14 de julho de 2021 em Cultura

Vila das Artes abre inscrições para 12 novas oficinas circenses

Inscrições seguem até esta sexta-feira (16/07)


A Escola de Pública de Circo da Vila das Artes abre inscrições para mais uma série de oficinas da ação "Viva o Circo Hoje – Programa Especial de Fomento à Cadeia do Circo". Ao todo, 12 oficinas abrem inscrições com prazo até esta sexta-feira (16/07). As aulas serão realizadas a partir do dia 19 de julho, em horários variados, por meio de videoconferências e também presencialmente. As fichas de inscrição estão disponíveis em www.linktr.ee/viladasartes. Confira mais abaixo a programação completa.

Clique aqui para se inscrever

"Dando continuidade à programação do Viva o Circo Hoje, temos mais 12 formações com inscrições abertas", anuncia coordenadora da Escola Pública de Circo da Vila das Artes, Ana Vieira. Segundo a coordenadora, as atividades apresentam enorme potencial para o diálogo e para a difusão do saber circense, bem como para o compartilhamento do fazer artístico."Vamos falar sobre produção, palhaçaria, iluminação, acrobacias, dança e ainda sobre segurança no circo, com a oferta do curso de NR35", lista a coordenadora.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação
Inscrições devem ser realizadas on-line em www.linktr.ee/viladasartes. Os participantes das oficinas serão notificados por e-mail quanto à participação nas aulas.

- Oficina " Produção Cultural para o Circo" com Andrea Vasconcelos
A formação visa qualificar agentes culturais para a produção de eventos, propostas e programas voltados para a linguagem circense. Apresentando as possibilidades de organização e elaboração de projetos, assim como a execução das propostas, levando em conta o conhecimento sobre editais de fomento federais, estaduais e municipais. Também serão trabalhados processos de pós-produção, como prestações de contas e relatórios, e outras políticas públicas pertinentes ao setor cultural.Data: 19 a 23/07 e 26 a 30/07
Hora: das 9h às 12h
Formato: Videoconferências

- Oficina "O Malabares e a Criação Cênica", com Celino Ferreira
A proposta pretende trabalhar 15 malabaristas em vários níveis de habilidade e de diversas áreas (circo de lona, de rua, de animação infantil, semáforo, entre outras, abrindo espaço de troca de conhecimento sobre malabares e criação cênica. Diálogos, pesquisas, experimentação e criação são eixos que norteiam a proposta.
Data: 19 a 23/07 e 26 a 27/07
Hora: das 14h às 17h
Formato: Videoconferências

- Oficina "A Criação de Luz na Linguagem Circense" , com Ciel Carvalho
A oficina pretende explorar tanto aspectos teóricos que abordam a criação de dramaturgia da luz e seu uso como dispositivo de criação de gagues e/ou elemento de jogo cênico circense, como: a luz na mágica, acrobacia, criação do universo do circo, entre outros. Aspectos práticos de criação também serão explorados, como a construção de refletores artesanais, varais de lâmpadas e desenho de mapa de luz.
Data: 19 a 24/07
Hora: das 9h às 12h
Formato: Videoconferências (19 e 20/07) / Presencial (21 a 23/07)Endereço: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro)

- Oficina "Certificação em NR35", com Diego Aerius
Curso de trabalho em altura conforme a norma regulamentadora nº 35 (NR35) voltado para as práticas circenses. O curso é composto por exposição teórico prática seguida de debates entre os participantes. As mais variadas realidades do universo circense serão discutidas sobre a óptica de três conceitos chaves: risco, acidente e segurança. Num terceiro momento é realizada uma vivência prática com o objetivo de aprimorar o conhecimento dos participantes sobre aspectos ligados à segurança, com ênfase na análise de risco das atividades e na instalação de aparelhos aéreos.Data: 22 a 25/07
Hora: das 9h às 13h (Turma 1) e das 14h às 18h (Turma 2)
Formato: Presencial (Circo América)Endereço: Praça do Jequitibá - Conjunto Ceará (4ª Etapa), Avenida C com Rua 1084

- Oficina "Dança Acrobática", com Dyego Stefann
A oficina é voltada para artistas circenses, bailarinos/dançarinos, atores e público em geral. Permitirá a experiência com uma forma diferente de pensar o corpo, por meio de exercícios que vão promover o fortalecimento muscular, a mobilidade corporal e a resistência física para práticas diversas. O trabalho é voltado para o desenvolvimento da técnica de acrobacia de solo, mas é também de alta relevância para outras modalidades. Trabalharemos o desenvolvimento de posturas isométricas, exercícios destinados para o avanço na técnica de parada de mãos e exercícios de potência de explosão, para aprimorar movimentos dinâmicos como saltos e giros
Data: 19 a 23/07
Hora: das 9h às 12h
Formato: Videoconferências

- Oficina "Criação em Circo e Comédia em Tempos Digitais: Montagem de Cenas e Conteúdo para Internet", com Fred Raposo
O curso ensinará quais são e como se usar as ferramentas para a criação e divulgação de trabalhos nos tempos digitais (vídeos editados, flyers, e maneiras de interagir com o público dentro das redes sociais). Além da gestão de ideias para redes, também trabalharemos ideias de conteúdos para melhor interação lúdica nas redes sociais, como ideias de cenas, utilizando recursos de aplicativos gratuitos para a criação de um conteúdo mais diverso e mais potente.
Data: 19 a 23/07
Hora: das 18h às 21h
Formato: Videoconferências

- Oficina "O Riso e o Corpo do Palhaço: A Palhaçaria em Espaços Convencionais", com João Victor
A oficina tem por proposta a investigação técnico-criativa de noções ligadas à palhaçaria e à comicidade, através de experimentações, exercícios corporais e jogos teatrais cômicos, a partir do repertório corporal de cada um dos participantes.Também serão propostas discussões acerca de teorias da comicidade e textos sobre a arte do palhaço em espaços como circo, teatro, rua e no formato audiovisual. Tais processos artístico-pedagógicos visam a elaboração coletiva de experimentos cênicos-performativos em ambiente doméstico, mediados pelas tecnologias, disparando reflexões sobre palhaçaria, comicidade, performance e política, em conexão com nosso atual momento histórico.
Data: 19 a 23/07
Hora: das 18h às 21h
Formato: Videoconferências

- Oficina "O Gracejo do Bobo - Princípios Básicos da Palhaçaria", com Jonh Wellington
A oficina permite que os participantes possam descobrir, divertir e vivenciar seu interior, sua ingenuidade, suas manias, defeitos e qualidades. Destina-se a crianças e adolescentes que queiram aprender e brincar dentro do universo do palhaço e do riso, além de oferecer um estado de prazer e disponibilidade para o jogo e relações em cena para improvisação, individual ou coletiva. A intensa troca e pesquisa converge para a criação de argumentos e encenação.
Data: 19 a 21/07
Hora: das 18h às 21h
Formato: Videoconferências

- Oficina "Fundamentos da Dança para Criações Circenses", com Leonora Cardani
Durante a oficina serão oferecidos instrumentos e ferramentas da dança que possam contribuir para formação circense de maneira global: preparação corporal, noção espacial, expressividade, qualidades de movimento, dinâmica e criação na dança para as artes circenses. Participantes trabalharão o corpo e experimentarão pequenas criações que podem contribuir para o desenvolvimento de suas próprias criações circenses.
Data: 19 a 23/07 e 26 a 27/07
Hora: das 9h às 12h
Formato: Videoconferências

- Oficina "Circo-Teatro no Instagram: A Técnica da Palhaçaria Digital", com Neto Holanda
O facilitador Neto Holanda explica a proposta: "Ao longo da criação do espetáculo virtual 'Buraco de Minhoca', do Coletivo Paralelo, fomos descobrindo técnicas muito únicas para a elaboração do que passamos a chamar de 'circo-teatro digital'. Palhaçaria em frente a câmeras compromete um fator tido como essencial na prática do palhaço e da palhaça: a relação. Contudo, é possível preservar esse princípio se o artista estiver aberto a enxergar seu processo criativo por outros ângulos, tornando assim a 'cena digital' uma verdadeira aliada em seu trabalho".
Data: 19 a 23/07
Hora: das 14h às 17h
Formato: Videoconferências

- Oficina "VesteResto no Picadeiro: Criação de Figurino para Circo", com Ruth Aragão
Como proposta prático-experimental, utilizando metodologia do REUSO para a construção de figurino para circo, a oficina investe na potência da transformação e na ressignificação de itens do vestuário e demais bens-de-consumo. Com esse intuito, é solicitado que cada participante utilize recursos materiais disponíveis em casa, como materiais específicos de costura e manualidades artesanais, agulhas, linhas, cordões e aviamentos em geral. O trabalho proposto visa fortalecer os elos entre autonomia de criação, sustentabilidade e consumo consciente.
Data: 19 a 23/07
Hora: das 18h às 21h
Formato: Videoconferências

Sobre os facilitadores
ANDREA VASCONCELOS MARANHÃO é bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Ceará (UFC), pós-graduada com Especialização em Gestão Estratégica de Políticas Públicas (Unicamp/FPA), com cursos em Gestão de Parcerias (Itaú/UNICEF) e em Produção, Gestão e Elaboração de Projetos Culturais (UNIFOR/SECULT).

CELINO FERREIRA é preto, periférico, pai, artista circense, educador social, educador físico e investigador do corpo circense e técnicas possíveis. Foi aluno do Circo Escola Bom Jardim por seis anos e professor deste mesmo projeto por quase dez anos. É criador e diretor de espetáculos circenses e facilitador de oficinas de circo nas modalidades malabares, acrobacia solo, acrobacia em grupo, perna de pau e rola rola. É pesquisador de preparação física voltada para o circo.

CIEL CARVALHO é iluminador e cenotécnico. É mestre em Artes pelo PPGArtes do IFCE e possui formação em Artes Cênicas. Tem experiência como professor de iluminação e participou de diversos festivais de Circo, Teatro e Dança, nacionais e internacionais.

DIEGO AERIUS é mestre em Educação física pela Unicamp. Autor de capítulo sobre segurança no circo do livro "Pedagogia das Atividades Circenses", volume 2. Autor do "Livro Segurança no Circo Questão de Prioridade", editado com fomento da Lei de incentivo Carequinha – Funarte. É supervisor de trabalho em altura, resgatista em altura e técnico em acesso por corda.

DYEGO STEFANN é formado em Licenciatura em Teatro no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), no Curso Técnico em Dança (SENAC/IACC) e no Co-Laboratório de Artes Circense (Galpão da Vila) na modalidade de Acrobacia de Solo.É instrutor do projeto “Pensando as Artes do Circo: Formação Para o Circo Cearense”, na modalidade de acrobacia de solo, e pesquisador e diretor artístico do Coletivo Panelinha de Teatro.

FRED RAPOSO é de Fortaleza, começou seus estudos no Teatro José de Alencar, ao mesmo tempo que iniciava seu trabalho como palhaço hospitalar na Trupe do Riso, em 2010. No mesmo ano, viaja à Argentina para estudar teatro e comicidade. Fazendo a ponte entre Fortaleza e Ceará desde 2012, já formou mais de 200 alunos somente na capital. Artista multilinguagem, já trabalhou em cinema, teatro e televisão, como preparador de atores, diretor e intérprete. Entre seus últimos trabalhos estão "FUCKME" (estreado na Argentina em 2020), "Marcenaria" (estreado em Fortaleza em 2020) e "História de Um Nascimento.doc" (premiado pela Funarte Respirarte em 2020).

JOÃO VICTOR FERREIRA é artista público, palhaço, performer, psicólogo e pesquisador. Possui graduação em Psicologia na Universidade de Fortaleza (UNIFOR) e é mestrando em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Em 2013, foi co-fundador do grupo "As 10 Graças de Palhaçaria". Entre 2016 e 2018, dedicou-se à Atenção em Saúde Mental, no atendimento público. Também desenvolve, a partir de 2019, a ação formativa “Olha o Palhaço no Meio da Rua - Oficina de Comicidade Urbana”.

JONH WELLINGTON é ator e palhaço. Iniciou sua carreira artística em 2008 no curso de "Iniciação teatral" promovido pela secretaria de cultura e turismo da cidade de Quixeramobim (CE). No ano de 2010, iniciou a sua pesquisa na palhaçaria no curso de "Iniciação a arte do palhaço", realizado pelo grupo Terceira margem de Belo Horizonte (MG). No ano de 2012, fundou em Quixeramobim a Cia. Lamparim, onde atuou como diretor, ator e palhaço.

LEONORA CARDANI é Mestra e graduada em Educação Física na UNICAMP desenvolvendo estudos sobre os processos pedagógicos do circo. Artista Circense com formação na Escola Nacional de Circo Luiz Olimecha (RJ) e no Galpão do Circo (SP). Realiza apresentações de dança desde os 13 anos e participou de espetáculos nacionais e internacionais com o Grupo Ginástico UNICAMP. Professora de circo e práticas corporais desde 2012. Estagiária de oficinas de criação da Autonomia Criativa de Lu Lopes (Palhaça Rubra).

NETO HOLANDA é arte-educador, ator, palestrante e palhaço pelo Coletivo Paralelo (Maracanaú/CE). Pesquisa temas como corporeidade, ludicidade e espiritualidade no trabalho do artista e do não artista. É idealizador e professor da residência artística Academia do Riso: Escola de Iniciação à Palhaçaria (Fortaleza/CE). É tamném Gestor do Apê Cultural, centro cultural independente radicado em Maracanaú/CE.

RUTH ARAGÃO é figurinista com pós-graduação em Criação de Imagem e Styling de Moda pelo Senac-Sp, atuando tanto no campo criativo, quanto no formativo, nas diversas linguagens artísticas. Em Circo, ministrou seu último curso no projeto Arte Urgente. Sua trajetória inclui mais de 100 trabalhos e diversos prêmios.

Vila das Artes abre inscrições para 12 novas oficinas circenses

Inscrições seguem até esta sexta-feira (16/07)

A Escola de Pública de Circo da Vila das Artes abre inscrições para mais uma série de oficinas da ação "Viva o Circo Hoje – Programa Especial de Fomento à Cadeia do Circo". Ao todo, 12 oficinas abrem inscrições com prazo até esta sexta-feira (16/07). As aulas serão realizadas a partir do dia 19 de julho, em horários variados, por meio de videoconferências e também presencialmente. As fichas de inscrição estão disponíveis em www.linktr.ee/viladasartes. Confira mais abaixo a programação completa.

Clique aqui para se inscrever

"Dando continuidade à programação do Viva o Circo Hoje, temos mais 12 formações com inscrições abertas", anuncia coordenadora da Escola Pública de Circo da Vila das Artes, Ana Vieira. Segundo a coordenadora, as atividades apresentam enorme potencial para o diálogo e para a difusão do saber circense, bem como para o compartilhamento do fazer artístico."Vamos falar sobre produção, palhaçaria, iluminação, acrobacias, dança e ainda sobre segurança no circo, com a oferta do curso de NR35", lista a coordenadora.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação
Inscrições devem ser realizadas on-line em www.linktr.ee/viladasartes. Os participantes das oficinas serão notificados por e-mail quanto à participação nas aulas.

- Oficina " Produção Cultural para o Circo" com Andrea Vasconcelos
A formação visa qualificar agentes culturais para a produção de eventos, propostas e programas voltados para a linguagem circense. Apresentando as possibilidades de organização e elaboração de projetos, assim como a execução das propostas, levando em conta o conhecimento sobre editais de fomento federais, estaduais e municipais. Também serão trabalhados processos de pós-produção, como prestações de contas e relatórios, e outras políticas públicas pertinentes ao setor cultural.Data: 19 a 23/07 e 26 a 30/07
Hora: das 9h às 12h
Formato: Videoconferências

- Oficina "O Malabares e a Criação Cênica", com Celino Ferreira
A proposta pretende trabalhar 15 malabaristas em vários níveis de habilidade e de diversas áreas (circo de lona, de rua, de animação infantil, semáforo, entre outras, abrindo espaço de troca de conhecimento sobre malabares e criação cênica. Diálogos, pesquisas, experimentação e criação são eixos que norteiam a proposta.
Data: 19 a 23/07 e 26 a 27/07
Hora: das 14h às 17h
Formato: Videoconferências

- Oficina "A Criação de Luz na Linguagem Circense" , com Ciel Carvalho
A oficina pretende explorar tanto aspectos teóricos que abordam a criação de dramaturgia da luz e seu uso como dispositivo de criação de gagues e/ou elemento de jogo cênico circense, como: a luz na mágica, acrobacia, criação do universo do circo, entre outros. Aspectos práticos de criação também serão explorados, como a construção de refletores artesanais, varais de lâmpadas e desenho de mapa de luz.
Data: 19 a 24/07
Hora: das 9h às 12h
Formato: Videoconferências (19 e 20/07) / Presencial (21 a 23/07)Endereço: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro)

- Oficina "Certificação em NR35", com Diego Aerius
Curso de trabalho em altura conforme a norma regulamentadora nº 35 (NR35) voltado para as práticas circenses. O curso é composto por exposição teórico prática seguida de debates entre os participantes. As mais variadas realidades do universo circense serão discutidas sobre a óptica de três conceitos chaves: risco, acidente e segurança. Num terceiro momento é realizada uma vivência prática com o objetivo de aprimorar o conhecimento dos participantes sobre aspectos ligados à segurança, com ênfase na análise de risco das atividades e na instalação de aparelhos aéreos.Data: 22 a 25/07
Hora: das 9h às 13h (Turma 1) e das 14h às 18h (Turma 2)
Formato: Presencial (Circo América)Endereço: Praça do Jequitibá - Conjunto Ceará (4ª Etapa), Avenida C com Rua 1084

- Oficina "Dança Acrobática", com Dyego Stefann
A oficina é voltada para artistas circenses, bailarinos/dançarinos, atores e público em geral. Permitirá a experiência com uma forma diferente de pensar o corpo, por meio de exercícios que vão promover o fortalecimento muscular, a mobilidade corporal e a resistência física para práticas diversas. O trabalho é voltado para o desenvolvimento da técnica de acrobacia de solo, mas é também de alta relevância para outras modalidades. Trabalharemos o desenvolvimento de posturas isométricas, exercícios destinados para o avanço na técnica de parada de mãos e exercícios de potência de explosão, para aprimorar movimentos dinâmicos como saltos e giros
Data: 19 a 23/07
Hora: das 9h às 12h
Formato: Videoconferências

- Oficina "Criação em Circo e Comédia em Tempos Digitais: Montagem de Cenas e Conteúdo para Internet", com Fred Raposo
O curso ensinará quais são e como se usar as ferramentas para a criação e divulgação de trabalhos nos tempos digitais (vídeos editados, flyers, e maneiras de interagir com o público dentro das redes sociais). Além da gestão de ideias para redes, também trabalharemos ideias de conteúdos para melhor interação lúdica nas redes sociais, como ideias de cenas, utilizando recursos de aplicativos gratuitos para a criação de um conteúdo mais diverso e mais potente.
Data: 19 a 23/07
Hora: das 18h às 21h
Formato: Videoconferências

- Oficina "O Riso e o Corpo do Palhaço: A Palhaçaria em Espaços Convencionais", com João Victor
A oficina tem por proposta a investigação técnico-criativa de noções ligadas à palhaçaria e à comicidade, através de experimentações, exercícios corporais e jogos teatrais cômicos, a partir do repertório corporal de cada um dos participantes.Também serão propostas discussões acerca de teorias da comicidade e textos sobre a arte do palhaço em espaços como circo, teatro, rua e no formato audiovisual. Tais processos artístico-pedagógicos visam a elaboração coletiva de experimentos cênicos-performativos em ambiente doméstico, mediados pelas tecnologias, disparando reflexões sobre palhaçaria, comicidade, performance e política, em conexão com nosso atual momento histórico.
Data: 19 a 23/07
Hora: das 18h às 21h
Formato: Videoconferências

- Oficina "O Gracejo do Bobo - Princípios Básicos da Palhaçaria", com Jonh Wellington
A oficina permite que os participantes possam descobrir, divertir e vivenciar seu interior, sua ingenuidade, suas manias, defeitos e qualidades. Destina-se a crianças e adolescentes que queiram aprender e brincar dentro do universo do palhaço e do riso, além de oferecer um estado de prazer e disponibilidade para o jogo e relações em cena para improvisação, individual ou coletiva. A intensa troca e pesquisa converge para a criação de argumentos e encenação.
Data: 19 a 21/07
Hora: das 18h às 21h
Formato: Videoconferências

- Oficina "Fundamentos da Dança para Criações Circenses", com Leonora Cardani
Durante a oficina serão oferecidos instrumentos e ferramentas da dança que possam contribuir para formação circense de maneira global: preparação corporal, noção espacial, expressividade, qualidades de movimento, dinâmica e criação na dança para as artes circenses. Participantes trabalharão o corpo e experimentarão pequenas criações que podem contribuir para o desenvolvimento de suas próprias criações circenses.
Data: 19 a 23/07 e 26 a 27/07
Hora: das 9h às 12h
Formato: Videoconferências

- Oficina "Circo-Teatro no Instagram: A Técnica da Palhaçaria Digital", com Neto Holanda
O facilitador Neto Holanda explica a proposta: "Ao longo da criação do espetáculo virtual 'Buraco de Minhoca', do Coletivo Paralelo, fomos descobrindo técnicas muito únicas para a elaboração do que passamos a chamar de 'circo-teatro digital'. Palhaçaria em frente a câmeras compromete um fator tido como essencial na prática do palhaço e da palhaça: a relação. Contudo, é possível preservar esse princípio se o artista estiver aberto a enxergar seu processo criativo por outros ângulos, tornando assim a 'cena digital' uma verdadeira aliada em seu trabalho".
Data: 19 a 23/07
Hora: das 14h às 17h
Formato: Videoconferências

- Oficina "VesteResto no Picadeiro: Criação de Figurino para Circo", com Ruth Aragão
Como proposta prático-experimental, utilizando metodologia do REUSO para a construção de figurino para circo, a oficina investe na potência da transformação e na ressignificação de itens do vestuário e demais bens-de-consumo. Com esse intuito, é solicitado que cada participante utilize recursos materiais disponíveis em casa, como materiais específicos de costura e manualidades artesanais, agulhas, linhas, cordões e aviamentos em geral. O trabalho proposto visa fortalecer os elos entre autonomia de criação, sustentabilidade e consumo consciente.
Data: 19 a 23/07
Hora: das 18h às 21h
Formato: Videoconferências

Sobre os facilitadores
ANDREA VASCONCELOS MARANHÃO é bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Ceará (UFC), pós-graduada com Especialização em Gestão Estratégica de Políticas Públicas (Unicamp/FPA), com cursos em Gestão de Parcerias (Itaú/UNICEF) e em Produção, Gestão e Elaboração de Projetos Culturais (UNIFOR/SECULT).

CELINO FERREIRA é preto, periférico, pai, artista circense, educador social, educador físico e investigador do corpo circense e técnicas possíveis. Foi aluno do Circo Escola Bom Jardim por seis anos e professor deste mesmo projeto por quase dez anos. É criador e diretor de espetáculos circenses e facilitador de oficinas de circo nas modalidades malabares, acrobacia solo, acrobacia em grupo, perna de pau e rola rola. É pesquisador de preparação física voltada para o circo.

CIEL CARVALHO é iluminador e cenotécnico. É mestre em Artes pelo PPGArtes do IFCE e possui formação em Artes Cênicas. Tem experiência como professor de iluminação e participou de diversos festivais de Circo, Teatro e Dança, nacionais e internacionais.

DIEGO AERIUS é mestre em Educação física pela Unicamp. Autor de capítulo sobre segurança no circo do livro "Pedagogia das Atividades Circenses", volume 2. Autor do "Livro Segurança no Circo Questão de Prioridade", editado com fomento da Lei de incentivo Carequinha – Funarte. É supervisor de trabalho em altura, resgatista em altura e técnico em acesso por corda.

DYEGO STEFANN é formado em Licenciatura em Teatro no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), no Curso Técnico em Dança (SENAC/IACC) e no Co-Laboratório de Artes Circense (Galpão da Vila) na modalidade de Acrobacia de Solo.É instrutor do projeto “Pensando as Artes do Circo: Formação Para o Circo Cearense”, na modalidade de acrobacia de solo, e pesquisador e diretor artístico do Coletivo Panelinha de Teatro.

FRED RAPOSO é de Fortaleza, começou seus estudos no Teatro José de Alencar, ao mesmo tempo que iniciava seu trabalho como palhaço hospitalar na Trupe do Riso, em 2010. No mesmo ano, viaja à Argentina para estudar teatro e comicidade. Fazendo a ponte entre Fortaleza e Ceará desde 2012, já formou mais de 200 alunos somente na capital. Artista multilinguagem, já trabalhou em cinema, teatro e televisão, como preparador de atores, diretor e intérprete. Entre seus últimos trabalhos estão "FUCKME" (estreado na Argentina em 2020), "Marcenaria" (estreado em Fortaleza em 2020) e "História de Um Nascimento.doc" (premiado pela Funarte Respirarte em 2020).

JOÃO VICTOR FERREIRA é artista público, palhaço, performer, psicólogo e pesquisador. Possui graduação em Psicologia na Universidade de Fortaleza (UNIFOR) e é mestrando em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Em 2013, foi co-fundador do grupo "As 10 Graças de Palhaçaria". Entre 2016 e 2018, dedicou-se à Atenção em Saúde Mental, no atendimento público. Também desenvolve, a partir de 2019, a ação formativa “Olha o Palhaço no Meio da Rua - Oficina de Comicidade Urbana”.

JONH WELLINGTON é ator e palhaço. Iniciou sua carreira artística em 2008 no curso de "Iniciação teatral" promovido pela secretaria de cultura e turismo da cidade de Quixeramobim (CE). No ano de 2010, iniciou a sua pesquisa na palhaçaria no curso de "Iniciação a arte do palhaço", realizado pelo grupo Terceira margem de Belo Horizonte (MG). No ano de 2012, fundou em Quixeramobim a Cia. Lamparim, onde atuou como diretor, ator e palhaço.

LEONORA CARDANI é Mestra e graduada em Educação Física na UNICAMP desenvolvendo estudos sobre os processos pedagógicos do circo. Artista Circense com formação na Escola Nacional de Circo Luiz Olimecha (RJ) e no Galpão do Circo (SP). Realiza apresentações de dança desde os 13 anos e participou de espetáculos nacionais e internacionais com o Grupo Ginástico UNICAMP. Professora de circo e práticas corporais desde 2012. Estagiária de oficinas de criação da Autonomia Criativa de Lu Lopes (Palhaça Rubra).

NETO HOLANDA é arte-educador, ator, palestrante e palhaço pelo Coletivo Paralelo (Maracanaú/CE). Pesquisa temas como corporeidade, ludicidade e espiritualidade no trabalho do artista e do não artista. É idealizador e professor da residência artística Academia do Riso: Escola de Iniciação à Palhaçaria (Fortaleza/CE). É tamném Gestor do Apê Cultural, centro cultural independente radicado em Maracanaú/CE.

RUTH ARAGÃO é figurinista com pós-graduação em Criação de Imagem e Styling de Moda pelo Senac-Sp, atuando tanto no campo criativo, quanto no formativo, nas diversas linguagens artísticas. Em Circo, ministrou seu último curso no projeto Arte Urgente. Sua trajetória inclui mais de 100 trabalhos e diversos prêmios.