02 de dezembro de 2019 em Social

Prefeitura realiza formação sobre o fluxo de notificação da violência sexual infantojuvenil para coordenadores da Educação Infantil

A iniciativa visa ao fortalecimento da política de proteção à criança por meio de ações integradas


Profissionais no auditório
Serão capacitados 257 coordenadores pedagógicos dos Centros de Educação Infantil (CEIs)

A Prefeitura de Fortaleza realiza, nos dias 02, 05 e 06 de dezembro, das 8h às 17h, ações integradas de formação para coordenadores pedagógicos da educação que atuam na primeiríssima infância. A atividade é promovida por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME).

“A capacitação é uma ação integrada entre a Funci e a SME que visa à sensibilização dos profissionais da Educação Infantil na defesa e enfrentamento das violências contra a criança, além de fortalecer o eixo de prevenção”, salientou a presidente da Funci, Gloria Marinho.

A iniciativa é uma ação intersetorial do Programa Missão Infância, que envolve as áreas da saúde, educação, assistência social, mobilidade e infraestrutura voltadas para o atendimento às crianças da capital cearense, lançado em agosto. As vivências de situações traumáticas devido à violência sexual acontecem em qualquer faixa etária e podem ser mais sérias em crianças entre 0 e 6 anos, fase peculiar do desenvolvimento do ser humano.

"É fundamental capacitar os profissionais da Educação Infantil e garantir a proteção de nossas crianças, pois a escola é a esperança de proteção para muitas vítimas de violência sexual intrafamiliar”, conclui a coordenadora do Programa Rede Aquarela, Kelly Meneses.

Durante três dias, os profissionais que atuam no programa Rede Aquarela irão abordar temas relacionados ao abuso e à violência sexual infantojuvenil, como sinais físicos, comportamentais e o fluxo de notificação de possíveis casos. Ao todo, serão capacitados 257 coordenadores pedagógicos de Centros de Educação Infantil (CEIs). O processo deve seguir até o próximo ano, onde serão capacitados 724 assistentes da Educação Infantil.

Programa Rede Aquarela

Desenvolve ações de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, sendo responsável por promover e articular atividades de prevenção, atendimento especializado com equipe multidisciplinar, mobilização e articulação comunitária, em parceria com a rede de promoção, defesa e controle social do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA). O programa está organizado em quatro eixos: Disseminação, Atendimento Psicossocial, Atendimento Dceca e Atendimento 12ª Vara Criminal.

O eixo Disseminação articula redes locais para o enfrentamento à violência sexual em todas as Regionais de Fortaleza, promovendo oficinas e palestras para debater a temática.

Serviço:
Formação para Coordenadores Pedagógicos dos Centro de Educação Infantil (CEI)
Data: 02, 05 e 06/12
Horário: 8h às 17h (manhã e tarde)
Local: Auditório da Casa da Infância e da Adolescência (Rua João Tomé, 261 – Monte Castelo)

Prefeitura realiza formação sobre o fluxo de notificação da violência sexual infantojuvenil para coordenadores da Educação Infantil

A iniciativa visa ao fortalecimento da política de proteção à criança por meio de ações integradas

Profissionais no auditório
Serão capacitados 257 coordenadores pedagógicos dos Centros de Educação Infantil (CEIs)

A Prefeitura de Fortaleza realiza, nos dias 02, 05 e 06 de dezembro, das 8h às 17h, ações integradas de formação para coordenadores pedagógicos da educação que atuam na primeiríssima infância. A atividade é promovida por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME).

“A capacitação é uma ação integrada entre a Funci e a SME que visa à sensibilização dos profissionais da Educação Infantil na defesa e enfrentamento das violências contra a criança, além de fortalecer o eixo de prevenção”, salientou a presidente da Funci, Gloria Marinho.

A iniciativa é uma ação intersetorial do Programa Missão Infância, que envolve as áreas da saúde, educação, assistência social, mobilidade e infraestrutura voltadas para o atendimento às crianças da capital cearense, lançado em agosto. As vivências de situações traumáticas devido à violência sexual acontecem em qualquer faixa etária e podem ser mais sérias em crianças entre 0 e 6 anos, fase peculiar do desenvolvimento do ser humano.

"É fundamental capacitar os profissionais da Educação Infantil e garantir a proteção de nossas crianças, pois a escola é a esperança de proteção para muitas vítimas de violência sexual intrafamiliar”, conclui a coordenadora do Programa Rede Aquarela, Kelly Meneses.

Durante três dias, os profissionais que atuam no programa Rede Aquarela irão abordar temas relacionados ao abuso e à violência sexual infantojuvenil, como sinais físicos, comportamentais e o fluxo de notificação de possíveis casos. Ao todo, serão capacitados 257 coordenadores pedagógicos de Centros de Educação Infantil (CEIs). O processo deve seguir até o próximo ano, onde serão capacitados 724 assistentes da Educação Infantil.

Programa Rede Aquarela

Desenvolve ações de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, sendo responsável por promover e articular atividades de prevenção, atendimento especializado com equipe multidisciplinar, mobilização e articulação comunitária, em parceria com a rede de promoção, defesa e controle social do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA). O programa está organizado em quatro eixos: Disseminação, Atendimento Psicossocial, Atendimento Dceca e Atendimento 12ª Vara Criminal.

O eixo Disseminação articula redes locais para o enfrentamento à violência sexual em todas as Regionais de Fortaleza, promovendo oficinas e palestras para debater a temática.

Serviço:
Formação para Coordenadores Pedagógicos dos Centro de Educação Infantil (CEI)
Data: 02, 05 e 06/12
Horário: 8h às 17h (manhã e tarde)
Local: Auditório da Casa da Infância e da Adolescência (Rua João Tomé, 261 – Monte Castelo)