14 de novembro de 2017 em Segurança Cidadã

Política de mediação de conflitos atinge 77% de acordo nos casos mediados

Em três anos, a política de mediação de conflitos desenvolvida pela Prefeitura de Fortaleza realizou 2.427 atendimentos à população


As sessões de mediação são realziadas com privacidade
Os Núcleos de Mediação estão instalados nas Centrais de Acolhimento das Regionais

A Prefeitura disponibiliza, por meio da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec), um serviço gratuito de mediação de conflitos. Instalados nas Centrais de Acolhimento das Regionais, os Núcleos de Mediação são responsáveis por mediar conflitos de menor potencial ofensivo, nos quais são obtidos 77% de acordos nos casos mediados.

De acordo com dados da Coordenadoria de Mediação de Conflitos da Sesec, até outubro deste ano, foram realizados 930 atendimentos nos cinco núcleos implementados nas Regionais I, II, III, IV e VI (Regional V em fase de implantação). “Nesses espaços, as pessoas terão, de forma célere e desburocratizada, a resolução de pequenas intrigas interpessoais. Lá, as próprias partes podem administrar pacificamente seus conflitos, com a ajuda de mediadores capacitados, saindo com soluções favoráveis para todos os envolvidos”, destaca o gerente de Mediação Cidadã da Sesec, Ítalo Borges.

Demandas
Criada em setembro de 2014, a política de mediação de conflitos desenvolvida pela Prefeitura de Fortaleza realizou 2.427 atendimentos à população. Entre as demandas mais recorrentes, estão as relacionadas com conflitos de vizinhança, família e dívidas. “São pequenas intrigas que poderiam ser judicializadas e demorar anos para serem resolvidas. Essa política de mediação de conflitos é uma importante ferramenta de pacificação social, por ser uma forma de justiça comunitária, na qual as partes empoderadas podem definir os rumos do conflito”, explica Borges.

Política de mediação de conflitos atinge 77% de acordo nos casos mediados

Em três anos, a política de mediação de conflitos desenvolvida pela Prefeitura de Fortaleza realizou 2.427 atendimentos à população

As sessões de mediação são realziadas com privacidade
Os Núcleos de Mediação estão instalados nas Centrais de Acolhimento das Regionais

A Prefeitura disponibiliza, por meio da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec), um serviço gratuito de mediação de conflitos. Instalados nas Centrais de Acolhimento das Regionais, os Núcleos de Mediação são responsáveis por mediar conflitos de menor potencial ofensivo, nos quais são obtidos 77% de acordos nos casos mediados.

De acordo com dados da Coordenadoria de Mediação de Conflitos da Sesec, até outubro deste ano, foram realizados 930 atendimentos nos cinco núcleos implementados nas Regionais I, II, III, IV e VI (Regional V em fase de implantação). “Nesses espaços, as pessoas terão, de forma célere e desburocratizada, a resolução de pequenas intrigas interpessoais. Lá, as próprias partes podem administrar pacificamente seus conflitos, com a ajuda de mediadores capacitados, saindo com soluções favoráveis para todos os envolvidos”, destaca o gerente de Mediação Cidadã da Sesec, Ítalo Borges.

Demandas
Criada em setembro de 2014, a política de mediação de conflitos desenvolvida pela Prefeitura de Fortaleza realizou 2.427 atendimentos à população. Entre as demandas mais recorrentes, estão as relacionadas com conflitos de vizinhança, família e dívidas. “São pequenas intrigas que poderiam ser judicializadas e demorar anos para serem resolvidas. Essa política de mediação de conflitos é uma importante ferramenta de pacificação social, por ser uma forma de justiça comunitária, na qual as partes empoderadas podem definir os rumos do conflito”, explica Borges.