07 de junho de 2022 em Economia

Preços nos supermercados sobem 10,26%, aponta nova pesquisa do Procon Fortaleza

Entre janeiro e maio, os 70 itens pesquisados mensalmente passaram de R$ 657,16 para R$ 724,60


A nova pesquisa do Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza), divulgada nesta terça-feira (07/06), aponta que os preços de alimentos e produtos nos supermercados alcançaram alta de R$ 10,26%, em maio, quando comparados com o início do ano. Entre janeiro e maio, os 70 itens pesquisados mensalmente passaram de R$ 657,16 para R$ 724,60. Pelo menos 18 produtos apresentaram variações de preços acima de 100%. Este último levantamento foi realizado entre os dias 09 e 20/05.

Pesquisa completa.

Todos os preços também estão disponíveis no aplicativo Proconomizar, nas plataformas android e iOS, bem como no portal da Prefeitura de Fortaleza, no Catãlogo de Serviços (categoria Defesa do Consumidor).

Nas Regionais 3 e 4 foram encontrados os produtos mais baratos, somando os itens R$ 617,45 e R$ 622,59, respectivamente. Enquanto isso, nas Regionais 9 e 5, os mesmos produtos somam R$ 792,38 e R$ 790,93, respectivamente. O Procon ressalva que, nesta análise a quantidade de itens em falta nos supermercados pode afetar a média da somatória.

Preços por Regionais

Regional Preço médio total
Regional 9 R$ 792,38
Regional 5 R$ 790,93
Regional 6 R$ 785,94
Regional 12 R$ 777,57
Regional 8 R$ 774,39
Regional 11 R$ 767,94
Regional 10 R$ 733,73
Regional 7 R$ 696,33
Regional 1 R$ 684,89
Regional 2 R$ 651,03
Regional 4 R$ 622,59
Regional 3 R$ 617,45

Entre os 70 itens, 18 apresentaram variações acima de 100%. O mesmo sabonete infantil, de 80g, pode ser encontrado de R$ 3,89 a R$ 12,49, uma variação de 221,07%. O quilo do pimentão, também apresenta alta diferença de preço, podendo custar de R$ 3,98 a R$ 11,19, uma variação de 181,15%.

Maiores variações

Produto Menor preço Maior preço Variação
Sabonete infantil (80g) R$ 3,89 R$ 12,49 221,07%
Pimentão (Kg) R$ 3,98 R$ 11,19 181,15%
Abacaxi (Un) R$ 3,49 R$ 9,39 169,05%
Tomate (Kg) R$ 4,98 R$ 12,99 160,84%
Banana (Kg) R$ 2,49 R$ 6,45 159,92%

A diretora do Procon Fortaleza, Eneylândia Rabelo, orienta que os consumidores façam uma pesquisa prévia antes de ir ao supermercado. "Planejar as compras é o melhor caminho para alcançar uma economia. Não compre o que não está precisando ou fácil de desperdiçar. Muita atenção com legumes e verduras. Só compre o que realmente vá consumir".

Eneylândia também lembra que os supermercados são obrigados a cumprir ofertas e publicidade de encartes e anúncios. "Toda oferta deve ser cumprida. E caso o consumidor encontre divergência do preço anunciado com o valor registrado no caixa, deve pagar o menor valor", explicou a Diretora.

O Procon pesquisa, mensalmente, 70 produtos e alimentos considerados mais essenciais. A coleta de preços é feita presencialmente em todas as regionais de Fortaleza.

Preços nos supermercados sobem 10,26%, aponta nova pesquisa do Procon Fortaleza

Entre janeiro e maio, os 70 itens pesquisados mensalmente passaram de R$ 657,16 para R$ 724,60

A nova pesquisa do Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza), divulgada nesta terça-feira (07/06), aponta que os preços de alimentos e produtos nos supermercados alcançaram alta de R$ 10,26%, em maio, quando comparados com o início do ano. Entre janeiro e maio, os 70 itens pesquisados mensalmente passaram de R$ 657,16 para R$ 724,60. Pelo menos 18 produtos apresentaram variações de preços acima de 100%. Este último levantamento foi realizado entre os dias 09 e 20/05.

Pesquisa completa.

Todos os preços também estão disponíveis no aplicativo Proconomizar, nas plataformas android e iOS, bem como no portal da Prefeitura de Fortaleza, no Catãlogo de Serviços (categoria Defesa do Consumidor).

Nas Regionais 3 e 4 foram encontrados os produtos mais baratos, somando os itens R$ 617,45 e R$ 622,59, respectivamente. Enquanto isso, nas Regionais 9 e 5, os mesmos produtos somam R$ 792,38 e R$ 790,93, respectivamente. O Procon ressalva que, nesta análise a quantidade de itens em falta nos supermercados pode afetar a média da somatória.

Preços por Regionais

Regional Preço médio total
Regional 9 R$ 792,38
Regional 5 R$ 790,93
Regional 6 R$ 785,94
Regional 12 R$ 777,57
Regional 8 R$ 774,39
Regional 11 R$ 767,94
Regional 10 R$ 733,73
Regional 7 R$ 696,33
Regional 1 R$ 684,89
Regional 2 R$ 651,03
Regional 4 R$ 622,59
Regional 3 R$ 617,45

Entre os 70 itens, 18 apresentaram variações acima de 100%. O mesmo sabonete infantil, de 80g, pode ser encontrado de R$ 3,89 a R$ 12,49, uma variação de 221,07%. O quilo do pimentão, também apresenta alta diferença de preço, podendo custar de R$ 3,98 a R$ 11,19, uma variação de 181,15%.

Maiores variações

Produto Menor preço Maior preço Variação
Sabonete infantil (80g) R$ 3,89 R$ 12,49 221,07%
Pimentão (Kg) R$ 3,98 R$ 11,19 181,15%
Abacaxi (Un) R$ 3,49 R$ 9,39 169,05%
Tomate (Kg) R$ 4,98 R$ 12,99 160,84%
Banana (Kg) R$ 2,49 R$ 6,45 159,92%

A diretora do Procon Fortaleza, Eneylândia Rabelo, orienta que os consumidores façam uma pesquisa prévia antes de ir ao supermercado. "Planejar as compras é o melhor caminho para alcançar uma economia. Não compre o que não está precisando ou fácil de desperdiçar. Muita atenção com legumes e verduras. Só compre o que realmente vá consumir".

Eneylândia também lembra que os supermercados são obrigados a cumprir ofertas e publicidade de encartes e anúncios. "Toda oferta deve ser cumprida. E caso o consumidor encontre divergência do preço anunciado com o valor registrado no caixa, deve pagar o menor valor", explicou a Diretora.

O Procon pesquisa, mensalmente, 70 produtos e alimentos considerados mais essenciais. A coleta de preços é feita presencialmente em todas as regionais de Fortaleza.