14 de agosto de 2018 em Economia

Nova pesquisa do Procon Fortaleza indica redução de 1,54% nos preços de produtos em supermercados

Preços mais altos foram encontrados nos supermercados da Regional III, onde estão bairros como Bela Vista, Henrique Jorge e Parquelândia


Em agosto, os 60 produtos pesquisados, mensalmente, pelo Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) apresentaram redução de 1,54% na média geral de preços. O levantamento, realizado nos dias 07/08 e 08/08, mostra que a soma de todos os itens chega a R$ 423,69 contra R$ 430,00 no mês passado (09/07 e 10/07). No entanto, a pesquisa atual também revela que a variação de preços dos mesmos produtos entre os estabelecimentos pode chegar a 292,26%. A dica do Procon é pesquisar e optar por compras nos dias de promoções e feiras promovidas pelos supermercados.

Na pesquisa, o Procon também realiza o comparativo de preços entre as Regionais de Fortaleza. Os preços mais altos foram encontrados nos supermercados da Regional III, onde estão bairros como Bela Vista, Henrique Jorge e Parquelândia. A soma média de todos os produtos chega a R$ 479,78. Já em bairros como Álvaro Weyne, Carlito Pamplona e Farias Brito, na Regional I, estão os supermercados com preços mais baixos com uma média de R$ 330,98 todos os produtos pesquisados.

O Procon Fortaleza pesquisa mensalmente produtos nos supermercados da Capital com coleta de preços presencial, de diferentes marcas e tipos, divididos em alimentação, carnes e aves, padaria, refrigerantes, frutas e verduras, higiene pessoal, limpeza doméstica ou cuidados e higiene infantis.

Consulte todos os preços aqui.

A diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, orienta que o consumidor exija a oferta anunciada. "Se o estabelecimento utilizou de publicidade com preços promocionais para captar clientes, ele deve cumprir com o prometido". A multa pode chegar a R$ 11 milhões em casos de publicidade enganosa, alertou a Diretora.

Maiores variações (acima de 100%)

PRODUTO MENOR MAIOR VARIAÇÃO
Abacaxi R$ 1,68 R$ 6,59 292,26%
Tomate R$ 1,28 R$ 4,98 289,06%
Banana Prata R$ 1,59 R$ 5,99 276,73%
Batata R$ 0,98 R$ 3,48 255,10%
Cenoura R$ 1,89 R$ 5,98 216,40%
Cebola Pêra R$ 0,98 R$ 2,68 173,47%
Laranja pera R$ 1,48 R$ 3,99 169,59%
Alho R$ 11,20 R$ 30,00 167,86%
Pimentão R$ 1,79 R$ 4,48 150,28%
Farinha R$ 2,89 R$ 6,35 119,72%
Mamão R$ 1,68 R$ 3,59 113,69%

 

Dicas e direitos nos supermercados

- Verifique as datas de promoções e dias de ofertas;
- Analise os encartes distribuídos como sendo de produtos promocionais e exija os mesmos preços praticados nos caixas. Se houver divergência, o consumidor tem o direito de pagar sempre o menor valor;
- Avalie e faça as contas com as despesas mensais, como mensalidades escolares, impostos parcelados e outros;
- Faça uma lista dos produtos que realmente precisa comprar;
- Evite realizar as compras com fome ou acompanhado de crianças;
- Pesquise preços e verifique a melhor forma de pagamento e descontos nos pagamento à vista, em dinheiro e no cartão de crédito;
- Confira a data de validade dos produtos;
- Nem sempre o produto com tarja vermelha é o mais barato. Procure a categoria do item exposto como promocional e escolha um produto que seja mais em conta. Certamente, você sairá economizando;
- Na entrada de lojas e supermercados, por exemplo, normalmente são colocados produtos que induzam o consumidor à compra. Portanto, evite-os;
- Alimentos congelados devem ser colocados por último no carrinho para que sua qualidade não seja comprometida.

Nova pesquisa do Procon Fortaleza indica redução de 1,54% nos preços de produtos em supermercados

Preços mais altos foram encontrados nos supermercados da Regional III, onde estão bairros como Bela Vista, Henrique Jorge e Parquelândia

Em agosto, os 60 produtos pesquisados, mensalmente, pelo Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) apresentaram redução de 1,54% na média geral de preços. O levantamento, realizado nos dias 07/08 e 08/08, mostra que a soma de todos os itens chega a R$ 423,69 contra R$ 430,00 no mês passado (09/07 e 10/07). No entanto, a pesquisa atual também revela que a variação de preços dos mesmos produtos entre os estabelecimentos pode chegar a 292,26%. A dica do Procon é pesquisar e optar por compras nos dias de promoções e feiras promovidas pelos supermercados.

Na pesquisa, o Procon também realiza o comparativo de preços entre as Regionais de Fortaleza. Os preços mais altos foram encontrados nos supermercados da Regional III, onde estão bairros como Bela Vista, Henrique Jorge e Parquelândia. A soma média de todos os produtos chega a R$ 479,78. Já em bairros como Álvaro Weyne, Carlito Pamplona e Farias Brito, na Regional I, estão os supermercados com preços mais baixos com uma média de R$ 330,98 todos os produtos pesquisados.

O Procon Fortaleza pesquisa mensalmente produtos nos supermercados da Capital com coleta de preços presencial, de diferentes marcas e tipos, divididos em alimentação, carnes e aves, padaria, refrigerantes, frutas e verduras, higiene pessoal, limpeza doméstica ou cuidados e higiene infantis.

Consulte todos os preços aqui.

A diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, orienta que o consumidor exija a oferta anunciada. "Se o estabelecimento utilizou de publicidade com preços promocionais para captar clientes, ele deve cumprir com o prometido". A multa pode chegar a R$ 11 milhões em casos de publicidade enganosa, alertou a Diretora.

Maiores variações (acima de 100%)

PRODUTO MENOR MAIOR VARIAÇÃO
Abacaxi R$ 1,68 R$ 6,59 292,26%
Tomate R$ 1,28 R$ 4,98 289,06%
Banana Prata R$ 1,59 R$ 5,99 276,73%
Batata R$ 0,98 R$ 3,48 255,10%
Cenoura R$ 1,89 R$ 5,98 216,40%
Cebola Pêra R$ 0,98 R$ 2,68 173,47%
Laranja pera R$ 1,48 R$ 3,99 169,59%
Alho R$ 11,20 R$ 30,00 167,86%
Pimentão R$ 1,79 R$ 4,48 150,28%
Farinha R$ 2,89 R$ 6,35 119,72%
Mamão R$ 1,68 R$ 3,59 113,69%

 

Dicas e direitos nos supermercados

- Verifique as datas de promoções e dias de ofertas;
- Analise os encartes distribuídos como sendo de produtos promocionais e exija os mesmos preços praticados nos caixas. Se houver divergência, o consumidor tem o direito de pagar sempre o menor valor;
- Avalie e faça as contas com as despesas mensais, como mensalidades escolares, impostos parcelados e outros;
- Faça uma lista dos produtos que realmente precisa comprar;
- Evite realizar as compras com fome ou acompanhado de crianças;
- Pesquise preços e verifique a melhor forma de pagamento e descontos nos pagamento à vista, em dinheiro e no cartão de crédito;
- Confira a data de validade dos produtos;
- Nem sempre o produto com tarja vermelha é o mais barato. Procure a categoria do item exposto como promocional e escolha um produto que seja mais em conta. Certamente, você sairá economizando;
- Na entrada de lojas e supermercados, por exemplo, normalmente são colocados produtos que induzam o consumidor à compra. Portanto, evite-os;
- Alimentos congelados devem ser colocados por último no carrinho para que sua qualidade não seja comprometida.