29 de setembro de 2017 em Economia

Procon Fortaleza divulga nova pesquisa de preços nos supermercados da Capital

O levantamento, realizado entre os dias 25 e 26 de setembro, aponta estabilidade nos preços de alimentos e produtos


Pelo terceiro mês consecutivo, alimentos e produtos nos supermercados da Capital registraram estabilidade na média geral de preços e apontaram tendência de queda. De acordo com o novo levantamento, realizado pelo Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza), nos dias 25 e 26 de setembo, o preço médio dos 47 produtos de primeira necessidade aumentou aproximadamente 0,4%, totalizando R$ 265,89. No levantamento anterior (24 e 25/08), o valor médio apresentado foi R$ 264,80, o que indica, comparando os dois períodos, uma estabilidade nos preços. Verificou-se, inclusive, que 21 itens apresentaram aumento no preço médio e 26 itens apresentaram baixa no preço médio.

Carne bovina, laranja, sabão em pó e papel higiênico estão mais caros nos supermercados de Fortaleza. Alguns desses produtos estão até 10% mais caros. Já em relação aos produtos que seguem tendência de redução, seis alimentos registram dois dígitos de queda nos preços. São eles tomate (-32,65%), batata (-21,89%), cebola (-18,66%), banana (-18,24%), alho (-15,35%) e farinha de mandioca (10,29%). Outros 20 alimentos também apresentaram diminuição na média geral.

A pesquisa completa pode ser acessada aqui.

Para a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, a aproximação das festas de fim de ano, requer cautela por parte do consumidor. "Vale alertar que o aumento da procura de produtos nos supermercados pode ocasionar elevação de preços. Portanto, orientamos que o consumidor continue pesquisando, optando pelos estabelecimentos mais em conta, como forma de forçar ainda mais a redução de preços", orientou.

Maiores diferenças entre os supermercados

O Procon também compara os mesmos produtos e com as mesmas marcas entre os supermercados pesquisados.

 

Procon Fortaleza divulga nova pesquisa de preços nos supermercados da Capital

O levantamento, realizado entre os dias 25 e 26 de setembro, aponta estabilidade nos preços de alimentos e produtos

Pelo terceiro mês consecutivo, alimentos e produtos nos supermercados da Capital registraram estabilidade na média geral de preços e apontaram tendência de queda. De acordo com o novo levantamento, realizado pelo Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza), nos dias 25 e 26 de setembo, o preço médio dos 47 produtos de primeira necessidade aumentou aproximadamente 0,4%, totalizando R$ 265,89. No levantamento anterior (24 e 25/08), o valor médio apresentado foi R$ 264,80, o que indica, comparando os dois períodos, uma estabilidade nos preços. Verificou-se, inclusive, que 21 itens apresentaram aumento no preço médio e 26 itens apresentaram baixa no preço médio.

Carne bovina, laranja, sabão em pó e papel higiênico estão mais caros nos supermercados de Fortaleza. Alguns desses produtos estão até 10% mais caros. Já em relação aos produtos que seguem tendência de redução, seis alimentos registram dois dígitos de queda nos preços. São eles tomate (-32,65%), batata (-21,89%), cebola (-18,66%), banana (-18,24%), alho (-15,35%) e farinha de mandioca (10,29%). Outros 20 alimentos também apresentaram diminuição na média geral.

A pesquisa completa pode ser acessada aqui.

Para a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, a aproximação das festas de fim de ano, requer cautela por parte do consumidor. "Vale alertar que o aumento da procura de produtos nos supermercados pode ocasionar elevação de preços. Portanto, orientamos que o consumidor continue pesquisando, optando pelos estabelecimentos mais em conta, como forma de forçar ainda mais a redução de preços", orientou.

Maiores diferenças entre os supermercados

O Procon também compara os mesmos produtos e com as mesmas marcas entre os supermercados pesquisados.