18 de março de 2020 em Saúde

Prefeitura de Fortaleza inicia primeira fase da campanha nacional 2020 contra a gripe

A imunização começa nesta segunda-feira (23/03) e prossegue até 23 de maio, nos 113 postos de saúde da Capital. Público-alvo são idosos (a partir de 60 anos) e trabalhadores da área da saúde


A Prefeitura de Fortaleza inicia, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a primeira fase da campanha nacional contra a gripe. A imunização começa nesta segunda-feira (23/03) e prossegue até 23 de maio, nas salas de vacinação dos 113 postos de saúde da Capital. A primeira fase da campanha tem como público-alvo idosos (a partir de 60 anos) e trabalhadores da área da saúde.

Veja a relação dos postos e escolas

De acordo com a Coordenadora de Imunização da SMS, Vanessa Soldatelli, a expectativa é vacinar 90% do público-alvo da 1ª fase, visto que a proteção da vacina é anual. “A vacina deste ano está completamente diferente do ano passado, porque é produzida a partir da pesquisa do vírus que está circulando no país naquele momento. Além disso, ela não possui memória imunológica, e só confere proteção por um ano”, afirma.

A decisão de priorização dos idosos se dá pela maior vulnerabilidade deste grupo em relação a doenças, evitando um deslocamento às unidades de saúde no período esperado de provável circulação do Coronavírus no país. Além disso, a antecipação da campanha, que normalmente ocorre no fim de abril, é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a obterem diagnósticos mais evidentes em relação ao COVID 19. Com a proteção da vacina e a consequente diminuição dos casos de influenza H1N1, H3N2 e Influenza b, é mais fácil diagnosticar possíveis casos de coronavírus em caso de sintomas gripais fortes.

Os pacientes acima de 80 anos deverão receber a aplicação da vacina em domicílio. Esse atendimento será realizado com base nos dados dos usuários cadastrados no programas Saúde da Família e Melhor em Casa. Os que ainda não estão cadastrados devem entrar em contato com o posto mais próximo para fazer o cadastro e evitar a locomoção ao posto de saúde.

Campanha nas escolas

Para os idoso acima de 60 anos, além dos 113 postos de saúde da capital,  escolas também serão pontos de vacinação de forma a evitar a aglomeração de pessoas, facilitar o acesso e reduzir o tempo de permanência.

Veja a relação das escolas

Calendário da campanha

Conforme o calendário divulgado pelo Governo Federal, a campanha de 2020 segue três fases:

1ª fase (a partir de 23/03): idosos (a partir de 60 anos) e profissionais da saúde.

2ª fase (a partir de 16/04): professores de escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

3ª fase (09/05 a 23/05): crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos de idade.

Prefeitura de Fortaleza inicia primeira fase da campanha nacional 2020 contra a gripe

A imunização começa nesta segunda-feira (23/03) e prossegue até 23 de maio, nos 113 postos de saúde da Capital. Público-alvo são idosos (a partir de 60 anos) e trabalhadores da área da saúde

A Prefeitura de Fortaleza inicia, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a primeira fase da campanha nacional contra a gripe. A imunização começa nesta segunda-feira (23/03) e prossegue até 23 de maio, nas salas de vacinação dos 113 postos de saúde da Capital. A primeira fase da campanha tem como público-alvo idosos (a partir de 60 anos) e trabalhadores da área da saúde.

Veja a relação dos postos e escolas

De acordo com a Coordenadora de Imunização da SMS, Vanessa Soldatelli, a expectativa é vacinar 90% do público-alvo da 1ª fase, visto que a proteção da vacina é anual. “A vacina deste ano está completamente diferente do ano passado, porque é produzida a partir da pesquisa do vírus que está circulando no país naquele momento. Além disso, ela não possui memória imunológica, e só confere proteção por um ano”, afirma.

A decisão de priorização dos idosos se dá pela maior vulnerabilidade deste grupo em relação a doenças, evitando um deslocamento às unidades de saúde no período esperado de provável circulação do Coronavírus no país. Além disso, a antecipação da campanha, que normalmente ocorre no fim de abril, é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a obterem diagnósticos mais evidentes em relação ao COVID 19. Com a proteção da vacina e a consequente diminuição dos casos de influenza H1N1, H3N2 e Influenza b, é mais fácil diagnosticar possíveis casos de coronavírus em caso de sintomas gripais fortes.

Os pacientes acima de 80 anos deverão receber a aplicação da vacina em domicílio. Esse atendimento será realizado com base nos dados dos usuários cadastrados no programas Saúde da Família e Melhor em Casa. Os que ainda não estão cadastrados devem entrar em contato com o posto mais próximo para fazer o cadastro e evitar a locomoção ao posto de saúde.

Campanha nas escolas

Para os idoso acima de 60 anos, além dos 113 postos de saúde da capital,  escolas também serão pontos de vacinação de forma a evitar a aglomeração de pessoas, facilitar o acesso e reduzir o tempo de permanência.

Veja a relação das escolas

Calendário da campanha

Conforme o calendário divulgado pelo Governo Federal, a campanha de 2020 segue três fases:

1ª fase (a partir de 23/03): idosos (a partir de 60 anos) e profissionais da saúde.

2ª fase (a partir de 16/04): professores de escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

3ª fase (09/05 a 23/05): crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos de idade.