19 de setembro de 2019 em Social

Prefeitura de Fortaleza celebra o Dia do Educador Social

No Brasil, a data é comemorada em 19 de setembro, no aniversário de nascimento do educador e sociólogo pernambucano Paulo Freire, considerado o Patrono da Educação Brasileira


Educadores Sociais
Homenagem aos educadores sociais ocorreu na Casa da Infância e da Adolescência 


A Prefeitura de Fortaleza realizou, por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), na manhã desta quinta-feira (19/09) na Casa da Infância e da Adolescência, uma homenagem em alusão ao Dia Nacional do Educador Social. No Brasil, a data é comemorada em 19 de setembro, no aniversário de nascimento do educador e sociólogo pernambucano Paulo Freire, considerado o Patrono da Educação Brasileira.

Os profissionais são responsáveis por atividades de integração social de crianças e adolescentes em situação de risco, excluídas ou em vulnerabilidade social. A metodologia de atendimento respeita os protagonistas dessa vivência, observando seus direitos e dando os encaminhamentos necessários. A atuação do trabalho se dá por meio da compreensão do universo em que eles estão inseridos; da formação de vínculos através da escuta qualitativa; da troca de saberes e experiências e das formas de articulação coletiva (artes e brincadeiras) que constituem momentos propícios ao fortalecimento da cidadania.

Para o educador social, Márcio Viana, o papel do educador é incentivar a capacidade de superação para que as infinitas possibilidades sejam reconhecidas. “Sabemos que não vamos mudar o mundo, mas plantamos uma semente de visão de futuro em cada um, mostrando oportunidades de crescimento que vão além de pedir esmola e morar na rua”, concluiu.

A Funci conta atualmente com 93 educadores divididos nos programas Rede Aquarela e Ponte de Encontro/Adolescente Cidadão, além dos Conselhos Tutelares e o Comitê Municipal de Sub-registro de Nascimento. “Os educadores sociais são indicadores de caminhos e possibilidades para as crianças e jovens em situação de vulnerabilidade. São profissionais de extrema importância na continuidade do nosso trabalho, e por isso estamos sempre buscando oportunidades de incentivo ao crescimento profissional visando a qualidade do serviço prestado em Fortaleza”, destaca Gloria Marinho, presidente da Funci.

Prefeitura de Fortaleza celebra o Dia do Educador Social

No Brasil, a data é comemorada em 19 de setembro, no aniversário de nascimento do educador e sociólogo pernambucano Paulo Freire, considerado o Patrono da Educação Brasileira

Educadores Sociais
Homenagem aos educadores sociais ocorreu na Casa da Infância e da Adolescência 


A Prefeitura de Fortaleza realizou, por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), na manhã desta quinta-feira (19/09) na Casa da Infância e da Adolescência, uma homenagem em alusão ao Dia Nacional do Educador Social. No Brasil, a data é comemorada em 19 de setembro, no aniversário de nascimento do educador e sociólogo pernambucano Paulo Freire, considerado o Patrono da Educação Brasileira.

Os profissionais são responsáveis por atividades de integração social de crianças e adolescentes em situação de risco, excluídas ou em vulnerabilidade social. A metodologia de atendimento respeita os protagonistas dessa vivência, observando seus direitos e dando os encaminhamentos necessários. A atuação do trabalho se dá por meio da compreensão do universo em que eles estão inseridos; da formação de vínculos através da escuta qualitativa; da troca de saberes e experiências e das formas de articulação coletiva (artes e brincadeiras) que constituem momentos propícios ao fortalecimento da cidadania.

Para o educador social, Márcio Viana, o papel do educador é incentivar a capacidade de superação para que as infinitas possibilidades sejam reconhecidas. “Sabemos que não vamos mudar o mundo, mas plantamos uma semente de visão de futuro em cada um, mostrando oportunidades de crescimento que vão além de pedir esmola e morar na rua”, concluiu.

A Funci conta atualmente com 93 educadores divididos nos programas Rede Aquarela e Ponte de Encontro/Adolescente Cidadão, além dos Conselhos Tutelares e o Comitê Municipal de Sub-registro de Nascimento. “Os educadores sociais são indicadores de caminhos e possibilidades para as crianças e jovens em situação de vulnerabilidade. São profissionais de extrema importância na continuidade do nosso trabalho, e por isso estamos sempre buscando oportunidades de incentivo ao crescimento profissional visando a qualidade do serviço prestado em Fortaleza”, destaca Gloria Marinho, presidente da Funci.