A Escola Pública de Teatro da Vila das Artes finaliza o ano letivo do Curso de Formação Básica de Teatro para Crianças e Adolescentes com a apresentação dos espetáculos “As Três Vaqueiras e o Boi da Cara Preta” e “O Reisado do Boi Mimoso”, nesta terça-feira (17/12), às 18h, no Teatro do Dragão do Mar. A entrada é gratuita, mediante lotação.

A peça “As Três Vaqueiras e o Boi da Cara Preta”, dirigido pelo professor Renato Rodrigues e performado por alunos de 08 a 10 anos, tem inspiração em Dina Martins, vaqueira e mestra da cultura popular. Já o espetáculo “O Reisado do Boi Mimoso”, dirigido pelo professor Denilson Almeida e interpretado por alunos de 11 a 14 anos, apresenta as cores e a tradição do reisado.

A Escola Pública de Teatro da Vila das Artes foi consolidada por meio de um seminário com a participação de representantes de escolas formativas de teatro de Fortaleza, em novembro de 2018. O curso na Vila das Artes teve início em março de 2019, é dividido em módulos que compreendem quatro semestres e recebem crianças e adolescentes entre 8 e 14 anos.

A Vila das Artes é um equipamento administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Espetáculos “As Três Vaqueiras e o Boi da Cara Preta” e “O Reisado do Boi Mimoso”
Data: Terça-feira (17/12)
Hora: 18h30
Local: Teatro Dragão do Mar (R. Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)
Gratuito

Publicado em Cultura

O Centro Cultural Casa do Barão de Camocim, equipamento que faz parte do Complexo Cultural Vila das Artes, recebe o seminário “O Teatro e a Cidade: Diálogos da Cena”, parte da programação do XIII Festival de Teatro de Fortaleza, nesta terça e quarta-feira (10 e 11/12).

Confira aqui a programação completa.

Reunindo gestores públicos, atores, diretores, produtores culturais e personalidades ligadas ao teatro, o evento tem o objetivo discutir temas ligados à produção teatral, sua relação com os espaços e equipamentos públicos da cidade e as políticas públicas voltadas a esta importante atividade cultural.

Na terça-feira (10/12), das 9h20 às 12h30, acontece a primeira mesa, com o tema “A Gestão Pública de Teatro”, com a presença de Karlo Kardozo (Teatro São José), Mapurunga Júnior (Rede Cuca), Joaquim Araújo (Centro Cultural Bom Jardim) e mediação feita por Rejane Reinaldo (Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza).

Pela tarde, das 14h30 às 17h30, haverá a “Mesa 02 – Teatro: Diálogos da Cena – Potência e Resistência” com os debatedores Isadora Ravena (Artista), Henrique Gonzaga (Grupo Nóis de Teatro) e Jéssica Teixeira (Atriz e produtora). A mediação fica por conta de Eduardo Bruno, artista, pesquisador e representante do Fórum Cearense de Teatro.

Na quarta-feira (11/12), 9h30 a 12h30, ocorre a “Mesa 03 – Os Teatros e Seus Públicos”, com Thiago Arrais (IFCE e Diretor teatral), Hiroldo Serra (Teatro Comédia Cearense), Edson Cândido (Grupo Imagens) e mediação de Natasha Faria (Centro Dragão do Mar).

Das 14h30 às 17h30, a última mesa do seminário trata sobre “O Teatro e a Cidade", com Oswald Barroso (UECE), Fernando Piancó (Teatro Carlos Câmara), Alysson Lemos (Grupo as 10 Graças de Palhaçaria), Francinice Campos (Cia. Palmas), Pedro Domingues (Ator, diretor e gestor cultural) e mediação de Selma Santiago (Atriz, diretora e gestora do Theatro José de Alencar). A partir das 17h30, o evento terá um coquetel de encerramento com Noite de autógrafos, com Oswald Barroso, Marcelo Costa, Alysson Lemos e Altemar Gomes, além da performance musical com Noá Bonoba.

“Mostra Fortaleza em Cena”
A programação do XIII Festival de Teatro de Fortaleza segue em dezembro com a “Mostra Fortaleza em Cena”, composta por grandes espetáculos locais e nacionais. Nesta quinta-feira (12/12), a peça “Processo de Conscerto do Desejo”, com o ator Matheus Nachtergaele, no Cineteatro São Luiz, marca o início da mostra que segue até o dia 19 de dezembro ocupando diversos espaços da Capital cearense. O FTF é uma realização da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

Ingressos para o espetáculo “Processo de Conscerto do Desejo” serão distribuídos na quarta-feira (11/12), a partir das 10h, na bilheteria do cineteatro São Luiz. Cada pessoa poderá adquirir um ingresso na bilheteria.

A “Mostra Fortaleza em Cena” segue de 12 a 19 de dezembro com espetáculos gratuitos no Cineteatro São Luiz, Teatro Carlos Câmara, Centro Cultural Bom Jardim, Porto Dragão, Cuca Barra, Cuca Jangurussu, Espaço Cultural CEGÁS, Theatro José de Alencar e Teatro São José. O encerramento da edição deste ano do festival ficará a cargo do ator Silvero Pereira, que subirá ao palco do Teatro São José para encenar a peça “Uma Flor de Dama”, na quinta-feira (19/12). Confira abaixo a programação completa.

Publicado em Cultura
Peça gráfica

A Vila das Artes recebe, a partir desta terça-feira (10/12), o evento itinerante Mostra Sesc de Cinema 2019, com exibição gratuita de 13 longas e curtas-metragens. A ação tem parceria da Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes e segue no espaço até sexta-feira (13/12), sempre a partir das 18 horas.

O evento, teve início em Paraty (RJ), na primeira semana de novembro e desde então vem circulando o território nacional com a exibição gratuita de 42 filmes selecionados por realizadores brasileiros. Na última semana do circuito, a mostra chega a Fortaleza, com o suporte do Complexo Cultural Vila das Artes, para apresentação dos filmes “O Céu dos Índios Desâna e Tuiuca”, “Vozes da Memória”, “Francisco”, “Chamando os Ventos: por uma cartografia dos assobios”, Da Curva pra Cá, “Jéssika”, “Do outro lado” e Plano controle.

A Mostra Sesc de Cinema 2019 está em sua terceira edição e neste ano faz homenagem a Adélia Sampaio, a primeira mulher negra a dirigir um longa-metragem no Brasil, intitulado “Amor Maldito”, de 1984. O maior objetivo do evento é difundir as produções audiovisuais de realizadores brasileiros. Além da Vila das Artes, a mostra também segue em Fortaleza com exibições na unidade do Sesc da cidade.

O Complexo Cultural Vila das Artes, formado pela Escola Vila das Artes e pelo Centro Cultural Casa do Barão de Camocim, é administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Confira a programação:
Terça-feira (10/12)
O Céu dos Índios Desâna e Tuiuca (AM, Livre, 2017)
Vozes da Memória (RO, Livre, 2018)
Francisco (AC, LIVRE, 2018)
Chamando os Ventos: por uma cartografia dos assobios (PA, Livre, 2018)

Quarta-feira (11/12)
Da Curva pra Cá (ES, 10 anos, 2018)
Jéssika (RJ, Livre, 2018)
Do outro lado (SP, Livre, 2018)
Plano controle (MG, Livre, 2018)

Quinta-feira (12/12)
A Ilha (BA, 16 anos, 2018)

Sexta-feira (13/12)
A Praga do Cinema Brasileiro (DF, 18 anos, 2018)
Guará (GO, 12 anos, 2019)
Majur (MT, Livre, 2018)
Entre Parentes (DF, Livre, 2018)

Serviço
Mostra Sesc de Cinema 2019
Data: Terça a sexta-feira (10 a 13/12)
Hora: 18h
Local: Centro Cultural Casa do Barão de Camocim (R. Gen. Sampaio, no 1632 - Centro)

Publicado em Cultura

O Complexo Cultural Vila das Artes abre duas convocatórias, para produção e para cobertura audiovisual e fotográfica de eventos, visando à reestruturação da Escola Pública de Arte e Cultura Digital da Vila das Artes. A iniciativa prevê a ocupação do Centro Cultural Casa do Barão de Camocim com atividades voltadas para as artes visuais.

Confira aqui o Edital.

Interessados podem participar do credenciamento de ambas convocatórias, até o dia 10 de dezembro de 2019, por meio do envio da ficha de inscrição e demais documentos exigidos no edital para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O objetivo da primeira chamada é selecionar um coletivo de produção cultural para prestação de serviços na produção de eventos e atividades iniciais de reestruturação da Escola Pública de Arte e Cultura Digital da Vila das Artes, em quatro meses a partir da data de contratação. A produtora selecionada deverá realizar a produção da Primeira Imersão Colaborativa sobre Políticas Públicas em Arte e Cultura Digital, em dezembro de 2019, e a produção cultural dos processos artísticos definidos nesta imersão, de janeiro a abril de 2020.

Já a segunda chamada tem por objetivo selecionar um coletivo para cobertura audiovisual e fotográfica de ações e projetos das atividades iniciais de reestruturação da escola, também no período de quatro meses.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

A escola
A Escola Pública de Arte e Cultura Digital (EPACD) da Vila das Artes tem como objetivo realizar programas, ações e projetos voltados para o setor de Arte e Cultura Digital e temas estratégicos relacionados na cidade de Fortaleza/CE. Suas atividades aconteceram entre outubro de 2011 e setembro de 2012. Atualmente, está em fase de reestruturação.

Para atender de forma organizada às demandas de um setor tão amplo, a escola busca se estruturar em três núcleos: Núcleo de Realidades Expandidas, Narrativas Híbridas e Games; Núcleo de Formação e Redes Colaborativas; e Núcleo de Tecnologia e Sustentabilidade.

Serviço
Convocatória de Coletivo em Produção Cultural – Escola Pública de Arte e Cultura Digital da Vila das Artes
Link de inscrições:
Período de inscrições: Até 10 de dezembro de 2019
Seleção: 11 de dezembro de 2019
Resultado: 12 de dezembro de 2019
Entrega de documentação: 13 de dezembro de 2019

Inscrições para Convocatória de Coletivo em Audiovisual e Fotografia – Escola Pública de Arte e Cultura Digital da Vila das Artes
Link de inscrições:
Período de inscrições: Até 10 de dezembro de 2019
Seleção: 11 de dezembro de 2019
Resultado: 12 de dezembro de 2019
Entrega de documentação: 13 de dezembro de 2019

Publicado em Cultura

A Vila das Artes recebe, nesta quinta e sexta-feira (05 e 06/12), a presença da gerente cultural colombiana Gisela Perez, coordenadora institucional do Festival Internacional de Cine de Cartagena de Indias, para compartilhar experiências e desenvolver atividades sobre audiovisual. O convite é uma articulação da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Na quinta-feira (05/12), no Teatro São José, às 9h, Gisela irá compartilhar vivências em torno da criação da Film Comission na Colômbia e em Fortaleza, com a presença do titular da Secultfor, Gilvan Paiva; a subsecretária da Cultura de Niterói, Melissa Carvalho; e o diretor do ICI, Davi Gomes. A atividade é aberta a cineastas, produtores e realizadores do audiovisual da Cidade, por ordem de chegada e mediante lotação do espaço. Em seguida, às 14h30, o grupo fará uma visita ao Complexo Cultural Vila das Artes, Teatro São José e Centro Cultural Belchior.

Na sexta-feira (06/12), a partir das 9h30, acontece uma roda de conversa no auditório da Vila das Artes, com o tema “O Mercado Sul-Americano e o Festival Internacional de Cine de Cartagena de Indias”, onde Gisela Perez falará sobre a experiência no desenvolvimento do projeto. O momento ainda conta com Melissa Carvalho e Davi Gomes. O evento é gratuito e aberto ao público, mediante lotação do espaço.

Além das ações abertas e gratuitas, Gisela também desenvolve, nesta semana, atividades internas com coordenadores e representantes da cultura municipal. Na quarta-feira (04/12), às 15h30, acontece uma reunião institucional acerca de projetos e experiências na área audiovisual com os representantes da Secultfor, Vila das Artes e ICI.

Perfil

Gisela Margarita Pérez Fonseca é gestora cultural, com estudos em Direito e Ciência Política, Gestão Pública, Gestão e Governança Política e Cooperação Internacional. Ela tem desenvolvido estudos em diversas universidades, incluindo a Complutense de Madrid, a Universidade George Washington e a Fundação Kettering. Por mais de 16 anos, tem ocupado cargos públicos e privados nos níveis local, departamental, nacional e internacional. As questões nas quais sua atuação mais se destaca são as relacionadas às comunidades étnicas (afro, raizal, palenquero e negra) que ela acompanhou com ações afirmativas de diferentes frentes, assim como os processos de integração latinoamericana.

Atualmente, Gisela atua como coordenadora institucional do Festival Internacional de Cine de Cartagena de Indias (FICCI), na qual é responsável por levar a capacidade de transformação do cinema ao canto mais remoto da geografia colombiana, avançar no processo de internacionalização do FICCI e desenvolver ações para dar continuidade ao processo de paz da Colômbia por meio da cultura. Em 2017, foi homenageada pela Assembleia Legislativa da Bahia com o prêmio Maria Felipa "Mulher Negra Latinoamericana e Caribeña".

Serviço:
Partilha de vivências sobre a Film Comission na Colômbia e em Fortaleza
Data: 05/12 (quinta-feira)
Hora: 9h
Inscrição: Por ordem de chegada (mediante lotação do espaço)
Local: Teatro São José (Rua Rufino de Alencar, 299 - Centro)
Gratuito

Roda de Conversa com Gisela Perez
Data: 06/12 (sexta-feira)
Hora: 9h30
Inscrição: Por ordem de chegada (mediante lotação do espaço)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 - Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura
Peça gráfica

A Escola Pública de Teatro da Vila das Artes realiza o ateliê "Apreciação Teatral na contemporaneidade: Um percurso a partir do XIII Festival de Teatro de Fortaleza", com Eduardo Bruno e Ari Areia. As atividades ocorrem nos dias 12 a 19 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 10h às 13h. Participantes deverão ter idade mínima de 18 anos e formação no nível médio.

O ateliê visa introduzir as questões acerca do papel da apreciação teatral, fazendo com que os participantes reconheçam os princípios da metodologia da análise crítica no fazer teatral contemporâneo. Levando em conta aspectos jornalísticos e ensaísticos acadêmicos, a atividade terá como metodologia o acompanhamento dos espetáculos da Mostra Fortaleza do XIII Festival de Teatro de Fortaleza para escrita coletiva e debates.

O conteúdo programático inclui os temas: "O que é crítica?", "A crítica de teatro e as perspectivas contemporâneas", "O objetivo da crítica", "A crítica teatral como um trabalho criativo e técnico", "Análise do acontecimento cênico a partir de distintos elementos: recepção, dramaturgia, encenação, interpretação, cenário, figurino, sonoplastia, trilha, composição coreográfica, ritmo, atmosfera, etc.", "Semiologia teatral e os elementos da cena", e "Os distintos estilos (a persona por detrás da crítica) e formas (os objetivos da crítica)".

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre o ministrante

Eduardo Bruno possui licenciatura em Teatro (IFCE), especialização em Semiótica aplicada (UECE) e mestrado Artes Cênicas (ECA-USP). Tem experiência na área de Artes com ênfase nos seguintes temas: arte contemporânea, arte relacional, performance, utilização de espaços não convencionais e intervenção urbana. Integrante do EmFoco Grupo de Teatro desde a fundação em 2009, já coordenou a encenação dos espetáculos "Preciso dizer que te amo" ," Jardim das Espécies , Além dos Cravos" , "Que bicho é esse?" e "Price World ou sociedade a preço de banana", além de inúmeras performances. Em Intercambio como Outro Grupo de Teatro assinou a encenação do trabalho cênico Historia Compartilhadas.

Ari Areia é jornalista, graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Ceará (UFC), ator do Outro Grupo de Teatro e ex-conselheiro municipal de políticas culturais em Fortaleza. Desde 2006, atua em espetáculos teatrais, performances e obras audiovisuais. Em 2011, fundou com Yuri Yamamoto e Tavares Neto o Outro Grupo de Teatro, com o qual desenvolveu os espetáculos “Comer Querer Ver” (2012), “Caio e Léo” (2014), “Histórias Compartillhadas” (2015), “Expurgo” (2016), “Ninguém” (2018) e “Go Go Bruce” (2019).

Serviço
Ateliê "Apreciação Teatral na contemporaneidade: Um percurso a partir do XIII Festival de Teatro de Fortaleza", com Eduardo Bruno e Ari Areia
Data: 12 a 19/12 (Segunda a sexta-feira)
Hora: das 10h às 13h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221 - Centro)
Idade Mínima: 18 anos
Inscrições por ordem de chegada
Gratuito

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes realiza, por meio da Escola Pública de Audiovisual, mostra especial com o tema "K-Movies – Cinema Contemporâneo da Coreia do Sul". Ao longo do mês de dezembro, filmes de diretores sul-coreanos irão compor a programação do Cineclube Vila das Artes, em sessões gratuitas e abertas ao público, sempre às segundas-feiras, às 18h.

Segundo o curador Leonardo Ferreira, a mostra aproveita o recente interesse do Ocidente pelo país asiático para exibir produções cinematográficas de realizadores sul-coreanos que se destacaram no cenário internacional ao longo dos últimos cinco anos. "Fugindo do 'modismo', serão apresentados trabalhos que, além de possuir qualidade técnica, tragam questões relevantes na linguagem e um olhar particular sobre a atualidade", afirma o curador.

Proposta de curadoria vitoriosa na convocatória Telas Abertas, a mostra "K-Movies – Cinema Contemporâneo da Coreia do Sul" exibirá em dezembro os filmes "Em Chamas", de Lee Chang-Dong (02/12); "O Lamento", de Na Hong-jin (09/12); "O Hotel às Margens do Rio", de Hong Sang-soo (16/12); e "Parasita", de Bong Joon-ho (23/12).

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação
02/12: Em Chamas (Direção: Lee Chang-Dong / 2018 / Coreia do Sul / 148 min / 16 anos)
09/12: O Lamento (Direção: Na Hong-jin / 2016 / Coreia do Sul / 156 min / 16 anos)
16/12: O Hotel às Margens do Rio (Direção: Hong Sang-soo / 2018 / Coreia do Sul min / 14 anos)
23/12: Parasita (Direção: Bong Joon-ho / 2019 / Coreia do Sul / 132 min / 16 anos)

Serviço
Cineclube Vila das Artes – Mostra "K-Movies – Cinema Contemporâneo da Coreia do Sul"
Data: Segundas-feiras (02, 09, 16 e 23/12)
Hora: 18h
Onde: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura
coreografia com alunas da Escola Pública de Dança da Vila das Artes
A Vila das Artes apresenta, nesta segunda e terça-feira (25 e 26/11), os espetáculos “Fortaleza em Mono-blocos” e “8 Pontos”, no Theatro José de Alencar (Foto: Thiago Matine)

A Prefeitura de Fortaleza dá início a mais uma semana de ações culturais gratuitas pela capital, com atividades de 25 de novembro a 1º de dezembro. Entre os destaques estão espetáculos de dança da Vila das Artes, eliminatórias do Festival da Música de Fortaleza e cortejo de Maracatus. A realização é da , por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

Confira aqui a programação completa.

A Vila das Artes apresenta, por meio da Escola Pública de Dança, nesta segunda e terça-feira (25 e 26/11), os espetáculos “Fortaleza em Mono-blocos” e “8 Pontos”. No evento, que marca a finalização de mais um ano do Curso de Formação Básica em Dança, ocorre também a solenidade de homenagem aos alunos formandos da segunda turma do curso, intérpretes do espetáculo “Fortaleza em Mono-blocos”, que tem a direção do coreógrafo mineiro Vanilton Lakka. Com início às 19h e entrada mediante a doação opcional de 1Kg de alimento não perecível, o evento ocorre no Theatro José de Alencar.

Na sexta-feira e sábado (29 e 30/11), o público pode aproveitar para assistir as eliminatórias do Festival da Música de Fortaleza 2019, no Teatro São José, às 19h. Os candidatos irão disputar, diante de júri composto por profissionais da música, 12 vagas destinadas aos finalistas. A grande final está prevista para o dia 6 de dezembro. O vencedor do concurso receberá como prêmio um contrato no valor de R$ 30 mil para apresentação na abertura do Réveillon 2020 da Capital. O classificado em 2º lugar receberá uma premiação no valor de R$ 10 mil e o 3º colocado será contemplado com o prêmio de R$ 5 mil.

A Prefeitura realiza, nesta segunda-feira (25/11), mais uma edição do projeto Dia 25 é Dia de Maracatu, com oficina e cortejo na Biblioteca Pública Cristina Poeta e na Biblioteca Municipal Dolor Barreira. Na ocasião, o Maracatu Rei Zumbi promoverá, na Biblioteca Municipal Dolor Barreira, das 08h às 11h30, uma oficina com objetos representativos da cultura do Maracatu e contação de história. Já na Biblioteca Pública Cristina Poeta, das 13h às 17h, haverá uma oficina de percussão e cortejo com Maracatu Kizomba, para jovens da comunidade do Autran Nunes e idosos participantes do projeto Clube da Melhor Idade.

Além dos destaques, a semana conta com diversas atividades como projeto “Sons do Mercado” no Mercado dos Pinhões; Passeio Instrumental no Passeio Público; Literatura em Foco na Biblioteca Dolor Barreira e muito mais.

Publicado em Cultura
Fundo roxo com os dizeres

A Escola Pública de Circo da Vila das Artes abre inscrições para a oficina "Clown e Comédia Física 2", com Fred Raposo. Destinada a maiores de 16 anos, a atividade ocorre de 9 a 12 de dezembro, das 18h às 22h, na Vila das Artes. Interessados podem participar do processo seletivo até o dia 5 de dezembro, por meio do preenchimento de ficha de inscrição online.

Confira aqui a ficha de inscrição

A oficina tem por objetivo desenvolver um entendimento da linguagem que possibilite ao estudante a aproximação com o personagem clownesco. Por meio de técnicas que proporcionam ao aluno espaços de improvisação e confrontação com o público, é desenvolvida uma consciência corporal e emocional que permite ao aluno a percepção do instante como propulsor de jogos para a criação espontânea. Serão analisadas também as estruturas clássicas dos palhaços de circo e do cinema mudo, visando oferecer ao aluno ferramentas técnicas e lúdicas para a busca de uma linguagem própria.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre o ministrante

Fred Raposo reside na Argentina, onde estuda com artistas renomados do gênero circense, como Raquel Sokolowitz, Marcelo Katz, Gabriel Chamé Buendia e Totó Castiñeras. Trabalha como ator e clown em espetáculos em Buenos Aires, além de ministrar oficinas e workshops em escolas de arte.

Serviço:
Oficina "Clown e Comédia Física 2" , com Fred Raposo
Inscrições: até 05/12 (resultado dia 06/12) em www.viladasartesfortaleza.com.br
Data: 09 a 12/12 (segunda a quinta-feira)
Hora: das 18h às 22h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221 - Centro)
Idade mínima: 16 anos
Carga horária: 16h/aula
Gratuito

Publicado em Cultura
Peças de um jogo de Tangram com imagens de partes dos corpos dos bailarinos compõem duas figuras saltitantes. Ao centro, está escrito

A Vila das Artes apresenta, por meio da Escola Pública de Dança, nesta segunda e terça-feira (25 e 26/11), os espetáculos “Fortaleza em Mono-blocos” e “8 Pontos”. Com início às 19h e entrada mediante a doação opcional de 1Kg de alimento não perecível, o evento ocorre no Theatro José de Alencar. A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

No evento, que marca a finalização de mais um ano do Curso de Formação Básica em Dança, ocorre também a solenidade de homenagem aos alunos formandos da segunda turma do curso, intérpretes do espetáculo “Fortaleza em Mono-blocos”. Para a coordenadora da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, Marina Carleial, as apresentações são um importante passo na trilha de alunos e professores. “O resultado é sempre emocionante. Além de ser a culminância de um ano de muita dedicação e trabalho, é ainda a despedida de mais uma turma de jovens bailarinos”, afirma a coordenadora.

Espetáculo de conclusão da segunda turma do curso, “Fortaleza em Mono-blocos” tem concepção e direção do coreógrafo mineiro Vanilton Lakka. O trabalho, originalmente pensado para espaços públicos, pesquisa as relações entre dança, corpo e cidade. “A coreografia se organiza a partir da lógica de jogos, onde regras preestabelecidas pressionam os corpos a tomarem decisões estratégicas, usando de princípios técnicos como rolamentos, quedas, saltos e suspensões”, explica Lakka. “É um trabalho dinâmico e vigoroso que incorpora, ainda mais, o diálogo com questões urbanas contemporâneas ao currículo pedagógico e repertório coreográfico da Escola Pública de Dança da Vila”, comenta Marina.

Já o espetáculo “8 Pontos”, criação colaborativa entre professoras e professores da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, tem a interpretação de alunas e alunos do 2º, 3º, 4º e 5º ano do Curso de Formação Básica em Dança. Com trilha original elaborada por Thiago Almeida, o espetáculo fala sobre o movimento dançado, investigando a relação e a influência mútua entre espaço, música, geometria e movimento. “A trilha mergulhou fundo em nossas questões criativas. O espetáculo se configura, assim, como um jogo sobre o que nos move e de como a música nos mobiliza”, comenta Silvana Marques, que assina a direção coreográfica com Angela Souza.

Curso de Formação Básica em Dança
Fundado em 2011, o Curso de Formação Básica em Dança da Escola Pública de Dança da Vila das Artes tem por objetivo fornecer subsídios práticos e teóricos para o desenvolvimento criativo de obras coreográficas. Destinado a crianças e pré-adolescentes com idades entre 8 e 13 anos, o curso tem duração de seis anos e prevê em seu currículo variadas disciplinas que abordam técnicas contemporâneas, clássicas e populares. Em 2017, o curso formou sua primeira turma, apresentando o espetáculo “Lança”. Atualmente, o edital de seleção de alunos e alunas referente ao período 2020-2026 se encontra com inscrições abertas até 20 de janeiro de 2020.

Mais informações no site www.viladasartesfortaleza.com.br 

Ficha Técnica – “Fortaleza em Mono-blocos”
Concepção e Direção Coreográfica: Vanilton Lakka
Assistentes Coreográficos: Gizele Patrício e Cláudio Henrique Strondum
Figurino: Marina Carleial, Artur Carvalho e Evânia Luz
Luz: Walter Façanha
Designer Gráfico: Leandro Ferreiras
Imagens: Thiago Matine
Intérpretes:
Alicy Ferreira Nascimento dos Anjos
Ana Beatriz da Silva de Oliveira
Ana Gabriela Marques Vasconcelos
Ana Karla Caetano Holanda
Ana Lara Beserra da Silveira
Ana Luizy Vieira de Oliveira
Antonia Letícia Vasconcelos dos Santos
Deylane Belchior Peres
Domitila Isabely Ferreira Gomes da Costa
Gabrielly Vitória Souza dos Santos
Iane Elen Costa Coelho
Maitê Ximenes Cruz Fonseca
Maria Eduarda Gomes da Silva
Maria Luisa Temóteo da Costa
Neygerly Julie Pinheiro Pontes
Raíssa Nunes Fernandes
Saulo Rodrigues Cavalcante
Stella Campelo Tomaz de Oliveira

Ficha Técnica – “8 Pontos”
Concepção e Direção Coreográfica: Angela Souza e Silvana Marques
Coreografias: Alda Pessoa, Dayana Ferreira, Gizele Patrício e Jorge Luiz
Intérpretes: Aluno(a)s do 2º, 3º, 4º e 5º ano do Curso de Formação Básica em Dança da Vila das Artes
Trilha sonora: Thiago Almeida
Figurino: Marina Carleial e Evânia Luz
Luz: Walter Façanha
Confecção de material cênico: J A Aires
Designer Gráfico: Leandro Ferreiras
Imagens: Thiago Matine

Serviço:
Espetáculos de Dança da Vila das Artes: “Fortaleza em Mono-blocos” e “8 Pontos”
Data: 25 e 26/11 (segunda e terça-feira)
Hora: 19h
Local: Theatro José de Alencar (Rua Liberato Barroso, 525 – Centro)
Valor: Gratuito / Doação de 1Kg de alimento

Publicado em Cultura
Página 1 de 23