Em detalhe, foto da ministrante da oficina, Carol Almeida. Ao fundo, desenhos de megafones, cadeiras e câmeras de cinema. O texto diz

A Vila das Artes, por meio da Escola Pública de Audiovisual, em parceria com Cineclubes Organizados do Ceará (CicloCE), promove o encontro "Balbúrdia Cineclubista: vivência de grupos de exibidores de Fortaleza e região", nos dias 27 e 28 de junho. O evento, inteiramente gratuito, conta com ações de formação, exibição de filmes e rodas de conversa entre cineclubistas e interessados.

Em cada um dos dias, a programação tem início com oficinas ministradas por importantes pesquisadoras do cenário audiovisual. Na quinta-feira (27/06), das 14h às 17h, a pernambucana Carol Almeida trabalha o tema "Pensamentos sobre cineclubismo: o que pode a curadoria ou sobre que imagens precisamos falar?"; na sexta-feira (28/06), no mesmo horário, a pesquisadora baiana Bel Melo desenvolve a temática "Insurgência cineclubista no Brasil: da Ditadura aos tempos atuais". As oficinas terão inscrições por ordem de chegada a partir de 1h antes do horário de início.

Após as oficinas, seguem atividades como rodas de conversas com cineclubistas, exibições de filmes e debates mediados pelas pesquisadoras. "Além de ser uma grande troca de saberes e experiências entre os participantes, o encontro pretende também aproximar os grupos de cineclubes à plataforma Mapa Cultural de Fortaleza, na qual estamos cadastrando cineclubes independentes", comenta Kennya Mendes, coordenadora da Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes. A intenção é mapear e dar visibilidade aos grupos em atividade. "A iniciativa servirá de base para a a comunicação e o o atendimento das demandas de formação a serem realizadas para o segmento audiovisual", explica.

A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação

Quinta – 27/06
- 14h a 17h: Vivências Provocativas: "Pensamentos sobre cineclubismo: o que pode a curadoria ou sobre que imagens precisamos falar?", com Carol Almeida
- 17h30 a 21h: Abertura do evento e Cineclube em Diálogo: rodas de conversa sobre práticas cineclubistas, com Cine Colônia, Cineclube 24 Quadros, Cine Ser Ver Luz, Cine Refluxus, Cine Humanidades, Cineclube Arte de Amar (Cineclube Cidadania), Cine Cururu, Cineclube Âncora, seguido de debate com mediação de Bel Melo (BA)

Sexta – 28/06
- 14h a 21h: Vivências Provocativas: "Insurgência cineclubista no Brasil: da Ditadura aos tempos atuais", com Bel Melo (BA)
- 17h30 a 18h30: Cineclube em Diálogo, com Cine Invasão e Cine Molotov - seguida de exibição dos curtas "Duas Avenidas" (Diógenes Lopes, 2012) e "Olhares" (Emilia Texeira, 2018)
- 18h30: Exibição do longa "Tremor Iê" (Elena Meirelles e Lívia de Paiva, 2019), seguido por debate mediado por Carol Almeida (PE)
- 17h30 as 20h40: Feira Livre Cinestésica (venda e troca de acervos audiovisuais e outros produtos)

Serviço
Evento "Balbúrdia Cineclubista: vivência de grupos de exibidores de Fortaleza e região"
Quando: Quinta e Sexta-feira (27 e 28/06), das 14h às 21h
Onde: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221, Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura

Estão abertas, até 17 de julho, as inscrições para a Formação em Gestão para a Cultura Tradicional e Popular. As vagas são limitadas a 50 pessoas por encontro e 90 vagas para a conferência de abertura, agendada para o dia 1º de agosto, no Centro Cultural Belchior. O evento é promovido pelo coletivo Mercúrio - Gestão, Produção e Ações Colaborativas, com apoio da Prefeitura de Fortaleza. As inscrições são gratuitas e online.

Formulário de inscrição

A formação será realizada em oito encontros durante as noites das segundas e quartas-feiras de agosto e setembro, na Vila das Artes. A coordenação é de Jocastra Holanda e Nádia Sousa, produtoras e gestoras culturais com ampla experiência no campo da cultura, e faz parte de projeto financiado pelo VII Edital das Artes de Fortaleza (Lei nº 10.430/2015), da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

O curso é voltado para pesquisadores em Cultura Tradicional e Popular, estudantes de Humanidades, gestores públicos, privados e do terceiro setor na área da cultura, produtores e mediadores culturais, artistas que buscam inserção no cenário atual, demais profissionais da área da cultura e interessados em geral. As atividades discutirão uma gestão cultural para a cultura tradicional e popular em relação aos processos culturais contemporâneos, com estímulo a ações relacionadas a produção, gestão, pesquisa e registro das iniciativas ligadas a práticas de manifestações populares com foco interdisciplinar e em diálogo com diversas linguagens artísticas e outros setores da sociedade.

Programação
O evento de abertura conta com a conferência “Formação e produção cultural coletiva e comunitária”, sob o comando do gestor e consultor Afonso Oliveira, no Centro Cultural Belchior, às 18h30 do dia 1º de agosto. A programação ainda oferece encontros sobre os seguintes temas: “Tradição e processos culturais contemporâneos” (05 e 07/08); “Políticas Públicas e Culturas Populares” (12 e 14/08); “Educação, Cultura e Patrimônio” (19 e 21/08); “Tradições locais e as manifestações artístico-populares” (26 e 28/08); “Patrimônio Imaterial – Mapeamento e Registro” (02 e 04/09); “Metodologia da Pesquisa voltada para a Cultura Tradicional e Popular” (09 e 11/09); “Redes, cultura colaborativa e sustentabilidade” (16 e 18/09); e “Cultura, território e políticas culturais de base comunitária” (23 e 25/09). Todos acontecerão na Vila das Artes, às segundas e quartas-feiras, das 18h às 21h.

Serviço
Inscrições para Formação em Gestão para a Cultura Tradicional e Popular
Período: 17/06 a 17/07

Publicado em Cultura
Na imagem, uma palhaça sorridente segura um enorme girassol. O texto diz

A Vila das Artes promove, nesta segunda-feira (10/06), o workshop "Laboratório de Clown", com a palhaça e antropóloga Lily Curcio. A atividade, uma realização da Escola Pública de Circo da Vila das Arte, ocorre das 18h às 22h e terá inscrições realizadas no local mediante lotação do espaço.

No workshop, Lily Curcio, atriz da Companhia Seres de Luz Teatro, compartilha sua experiência de 25 anos de clown e antropologia.

A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Serviço
Workshop "Laboratório de Clown", com Lily Curcio
Quando: Segunda-feira (10/06), das 18h às 22h
Onde: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221, Centro)
Inscrições por ordem de chegada
Gratuito

Publicado em Cultura
Ao fundo, o ceu azul com uma lona de circo montada com um bandeira fincada ao topo. O texto diz:
.

A Vila das Artes divulga a programação de oficinas da Escola Pública de Circo referente ao mês de junho. São três oficinas com realização na própria Vila das Artes e duas integrantes do projeto "Hoje Tem Espetáculo", iniciativa de fomento da cultura circense com promoção de atividades em espaços descentralizados da Capital cearense.

Interessados podem participar do processo seletico para as oficinas "Imersão ao Universo do Risível – Módulo I", com Cláudio Ivo; "Conhecendo o Circo-Teatro", com Aldrey Rocha e Aline Campelo; "Aéreos ao Ar Livre", com Cintia Brito; "Acrobacias Aéreas: Modalidades de Tecido, Trapézio e Lira", com Cintia Brito; e "Malabares, O que é?", com Pablo Bailoni.

As inscrições devem ser realizadas online mediante preenchimento de formulário disponível em www.viladasartesfortaleza.com.br.

A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação

Curso Imersão ao Universo do Risível – Módulo I, Cláudio Ivo
Quando: Terças e quintas-feiras (de 11 a 27/06), das 18h às 21h
Onde: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221, Centro)
Inscrições: até 07/06 (resultado: 10/06)
Ficha de Inscrição
Idade Mínima: 16 anos
Gratuito

Oficina Conhecendo o Circo-Teatro, com Aldrey Rocha e Aline Campelo – K’os Coletivo
Quando: Segunda a sexta-feira (de 24 a 28/06), das 18h às 22h
Onde: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221, Centro)
Inscrições: até 19/06 (resultado: 21/06)
Ficha de Inscrição
Idade Mínima: 16 anos
Gratuito

Oficina Aéreos ao Ar Livre, com Cintia Brito
Quando: Segundas, quartas e sextas-feiras (de 14 a 28/06), das 18h às 21h
Onde: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221, Centro)
Inscrições: até 11/06 (resultado: 13/06)
Ficha de Inscrição
Idade Mínima: 16 anos
Gratuito

Projeto Hoje Tem Espetáculo

Oficina de Acrobacias Aéreas: Modalidades de Tecido, Trapézio e Lira, com Cintia Brito
Quando: Quartas e sextas-feiras (de 14 a 29/06), das 8h às 10h e das 14h às 16h
Onde: Instituto Intervalo (Condomínio Espiritual Uirapuru: Av. Alberto Craveiro, nº 2222 – Castelão)
Inscrições: até 11/06 (resultado: 13/06)
Ficha de Inscrição
Faixa Etária: de 8 a 16 anos
Gratuito

Oficina "Malabares, O que é?", com Pablo Bailoni
Quando: Quartas e sextas-feiras (de 11 a 28/06), das 14h às 17h
Onde: Cuca Jangurussu (Av. Gov. Leonel Brizola, s/n - Jangurussu)
Inscrições: até 07/06 (resultado: 10/06)
Ficha de Inscrição
Gratuito

Publicado em Cultura
Fundo branco com tarjas de cores azul e rosa. No texto, as letras

A Vila das Artes, por meio da Escola Pública de Audiovisual, em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc), realiza a mostra especial com o tema “Corpos Elétricos”. Ao longo do mês de junho, quatro filmes irão compor a programação do Cineclube Vila das Artes, em sessões gratuitas e abertas ao público.

Produzidos em três países americanos – Brasil, Chile e Estados Unidos –, os filmes abordam questões de gênero de forma afirmativa, visando combater o preconceito e fomentar o respeito à diversidade. Serão exibidos os filmes “Tangerine” (2015), “Divinas Divas” (2016), “Corpo Elétrico” (2017) e “Uma Mulher Fantástica” (2017).

A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação
03/06: Tangerine (Direção: Sean Baker / EUA / 2015 / 88min / 16 anos)
10/06: Divinas Divas (Direção: Leandra Leal / 2016 / BRA / 110 min / 14 anos)
17/06: Corpo Elétrico (Direção: Marcelo Caetano / 2017 / BRA / 94 min / 16 anos)
24/06: Uma Mulher Fantástica (Direção: Sebastián Lelio / CHILE / 2017 / 104 min / 14 anos)

Serviço
Cineclube Vila das Artes – Mostra “Corpos Elétricos”
Quando: Segundas-feiras (03, 10, 17 e 24/06), às 18h30
Onde: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura
Imagem duplicada da performer Carlota sentada. Texto: Dançar a Qualquer Tempo. Curso para as famílias dos alunos do curso de formação básica da Escola Pública de Dança da Vila das Artes. Os Modos e Modas no Corpo, com Carlota. 20 e 27 de maio, 03 e 10 de junho, das 8h30 às 9h30. Vila das Artes - Rua 24 de Maio, 1221 - Centro.

A Vila das Artes realiza mais uma edição do programa “Dançar a Qualquer Tempo”, com a oficina “Os Modos e Modas no Corpo”, ministrada pela performer Carlota. As aulas, destinadas às famílias dos alunos do Curso de Formação Básica da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, ocorrem nos dias 20 e 27 de maio, e 3 e 10 de junho, das 8h30 às 9h30.

“Em um reencontro com a dança, o corpo dançante recria e interpreta o próprio jeito de dançar e, indo ao encontro da moda, identifica meios de construir um olhar comum nos corpos que transitam entre esses dois universos”, explica a performer e pesquisadora. Segundo Carlota, as aulas se estruturam em pesquisa que tem por base a construção “de uma metodologia para um corpo que já performa a pose nos seus dias, porém nunca pensou que podia ser aplicado a corpos comuns e não só aos corpos das modelos e das bailarinas, o que gera uma nova percepção do corpo e dos comportamentos ao nosso redor”, complementa.

A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre a ministrante

Carlota é dançarina, artista-pesquisadora do Corpo Pousado, performer, desenhista de moda e estudante de Licenciatura em Dança pela Universidade Federal do Ceará. Desenvolveu ilustrações de moda para as marcas André Sampaio e Elo. Concebeu e apresentou os espetáculos "E eu" (2017) e "O Veado" (2017). Integra a Companhia Anagrama, onde atua como intérprete no espetáculo "Andorinhas" (2017-2018) e colabora nas criações do grupo no âmbito da pesquisa do Corpo Lânguido, técnica desenvolvida pela Companhia. Participou da residência "The Bichxs Metazoa é Quasi-desfile Animalia" (2017), proposta pelo Coletivo No Barraco da Constância Tem! Atualmente desenvolve pesquisas com as questões de gênero nos projetos "Manifesto Menino Feminino" e “O Vazio, O Vestido, O Vioda”.

Serviço
Programa Dançar a Qualquer Tempo – Oficina “Os Modos e Modas no Corpo”, com Carlota
Data: 20 e 27/05, 03 e 10/06
Horário: 8h30
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)

Publicado em Cultura
Bailarina de trança e poucas vestes brancas faz gesto de braços abertos com mãos e tronco retorcidos em meio a paisagem de árvores e folhas secas no chão. O texto diz: VIII Temporal - Encontro de Dança Contemporânea e Composição em Tempo Real - 4ª Ação de 2019 / Laboratório de Pesquisa Corporal e Criação Corpo_Empoderamento, com Daniela Yara Cantillo Castrillon / 22 de maio, quarta-feira, 18h30 / Vila das Artes, Rua 24 de maio, 1221 - Centro / Informações: (85) 3105.1402

A Vila das Artes promove, na próxima quarta-feira (22/05), a oficina de improvisação em dança “Laboratório de Pesquisa e Criação: Corpo Empoderamento”, com a professora e bailarina Daniela Cantillo. A atividade, com inscrições por ordem de chegada e lotação mediante disponibilidade do espaço, ocorre das 18h30 às 21h e integra a programação do VIII Temporal – Encontros de Dança Contemporânea e Composição em Tempo Real.

A oficina apresenta a pesquisa corporal de criação em dança da bailarina e pesquisadora colombiana, propondo “favorecer o conhecimento e a desestabilização de padrões corporais cristalizados, a construção de novos vocabulários de movimento, e a invenção de si enquanto corpo dançante, com habilidade de transitar entre tensão e relaxamento muscular em relação à respiração”, conforme explica Daniela. “No processo, a improvisação em dança emerge como geradora de conhecimento individual e coletivo, favorecendo a expressão de ruídos internos, colocados na dança em favor de um projeto poético transformador”, complementa.

A oficina é fruto de parceria entre Vila das Artes, Conectivo Nozes e o encontro de dança Temporal, que ao longo do ano realiza ações mensais que culminarão em uma semana imersiva de intensa programação no mês de setembro. “Laboratório de Pesquisa e Criação: Corpo Empoderamento” é a quarta ação do Temporal em 2019.

A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre a ministrante
Bailarina, gestora cultural e pesquisadora, a colombiana Daniela Yara Cantillo Castrillon é formada em Artes Cênicas – Opção Dança Contemporânea na Universidad Distrital Francisco José de Caldas e Faculdade das Artes na Academia Superior de Artes de Bogotá. Atualmente, é diretora da Nodo Mediación Cultural y Creativa, bailarina e gestora do Projeto TerSerCuerpo (2017-2019) e parte do percurso de FotoPoéticas2019 do Porto Iracema das Artes.

Serviço
Oficina “Laboratório de Pesquisa e Criação: Corpo Empoderamento”, com Daniela Cantillo
Data: Quarta-feira (22/05)
Horário: 18h30
Inscrições: No dia do evento, por ordem de chegada, mediante lotação do espaço
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura
Peça gráfica

A Vila das Artes, por meio da Escola Pública de Audiovisual, em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc), realiza, ao longo do mês de maio, mostra especial com o tema “A Arte e seu Enleio”. Ao todo, seis filmes irão compor a programação do Cineclube Vila das Artes, em sessões gratuitas e abertas ao público. A mostra integra também a programação de abertura do 70º Salão de Abril.

Com filmes que visam discutir a importância dos artistas para a multiplicidade de interpretações do mundo, o cineclube pretende lançar discussões sobre a criação artística e o papel social da arte. Serão exibidos os filmes “NicEstrigas – Afeto e Arte”, “Com Amor, Van Gogh”, “David Lynch: a Vida de um Artista”, “Eu Sou Ingrid Bergman”, “Pendular” e “O Cidadão Ilustre”.

A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Salão de Abril
A sessão inaugural da mostra “A Arte e seu Enleio”, com o filme “NicEstrigas – Afeto e Arte”, ocorrerá durante a programação de abertura da exposição do 70º Salão de Abril no Centro Cultural Casa do Barão de Camocim, a partir das 15h de sábado (11/05). O videodocumentário, com direção de Tibico Brasil e roteiro de Sérgio Roberto Costa, retrata o casal de artistas visuais cearenses Nice e Estrigas, homenageados desta edição do salão. A sessão, com início previsto para 18h, contará com fala inicial do diretor do filme.

Programação
11/05: NicEstrigas — Afeto e Arte (Direção: Tibico Brasil / BRA / CE / 11min)
14/05: Com Amor, Van Gogh (Direção: Dorota Kobiela, Hugh Welchman / Reino Unido, Polônia / 2017 / 95 min)
15/05: David Lynch: a Vida de um Artista (Direção: Jon Nguyen, Rick Barnes, Olivia Neergaard-Holm / Dinamarca, EUA / 2016 / 88 min)
21/05: Eu Sou Ingrid Bergman (Direção: Stig Björkman / Suécia / 2015 / 114min)
22/05: Pendular (Direção: Júlia Murat / Brasil / 2017 / 108min)
29/05: O Cidadão Ilustre (Direção: Mariano Cohn, Gastón Duprat / Argentina / 2016 / 118min)

Serviço
Cineclube da Vila das Artes – Especial 70º Salão de Abril – Abertura da Mostra “A Arte e seu Enleio”
Filme: NicEstrigas — Afeto e Arte (Direção: Tibico Brasil / BRA / CE / 11min)
Data: Sábado (11/05)
Hora: 18h
Local: Centro Cultural Casa do Barão de Camocim (Rua General Sampaio, 1632 – Centro)
Gratuito

Cineclube da Vila das Artes – Mostra “A Arte e seu Enleio”
Data: 14, 15, 21, 22 e 29 de maio
Hora: às 18h30
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura
Ao fundo, foto em preto e branco do ministrante da aula. No texto, em destaque os dizeres

A Vila das Artes realiza, na quinta feira (09/05), oficina de balé clássico com o bailarino, professor e coreógrafo Dhaniel Amaral. A “Master Class de Técnica Clássica” é integrante do programa Aulas Abertas, da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, equipamento da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI). A atividade ocorre das 11h30 às 13h30.

A aula consiste em exercícios de técnica clássica, composta por exercícios em barra e centro. A aula tem como base a metodologia Royal Academy e é destinada a bailarinos e bailarinas que tenham algum conhecimento em balé clássico.

Sobre o ministrante
Bailarino, professor e coreógrafo, formando em balé clássico e contemporâneo, Dhaniel Amaral atuou como professor de corpo de baile e curso técnico em dança na New Zealand School Of Dance (Nova Zelândia). Como bailarino, atuou em companhias de dança em todo país e venceu prêmios nacionais e internacionais, como o Festival de Dança de Joinville e o Youth American Grand Prix (Nova Iorque). Dançou como principal solista convidado em remontagens de diversos balés de repertório por todo país e atua como professor e coreógrafo em diversas escolas e companhias, com trabalhos premiados em festivais nacionais e internacionais. Em 2009, foi diretor e proprietário do Studio In Dhance em Goiania. Recentemente foi professor e coreógrafo do balé de Brasília (DF), e teve trabalhos de remontagens e autorais premiados no festival de bailado de Porto (Portugal). Atualmente trabalha com aulas, remontagens e trabalhos coreográficos em escolas e companhias de dança em todas regiões.

Serviço
Programa de Aulas Abertas – “Master Class de Técnicas Clássicas”, com Dhaniel Amaral
Data: Quinta-feira
Horário:, das 11h30 às 11h30
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)
Inscrições por ordem de chegada

Publicado em Cultura
Na imagem de fundo, um equilibrista se suspende no ar segurando apenas em uma haste por um dos braços. O texto diz:

A Vila das Artes promove, nos dias 24 e 25 de maio, o Seminário de Imersão Colaborativa Circense – Construindo a Escola de Circo que Queremos. Com programação diversa que inclui apresentações artísticas, mesas redondas, debates, palestras e grupos de trabalho, o evento tem como objetivo traçar, com os diversos coletivos circenses da Cidade, as diretrizes da Escola Pública de Circo da Vila das Artes. A pré-inscrições devem ser realizadas online e validadas presencialmente durante o Seminário.

Inscrições

Luciano Bento, coordenador da Escola Pública de Circo da Vila das Artes, enaltece o caráter colaborativo e democrático do evento. "A Escola Pública de Circo da Vila das Artes tem muito a ganhar com toda essa interação. Além de diversos artistas e coletivos do Ceará, contamos ainda com a presença de comissões que vêm da Bahia e de Pernambuco. Durantes os GT's (Grupos de Trabalho), todos poderão contribuir para a consolidação do plano político pedagógico da Escola", afirma.

A Vila das Artes é um equipamento da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e pelo Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação:

Sexta (24/05)
13h às 14h - Credenciamento e intervenção artística com o Circo Seven Brothers, no hall de entrada da Vila das Artes
14h às 14h15 - Abertura
14h20 às 16h - Mesa 1: “Panorama da Formação e Certificação Circense no Ceará”
Convidados: Galpão da Vila, APAECE, Canoa Criança, Instituto Intervalo, Circo-Escola (Palmeiras e Bom Jardim), Lona da Maria (Itapipoca), Instituto de Ecocidadania Juriti (Juazeiro do Norte)
16h às 16h20 - Intervalo
16h20 às 16h50 - Apresentação do roteiro de intenções da Escola Pública de Circo Vila das Artes
16h50 às 17h - Encerramento com pocket show resultado da Oficina Música Excêntrica no Circo-Teatro, com alunos sob o comando de Orlângelo Leal e o número "Yeeeahhh!!!", com o artista Batuta

Sábado (25/05)
8h30 às 9h10 - Mesa 2: “Diálogos no picadeiro: Experiências Formativas em Artes do Circo no Nordeste Brasileiro (Universidade do Estado da Bahia - UNEB)”
9h10 às 9h40 - Mesa 3: “A importância da construção de competências na definição de processos formativos em circo (Escola Pernambucana de Circo)”
9h40 às 10h10 - Debate sobre as mesas
10h10 às 10h30 - Intervalo
10h30 às 12h - Organização e divisão dos participantes para os Grupos de Trabalhos
GT1 - “Metodologias criativas: pedagogia e didática”
GT2 - “Estrutura curricular: conteúdos e temas, certificação (como?), possibilidades e modelos”
GT3 - “Seleção: critérios e perfis de aluno e professor”
GT4 - “Vínculos institucionais: estágios, parcerias, pontuação extra para ingresso em outras instituições de ensino de circo etc”
12h às 13h30 - Intervalo
14h às 16h - Retorno aos Grupos de Trabalho
16h às 16h40 - Fechamento dos GT's (10 minutos cada)
16h40 às 16h50 - Criação do GT pós-seminário para compilação de resultados
17h - Encerramento com a performance circense "O Palhaço Santos", de Israel Santana (BA).

Serviço:
Seminário de Imersão Colaborativa Circense – Construindo a Escola de Circo que Queremos
Data: 24/05 e 25/05
Local: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221 – Centro)

Publicado em Cultura
Página 1 de 18