Sarto assina ordem de serviço para início das obras do Projeto Se Liga na Rede

04 de junho de 2021 em Meio ambiente

Sarto assina ordem de serviço para início das obras do Projeto Se Liga na Rede

As obras de interligação à rede de esgoto do Projeto Se Liga na Rede integram o Programa Fortaleza Cidade Sustentável (FCS)


prefeito sarto e secretária luciana lobo falam para uma câmera de vídeo
“É um projeto extremamente importante na área da saúde, do meio ambiente e do saneamento", enfatizou Sarto (Foto: Rodrigo Carvalho)

O prefeito José Sarto e a secretária do Urbanismo e Meio Ambiente, Luciana Lobo, assinaram nesta sexta-feira (04/06), a ordem de serviço para as obras que vão proporcionar a interligação à rede de esgoto de moradias de baixa renda situadas na bacia da vertente marítima, que inclui bairros como Barra do Ceará, Carlito Pamplona, Cristo Redentor, Jacarecanga e Pirambu, localizados na região oeste de Fortaleza.

Com a iniciativa, a Prefeitura reforça o compromisso de melhorar a qualidade de vida dos fortalezenses, principalmente dos que moram na periferia. “É um projeto extremamente importante na área da saúde, do meio ambiente e do saneamento. Vai realizar mais de duas mil ligações e certamente vai impactar muito positivamente nas condições de balneabilidade do Litoral Oeste”, enfatizou o prefeito.

O projeto Se Liga na Rede faz parte do Programa Fortaleza Cidade Sustentável (FCS), que visa à integração dos ambientes natural e construído da Cidade. Tem como objetivo impedir que o esgoto de moradias que ainda não estão interligadas à rede vá parar na orla marítima da região, tendo como grande benefício possibilitar a melhoria na balneabilidade da orla situada na região oeste de Fortaleza. A assinatura faz parte das ações em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, que ocorre neste sábado (05/06).

De acordo com a secretária Luciana Lobo, este é o primeiro financiamento específico para a área ambiental e de sustentabilidade. "São obras que vão impactar positivamente o meio ambiente da cidade e a vida dos moradores, em especial os residentes nos bairros das áreas de intervenção e no seu entorno. O Se liga na Rede vai gerar muitos dividendos socioambientais e mais do que obras de engenharia, trata-se de uma grande inovação social", ressalta.

O projeto Se Liga na Rede, assim como os demais projetos do FCS, será financiado por meio da contratação de operação de crédito externo com o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD – Banco Mundial), no valor de US$ 73,3 milhões.

“A gente está cuidando, além da saúde, do meio ambiente, do saneamento da Cidade. A gente sabe que, a cada dólar investido no saneamento, a gente economiza uma despesa de quatro dólares na saúde pública”, defendeu o prefeito Sarto.

Todo o processo se inicia pela mobilização social para a compreensão da problemática causada pelo esgoto não interligado à rede, visando à sensibilização e conscientização para entendimento dos benefícios e consequente aceite para as obras de interligação. A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é a responsável pela condução de parte do processo e irá realizar os procedimentos técnicos de interligação.

O contrato com a Athos Construções, empresa vencedora do processo licitatório, é no valor R$ 21.280.800,58 e o serviço deverá ser executado em 24 meses. Estão previstas até 2.500 ligações intradomiciliares de esgoto, a partir da mobilização social em 8.000 imóveis, além da fiscalização de 13.000 imóveis não conectados à rede de esgoto.

Para assegurar que a atuação da contratada esteja alinhada às diretrizes e propósito do Programa FCS, os agentes de mobilização da empresa estão sendo preparados previamente para uma atuação em campo que contemple além dos aspectos técnicos a percepção de questões socioambientais, tornando-os aptos para exercerem seu papel como agentes de mobilização do projeto.

Sarto assina ordem de serviço para início das obras do Projeto Se Liga na Rede

As obras de interligação à rede de esgoto do Projeto Se Liga na Rede integram o Programa Fortaleza Cidade Sustentável (FCS)

prefeito sarto e secretária luciana lobo falam para uma câmera de vídeo
“É um projeto extremamente importante na área da saúde, do meio ambiente e do saneamento", enfatizou Sarto (Foto: Rodrigo Carvalho)

O prefeito José Sarto e a secretária do Urbanismo e Meio Ambiente, Luciana Lobo, assinaram nesta sexta-feira (04/06), a ordem de serviço para as obras que vão proporcionar a interligação à rede de esgoto de moradias de baixa renda situadas na bacia da vertente marítima, que inclui bairros como Barra do Ceará, Carlito Pamplona, Cristo Redentor, Jacarecanga e Pirambu, localizados na região oeste de Fortaleza.

Com a iniciativa, a Prefeitura reforça o compromisso de melhorar a qualidade de vida dos fortalezenses, principalmente dos que moram na periferia. “É um projeto extremamente importante na área da saúde, do meio ambiente e do saneamento. Vai realizar mais de duas mil ligações e certamente vai impactar muito positivamente nas condições de balneabilidade do Litoral Oeste”, enfatizou o prefeito.

O projeto Se Liga na Rede faz parte do Programa Fortaleza Cidade Sustentável (FCS), que visa à integração dos ambientes natural e construído da Cidade. Tem como objetivo impedir que o esgoto de moradias que ainda não estão interligadas à rede vá parar na orla marítima da região, tendo como grande benefício possibilitar a melhoria na balneabilidade da orla situada na região oeste de Fortaleza. A assinatura faz parte das ações em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, que ocorre neste sábado (05/06).

De acordo com a secretária Luciana Lobo, este é o primeiro financiamento específico para a área ambiental e de sustentabilidade. "São obras que vão impactar positivamente o meio ambiente da cidade e a vida dos moradores, em especial os residentes nos bairros das áreas de intervenção e no seu entorno. O Se liga na Rede vai gerar muitos dividendos socioambientais e mais do que obras de engenharia, trata-se de uma grande inovação social", ressalta.

O projeto Se Liga na Rede, assim como os demais projetos do FCS, será financiado por meio da contratação de operação de crédito externo com o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD – Banco Mundial), no valor de US$ 73,3 milhões.

“A gente está cuidando, além da saúde, do meio ambiente, do saneamento da Cidade. A gente sabe que, a cada dólar investido no saneamento, a gente economiza uma despesa de quatro dólares na saúde pública”, defendeu o prefeito Sarto.

Todo o processo se inicia pela mobilização social para a compreensão da problemática causada pelo esgoto não interligado à rede, visando à sensibilização e conscientização para entendimento dos benefícios e consequente aceite para as obras de interligação. A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é a responsável pela condução de parte do processo e irá realizar os procedimentos técnicos de interligação.

O contrato com a Athos Construções, empresa vencedora do processo licitatório, é no valor R$ 21.280.800,58 e o serviço deverá ser executado em 24 meses. Estão previstas até 2.500 ligações intradomiciliares de esgoto, a partir da mobilização social em 8.000 imóveis, além da fiscalização de 13.000 imóveis não conectados à rede de esgoto.

Para assegurar que a atuação da contratada esteja alinhada às diretrizes e propósito do Programa FCS, os agentes de mobilização da empresa estão sendo preparados previamente para uma atuação em campo que contemple além dos aspectos técnicos a percepção de questões socioambientais, tornando-os aptos para exercerem seu papel como agentes de mobilização do projeto.