16 de fevereiro de 2019 em Meio ambiente

Prefeito Roberto Cláudio inaugura Ecoponto no Álvaro Weyne

Equipamento, localizado na Regional I, foi entregue neste sábado (16/02)


vár
O Ecoponto do Álvaro Weyne, destacou Roberto Cláudio, surge para acabar, de vez, com os pontos de lixo naquela área e se tornar referência na Cidade
O prefeito Roberto Cláudio inaugurou, neste sábado (16/2), o 55º Ecoponto de Fortaleza, instalado no bairro Álvaro Weyne (Regional I). Localizado na Rua José Acioli, esquina com Av. Tenente Lisboa, o equipamento foi implantado em uma das áreas mais importantes da Cidade, responsável pela maior arrecadação de lixo em Fortaleza.

Dos quase mil pontos de lixo da Cidade, o Álvaro Weyne, ao longo de 25 anos, concentrava o maior volume de dejetos acumulados. “Em outras palavras, era o local mais sujo de Fortaleza”, lembrou o Prefeito.

O Ecoponto do Álvaro Weyne, destacou o Gestor, surge para acabar, de vez, com os pontos de lixo naquela área e se tornar referência na Cidade. “Mas não é somente para isso. Ele chega para mudar a cabeça das pessoas para que assumem uma nova atitude. Fortaleza é a cidade que mais coleta lixo por cidadão no Brasil. O que parece motivo de orgulho, no entanto, é motivo de tristeza”, afirmou Roberto Cláudio. Segundo ele, a Prefeitura de Fortaleza gasta, em média, R$ 250 milhões com a coleta de lixo. Se o gasto fosse reduzido, explicou, sobraria mais recursos para serem alocados em demandas importantes, como escolas, médicos, creches, dentre outras prioridades.

“Não podemos pensar que jogar o lixo na rua é um ato ingênuo. É uma atitude que custa caro a todos nós, porque está tirando dinheiro de outras áreas para coletar o lixo e levá-lo para o aterro. Está jogando fora o dinheiro que seria muito mais valioso se fosse investido em educação e saúde”, comentou o Prefeito.

Reciclagem

Roberto Cláudio lembrou que, no início de sua gestão, Fortaleza tinha menos de 3% do lixo voltado para a reciclagem. Hoje, alcança um pouco mais de 8%. “Parece pouco, mas a média no Brasil equivale a menos de 3%. Já somos a terceira Capital brasileira em reciclagem. Com a entrega de novos Ecopontos até 2020, terminarei o mandato como a segunda Cidade com o maior volume de reciclagem”.

A instalação do 55º Ecoponto no bairro Álvaro Weyne foi resultado de negociação com a União, detentora do terreno. “Aqui, a gente se deparou com um grande problema. Este terreno não pertencia a Prefeitura. Vencemos todos os processos burocráticos. Este equipamento tem tudo para se tornar o primeiro em arrecadação de material”, destacou o secretario Municipal de Conservação e Serviços Públicos, João Pupo.

Moradora há 42 anos do Bairro, a auxiliar administrativa Auricélia Brito comemorou a chegada do Ecoponto. Segundo ela, a área era completamente dominada por dejetos. “Era um verdadeiro lixão. Agradecemos ao prefeito Roberto Cláudio por realizar um sonho da comunidade. É uma grande vitória. Uma questão de saúde para a comunidade".

Sobre o Ecoponto

Com a instalação do equipamento no Álvardo Weyne, a Regional I passa a contar com 11 Ecopontos desse tipo para incentivar a reciclagem de material da região e adjacências. O local conta com caçambas para coleta e estrutura administrativa de trabalho para as equipes de limpeza urbana, fiscalização e monitoramento.

Assim como os demais, esse oferece local adequado para o descarte correto de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. O funcionamento é de segunda-feira a sábado, sempre de 8h às 12h e de 14h às 17h.

O Ecoponto oferece o benefício de descontos na conta de energia pelo programa Recicla Fortaleza pela troca de resíduos recicláveis.

Prefeito Roberto Cláudio inaugura Ecoponto no Álvaro Weyne

Equipamento, localizado na Regional I, foi entregue neste sábado (16/02)

vár
O Ecoponto do Álvaro Weyne, destacou Roberto Cláudio, surge para acabar, de vez, com os pontos de lixo naquela área e se tornar referência na Cidade
O prefeito Roberto Cláudio inaugurou, neste sábado (16/2), o 55º Ecoponto de Fortaleza, instalado no bairro Álvaro Weyne (Regional I). Localizado na Rua José Acioli, esquina com Av. Tenente Lisboa, o equipamento foi implantado em uma das áreas mais importantes da Cidade, responsável pela maior arrecadação de lixo em Fortaleza.

Dos quase mil pontos de lixo da Cidade, o Álvaro Weyne, ao longo de 25 anos, concentrava o maior volume de dejetos acumulados. “Em outras palavras, era o local mais sujo de Fortaleza”, lembrou o Prefeito.

O Ecoponto do Álvaro Weyne, destacou o Gestor, surge para acabar, de vez, com os pontos de lixo naquela área e se tornar referência na Cidade. “Mas não é somente para isso. Ele chega para mudar a cabeça das pessoas para que assumem uma nova atitude. Fortaleza é a cidade que mais coleta lixo por cidadão no Brasil. O que parece motivo de orgulho, no entanto, é motivo de tristeza”, afirmou Roberto Cláudio. Segundo ele, a Prefeitura de Fortaleza gasta, em média, R$ 250 milhões com a coleta de lixo. Se o gasto fosse reduzido, explicou, sobraria mais recursos para serem alocados em demandas importantes, como escolas, médicos, creches, dentre outras prioridades.

“Não podemos pensar que jogar o lixo na rua é um ato ingênuo. É uma atitude que custa caro a todos nós, porque está tirando dinheiro de outras áreas para coletar o lixo e levá-lo para o aterro. Está jogando fora o dinheiro que seria muito mais valioso se fosse investido em educação e saúde”, comentou o Prefeito.

Reciclagem

Roberto Cláudio lembrou que, no início de sua gestão, Fortaleza tinha menos de 3% do lixo voltado para a reciclagem. Hoje, alcança um pouco mais de 8%. “Parece pouco, mas a média no Brasil equivale a menos de 3%. Já somos a terceira Capital brasileira em reciclagem. Com a entrega de novos Ecopontos até 2020, terminarei o mandato como a segunda Cidade com o maior volume de reciclagem”.

A instalação do 55º Ecoponto no bairro Álvaro Weyne foi resultado de negociação com a União, detentora do terreno. “Aqui, a gente se deparou com um grande problema. Este terreno não pertencia a Prefeitura. Vencemos todos os processos burocráticos. Este equipamento tem tudo para se tornar o primeiro em arrecadação de material”, destacou o secretario Municipal de Conservação e Serviços Públicos, João Pupo.

Moradora há 42 anos do Bairro, a auxiliar administrativa Auricélia Brito comemorou a chegada do Ecoponto. Segundo ela, a área era completamente dominada por dejetos. “Era um verdadeiro lixão. Agradecemos ao prefeito Roberto Cláudio por realizar um sonho da comunidade. É uma grande vitória. Uma questão de saúde para a comunidade".

Sobre o Ecoponto

Com a instalação do equipamento no Álvardo Weyne, a Regional I passa a contar com 11 Ecopontos desse tipo para incentivar a reciclagem de material da região e adjacências. O local conta com caçambas para coleta e estrutura administrativa de trabalho para as equipes de limpeza urbana, fiscalização e monitoramento.

Assim como os demais, esse oferece local adequado para o descarte correto de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. O funcionamento é de segunda-feira a sábado, sempre de 8h às 12h e de 14h às 17h.

O Ecoponto oferece o benefício de descontos na conta de energia pelo programa Recicla Fortaleza pela troca de resíduos recicláveis.