29 de novembro de 2019 em Habitação

Prefeitura realiza atividade de trabalho social junto a famílias da Barra do Ceará

O projeto, criado este ano, é desenvolvido pela Habitafor e já beneficiou mais de 300 pessoas


A ação ocorreu na manhã de hoje no residencial Padre Caetano
Esta foi a sexta edição do projeto realizado em áreas de intervenções urbanísticas

A sexta edição do Projeto Balcão de Empregos, da Prefeitura de Fortaleza, levou aos moradores do residencial Padre Caetano, na Barra do Ceará, oportunidades de empregos, serviços de saúde e roda de conversa sobre empreendedorismo. A atividade, realizada por meio das secretarias do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor) e Desenvolvimento Econômico (SDE), ocorreu sexta-feira (29/11) e contou com equipes do posto de saúde, Francisco Domingos da Silva, do Centro de Controle de Zoonoses de Fortaleza e do Sistema Nacional de Emprego (Sine).

No campo da saúde, os profissionais levaram doses de vacina contra o sarampo para pessoas de 18 a 29 anos, além de medicamentos contra verminoses para as crianças da comunidade. Também houve cuidados com os animais de estimação. Cães e gatos receberam vacinas contra a raiva e alguns fizeram teste de calazar.

Na área da empregabilidade, os moradores participaram de uma roda de conversa sobre empreendedorismo e questões voltadas para o mercado de trabalho. Os participantes receberam também orientações de como elaborar currículos, foram cadastrados no banco de dados para vagas disponíveis no sistema do Sine, além de receberem cartas de recomendação.

Casado e pai de dois filhos, José Barbosa aprovou a iniciativa e ainda saiu com a indicação de um emprego. “Gostei muito da atividade, pois fazia tempo que eu aguardava uma carta de recomendação na minha área que é a construção civil”, destacou o profissional, desempregado há cerca de um ano.

O Projeto do Balcão de Empregos faz parte das ações do trabalho social desenvolvido pela Prefeitura em áreas de intervenções urbanísticas e em residenciais, por meio da Habitafor. Com essa edição, cerca de 300 pessoas já foram beneficiadas.

Prefeitura realiza atividade de trabalho social junto a famílias da Barra do Ceará

O projeto, criado este ano, é desenvolvido pela Habitafor e já beneficiou mais de 300 pessoas

A ação ocorreu na manhã de hoje no residencial Padre Caetano
Esta foi a sexta edição do projeto realizado em áreas de intervenções urbanísticas

A sexta edição do Projeto Balcão de Empregos, da Prefeitura de Fortaleza, levou aos moradores do residencial Padre Caetano, na Barra do Ceará, oportunidades de empregos, serviços de saúde e roda de conversa sobre empreendedorismo. A atividade, realizada por meio das secretarias do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor) e Desenvolvimento Econômico (SDE), ocorreu sexta-feira (29/11) e contou com equipes do posto de saúde, Francisco Domingos da Silva, do Centro de Controle de Zoonoses de Fortaleza e do Sistema Nacional de Emprego (Sine).

No campo da saúde, os profissionais levaram doses de vacina contra o sarampo para pessoas de 18 a 29 anos, além de medicamentos contra verminoses para as crianças da comunidade. Também houve cuidados com os animais de estimação. Cães e gatos receberam vacinas contra a raiva e alguns fizeram teste de calazar.

Na área da empregabilidade, os moradores participaram de uma roda de conversa sobre empreendedorismo e questões voltadas para o mercado de trabalho. Os participantes receberam também orientações de como elaborar currículos, foram cadastrados no banco de dados para vagas disponíveis no sistema do Sine, além de receberem cartas de recomendação.

Casado e pai de dois filhos, José Barbosa aprovou a iniciativa e ainda saiu com a indicação de um emprego. “Gostei muito da atividade, pois fazia tempo que eu aguardava uma carta de recomendação na minha área que é a construção civil”, destacou o profissional, desempregado há cerca de um ano.

O Projeto do Balcão de Empregos faz parte das ações do trabalho social desenvolvido pela Prefeitura em áreas de intervenções urbanísticas e em residenciais, por meio da Habitafor. Com essa edição, cerca de 300 pessoas já foram beneficiadas.