Nova ciclofaixa começa a ser implantada na Av. Padre Antônio Tomás e Rua Andrade Furtado

24 de fevereiro de 2021 em Mobilidade

Nova ciclofaixa começa a ser implantada na Av. Padre Antônio Tomás e Rua Andrade Furtado

Após a conclusão dos trabalhos, Fortaleza passa a contar com 357,8 km de malha cicloviária


A Prefeitura de Fortaleza inicia, nesta quinta-feira (25/02), a implantação de nova ciclofaixa na Av. Padre Antônio Tomás e Rua Andrade Furtado. Os bairros Cocó e Cidade 2000 serão contemplados com a intervenção, que visa garantir mais segurança no deslocamento de ciclistas.

Com 2,3 km de extensão, a ciclofaixa da Av. Pe. Antônio Tomás e Rua Andrade Furtado se interligará às infraestruturas cicloviárias existentes na Via Expressa, Av. Engenheiro Santana Júnior e Rua Prof. Otávio Lobo.

A primeira etapa dos trabalhos, executados pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), inclui a remoção da sinalização e preparação do pavimento para receber a intervenção. A previsão é de que sejam concluídos até o dia 10 de março.

Essas ciclofaixas fazem parte do Circuito Cicloviário do Cocó, que consiste em ligações cicloviárias implantadas e previstas em todo o entorno do Parque do Cocó naquela região, através de vias como Av. Engenheiro Santana Júnior, Rogaciano Leite, Padre Antônio Tomás, Sebastião de Abreu e Washington Soares.

Durante o próximo mês, estão previstas ainda ciclofaixas nas Ruas Bento Albuquerque e Francisco Matos, assegurando mais conectividade nesse trecho.

Após essa implantação, a malha cicloviária da Capital passa a ser de 357,8 km, sendo 121 km de ciclovias, 225,9 km de ciclofaixas, 10,7 km de ciclorrotas e 0,2 km de passeios compartilhados.

A meta é implantar mais 150 km de ciclovias e ciclofaixas, chegando a uma malha total de 500 km ao final de quatro anos da atual gestão.

Segundo o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária, com 49% dos habitantes morando a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhado.

Legislação de trânsito 

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transitar com o veículo automotor em ciclofaixa ou ciclovia é uma infração de natureza gravíssima com fator multiplicativo três, somando sete pontos na carteira e multa no valor de R$ 880,41. Estacionar nestas áreas corresponde a uma infração grave, cinco pontos no prontuário do condutor e multa de R$ 195,23.

Nova ciclofaixa começa a ser implantada na Av. Padre Antônio Tomás e Rua Andrade Furtado

Após a conclusão dos trabalhos, Fortaleza passa a contar com 357,8 km de malha cicloviária

A Prefeitura de Fortaleza inicia, nesta quinta-feira (25/02), a implantação de nova ciclofaixa na Av. Padre Antônio Tomás e Rua Andrade Furtado. Os bairros Cocó e Cidade 2000 serão contemplados com a intervenção, que visa garantir mais segurança no deslocamento de ciclistas.

Com 2,3 km de extensão, a ciclofaixa da Av. Pe. Antônio Tomás e Rua Andrade Furtado se interligará às infraestruturas cicloviárias existentes na Via Expressa, Av. Engenheiro Santana Júnior e Rua Prof. Otávio Lobo.

A primeira etapa dos trabalhos, executados pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), inclui a remoção da sinalização e preparação do pavimento para receber a intervenção. A previsão é de que sejam concluídos até o dia 10 de março.

Essas ciclofaixas fazem parte do Circuito Cicloviário do Cocó, que consiste em ligações cicloviárias implantadas e previstas em todo o entorno do Parque do Cocó naquela região, através de vias como Av. Engenheiro Santana Júnior, Rogaciano Leite, Padre Antônio Tomás, Sebastião de Abreu e Washington Soares.

Durante o próximo mês, estão previstas ainda ciclofaixas nas Ruas Bento Albuquerque e Francisco Matos, assegurando mais conectividade nesse trecho.

Após essa implantação, a malha cicloviária da Capital passa a ser de 357,8 km, sendo 121 km de ciclovias, 225,9 km de ciclofaixas, 10,7 km de ciclorrotas e 0,2 km de passeios compartilhados.

A meta é implantar mais 150 km de ciclovias e ciclofaixas, chegando a uma malha total de 500 km ao final de quatro anos da atual gestão.

Segundo o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária, com 49% dos habitantes morando a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhado.

Legislação de trânsito 

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transitar com o veículo automotor em ciclofaixa ou ciclovia é uma infração de natureza gravíssima com fator multiplicativo três, somando sete pontos na carteira e multa no valor de R$ 880,41. Estacionar nestas áreas corresponde a uma infração grave, cinco pontos no prontuário do condutor e multa de R$ 195,23.