Reunião ratificou o compromisso de diálogo permanente entre Prefeitura e judiciário

A Rede de Proteção Social e Oportunidades para a Juventude, que está sendo articulada pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude, conquistou na terça-feira, 27, mais uma forte parceria.  Em reunião com o juiz titular da 5ª Vara da Infância e da Juventude de Fortaleza, Manuel Clístenes, o secretário de Juventude, Élcio Batista, firmou o compromisso de atender a todos os jovens que estão em conflito com a Lei e cumprindo medidas socioeducativas.

Manuel Clístenes contextualizou o trabalho do juizado e o papel do poder público no atendimento a esses jovens infratores. “Os jovens são encaminhados às Regionais, mas temos percebido que o atendimento é nulo e sem o menor resultado. Vivenciamos um projeto falido e precisamos desse diálogo permanente com a Prefeitura”, destacou o juiz.

O secretário da Juventude, por sua vez, falou da Rede que vai proporcionar oportunidades aos jovens, com elos estabelecidos entre outros órgãos públicos, associações de bairro, ONG’s e empresas privadas. “É uma política pública para atender quem está precisando, inclusive priorizando os casos mais graves. Precisamos garantir oportunidades a esses jovens”, pontuou Élcio Batista referindo-se a emprego, saúde, esporte, lazer e cultura.

A primeira dama Carol Bezerra, que trabalha com crianças e adolescentes, também participou da reunião. Carol falou da importância de oferecer aos jovens atividades extracurriculares, assim como de sensibilizar pais, mães e sociedade para o problema da violência doméstica.

A Rede de Proteção Social e Oportunidades para a Juventude deve ser lançada em abril, reforçando a política pública de juventude em Fortaleza.

Publicado em Juventude
Página 9 de 9