19 de setembro de 2018 em Economia

Procon Fortaleza divulga primeira pesquisa de preços no aplicativo Proconomizar

Com o aplicativo Proconomizar, o consumidor pode selecionar uma lista individual de produtos, a partir de sua preferência ou necessidade


A primeira pesquisa do Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) publicada no aplicativo "Proconomizar" indica um leve aumento de preços nos supermercados da Capital. Isso porque a soma média dos 60 produtos e alimentos pesquisados mensalmente pelo Procon ficou, no mês de setembro, em R$ 425,48, uma alta de 0,42% se comparada ao mês anterior, quando a somá média era de R$ 423,69.

O levantamento de setembro, realizado entre os dias 12 e 14, também indica que a Regional VI reúne os preços mais elevados, custando até R$ 474,39 a soma de todos os itens. Já os bairros da Regional IV apresentam os menores preços, somando R$ 284,47.

A variação de preços pode estar relacionada, além da concorrência entre os supermercados, à falta de itens pesquisados, bem como a promoções e ofertas. Por isso pode haver diferença entre os preços coletados e os preços encontrados pelos consumidores nos supermercados, não caracterizando prática abusiva.

No comparativo entre os mesmos produtos e mesma especificação de marcas, a diferença de preços chega a 334,05%. É o caso do quilo da banana, que pode ser encontrada de R$ 1,38 à R$ 5,99. A farinha de mandioca também apresenta alta variação, sendo comprada de R$ 1,98 à R$ 8,25, o quilo.

Cláudia Santos, diretora do Procon Fortaleza, acredita que ficou mais fácil para o consumidor pesquisar preços nos supermercados. "Agora, na palma da mão, o consumidor pode acompanhar os preços, inclusive, antes de sair de casa, avaliando a distância e os locais pesquisados". A Diretora adianta que o Procon está avaliando aumentar a quantidade de estabelecimentos, o que vai favorecer mais consumidores.

Metodologia
O Procon Fortaleza pesquisa mensalmente produtos nos supermercados da capital com coleta de preços presencial, de diferentes marcas e tipos, divididos em alimentação, carnes e aves, padaria, refrigerantes, frutas e verduras, higiene pessoal, limpeza doméstica ou cuidados e higiene infantis.

Consulte todos os preços aqui.

Maiores variações (acima de 100%)

PRODUTO MENOR MAIOR VARIAÇÃO
Banana R$ 1,38 R$ 5,99 334,05%
Farinha R$ 1,98 R$ 8,25 316,66%
Cebola R$ 0,89 R$ 3,48 291,01%
Cenoura R$ 1,89 R$ 5,98 216,40%
Batata R$ 1,39 R$ 4,19 201,43%
Pimentão R$ 1,88 R$ 5,29 181,38%
Abacaxi  R$ 1,98 R$ 4,98 151,51%
Laranja R$ 1,69 R$ 3,99 136,09%
Alho        R$ 12,98 R$ 30,50 134,97%
Tomate R$ 2,38 R$ 4,98 109,24%

Dicas e direitos nos supermercados

- Verifique as datas de promoções e dias de ofertas;
- Analise os encartes distribuídos como sendo de produtos promocionais e exija os mesmos preços praticados nos caixas. Se houver divergência, o consumidor tem o direito de pagar sempre o menor valor;
- Avalie e faça as contas com as despesas mensais, como mensalidades escolares, impostos parcelados e outros;
- Faça uma lista dos produtos que realmente precisa comprar;
- Evite realizar as compras com fome ou acompanhado de crianças;
- Pesquise preços e verifique a melhor forma de pagamento e descontos nos pagamento à vista, em dinheiro e no cartão de crédito;
- Confira a data de validade dos produtos;
- Nem sempre o produto com tarja vermelha é o mais barato. Procure a categoria do item exposto como promocional e escolha um produto que seja mais em conta. Certamente, você sairá economizando;
- Na entrada de lojas e supermercados, por exemplo, normalmente são colocados produtos que induzam o consumidor à compra. Portanto, evite-os;
- Alimentos congelados devem ser colocados por último no carrinho para que sua qualidade não seja comprometida.

Procon Fortaleza divulga primeira pesquisa de preços no aplicativo Proconomizar

Com o aplicativo Proconomizar, o consumidor pode selecionar uma lista individual de produtos, a partir de sua preferência ou necessidade

A primeira pesquisa do Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) publicada no aplicativo "Proconomizar" indica um leve aumento de preços nos supermercados da Capital. Isso porque a soma média dos 60 produtos e alimentos pesquisados mensalmente pelo Procon ficou, no mês de setembro, em R$ 425,48, uma alta de 0,42% se comparada ao mês anterior, quando a somá média era de R$ 423,69.

O levantamento de setembro, realizado entre os dias 12 e 14, também indica que a Regional VI reúne os preços mais elevados, custando até R$ 474,39 a soma de todos os itens. Já os bairros da Regional IV apresentam os menores preços, somando R$ 284,47.

A variação de preços pode estar relacionada, além da concorrência entre os supermercados, à falta de itens pesquisados, bem como a promoções e ofertas. Por isso pode haver diferença entre os preços coletados e os preços encontrados pelos consumidores nos supermercados, não caracterizando prática abusiva.

No comparativo entre os mesmos produtos e mesma especificação de marcas, a diferença de preços chega a 334,05%. É o caso do quilo da banana, que pode ser encontrada de R$ 1,38 à R$ 5,99. A farinha de mandioca também apresenta alta variação, sendo comprada de R$ 1,98 à R$ 8,25, o quilo.

Cláudia Santos, diretora do Procon Fortaleza, acredita que ficou mais fácil para o consumidor pesquisar preços nos supermercados. "Agora, na palma da mão, o consumidor pode acompanhar os preços, inclusive, antes de sair de casa, avaliando a distância e os locais pesquisados". A Diretora adianta que o Procon está avaliando aumentar a quantidade de estabelecimentos, o que vai favorecer mais consumidores.

Metodologia
O Procon Fortaleza pesquisa mensalmente produtos nos supermercados da capital com coleta de preços presencial, de diferentes marcas e tipos, divididos em alimentação, carnes e aves, padaria, refrigerantes, frutas e verduras, higiene pessoal, limpeza doméstica ou cuidados e higiene infantis.

Consulte todos os preços aqui.

Maiores variações (acima de 100%)

PRODUTO MENOR MAIOR VARIAÇÃO
Banana R$ 1,38 R$ 5,99 334,05%
Farinha R$ 1,98 R$ 8,25 316,66%
Cebola R$ 0,89 R$ 3,48 291,01%
Cenoura R$ 1,89 R$ 5,98 216,40%
Batata R$ 1,39 R$ 4,19 201,43%
Pimentão R$ 1,88 R$ 5,29 181,38%
Abacaxi  R$ 1,98 R$ 4,98 151,51%
Laranja R$ 1,69 R$ 3,99 136,09%
Alho        R$ 12,98 R$ 30,50 134,97%
Tomate R$ 2,38 R$ 4,98 109,24%

Dicas e direitos nos supermercados

- Verifique as datas de promoções e dias de ofertas;
- Analise os encartes distribuídos como sendo de produtos promocionais e exija os mesmos preços praticados nos caixas. Se houver divergência, o consumidor tem o direito de pagar sempre o menor valor;
- Avalie e faça as contas com as despesas mensais, como mensalidades escolares, impostos parcelados e outros;
- Faça uma lista dos produtos que realmente precisa comprar;
- Evite realizar as compras com fome ou acompanhado de crianças;
- Pesquise preços e verifique a melhor forma de pagamento e descontos nos pagamento à vista, em dinheiro e no cartão de crédito;
- Confira a data de validade dos produtos;
- Nem sempre o produto com tarja vermelha é o mais barato. Procure a categoria do item exposto como promocional e escolha um produto que seja mais em conta. Certamente, você sairá economizando;
- Na entrada de lojas e supermercados, por exemplo, normalmente são colocados produtos que induzam o consumidor à compra. Portanto, evite-os;
- Alimentos congelados devem ser colocados por último no carrinho para que sua qualidade não seja comprometida.