13 de julho de 2017 em Social

Usuários contemplados no Projeto Novos Caminhos iniciam práticas profissionais

As vivências práticas terão início a partir de quinta-feira (13/07)


A Prefeitura de Fortaleza dá início à nova etapa do Projeto Novos Caminhos, destinado à reinserção social de pessoas adultas que fazem uso de álcool, crack e outras drogas que se encontram em situação de rua, por meio de atividades de convívio social, qualificação profissional e inclusão no mercado de trabalho. Após a conclusão dos módulos teóricos, os educandos passaram por Oficinas de Orientação Profissional, Postura Pessoal e Conduta Ética e ,na quarta-feira (12/07), os 38 educandos selecionados assinaram o Termo de Prática Profissional. Nesta quinta-feira (13/07), eles começam as vivências práticas.

A iniciativa é desenvolvida por meio das Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SDE) e da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), em parceria com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad).

O titular da SDHDS, Elpídio Nogueira, destaca a importância deste trabalho, que busca dar mais dignidade às pessoas em situação de rua e ser uma oportunidade de reinserção na vida social. “Sabemos que este é um problema grave que a cidade enfrenta mas que a gestão Roberto Cláudio tem se empenhado em buscar soluções como a melhoria dos abrigos, do Centro Pop e da oferta de moradia para estas pessoas”, disse o gestor.

As atividades do programa começaram em janeiro de 2017. Os primeiros módulos teóricos foram finalizados em maio, com 86 concludentes nos cursos de Manutenção de Praças e Prédios, Jardinagem, Portaria, Serviços Gerais, Pintor de Parede e Auxiliar de Pedreiro e Massoterapia.

Os usuários selecionados para esta etapa foram avaliados durante todo módulo teórico quanto à assiduidade, pontualidade, interesse e participação. Os educandos selecionados irão receber do projeto uma bolsa auxílio no valor aproximado de R$ 500,00 durante quatro meses, totalizando 60 horas mensais.

Em paralelo a Prefeitura de Fortaleza, por meio dos SINEs Municipais, vem buscando parcerias com instituições/empresas públicas e privadas, não somente para os cursos já concluídos, mas também para os próximos, que são distribuídos em arcos operacionais (estética, por exemplo).

A segunda turma do Projeto é capacitada nas áreas de alimentação: auxiliar de cozinha, culinária básica; turismo: garçom/garçonete e camareiro (a); estética: cabeleireiro e massoterapia; e mecânica: bombeiro hidráulico e mecânico de bicicletas.

Para as Vivências Práticas foram firmadas parcerias com alguns órgãos da Prefeitura de Fortaleza como Secretaria Regional do Centro (Serce), Autarquia de Paisagismo e Urbanismo de Fortaleza (Urbfor), Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e SDHDS.

Usuários contemplados no Projeto Novos Caminhos iniciam práticas profissionais

As vivências práticas terão início a partir de quinta-feira (13/07)

A Prefeitura de Fortaleza dá início à nova etapa do Projeto Novos Caminhos, destinado à reinserção social de pessoas adultas que fazem uso de álcool, crack e outras drogas que se encontram em situação de rua, por meio de atividades de convívio social, qualificação profissional e inclusão no mercado de trabalho. Após a conclusão dos módulos teóricos, os educandos passaram por Oficinas de Orientação Profissional, Postura Pessoal e Conduta Ética e ,na quarta-feira (12/07), os 38 educandos selecionados assinaram o Termo de Prática Profissional. Nesta quinta-feira (13/07), eles começam as vivências práticas.

A iniciativa é desenvolvida por meio das Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SDE) e da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), em parceria com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad).

O titular da SDHDS, Elpídio Nogueira, destaca a importância deste trabalho, que busca dar mais dignidade às pessoas em situação de rua e ser uma oportunidade de reinserção na vida social. “Sabemos que este é um problema grave que a cidade enfrenta mas que a gestão Roberto Cláudio tem se empenhado em buscar soluções como a melhoria dos abrigos, do Centro Pop e da oferta de moradia para estas pessoas”, disse o gestor.

As atividades do programa começaram em janeiro de 2017. Os primeiros módulos teóricos foram finalizados em maio, com 86 concludentes nos cursos de Manutenção de Praças e Prédios, Jardinagem, Portaria, Serviços Gerais, Pintor de Parede e Auxiliar de Pedreiro e Massoterapia.

Os usuários selecionados para esta etapa foram avaliados durante todo módulo teórico quanto à assiduidade, pontualidade, interesse e participação. Os educandos selecionados irão receber do projeto uma bolsa auxílio no valor aproximado de R$ 500,00 durante quatro meses, totalizando 60 horas mensais.

Em paralelo a Prefeitura de Fortaleza, por meio dos SINEs Municipais, vem buscando parcerias com instituições/empresas públicas e privadas, não somente para os cursos já concluídos, mas também para os próximos, que são distribuídos em arcos operacionais (estética, por exemplo).

A segunda turma do Projeto é capacitada nas áreas de alimentação: auxiliar de cozinha, culinária básica; turismo: garçom/garçonete e camareiro (a); estética: cabeleireiro e massoterapia; e mecânica: bombeiro hidráulico e mecânico de bicicletas.

Para as Vivências Práticas foram firmadas parcerias com alguns órgãos da Prefeitura de Fortaleza como Secretaria Regional do Centro (Serce), Autarquia de Paisagismo e Urbanismo de Fortaleza (Urbfor), Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e SDHDS.