15 de março de 2019 em Fortaleza

Prefeitura e os times Fortaleza e Ceará realizam ação no Clássico da Copa do Nordeste para combater o assédio sexual

A ação ocorre neste domingo (17/03), às 18h, na Arena Castelão


Banner de divulgação da campanha Respeito Coletivo contra o assédio sexual no transporte público

A Prefeitura de Fortaleza, dando continuidade à campanha Respeito Coletivo, realizará ação especial de combate ao assédio sexual neste domingo (17/03), às 18h, na Arena Castelão, durante o Clássico da Copa do Nordeste entre os times Fortaleza e Ceará. A iniciativa, que agora conta com o apoio e mobilização dos dois clubes e seus torcedores, visa divulgar a campanha e o botão virtual de denúncia “Nina”. Também faz parte das ações do Programa de Combate ao Assédio Sexual no Transporte Público, que visa o enfrentamento do problema, no sentido de incentivar a denúncia, coibir o assédio sexual, gerar informação e conscientizar a população.

Durante a ação especial, dentre outras iniciativas, os jogadores dos times Fortaleza e Ceará entrarão com a mesma camisa e faixas alusivas à campanha de conscientização. Além disso, serão veiculados vídeos nos telões e haverá panfletagem junto aos torcedores a respeito do botão virtual de denúncia “Nina”, nova funcionalidade do aplicativo Meu Ônibus Fortaleza, que agora facilita o processo de denúncia de casos de assédio sexual ocorridos no transporte público.

Agora também com o apoio dos times Fortaleza e Ceará, a campanha Respeito Coletivo e o botão virtual de denúncia “Nina”, implantado como projeto-piloto no aplicativo Meu Ônibus Fortaleza, são ações coordenadas pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT). São ações para promover a maior segurança e tranquilidade para as mulheres que se deslocam de ônibus em Fortaleza.

O projeto também envolve a articulação da SCSP com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), a Coordenadoria de Participação Social, a Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres de Fortaleza, a Casa da Mulher Brasileira e a Delegacia da Mulher. Prevê também o envolvimento da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres do Governo do Estado do Ceará, Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará e da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã.

Botão de denúncia “Nina”
Antes de tudo, é necessário baixar ou atualizar o aplicativo Meu Ônibus Fortaleza, já disponível para Android (encurtador.com.br/ehioR) e a ser disponibilizado para iOS (encurtador.com.br/mwx16) até o final de março. O botão virtual "Denunciar Assédio" estará disponível na página inicial do aplicativo Meu Ônibus Fortaleza. Ao acionar o botão virtual, a vítima ou a testemunha que presenciar o assédio sexual no transporte público deverá fornecer algumas informações sobre o evento, sendo as principais o número do veículo e o horário. Com isso, automaticamente serão solicitados às empresas de ônibus os vídeos no intervalo de meia hora antes e meia hora depois do ocorrido.

É muito importante que a denunciante realize cadastro, com login e senha, para que o vídeo possa ser encaminhado pelo Sindiônibus à Polícia Civil em até 72 horas. Assim, quando a vítima ou testemunha for finalizar a denúncia na Delegacia da Mulher ou na Delegacia da Criança e do Adolescente, poderá contar com a prova do ocorrido.

Após realizada a denúncia pelo botão “Nina” no aplicativo Meu Ônibus Fortaleza, a usuária tem acesso a todas as suas denúncias na aba "Minhas Denúncias". Com ID da denúncia, ela poderá se dirigir à Casa da Mulher Brasileira, para mulheres maiores de 18 anos, ou à Delegacia da Criança e do Adolescente, destinada a menores de 18 anos, para finalizar a denúncia. Além de incentivar que vítimas e testemunhas denunciem as ocorrências, a nova funcionalidade vai permitir o mapeamento da ocorrência de assédio sexual no transporte público, gerando um banco de dados que possibilitará a análise do problema e planejamento de ações de combate e prevenção.

Serviço
Ação com Fortaleza e Ceará no combate ao assédio sexual no transporte público
Data: Domingo (17/03)
Horário: 18h
Local: Arena Castelão (Av. Alberto Craveiro, 2901 – Castelão)

Prefeitura e os times Fortaleza e Ceará realizam ação no Clássico da Copa do Nordeste para combater o assédio sexual

A ação ocorre neste domingo (17/03), às 18h, na Arena Castelão

Banner de divulgação da campanha Respeito Coletivo contra o assédio sexual no transporte público

A Prefeitura de Fortaleza, dando continuidade à campanha Respeito Coletivo, realizará ação especial de combate ao assédio sexual neste domingo (17/03), às 18h, na Arena Castelão, durante o Clássico da Copa do Nordeste entre os times Fortaleza e Ceará. A iniciativa, que agora conta com o apoio e mobilização dos dois clubes e seus torcedores, visa divulgar a campanha e o botão virtual de denúncia “Nina”. Também faz parte das ações do Programa de Combate ao Assédio Sexual no Transporte Público, que visa o enfrentamento do problema, no sentido de incentivar a denúncia, coibir o assédio sexual, gerar informação e conscientizar a população.

Durante a ação especial, dentre outras iniciativas, os jogadores dos times Fortaleza e Ceará entrarão com a mesma camisa e faixas alusivas à campanha de conscientização. Além disso, serão veiculados vídeos nos telões e haverá panfletagem junto aos torcedores a respeito do botão virtual de denúncia “Nina”, nova funcionalidade do aplicativo Meu Ônibus Fortaleza, que agora facilita o processo de denúncia de casos de assédio sexual ocorridos no transporte público.

Agora também com o apoio dos times Fortaleza e Ceará, a campanha Respeito Coletivo e o botão virtual de denúncia “Nina”, implantado como projeto-piloto no aplicativo Meu Ônibus Fortaleza, são ações coordenadas pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT). São ações para promover a maior segurança e tranquilidade para as mulheres que se deslocam de ônibus em Fortaleza.

O projeto também envolve a articulação da SCSP com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), a Coordenadoria de Participação Social, a Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres de Fortaleza, a Casa da Mulher Brasileira e a Delegacia da Mulher. Prevê também o envolvimento da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres do Governo do Estado do Ceará, Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará e da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã.

Botão de denúncia “Nina”
Antes de tudo, é necessário baixar ou atualizar o aplicativo Meu Ônibus Fortaleza, já disponível para Android (encurtador.com.br/ehioR) e a ser disponibilizado para iOS (encurtador.com.br/mwx16) até o final de março. O botão virtual "Denunciar Assédio" estará disponível na página inicial do aplicativo Meu Ônibus Fortaleza. Ao acionar o botão virtual, a vítima ou a testemunha que presenciar o assédio sexual no transporte público deverá fornecer algumas informações sobre o evento, sendo as principais o número do veículo e o horário. Com isso, automaticamente serão solicitados às empresas de ônibus os vídeos no intervalo de meia hora antes e meia hora depois do ocorrido.

É muito importante que a denunciante realize cadastro, com login e senha, para que o vídeo possa ser encaminhado pelo Sindiônibus à Polícia Civil em até 72 horas. Assim, quando a vítima ou testemunha for finalizar a denúncia na Delegacia da Mulher ou na Delegacia da Criança e do Adolescente, poderá contar com a prova do ocorrido.

Após realizada a denúncia pelo botão “Nina” no aplicativo Meu Ônibus Fortaleza, a usuária tem acesso a todas as suas denúncias na aba "Minhas Denúncias". Com ID da denúncia, ela poderá se dirigir à Casa da Mulher Brasileira, para mulheres maiores de 18 anos, ou à Delegacia da Criança e do Adolescente, destinada a menores de 18 anos, para finalizar a denúncia. Além de incentivar que vítimas e testemunhas denunciem as ocorrências, a nova funcionalidade vai permitir o mapeamento da ocorrência de assédio sexual no transporte público, gerando um banco de dados que possibilitará a análise do problema e planejamento de ações de combate e prevenção.

Serviço
Ação com Fortaleza e Ceará no combate ao assédio sexual no transporte público
Data: Domingo (17/03)
Horário: 18h
Local: Arena Castelão (Av. Alberto Craveiro, 2901 – Castelão)