18 de maio de 2021 em Saúde

Sarto acompanha obras do Hospital Distrital Gonzaga Mota (Gonzaguinha) do José Walter

De acordo com o prefeito, a primeira etapa da unidade está concluída e pronta para ser equipada. Em caso de necessidade, ala pode entrar em operação antecipadamente


sarto observa  a planta da obra de reforma do gonzaguinha
Visita ocorreu na manhã desta terça-feira (18/05) (Foto: Marcos Moura)

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, visitou, na manhã desta terça-feira (18/05), as obras do novo Hospital Distrital Gonzaga Mota (Gonzaguinha) do José Walter. 24,43% executadas, as intervenções devem ser concluídas em novembro de 2021. O equipamento fortalecerá a assistência materno-infantil na Capital, garantindo, ainda, serviços direcionados à clínica médica e aos atendimentos de emergência.

O investimento de R$ 21,2 milhões vem proporcionando a estruturação física de 165 leitos, centro cirúrgico, centro de parto normal, urgência obstétrica, internação conjunta e internação clínica.

De acordo com o prefeito, a primeira etapa do hospital está concluída e pronta para ser equipada. Em caso de necessidade, ala pode entrar em operação antecipadamente. “O antigo Gonzaguinha dispõe hoje de 59 leitos. Apenas esta primeira etapa do novo hospital já conta com 60 leitos prontos para receber os equipamentos necessários”, afirmou.

Conforme o cronograma de execução, até o fim deste ano, a capacidade instalada será praticamente triplicada para ampliar a assistência à saúde no Município. “Este é um movimento importante de expansão permanente de nossos leitos para a proteção à saúde e à vida”, acrescentou, destacando os diferenciais positivos da unidade. “Além da localização estratégica, temos uma acessibilidade incrível para acolher a nossa população”, elencou.

Sarto destacou, por fim, o esforço realizado pela Prefeitura para a ampliação de leitos direcionados ao tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19 em toda a Cidade. “Só leitos de Covid-19, entregamos 953 unidades, dentre as quais 157 são de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). E temos toda uma estrutura que cresce paralelamente a isso”, assegurou.

Sarto acompanha obras do Hospital Distrital Gonzaga Mota (Gonzaguinha) do José Walter

De acordo com o prefeito, a primeira etapa da unidade está concluída e pronta para ser equipada. Em caso de necessidade, ala pode entrar em operação antecipadamente

sarto observa  a planta da obra de reforma do gonzaguinha
Visita ocorreu na manhã desta terça-feira (18/05) (Foto: Marcos Moura)

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, visitou, na manhã desta terça-feira (18/05), as obras do novo Hospital Distrital Gonzaga Mota (Gonzaguinha) do José Walter. 24,43% executadas, as intervenções devem ser concluídas em novembro de 2021. O equipamento fortalecerá a assistência materno-infantil na Capital, garantindo, ainda, serviços direcionados à clínica médica e aos atendimentos de emergência.

O investimento de R$ 21,2 milhões vem proporcionando a estruturação física de 165 leitos, centro cirúrgico, centro de parto normal, urgência obstétrica, internação conjunta e internação clínica.

De acordo com o prefeito, a primeira etapa do hospital está concluída e pronta para ser equipada. Em caso de necessidade, ala pode entrar em operação antecipadamente. “O antigo Gonzaguinha dispõe hoje de 59 leitos. Apenas esta primeira etapa do novo hospital já conta com 60 leitos prontos para receber os equipamentos necessários”, afirmou.

Conforme o cronograma de execução, até o fim deste ano, a capacidade instalada será praticamente triplicada para ampliar a assistência à saúde no Município. “Este é um movimento importante de expansão permanente de nossos leitos para a proteção à saúde e à vida”, acrescentou, destacando os diferenciais positivos da unidade. “Além da localização estratégica, temos uma acessibilidade incrível para acolher a nossa população”, elencou.

Sarto destacou, por fim, o esforço realizado pela Prefeitura para a ampliação de leitos direcionados ao tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19 em toda a Cidade. “Só leitos de Covid-19, entregamos 953 unidades, dentre as quais 157 são de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). E temos toda uma estrutura que cresce paralelamente a isso”, assegurou.