18 de março de 2019 em Saúde

Estações Disseminadoras de Larvicidas começam a ser instaladas no bairro São João do Tauape

No total, serão instaladas 1.000 estações disseminadoras de larvicidas


capacitaçaoestacoesdisseminadoras
Os Agentes de Combate às Endemias (ACE) e os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) foram capacitados para utilizar as técnicas e começam a visitar as casas para a instalação das EDs nesta quarta-feira, 20

A Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), começa, nesta quarta-feira (20/02), a partir das 8h, a instalação das Estações Disseminadoras (EDs) de Larvicida, que vão ajudar no trabalho de combate ao mosquito da dengue no Município. A técnica consiste na utilização do próprio mosquito para disseminar potenciais criadouros.

Para isso, durante todo dia de hoje (18), 27 Agentes de Combate às Endemias (ACE) e 25 Agentes Comunitários de Saúde (ACS) voluntários, do bairro São João do Tauape, na Regional II, foram capacitados para utilizar as técnicas e começam a visitar as casas para a instalação das EDs. Serão instaladas 1.000 estações no bairro, enquanto o bairro Álvaro Weyne, na Regional I, será utilizado como parâmetro de controle para o projeto.

“Os estudos foram realizados junto a Fiocruz de análise dos bairros de áreas estratégica”, explica o coordenador de Vigilância em Saúde de Fortaleza, Nélio Moraes, sobre a escolha do bairro que receberá a intervenção. Ele ressalta que 80% dos focos dos mosquitos estão nas residências, por isso a necessidade da consciência de cidadania e participação da população colaborando nessa estratégia.

As Estações Disseminadoras de Larvicidas são confeccionadas utilizando um recipiente de plástico, um pedaço de pano, água e 5g do pesticida Pyriproxyfen. O pesticida, originalmente em pó, é diluído em água até formar uma massa que possa ser distribuída com um pincel. Depois disso, esta massa é espalhada de forma homogênea sobre o pano, que está preso ao redor do recipiente com água.

De acordo com o coordenador da Fundação Osvaldo Cruz de Manaus e idealizador do projeto, Joaquim Cortez, o intuito é que o mosquito, ao pousar no pano, fique com o produto nas patas, levando-o então para os criadouros. Ele explica que "o produto age sobre as larvas, que mesmo chegando à fase de pupa, não se transformam em mosquitos adultos capazes de se reproduzir. Além disso, o Pyriproxyfen também afeta o mosquito já completamente desenvolvido, diminuindo sua capacidade de pôr ovos e fazendo com que, dos que são postos, 80% não chegue a se transformar em larva".

A metodologia é uma parceria com o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Manaus/Ministério da Saúde). O pestiscida já foi usado, com sucesso, no Peru. A partir desta experiência que os pesquisadores da Fiocruz Manaus resolveram desenvolver este sistema para ser implementado no Brasil. O projeto apresentou bons resultados em Manaus e Manacapura, no Amazonas, com uma redução de 95% na quantidade de mosquitos imaturos.

Serviço
Instalação das Estações Disseminadoras (EDs) de Larvicidas no bairro São João do Tauape
Data: 20/03
Hora: a partir das 8h
Local de encontro: Posto de Saúde Irmã Hercília Aragão
Endereço: Rua Frei Vidal, 1821 - São João do Tauape

Estações Disseminadoras de Larvicidas começam a ser instaladas no bairro São João do Tauape

No total, serão instaladas 1.000 estações disseminadoras de larvicidas

capacitaçaoestacoesdisseminadoras
Os Agentes de Combate às Endemias (ACE) e os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) foram capacitados para utilizar as técnicas e começam a visitar as casas para a instalação das EDs nesta quarta-feira, 20

A Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), começa, nesta quarta-feira (20/02), a partir das 8h, a instalação das Estações Disseminadoras (EDs) de Larvicida, que vão ajudar no trabalho de combate ao mosquito da dengue no Município. A técnica consiste na utilização do próprio mosquito para disseminar potenciais criadouros.

Para isso, durante todo dia de hoje (18), 27 Agentes de Combate às Endemias (ACE) e 25 Agentes Comunitários de Saúde (ACS) voluntários, do bairro São João do Tauape, na Regional II, foram capacitados para utilizar as técnicas e começam a visitar as casas para a instalação das EDs. Serão instaladas 1.000 estações no bairro, enquanto o bairro Álvaro Weyne, na Regional I, será utilizado como parâmetro de controle para o projeto.

“Os estudos foram realizados junto a Fiocruz de análise dos bairros de áreas estratégica”, explica o coordenador de Vigilância em Saúde de Fortaleza, Nélio Moraes, sobre a escolha do bairro que receberá a intervenção. Ele ressalta que 80% dos focos dos mosquitos estão nas residências, por isso a necessidade da consciência de cidadania e participação da população colaborando nessa estratégia.

As Estações Disseminadoras de Larvicidas são confeccionadas utilizando um recipiente de plástico, um pedaço de pano, água e 5g do pesticida Pyriproxyfen. O pesticida, originalmente em pó, é diluído em água até formar uma massa que possa ser distribuída com um pincel. Depois disso, esta massa é espalhada de forma homogênea sobre o pano, que está preso ao redor do recipiente com água.

De acordo com o coordenador da Fundação Osvaldo Cruz de Manaus e idealizador do projeto, Joaquim Cortez, o intuito é que o mosquito, ao pousar no pano, fique com o produto nas patas, levando-o então para os criadouros. Ele explica que "o produto age sobre as larvas, que mesmo chegando à fase de pupa, não se transformam em mosquitos adultos capazes de se reproduzir. Além disso, o Pyriproxyfen também afeta o mosquito já completamente desenvolvido, diminuindo sua capacidade de pôr ovos e fazendo com que, dos que são postos, 80% não chegue a se transformar em larva".

A metodologia é uma parceria com o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Manaus/Ministério da Saúde). O pestiscida já foi usado, com sucesso, no Peru. A partir desta experiência que os pesquisadores da Fiocruz Manaus resolveram desenvolver este sistema para ser implementado no Brasil. O projeto apresentou bons resultados em Manaus e Manacapura, no Amazonas, com uma redução de 95% na quantidade de mosquitos imaturos.

Serviço
Instalação das Estações Disseminadoras (EDs) de Larvicidas no bairro São João do Tauape
Data: 20/03
Hora: a partir das 8h
Local de encontro: Posto de Saúde Irmã Hercília Aragão
Endereço: Rua Frei Vidal, 1821 - São João do Tauape