31 de agosto de 2017 em Economia

Pesquisa do Procon Fortaleza nos supermercados registra queda nos preços pelo segundo mês consecutivo

Tomate, feijão, açúcar, cebola e alho foram os responsáveis pela redução de preços na média geral


Pelo segundo mês consecutivo, os preços de alimentos e produtos nos supermercados da capital registraram redução na média geral de preços. É o que aponta a nova pesquisa do Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza), realizada nos dias 24 e 25/8. Comparando com o levantamento anterior (26 e 27/7), quando a soma de todos os produtos chegou a R$ 275,27, a redução na média geral dos 47 itens consultados foi de 3,8%, tendo em vista que em agosto os mesmos produtos somaram R$ 264,80. A pesquisa completa está disponível no portal da Prefeitura de Fortaleza, no campo defesa do consumidor.

De acordo com o novo levantamento e comparando os dois períodos (julho e agosto), pelo menos cinco alimentos registram dois dígitos de queda nos preços e puxaram a redução na média geral. São eles: tomate (-33,91%), molho de tomate (-22,03), feijão (-16,15%), açúcar (-13,44%) e cebola (-11,95%). Outros 20 alimentos também apresentaram diminuição na média geral.

A pesquisa completa por ser acessada aqui ou ainda no portal da Prefeitura de Fortaleza, no campo defesa do consumidor.

Já em relação aos produtos que seguem tendência de aumento nos preços, a pesquisa do Procon Fortaleza indica que 19 itens tiveram elevação entre os dois períodos (julho e agosto), com destaque para a carne bovina de segunda, que subiu 25,79%, a banana, com aumento de 15,84% e o pimentão, que sofreu reajuste de 11,80%.

A diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, aproveita para orientar o consumidor que perceber apenas em casa, a compra de um produto vencido. "O Código de Defesa do Consumidor garante, no artigo 18, a troca imediata de produto vencido ou a restituição do valor pago, mediante apresentação do comprovante da compra", explicou.

O Procon também realiza um comparativo dos mesmos produtos com as mesmas marcas, entre os supermercados pesquisados. Nesta análise, a laranja foi o alimento que mais variou de preços, sendo encontrada de R$ 1,29 a R$ 3,79, indicando 193,80% de variação. Em seguida, o tomate, que pode ser comprado de R$ 2,48 a R$ 6,98, ou seja, 181,45%.



Pesquisa do Procon Fortaleza nos supermercados registra queda nos preços pelo segundo mês consecutivo

Tomate, feijão, açúcar, cebola e alho foram os responsáveis pela redução de preços na média geral

Pelo segundo mês consecutivo, os preços de alimentos e produtos nos supermercados da capital registraram redução na média geral de preços. É o que aponta a nova pesquisa do Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza), realizada nos dias 24 e 25/8. Comparando com o levantamento anterior (26 e 27/7), quando a soma de todos os produtos chegou a R$ 275,27, a redução na média geral dos 47 itens consultados foi de 3,8%, tendo em vista que em agosto os mesmos produtos somaram R$ 264,80. A pesquisa completa está disponível no portal da Prefeitura de Fortaleza, no campo defesa do consumidor.

De acordo com o novo levantamento e comparando os dois períodos (julho e agosto), pelo menos cinco alimentos registram dois dígitos de queda nos preços e puxaram a redução na média geral. São eles: tomate (-33,91%), molho de tomate (-22,03), feijão (-16,15%), açúcar (-13,44%) e cebola (-11,95%). Outros 20 alimentos também apresentaram diminuição na média geral.

A pesquisa completa por ser acessada aqui ou ainda no portal da Prefeitura de Fortaleza, no campo defesa do consumidor.

Já em relação aos produtos que seguem tendência de aumento nos preços, a pesquisa do Procon Fortaleza indica que 19 itens tiveram elevação entre os dois períodos (julho e agosto), com destaque para a carne bovina de segunda, que subiu 25,79%, a banana, com aumento de 15,84% e o pimentão, que sofreu reajuste de 11,80%.

A diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, aproveita para orientar o consumidor que perceber apenas em casa, a compra de um produto vencido. "O Código de Defesa do Consumidor garante, no artigo 18, a troca imediata de produto vencido ou a restituição do valor pago, mediante apresentação do comprovante da compra", explicou.

O Procon também realiza um comparativo dos mesmos produtos com as mesmas marcas, entre os supermercados pesquisados. Nesta análise, a laranja foi o alimento que mais variou de preços, sendo encontrada de R$ 1,29 a R$ 3,79, indicando 193,80% de variação. Em seguida, o tomate, que pode ser comprado de R$ 2,48 a R$ 6,98, ou seja, 181,45%.