sentido único (sertão/praia), enquanto a Rua Antônio de Castro concentrará o fluxo no sentido contrário (praia/sertão), entre as ruas Cônego Braveza e Teodofredo Goiana.

Faixa em Diagonal
Além do reordenamento previsto, o cruzamento das avenidas Oliveira Paiva com Desembargador Gonzaga receberá uma faixa em diagonal para dar mais segurança e agilidade durante a passagem dos pedestres. A intervenção vai evitar que os pedestres façam duas travessias desprotegidas para acessar o outro lado da via. Será incluído também um estágio para pedestres com botoeira sonora no semáforo deste cruzamento, além de outras melhorias como prolongamento de calçadas e readequação de canteiros, para diminuir a distância de travessia e reduzir ainda mais o risco de atropelamentos.

Ciclofaixa
Contemplando os usuários do modo cicloviário, será implantada uma nova ciclofaixa junto ao canteiro central da Avenida Desembargador Gonzaga, no trecho compreendido entre as ruas José Leon e Joãozito Arruda. A ciclofaixa terá 1,5m de largura e está situada em ambos os sentidos junto ao canteiro central. Posteriormente, ela será interligada às futuras ciclofaixas da Avenida Rogaciano Leite e do Lago Jacarey, seguindo diretrizes do Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI).

Faixas de retenção para motocicletas
Considerado um dos agentes mais vulneráveis a acidentes, o motociclista será contemplado com a implantação de faixas de retenção em todos os cruzamentos semaforizados ao longo da Av. Desembargador Gonzaga. A intervenção consiste em dar prioridade para quem trafega sobre duas rodas na abertura do sinal de trânsito, permitindo que possa partir antes dos outros veículos quando o semáforo abrir. Distanciando motos dos carros nos primeiros instantes após a abertura semafórica, espera-se que ultrapassagens arriscadas e conflitos sejam evitados, tornando a largada mais segura. 

Publicado em Mobilidade

Os ciclistas que circulam pelas imediações dos bairros Papicu e Praia do Futuro vão contar com mais opção de tráfego seguro naquela região. É que a Prefeitura de Fortaleza começou a implantar uma nova ciclofaixa na Av. Santos Dumont, no trecho compreendido entre as vias Francisco Matos e Dioguinho.

Os primeiros trabalhos estão concentrados na readequação do canteiro central. Depois, será iniciada a sinalização horizontal e vertical. Serão 2,7 quilômetros de infraestrutura cicloviária, que estará interligada com a ciclofaixa da Praça Dom Hélder Câmara e ainda com a ciclovia da Av. Zezé Diogo.

Após a conclusão da sinalização, prevista para o início do próximo mês, os condutores de bicicleta poderão sair do Papicu, chegar até a praça e percorrer toda a orla da Praia do Futuro em um percurso com mais segurança. Posteriormente, essa ciclofaixa também será conectada com as demais infraestruturas cicloviárias situadas na Aldeota.

A iniciativa, coordenada pela Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), faz parte do contínuo Programa de Expansão da Malha Cicloviária. Estas ações foram anunciadas em fevereiro deste ano pelo prefeito Roberto Cláudio, que definiu a execução de um pacote de 50 Km de ciclofaixas e ciclovias implantadas na cidade em 2017. E até o fim de 2018, também será implantado um anel cicloviário, que prevê 46 Km de infraestrutura cicloviária, conectando de norte a sul e de leste a oeste a rede cicloviária em volta da cidade.

Rede cicloviária
Somente no período da atual gestão, a Prefeitura de Fortaleza bateu um recorde histórico, ampliando em 207% a rede cicloviária na cidade. Dessa forma, a cidade, que tinha 68 quilômetros de rede cicloviária no fim de 2012, hoje conta com os atuais 209 quilômetros de infraestrutura cicloviária. Quando essa sinalização for finalizada, esse número chegará em 211,7 Km.

Fiscalização
De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transitar em ciclofaixa ou ciclovia é uma infração de natureza gravíssima com fator multiplicativo 3, somando sete pontos na carteira e multa no valor de R$ 880,41. Estacionar nestas áreas corresponde a uma infração grave, cinco pontos no prontuário do condutor e multa de R$ 195,23.

Publicado em Mobilidade
Atualmente, a Capital possui 74 km de ciclovias entre federais, estaduais e municipais (Foto: Kaio Machado)

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), realiza nesta quinta-feira (20/2) a apresentação pública da Primeira Fase de Elaboração do Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI) correspondente ao diagnóstico e proposição preliminar da rede cicloviária integrada de Fortaleza. O encontro, que acontece a partir de 14h no Teatro do Cuca Barra do Ceará, pretende reunir representantes da sociedade civil na elaboração do PDCI, abrindo espaço para comentários e sugestões.

Durante a reunião, será apresentada a metodologia do plano em elaboração, os resultados das pesquisas realizadas nas ruas de Fortaleza, a rede cicloviária integrada desenvolvida durante a elaboração do PDCI, além da elaboração da minuta do projeto de lei. Estarão presentes o secretário de Infraestrutura, Samuel Dias, a engenheira de transportes do Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor), Sueli Rodrigues, o engenheiro da coordenadoria de Desenvolvimento Urbano (Courb), Jose Firmiano, Jose Firmiano, o técnico do Plano de Ações Imediatas em Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), Gustavo Pinheiro, e o Técnico da TECTRAN-IDOM, Paulo Eustaquio.

As equipes que realizam os estudos do PDCI estiveram nas ruas e nos espaços destinados ao deslocamento de ciclistas, como ciclovias e ciclofaixas em Fortaleza, ouvindo a população e identificando os locais que demandam a necessidade de implantação da rede cicloviária integrada. Nesse sentido, a Seinf/Transfor reitera a importância da participação popular na elaboração do PDCI e abre espaço para sugestões para rede cicloviária integrada da cidade na fanpage da Seinf http://on.fb.me/1mrElyn e pelo email da ouvidoria Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

PDCI

O Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI), que teve início em agosto de 2013, propõe a realização de diagnóstico para conhecimento das necessidades e potencialidades cicloviárias da cidade. O plano faz parte do Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor), com o consórcio TECTRAN-IDOM, e têm previsão de conclusão para julho de 2014. Os cinco objetivos fundamentais do PDCI são: Plano de Implantação de Ciclovias; programa de gestão; elaboração de minuta de Projeto de Lei para envio à Câmara Municipal; projeto funcional de todo o sistema integrado; e projeto executivo para implantação prioritária para as principais microrredes de ciclorrotas, totalizando 15 quilômetros de ciclovias.

Mais que fomentar o uso da bicicleta como um modo de transporte cotidiano, o PDCI tem como objetivo incentivar uma mobilidade mais sustentável com a redução de carbono, garantindo a segurança das bicicletas e pedestres nos espaços onde compartilhem vias e, assim, favorecer a intermobilidade entre o transporte público, bicicleta e pedestres.

Paralelamente à elaboração do PDCI, a Seinf e a Secretaria de Turismo (Setfor), por meio do Transfor, do Preurbis e do Programa de Requalificação da Orla de Fortaleza, preveem a construção de 46,5 km de ciclovias dentro dos corredores de transporte urbano e da urbanização da área do Parque Bacia do Cocó. Atualmente, a Capital possui 74 km de ciclovias entre federais, estaduais e municipais.

Serviço
Apresentação pública do diagnóstico do Plano Diretor Cicloviário Integrado
Data: 20 de fevereiro de 2014 (quinta-feira)
Local: Teatro do Cuca Barra do Ceará (Av. Presidente Castelo Branco, 6.417, Barra do Ceará)
Horário: A partir de 14h

 

Publicado em Mobilidade
Página 1 de 2