12 de março de 2018 em Segurança Cidadã

Defesa Civil de Fortaleza promove atividades na comunidade Cônego de Castro

Os moradores assistiram a vídeos educativos e receberam informações sobre o descarte correto do lixo


Agentes de Defesa Civil conversando com populares
A ação ocorreu no Parque São José

O Núcleo de Ações Comunitárias (Nucom) da Defesa Civil de Fortaleza realizou, na tarde do dia 6 de março, mais uma atividade do projeto DC Artes. Desta vez, os beneficiados foram os moradores da Comunidade Cônego de Castro, no Parque São José, que assistiram a vídeos educativos e receberam informações sobre o descarte correto do lixo, o reaproveitamento de materiais e também sobre o trabalho da Defesa Civil.

Ao final, todos participaram de uma oficina de artesanato feito com produtos recicláveis. “A oficina foi muito interessante, e eu gostaria que acontecesse mais vezes para que a gente aprendesse mais”, disse a dona de casa Kátia Derlândia, 36 anos.

“O problema do lixo e dos entulhos que obstruem bueiros e esgotos, além de assorear os recursos hídricos da Cidade, demanda bastante atenção da Defesa Civil nas ações contra alagamentos e inundações. Por isso, a continuidade dessas ações educativas e das oficinas de reaproveitamento dos resíduos sólidos junto à comunidade é relevante para torná-la mais sensível, consciente e proativa”, assegurou um dos membros da equipe do Nucom, Alexandre Amaral.

Defesa Civil de Fortaleza promove atividades na comunidade Cônego de Castro

Os moradores assistiram a vídeos educativos e receberam informações sobre o descarte correto do lixo

Agentes de Defesa Civil conversando com populares
A ação ocorreu no Parque São José

O Núcleo de Ações Comunitárias (Nucom) da Defesa Civil de Fortaleza realizou, na tarde do dia 6 de março, mais uma atividade do projeto DC Artes. Desta vez, os beneficiados foram os moradores da Comunidade Cônego de Castro, no Parque São José, que assistiram a vídeos educativos e receberam informações sobre o descarte correto do lixo, o reaproveitamento de materiais e também sobre o trabalho da Defesa Civil.

Ao final, todos participaram de uma oficina de artesanato feito com produtos recicláveis. “A oficina foi muito interessante, e eu gostaria que acontecesse mais vezes para que a gente aprendesse mais”, disse a dona de casa Kátia Derlândia, 36 anos.

“O problema do lixo e dos entulhos que obstruem bueiros e esgotos, além de assorear os recursos hídricos da Cidade, demanda bastante atenção da Defesa Civil nas ações contra alagamentos e inundações. Por isso, a continuidade dessas ações educativas e das oficinas de reaproveitamento dos resíduos sólidos junto à comunidade é relevante para torná-la mais sensível, consciente e proativa”, assegurou um dos membros da equipe do Nucom, Alexandre Amaral.