31 de janeiro de 2022 em Economia

Procon Fortaleza dobra quantidade de supermercados pesquisados mensalmente e amplia produtos consultados

Em janeiro, 15 produtos apresentaram variações de preços a partir de 100%


O Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) divulgou, nesta segunda-feira (31/01), a primeira pesquisa do ano com preços de produtos nos supermercados da Capital. O levantamento, realizado entre os dias 11 e 21 de janeiro traz novidades, como a quantidade de estabelecimentos pesquisados, que passou de 12 para 24, além da ampliação dos produtos consultados mensalmente, saindo de 61 para 70 itens.

Supermercados dos bairros Coité, Barra do Ceará, Presidente Kennedy e Mondubim entram na lista de locais pesquisados mensalmente, somando-se a outros bairros como Aldeota, Conjunto Ceará, Fátima, entre outras regiões. A ideia do Procon é continuar pesquisando preços em todas as regionais de Fortaleza. Produtos como farinha de trigo, mortadela, goma para tapioca e achocolatado também entram na lista de itens pesquisados.

Em janeiro, 15 produtos apresentaram variações de preços a partir de cem por cento. O quilo da mortadela, por exemplo, pode ser encontrado de R$ 5,99, no bairro Jangurussu a R$ 26,90, no bairro Maraponga, uma diferença de 349%. Já o quilo do sabão em barra custa de R$ 5,59, no bairro Carlito Pamplona a R$ 20,99, no bairro Aldeota, conferindo uma variação de 275%.

Consulte a pesquisa completa com os 70 produtos. Todos os preços estão disponíveis no aplicativo "Proconomizar", nas plataformas android e iOS, bem como no portal da Prefeitura de Fortaleza, na aba de defesa do consumidor.

Maiores variações

Produto Menor preço (bairro) Maior preço (bairro) Variação
Mortadela (Kg) R$ 5,99 (Jangurussu) R$ 26,90 (Maraponga 349,08 %
Sabão barra (Kg) R$ 5,59 (Carlito Pamplona) R$ 20,99 (Aldeota) 275,49 %
Banana (Kg) R$ 1,99 (Barra do Ceará R$ 6,99 (Passaré) 251,25 %
Mamão (Kg) R$ 1,99 (Monte Castelo) R$ 5,89 (Messejana) 195,97 %
Queijo coalho (Kg) R$ 17,99 (Centro) R$ 48,00 (Aldeota) 166,81 %

A diretora do Procon Fortaleza, Eneylândia Rabelo, comenta que a ampliação de supermercados e itens pesquisados vai possibilitar maiores opções para o consumidor. "Quanto maior a oferta de estabelecimentos e produtos melhor para o consumidor, que tem o poder de compra. A escolha por locais com preços mais baratos pode forçar o mercado a reduzir os valores praticados, e isso é muito bom para uma economia nos gastos com alimentação", disse.

Metodologia
A pesquisa do Procon Fortaleza é informativa e possibilita ao consumidor optar por estabelecimentos que ofereçam preços mais baratos. O levantamento é realizado presencialmente e dividido por itens de alimentação, carnes e aves, padaria, refrigerantes, frutas e verduras, higiene pessoal, limpeza doméstica e ainda cuidados e higiene infantil.

Dicas e direitos nos supermercados
- Verifique as datas de promoções e dias de ofertas;
- Analise os encartes distribuídos como sendo de produtos promocionais e exija os mesmos preços nos caixas. Se houver divergência, o consumidor tem o direito de pagar sempre o menor valor;
- Avalie e faça as contas com as despesas mensais, como mensalidades escolares, impostos parcelados e outros;
- Faça uma lista dos produtos que realmente precisa comprar;
- Evite realizar as compras com fome ou acompanhado de crianças;
- Pesquise preços e verifique a melhor forma de pagamento e descontos nos pagamento à vista, em dinheiro e no cartão de crédito;
- Confira a data de validade dos produtos;
- Nem sempre o produto com tarja vermelha é o mais barato. Procure a categoria do item exposto como promocional e escolha um produto que seja mais em conta. Certamente, você sairá economizando;
- Na entrada de lojas e supermercados, por exemplo, normalmente são colocados produtos que induzam o consumidor à compra. Portanto, evite-os;
- Alimentos congelados devem ser colocados por último no carrinho para que sua qualidade não seja comprometida.

Procon Fortaleza dobra quantidade de supermercados pesquisados mensalmente e amplia produtos consultados

Em janeiro, 15 produtos apresentaram variações de preços a partir de 100%

O Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) divulgou, nesta segunda-feira (31/01), a primeira pesquisa do ano com preços de produtos nos supermercados da Capital. O levantamento, realizado entre os dias 11 e 21 de janeiro traz novidades, como a quantidade de estabelecimentos pesquisados, que passou de 12 para 24, além da ampliação dos produtos consultados mensalmente, saindo de 61 para 70 itens.

Supermercados dos bairros Coité, Barra do Ceará, Presidente Kennedy e Mondubim entram na lista de locais pesquisados mensalmente, somando-se a outros bairros como Aldeota, Conjunto Ceará, Fátima, entre outras regiões. A ideia do Procon é continuar pesquisando preços em todas as regionais de Fortaleza. Produtos como farinha de trigo, mortadela, goma para tapioca e achocolatado também entram na lista de itens pesquisados.

Em janeiro, 15 produtos apresentaram variações de preços a partir de cem por cento. O quilo da mortadela, por exemplo, pode ser encontrado de R$ 5,99, no bairro Jangurussu a R$ 26,90, no bairro Maraponga, uma diferença de 349%. Já o quilo do sabão em barra custa de R$ 5,59, no bairro Carlito Pamplona a R$ 20,99, no bairro Aldeota, conferindo uma variação de 275%.

Consulte a pesquisa completa com os 70 produtos. Todos os preços estão disponíveis no aplicativo "Proconomizar", nas plataformas android e iOS, bem como no portal da Prefeitura de Fortaleza, na aba de defesa do consumidor.

Maiores variações

Produto Menor preço (bairro) Maior preço (bairro) Variação
Mortadela (Kg) R$ 5,99 (Jangurussu) R$ 26,90 (Maraponga 349,08 %
Sabão barra (Kg) R$ 5,59 (Carlito Pamplona) R$ 20,99 (Aldeota) 275,49 %
Banana (Kg) R$ 1,99 (Barra do Ceará R$ 6,99 (Passaré) 251,25 %
Mamão (Kg) R$ 1,99 (Monte Castelo) R$ 5,89 (Messejana) 195,97 %
Queijo coalho (Kg) R$ 17,99 (Centro) R$ 48,00 (Aldeota) 166,81 %

A diretora do Procon Fortaleza, Eneylândia Rabelo, comenta que a ampliação de supermercados e itens pesquisados vai possibilitar maiores opções para o consumidor. "Quanto maior a oferta de estabelecimentos e produtos melhor para o consumidor, que tem o poder de compra. A escolha por locais com preços mais baratos pode forçar o mercado a reduzir os valores praticados, e isso é muito bom para uma economia nos gastos com alimentação", disse.

Metodologia
A pesquisa do Procon Fortaleza é informativa e possibilita ao consumidor optar por estabelecimentos que ofereçam preços mais baratos. O levantamento é realizado presencialmente e dividido por itens de alimentação, carnes e aves, padaria, refrigerantes, frutas e verduras, higiene pessoal, limpeza doméstica e ainda cuidados e higiene infantil.

Dicas e direitos nos supermercados
- Verifique as datas de promoções e dias de ofertas;
- Analise os encartes distribuídos como sendo de produtos promocionais e exija os mesmos preços nos caixas. Se houver divergência, o consumidor tem o direito de pagar sempre o menor valor;
- Avalie e faça as contas com as despesas mensais, como mensalidades escolares, impostos parcelados e outros;
- Faça uma lista dos produtos que realmente precisa comprar;
- Evite realizar as compras com fome ou acompanhado de crianças;
- Pesquise preços e verifique a melhor forma de pagamento e descontos nos pagamento à vista, em dinheiro e no cartão de crédito;
- Confira a data de validade dos produtos;
- Nem sempre o produto com tarja vermelha é o mais barato. Procure a categoria do item exposto como promocional e escolha um produto que seja mais em conta. Certamente, você sairá economizando;
- Na entrada de lojas e supermercados, por exemplo, normalmente são colocados produtos que induzam o consumidor à compra. Portanto, evite-os;
- Alimentos congelados devem ser colocados por último no carrinho para que sua qualidade não seja comprometida.