16 de julho de 2021 em Mobilidade

AMC realiza primeira edição do projeto Praças Vivas

O bairro Rodolfo Teófilo foi contemplado com a iniciativa que visa à ocupação do espaço público


uma mulher pinta um jogo de amarelinha numa rua
As ações incluem urbanismo tático, arte urbana, implantação de mobiliário, limpeza urbana, melhoria da iluminação pública e reordenação do trânsito (Foto: Thiago Gaspar)

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), realizou, na última quinta-feira (15/07), a primeira edição do projeto Praças Vivas, no bairro Rodolfo Teófilo. Trata-se de um conjunto de intervenções de baixo custo que tem como objetivo ocupar de forma democrática espaços atualmente ociosos da malha viária da cidade.

Desta vez, o trecho da Rua Dr. Bezerrinha, entre as ruas Gustavo Braga e Pastor Samuel Munguba, foi contemplado com a medida, que proporciona à população ambientes amigáveis para ocupação do espaço público, além de lúdicos e seguros para as crianças.

As ações incluem urbanismo tático, arte urbana, implantação de mobiliário, limpeza urbana, melhoria da iluminação pública e reordenação do trânsito.

O entorno imediato à intervenção é predominantemente residencial e atualmente possui uma praça de 181m² que receberá limpeza, capina e a ampliação de 175m² com área de lazer, totalizando 356m². Nos últimos cinco anos, foram registrados ao redor do local 53 sinistros totais, com 38 vítimas feridas e dois atropelamentos.

O projeto prevê até o final deste ano intervenções nos seguintes bairros: Parque Iracema, Centro, Montese, Padre Andrade, Monte Castelo, Parreão, Ant. Bezerra, Vicente Pizon, Barroso, Conj. Ceará e Papicu.

“Esperamos que, após a conclusão, as áreas requalificadas se tornem pontos de atenção para os condutores de veículos e que proporcionem um convívio para a população e minimize os riscos de acidentes”, reforça Juliana Coelho, superintendente da AMC.

AMC realiza primeira edição do projeto Praças Vivas

O bairro Rodolfo Teófilo foi contemplado com a iniciativa que visa à ocupação do espaço público

uma mulher pinta um jogo de amarelinha numa rua
As ações incluem urbanismo tático, arte urbana, implantação de mobiliário, limpeza urbana, melhoria da iluminação pública e reordenação do trânsito (Foto: Thiago Gaspar)

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), realizou, na última quinta-feira (15/07), a primeira edição do projeto Praças Vivas, no bairro Rodolfo Teófilo. Trata-se de um conjunto de intervenções de baixo custo que tem como objetivo ocupar de forma democrática espaços atualmente ociosos da malha viária da cidade.

Desta vez, o trecho da Rua Dr. Bezerrinha, entre as ruas Gustavo Braga e Pastor Samuel Munguba, foi contemplado com a medida, que proporciona à população ambientes amigáveis para ocupação do espaço público, além de lúdicos e seguros para as crianças.

As ações incluem urbanismo tático, arte urbana, implantação de mobiliário, limpeza urbana, melhoria da iluminação pública e reordenação do trânsito.

O entorno imediato à intervenção é predominantemente residencial e atualmente possui uma praça de 181m² que receberá limpeza, capina e a ampliação de 175m² com área de lazer, totalizando 356m². Nos últimos cinco anos, foram registrados ao redor do local 53 sinistros totais, com 38 vítimas feridas e dois atropelamentos.

O projeto prevê até o final deste ano intervenções nos seguintes bairros: Parque Iracema, Centro, Montese, Padre Andrade, Monte Castelo, Parreão, Ant. Bezerra, Vicente Pizon, Barroso, Conj. Ceará e Papicu.

“Esperamos que, após a conclusão, as áreas requalificadas se tornem pontos de atenção para os condutores de veículos e que proporcionem um convívio para a população e minimize os riscos de acidentes”, reforça Juliana Coelho, superintendente da AMC.