11 de outubro de 2018 em Infraestrutura

Gestores municipais anunciam próximo passo das obras no primeiro trecho da requalificação da Beira Mar

As intervenções já alcançaram 60% dos serviços de drenagem no primeiro trecho da obra


Pessoas andando em um canteiro de obras
Vistoriar dos trabalhos de drenagem e pavimentação do primeiro trecho ocorreu na quarta-feira (10/11)
Na manhã desta quarta-feira (10/10), a secretária Municipal de Infraestrutura, Manuela Nogueira, e o titular da Regional II, Ferruccio Feitosa, visitaram as obras de requalificação da Avenida Beira Mar, para vistoriar os trabalhos de drenagem e pavimentação do primeiro trecho. Na ocasião, os gestores falaram sobre o cronograma do projeto e o segundo passo das intervenções que será a internalização dos fios das redes de telecomunicação e a reforma das calçadas, localizadas na faixa direita da via.

As intervenções, que acontecem entre a Travessa Bauxita e o Mercado dos Peixes, já alcançaram 60% dos serviços. As obras que começaram em agosto deste ano, tiveram início na faixa da esquerda da Avenida, com a construção de um novo sistema de drenagem, que contempla uma nova galeria e bocas de lobo, e substituição do asfalto por piso intertravado. Com a conclusão de parte dos serviços, as equipes realizam, agora, a instalação da nova pavimentação da via, que terá o asfalto substituído por piso intertravado, para facilitar o escoamento da água e melhorar a sensação térmica da via.

Ainda como parte do primeiro trecho da obra, serão implantadas lixeiras subterrâneas no Mercado dos Peixes. Para que os serviços de urbanização avancem, o tráfego da Avenida Beira Mar deverá ser remanejado para a pista já revitalizada.

Segundo as Secretarias da Infraestrutura (Seinf) e Regional II, todas as interdições serão parciais e os acessos locais estarão garantidos em todas as etapas da obra. Durante os trabalhos, agentes da AMC darão suporte operacional à intervenção.

Articulação com a população

A Secretaria Regional II tem estabelecido um diálogo permanente com a população da região, por meio de reuniões de articulação e a criação de canais de comunicação, a fim de se antecipar quanto ao andamento das obras. Um contêiner foi instalado no local para acolher as demandas, sugestões e esclarecer dúvidas da população.

“Temos feito o possível para facilitar a vida da população local, de forma que o transtorno seja o menor possível para todos. Estamos felizes pela aceitação, paciência e entendimento dos cidadãos sobre os benefícios que essa obra vai gerar. Nosso objetivo é deixar ainda mais acessível, agradável e atrativo um dos principais cartões postais de Fortaleza, que é a nossa Beira Mar”, explicou Ferruccio.

Sobre a obra

As obras da nova Avenida Beira Mar preveem uma série de melhorias urbanísticas e de mobilidade ao longo da via, bem como a construção de um novo calçadão em toda a extensão da orla, compreendida no trecho entre a Praia do Meireles e a Enseada do Mucuripe.

Com um total de 66.704,38 m² de área totalmente acessível, o projeto compreende a requalificação da avenida com a construção de um novo calçadão, com três pavilhões multiusos, dotados de quiosques de alimentação e bebidas, todos padronizados, além da urbanização dos espigões das Avenidas Desembargador Moreira e Rui Barbosa.

A região passará a contar, ainda, com nova iluminação que terá fiação embutida, espaços para convivência com caramanchões, academias, banheiros, parque infantil, quadras de vôlei de praia, pista de skate, anfiteatro, pista de hockey, ciclovia, pista de cooper com 2,6 km de extensão, além de um posto da Casa do Turista e prédio administrativo.

A obra completa tem duração de cerca de 24 meses, já essa primeira fase tem prazo de 120 dias. O projeto está orçado em aproximadamente R$ 40 milhões, com recursos provenientes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

Gestores municipais anunciam próximo passo das obras no primeiro trecho da requalificação da Beira Mar

As intervenções já alcançaram 60% dos serviços de drenagem no primeiro trecho da obra

Pessoas andando em um canteiro de obras
Vistoriar dos trabalhos de drenagem e pavimentação do primeiro trecho ocorreu na quarta-feira (10/11)
Na manhã desta quarta-feira (10/10), a secretária Municipal de Infraestrutura, Manuela Nogueira, e o titular da Regional II, Ferruccio Feitosa, visitaram as obras de requalificação da Avenida Beira Mar, para vistoriar os trabalhos de drenagem e pavimentação do primeiro trecho. Na ocasião, os gestores falaram sobre o cronograma do projeto e o segundo passo das intervenções que será a internalização dos fios das redes de telecomunicação e a reforma das calçadas, localizadas na faixa direita da via.

As intervenções, que acontecem entre a Travessa Bauxita e o Mercado dos Peixes, já alcançaram 60% dos serviços. As obras que começaram em agosto deste ano, tiveram início na faixa da esquerda da Avenida, com a construção de um novo sistema de drenagem, que contempla uma nova galeria e bocas de lobo, e substituição do asfalto por piso intertravado. Com a conclusão de parte dos serviços, as equipes realizam, agora, a instalação da nova pavimentação da via, que terá o asfalto substituído por piso intertravado, para facilitar o escoamento da água e melhorar a sensação térmica da via.

Ainda como parte do primeiro trecho da obra, serão implantadas lixeiras subterrâneas no Mercado dos Peixes. Para que os serviços de urbanização avancem, o tráfego da Avenida Beira Mar deverá ser remanejado para a pista já revitalizada.

Segundo as Secretarias da Infraestrutura (Seinf) e Regional II, todas as interdições serão parciais e os acessos locais estarão garantidos em todas as etapas da obra. Durante os trabalhos, agentes da AMC darão suporte operacional à intervenção.

Articulação com a população

A Secretaria Regional II tem estabelecido um diálogo permanente com a população da região, por meio de reuniões de articulação e a criação de canais de comunicação, a fim de se antecipar quanto ao andamento das obras. Um contêiner foi instalado no local para acolher as demandas, sugestões e esclarecer dúvidas da população.

“Temos feito o possível para facilitar a vida da população local, de forma que o transtorno seja o menor possível para todos. Estamos felizes pela aceitação, paciência e entendimento dos cidadãos sobre os benefícios que essa obra vai gerar. Nosso objetivo é deixar ainda mais acessível, agradável e atrativo um dos principais cartões postais de Fortaleza, que é a nossa Beira Mar”, explicou Ferruccio.

Sobre a obra

As obras da nova Avenida Beira Mar preveem uma série de melhorias urbanísticas e de mobilidade ao longo da via, bem como a construção de um novo calçadão em toda a extensão da orla, compreendida no trecho entre a Praia do Meireles e a Enseada do Mucuripe.

Com um total de 66.704,38 m² de área totalmente acessível, o projeto compreende a requalificação da avenida com a construção de um novo calçadão, com três pavilhões multiusos, dotados de quiosques de alimentação e bebidas, todos padronizados, além da urbanização dos espigões das Avenidas Desembargador Moreira e Rui Barbosa.

A região passará a contar, ainda, com nova iluminação que terá fiação embutida, espaços para convivência com caramanchões, academias, banheiros, parque infantil, quadras de vôlei de praia, pista de skate, anfiteatro, pista de hockey, ciclovia, pista de cooper com 2,6 km de extensão, além de um posto da Casa do Turista e prédio administrativo.

A obra completa tem duração de cerca de 24 meses, já essa primeira fase tem prazo de 120 dias. O projeto está orçado em aproximadamente R$ 40 milhões, com recursos provenientes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).